Qual distribuição Linux devo escolher?

Neste artigo vamos ver quais as principais distribuições Linux que existem e as principais características de cada uma delas, para assim você poder escolher a que melhor se encaixa às suas necessidades.

[ Hits: 66.930 ]

Por: Raul Lopes S. Grangeiro em 28/07/2010


CentOS, Fedora, Ekaaty, Mandriva



CentOS

CentOS é uma distribuição Linux de classe Enterprise derivada de códigos fonte gratuitamente distribuídos pela Red Hat Enterprise Linux e mantida pelo CentOS Project.

A numeração das versões é baseada na numeração do Red Hat Enterprise Linux. Por exemplo, o CentOS 4 é baseado no Red Hat Enterprise Linux 4. A diferença básica entre um e outro é o fornecimento de suporte pago na aquisição de um Red Hat Enterprise Linux. Funcionalmente, pode-se considerar os sistemas clones.

CentOS proporciona um grande acesso aos softwares padrão da indústria, incluindo total compatibilidade com os pacotes de softwares preparados especificamente para os sistemas da Red Hat Enterprise Linux. Isso lhe dá o mesmo nível de segurança e suporte, através de updates, que outras soluções Linux Enterprise, porém sem custo.

Suporta tanto ambientes de servidores para aplicações de missão crítica quanto ambientes de estações de trabalho e ainda possui uma versão Live CD.

CentOS possui numerosas vantagens, incluindo: uma comunidade activa e crescente, um rápido desenvolvimento e teste de pacotes, uma extensa rede para downloads, desenvolvedores acessíveis, múltiplos canais de suporte incluindo suporte em português e suporte comercial através de parceiros.

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/CentOS
Site oficial: http://www.centos.org/

Fedora Linux

Fedora (antigamente chamado Fedora Core) é uma distribuição Linux baseada em pacotes RPM, criada pela Red Hat. Atualmente mantida pelo Projeto Fedora (Fedora Project). Sua instalação é semelhante a versão 9 do Red Hat, em computadores com mais de 1 GHz de processamento e 256 de MB de memória RAM, a instalação padrão demora cerca de 30 minutos.

Depois da instalação o GNOME fica como gestor de desktop padrão, podendo ser mudado para o KDE, WindowMaker, XFCE e etc. Já vem com o browser Mozilla Firefox, com OpenOffice.org e suporte a diversos idiomas, além de uma grande diversidade de programas para servidores e desktops.

Novas versões do Fedora são lançadas aproximadamente a cada 6 meses, tendo como padrão três versões-teste para validação e correção de defeitos, reportados através do sistema bugzilla do projeto.

Suas principais características são:
  • Fácil utilização, mesmo para usuários inexperientes em GNU/Linux;
  • Instalador Anaconda, um dos mais fáceis utilizados atualmente;
  • Gestor de desktop GNOME e KDE;
  • Inclui diversos drivers de periféricos atualizados, facilitando a detecção de hardwares mais novos;
  • Possui diversas interfaces de configuração (Rede, vídeo, som, segurança, teclado, samba, serviços etc) facilitando a administração e configuração do sistema;
  • Sistema para gerenciamento de pacotes Yum e atualizador de pacotes PackageKit (a partir do Fedora 9);
  • Inúmeros programas divididos por temas, que podem ser selecionados na instalação ou através do gerenciador de pacotes;
  • LiveCDs instaláveis com Gnome e/ou KDE disponíveis oficialmente a partir da versão 7;
  • A partir da versão 7, inclui o REVISOR, uma ferramenta de fácil utilização para que qualquer pessoas possa gerar sua versão LiveCD ou DVD baseado no Fedora;
  • Disponível em CDs (exceto as versões 7 e 8, lançadas somente em DVD) e DVDs (a partir da versão 7);
  • Disponível nas arquiteturas x86, x86_64 e PPC;
  • Traduzido e documentado em Português pelo Projeto Fedora Brasil;

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Fedora_Linux
Site oficial: http://fedoraproject.org/

Ekaaty

Ekaaty Linux (do tupi-guarani Eka = Busca e Aty = União) é uma distribuição GNU/Linux desenvolvida no Brasil que tem como base o Fedora Core e gerenciador de ambientes KDE. Seu desenvolvimento é focado na plataforma PC Desktop e otimizado para a arquitetura i386, tendo atualmente quatro versões (Lite, Desktop, Media Box e Educacional). Sua última versão estável é a 4 (Yanomami), lançado oficialmente no dia 06 de fevereiro de 2010.

O Ekaaty Linux surgiu da iniciativa dos administradores da Comunidade Fedora Brasil (antigo Projeto Fedora Minas) de se criar um repositório de pacotes otimizados para o Fedora. Foram realizadas algumas pesquisas sobre as necessidades e anseios dos usuários brasileiros do Fedora e, a partir dos resultados, os pacotes foram desenvolvidos e disponibilizados no site da Comunidade Fedora Brasil, em formato de repositório de pacotes, que poderia facilmente ser adicionado à ferramenta de instalação de pacotes do Fedora - o YUM. Também foi disponibilizado suporte para o gestor de pacotes Smart.

Com o passar do tempo e sucesso da iniciativa do repositório, os usuários da comunidade sugeriram que os pacotes fossem colocados em uma imagem de CD para facilitar o download. Um CD repositório foi criado, mas não chegou a ser disponibilizado.

Havia também a necessidade de se proceder com instalações mínimas do Fedora e, então, foi implementado um CD de instalação com o Anaconda modificado. O Projeto Fedora foi consultado sobre a possibilidade de nomeá-lo Fedora Light, o que não ocorreu. Então, em reunião, os administradores da Comunidade Fedora Brasil (Christian Tosta, Cristiano Furtado, Francisco Vianna, Rudimar Grass e Luciano Soares) decidiram dar um nome para a nova distribuição. Alguns dos nomes propostos foram Pererê e Kurupyra.

Foi fundado, então, em 30/01/2006, o Projeto Ekaaty, nome que vem da conjunção de dois afixos da língua tupi: eka, que significa Busca e aty, significando União. A junção formou a palavra Ekaaty representa o objetivo do projeto, a 'busca por união' entre os usuários e os desenvolvedores do novo sistema operacional.

O logotipo, proposto por Cristiano Furtado, também foi esboçado em reunião e simboliza as barreiras separando a comunidade dos desenvolvedores na busca por essa união. São três as barreiras representadas no logotipo, onde uma delas, da direita para a esquerda, está quebrada, formando uma figura semelhante a um 'IK' alternando as cores verde e amarelo (depois beje). Passado algum tempo, o logotipo ganhou um retângulo verde com bordas arrendondadas e margem beje ao redor do 'IK'.

O mascote da distribuição nasceu de uma brincadeira do Christian Tosta. "Os cinco mosqueteiros" representam os administradores da Comunidade Fedora Brasil reunidos na noite da fundação do Projeto Ekaaty.

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ekaaty
Site oficial: http://www.ekaaty.org/

Mandriva Linux

Mandriva Linux é uma das maiores distribuições Linux da atualidade, nasceu da fusão entre o antigo Mandrake Linux e a brasileira Conectiva.

A empresa francesa Mandriva se dedica à distribuição e suporte do sistema operacional Mandriva Linux, tem sua sede administrativa em Paris e um centro de desenvolvimento em Curitiba no Brasil, o laboratório brasileiro recebe o nome de Mandriva Conectiva, a Mandriva também possui um escritório em San Diego nos Estados Unidos.

O Mandriva Linux conta também com um grande número de contribuidores pelo mundo, o público-alvo do Mandriva Linux engloba usuários iniciantes no mundo Linux assim como usuários com mais experiência.

A empresa começou suas atividades em 7 de abril de 2005 ao juntar os ativos da empresa francesa Mandrake e a brasileira Conectiva SA. No mesmo ano, a Mandriva adquiriu também os ativos da Lycoris, responsável por outra distribuição Linux homônima nos Estados Unidos, para usuários domésticos.

É distribuída através da licença GNU GPL e é possível baixar em imagens ISO, funcionando também como Live CD. A primeira versão foi baseada no Red Hat Linux, versão 5.1, e utiliza a interface gráfica KDE.

Nem todos os programas da distribuição cabem no CD/DVD. Por isso, é recomendado ao usuário adicionar repositórios oficiais, adicionando-os, milhares de programas ficarão ao seu dispor para instalação no Gerenciador de Programas.

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mandriva_Linux
Site oficial: http://www2.mandriva.com/

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Debian, BrDesktop, BRLix, Damn Slamm Linux
   2. Insigne, Keep-OS, Knoppix, DreamLinux, Big Linux
   3. GnuLinEx, Resulinux, Rxart, Satux Linux
   4. Skolelinux, Ubuntu, Alinex, Fluxbuntu
   5. GnewSense, Goobuntu, Jolicloud, Kubuntu
   6. Linux Mint, Ubuntu Studio, Xubuntu, ZeVenOS
   7. Xandros, Foresight Linux, Gentoo, Guaranix
   8. Litrix, Sabayon, GoboLinux, openSUSE
   9. CentOS, Fedora, Ekaaty, Mandriva
   10. PCLinuxOS, Yellow Dog Linux, Slackware, Slax, Vector Linux, Artistx
Outros artigos deste autor

Visão Geral do Linux Mint

Mamãe mandou eu escolher esse daqui... será?

Rakarrack - Uma pedaleira virtual no Fedora 21

Instalei o Ubuntu! E agora?

Torne o Ubuntu o seu principal sistema operacional

Leitura recomendada

DragonLinux - Distro levíssima

Fedora Core 1 :: Internet Resources

Cairo-Dock - Seu desktop Linux com cara de MAC

Aplicativos Linux para o dia-a-dia

Instalação e utilização do Qemu no Fedora Core

  
Comentários
[1] Comentário enviado por corvolino em 28/07/2010 - 17:25h

cadê o archlinux? ;(

[2] Comentário enviado por removido em 28/07/2010 - 17:37h

Parabéns pelo artigo.
E, que atire a primeira pedra quem não foi ler sobre sua distro favorita antes de ler sobre as outras...
hehe :)

[3] Comentário enviado por raulgrangeiro em 28/07/2010 - 17:42h

Desculpa corvolino, esqueci mesmo. Peço mil desculpas. Mas como eu havia dito na conclusão, há muitas outras distros.

Por favor não me levem a mal se esqueci de alguma distro, é que são muitas, e para a gente se lembrar de cada uma é difícil.

[4] Comentário enviado por izaias em 28/07/2010 - 17:52h

Faltaram algumas, é verdade. Mas a falta não tirou o propósito do artigo.
Chovem tópicos sobre qual distro usar, recomenda-se uma ou outra.
Com seu artigo, temos um link direto para dispor muitas informações a esses que precisam de um caminho para começar.

Você utilizou linguagem clara e objetiva, não foi desnecessariamente prolixo (apesar de ser ubuntero, falou muito pouco de nossa distro preferida, heim Raul!). Mas é isso, gostei de seu primeiro artigo.

Parabéns!

[5] Comentário enviado por claudiojoliveira em 28/07/2010 - 18:46h

Cadê o Salix OS?
Esta distro está na versão 13.1 e é baseada no Slackware também, tem como gerenciador gráfico o Xfce e trata-se de uma ótima distribuição, com slapt-get, openoffice, wicd, tudo já incluso. O gerenciador de arquivos é o thunar, muito rápido e leve.
Abraços....

[6] Comentário enviado por lemuelroberto em 28/07/2010 - 18:50h

Gostei muito do seu artigo. Parabéns!!!

Foi o que faltava pra eu testar o Gentoo Linux. Vô deixar de preguiça e instalar logo! ;)


[7] Comentário enviado por claudiojoliveira em 28/07/2010 - 18:50h

Pode crer Leandro Toledo, já fui no Slackware de cara! kkkkk
Parabéns pelo artigo Raul Grangeiro.
Abraços!

[8] Comentário enviado por initrd em 28/07/2010 - 19:04h

Mt bom o artigo, fui logo directo ao slackware :)
tb gostava de ver algo sobre zenwalk , mas se fosse sobre todas as distros lolol.....

[9] Comentário enviado por Teixeira em 28/07/2010 - 19:52h

Estão faltando MUITAS distros (se formos levar em conta a Distrowatch, é claro).
Mas isso não desmerece de forma nenhuma o artigo, a meu ver o mais abrangente sobre o assunto, com bastante informação e sem encher linguiça.
Parabéns!

[10] Comentário enviado por removido em 28/07/2010 - 21:33h

Raul Grangeiro,

Considere as críticas/questionamentos/elogios como algo positivo, o que você fez aqui foi grandioso, dado o quase infinito número de distribuições. Esquecer essa ou aquela distribuição é aceitável, e isso não diminuirá o "valor" das mesmas.

Envie um email pro Fale Conosco e peça que insiram a parte referente a distro esquecida, isso se você achar necessário.

Com a adição das distros esquecidas, seu artigo bem que poderia fazer parte desse campo: http://www.vivaolinux.com.br/download-linux

Parabéns!

[11] Comentário enviado por albfneto em 28/07/2010 - 21:35h

Beleza de artigo! Favoritado.
Uma grande expansão do meu artigo sobre o assunto:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Linux-pode-ser-usado-por-todo-mundo-Escolhendo-o-seu-primeiro-Li...

Uma curiosidade, as versões novas do Sabayon estão atualizadas, são 5.3. Os dados estão já na Wikipedia Português, no verbete do Sabayon Linux, qie por coincidência, sou eu o autor do verbete! rsrsrrsrsrsrs

O Guaranix é um antigo projeto experimental de um Gentoo like:

http://guaranix.codigolivre.org.br/dokuwiki/doku.php

Que eu saiba, foi interrompido em 2006, ou caminha a passos muito lentos.

Claro que faltariam Distros, não dá para cobrir tudo Salix, Arch,VidaLinux, Vector, BLueWhite, Librix (um outro gentoo like brasileiro, o antigo Tutoo da Unicamp) e até Ututo.

Ututo é um Gentoo like da Argentina, importante por ser uma distro antiga, um dos primeiros Gentoo like e por ser (como GNewSense o é) uma distro totalmente livre, sem nada proprietário.
O Ututo é pouco usado no Brasil, mas é tão importante que até Richard Stallman usou ela!

[12] Comentário enviado por aline.abreu em 29/07/2010 - 08:29h

Olá, bem completo o seu artigo. :)
Parabéns

[13] Comentário enviado por claupers em 29/07/2010 - 10:10h

Raul, parabéns pelo artigo e disponibilidade em escreve-lo e publicar na comunidade. Foi através dele que conheci muitas distros que nem sabia da existência. Gostei bastante da BRLix, uma boa distribuição para instalar em computadores de usuários habituados ao uso do W. Dessa forma a transição é mais fácil. Sem falar que é customizado para o Brasil.

Valeu.

[14] Comentário enviado por hellsdragon em 29/07/2010 - 11:56h

Olá, eu recomendo o Debian Lenny (gnome), pois além de ser fácil e ter uma interface amigável, tem alguns recursos que acho fantásticos, como o proxy squid.

Att.

H'D

[15] Comentário enviado por JoseRenan em 29/07/2010 - 17:48h

legal carinha tem muitas distros ae quem nem ouvi dizer. Não li totalmente o artigo mas se tiver alguma curiosidade sobre alguma distribuição já sei onde encontrar as primeiras informações

[16] Comentário enviado por danilo21 em 01/08/2010 - 18:56h

Bem legal. Só deu um fora: Cadê o ArchLinux???Distribuição que aparece eventualmente entre as melhores com quase 10 anos de existencia. Na listagem temos até distribuições "menos importantes" e menos famosas.

[17] Comentário enviado por rweu em 01/08/2010 - 19:54h

Boa noite a todos,

Faltando vão estar um monte delas, até mesmo porque, cada um que vier a ler o artigo de nosso amigo, trará sua experiência própria, uns mais "cascudos", outros ainda "calça branca".
Mas a falta de várias delas ( posso cita aqui algumas muito boas tipo sidux e Epidemic, oriundas do Debian) em nada invalida a iniciativa, e acho mesmo que o raulgrangeiro, deveria fazer o parteII , parte III e assim por diante.

Boa sorte a todos!!

[18] Comentário enviado por raulgrangeiro em 02/08/2010 - 15:10h

É gente, mandei um e-mail pro pessoal do VOL pedindo pra eles adicionarem algumas outras distros que faltaram, mas até agora eles não me responderam. Se for da vontade de Deus escreverei a parte 2 desse artigo, levando em consideração que este falta algumas distros importantes, mas de qualquer forma o que não falta é distro para descrever.

Até mais pessoal! Deus abençõe a vida de cada um de vocês!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts