Qual distribuição Linux devo escolher?

Neste artigo vamos ver quais as principais distribuições Linux que existem e as principais características de cada uma delas, para assim você poder escolher a que melhor se encaixa às suas necessidades.

[ Hits: 66.932 ]

Por: Raul Lopes S. Grangeiro em 28/07/2010


Insigne, Keep-OS, Knoppix, DreamLinux, Big Linux



Insigne GNU Linux

Insigne GNU/Linux é um sistema operativo Linux feito pela Insigne Software, empresa residente na cidade de Campinas.

O Insigne GNU Linux atualmente está em sua versão 5.0, codinome Momentum, baseada no Debian GNU Linux. Sua versão anterior, de número 4, codinome Einstein, foi baseada no Fedora Linux versão 3.

Características do software:
  • Sistema Operacional multiusuário e multitarefa de 32 bits
  • O sistema Insigne GNU/Linux possui ambientes texto e gráfico para que o seu trabalho seja executado tanto em sistemas simples como modernos
  • Programas livre e de fácil instalação;
  • Suporte integrado;
  • Facilidade na instalação de softmodems homologados, 3G entre outros;
  • Gerenciador de pacotes Synaptic;
  • Insigne Mágico, aplicativo de instalação de codecs;
  • Possui diferentes interfaces gráficas para usuário;
  • Permite a execução de aplicações remotas (isto é, em outras máquinas e usá-las localmente);
  • Trabalha com memória compartilhada e bibliotecas dinâmicas para maior eficiência e economia de espaço em disco e memória, obtendo assim um aumento de performance considerável.
  • Contém um vasto conjunto de utilitários para Internet embutido, visando que o usuário doméstico possa realizar o seu trabalho e possuir um ótimo resultado multimídia;
  • Suporte nativo para os protocolos de rede, incluindo: IP (e IPv6), IPX e Appletalk;
  • Modelos de autenticação variados, incluindo autenticação local, NIS e LDAP;
  • Servidor e cliente de vários protocolos e serviços, incluindo NFS, SMB, WWW, FTP, TELNET, SSH, SMTP, POP3, IMAP, LPD, IRC, SNMP, PROXY, VPN, NTP, DNS, SSL;
  • Sistema de firewall facilitado com capacidade de filtros de pacotes e QOS;
  • Soluções opcionais incluem boot remoto, webmail, alta disponibilidade e balanceamento de carga, RAID, FAX, Groupware, VFS (Virtual File System), Monitoração de servidores, IDS (Auditoria de segurança), Mail e Web servers de alta performance, além de muitas outras;
  • Pode ser customizado (núcleo e aplicativos) para casos específicos, como a solução oferecida para parceiros OEM;
  • Integra-se facilmente a outros sistemas operacionais em rede, por exemplo Windows, Macintosh e Netware. Integração ainda mais fácil com UNIXes;
  • Suporta diferentes sistemas de arquivos, incluindo Ext2fs, Reiserfs, NTFS, FAT, XFS e JFS;
  • Executa programas dos ambientes DOS e Windows através de emuladores (alguns programas são incompatíveis com a emulação);
  • Abre arquivos do MS Office através do Open Office;
  • Possui editores de imagem (Gimp) e vetorial (Inkscape).

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Insigne_GNU_Linux
Site oficial: http://www.insignesoftware.com/

Keep-OS

Também é um software de "código aberto" e é distribuído de acordo com a GPL (GNU General Public License).

Com este modelo de Software e Metodologia a solução se faz altamente atraente ao mercado varejista e ao mercado integrador, pois o produto é modelado de acordo com as necessidades do parceiro e com a sua logotipagem.

Possui know-how no desenvolvimento e adequação de drivers de dispositivos para GNU/Linux, desta forma consegue agilizar o processo de adequação para os problemas mais comuns, como:
  • Placas de TV;
  • Modens;
  • SATA;
  • Áudio;
  • Vídeo etc.

Mais informações: http://www.keepsoftware.com/v2/default.php
Site oficial: http://www.keepsoftware.com/

Knoppix

Knoppix é uma distribuição GNU/Linux baseado no Debian e gravado em CD bootável, dotado de um sistema de detecção automática de hardware, suporte para vários dispositivos gráficos, de som, SCSI, USB e outros periféricos. Ao dar o boot do CD do Knoppix o usuário não precisa instalar nada em seu disco rígido. Devido à sua descompressão, que acontece a partir do CD, estão disponíveis mais de 2 GB de aplicativos, desde aplicações de escritório eletrônico a ferramentas de sistema, o que permite usar um CD de Knoppix como uma demonstração do GNU/Linux, um CD educacional, um sistema de recuperação, ou adaptado e usado como plataforma para demonstração de softwares.

O Knoppix foi um dos primeiros live cds de GNU/Linux e a partir dele surgiram vários projetos como o Kurumin que usou sua capacidade de rodar a partir do CD e o adaptou à realidade de usuários brasileiros e adicionou mais software e scripts de configuração.

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Knoppix
Site oficial: http://www.knoppix.com/

DreamLinux

Dreamlinux é o nome de uma distribuição Linux baseada nas distribuições Debian, Morphix e Knoppix, do tipo Live CD.

Utiliza a estrutura modular encontrada no Morphix que prevê a reunião de módulos distintos que são fundidos a partir do momento em que o sistema é iniciado. Assim, uma distribuição Dreamlinux, enquanto usado como Live CD, contém no seu cerne, ao menos três módulos; o módulo base, contendo o núcleo Linux e alguns aplicativos de modo texto, o mainmodule ou módulo principal, que contém o ambiente gráfico e customizações diversas da interface e os minimódulos que trazem conjuntos de aplicativos específicos, como OpenOffice, por exemplo. Após a instalação ele possui uma arvore de diretórios semelhante ao Debian. Esta estrutura modular permite que a distribuição possa ser facilmente modificada e remasterizada a partir de outros recursos, também presentes no Dreamlinux, chamados MKDistro, e Live Remaster que possibilita customizações rodando o sistema em Live CD.

Ele traz o Xfce4, baseado na biblioteca GTK, como ambiente gráfico padrão, ele possui aplicativos baseados nesta biblioteca, como, Evince visualizador de arquivos no formato PDF, Brasero gravador de CD/DVD, Orange, navegador de arquivos Thunar, Gogh, Gsumi, Gimp, Gxine. Além de outros aplicativos baseados em bibliotecas diversas, como, OpenOffice, Iceweasel, Blender, MPlayer, etc. 'Da distribuição Debian, o Dreamlinux traz as facilidades como a total compatibilidade com o sistema apt-get de instalação automática de pacotes, tendo o Synaptic como gerenciador gráfico de pacotes. Do Knoppix, o Dreamlinux traz a detecção de hardware.

O prefixo "Dream", sonho, em inglês, resume a filosofia do projeto, que é tentar obter um ambiente graficamente apresentável e moderno, mais as melhores tecnologias disponíveis já desenvolvidas para Linux, que aliadas à capacidade do software MKdistro traz o poder de otimizar o sistema e a partir dele criar outros com grande facilidade.

A distribuição Dream Linux já tem uma versão beta : DreamLinux 3.1 que agora roda Compiz Fusion ao invés do antigo Beryl e tem a nova versão do Avant Window Decoration e um visual mais moderno ainda.

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/DreamLinux
Site oficial: http://www.dreamlinux.com.br/

Big Linux

O sistema operacional Big Linux é desenvolvido no Brasil por diversos colaboradores e tem como mantenedor o jovem Bruno Gonçalves, de Brasília. Para tornar-se um sistema muito fácil e poderoso, o software funciona utilizando os melhores recursos de um ou de outro sistema de código aberto baseado em Linux, como o Ubuntu - de onde vêm os repositórios (links para programas e pacotes) -, o Kurumin e o Kanotix, entre outros.

Para quem está acostumado com a interface gráfica do Windows, o visual do Big não decepciona. O sistema oferece várias opções de aparência, muitas delas bem semelhantes ao Windows. O diferencial é que, facilmente, o próprio usuário pode modificar itens do sistema - como o nome e o ícone do menu "Iniciar", por exemplo - da maneira que desejar. Logo de cara se pode escolher sete visuais diferentes para testar o Big Linux. E após sua instalação, é possível mudar facilmente o visual.

O reconhecimento de hardware e periféricos, como impressoras, câmeras digitais e outros dispositivos, é mais um ponto forte do sistema. Mas de qualquer forma tente ver se seus periféricos estão compatíveis com o sistema.

Mais informações: http://pt.wikipedia.org/wiki/Big_Linux
Site oficial: http://biglinux.com.br/

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Debian, BrDesktop, BRLix, Damn Slamm Linux
   2. Insigne, Keep-OS, Knoppix, DreamLinux, Big Linux
   3. GnuLinEx, Resulinux, Rxart, Satux Linux
   4. Skolelinux, Ubuntu, Alinex, Fluxbuntu
   5. GnewSense, Goobuntu, Jolicloud, Kubuntu
   6. Linux Mint, Ubuntu Studio, Xubuntu, ZeVenOS
   7. Xandros, Foresight Linux, Gentoo, Guaranix
   8. Litrix, Sabayon, GoboLinux, openSUSE
   9. CentOS, Fedora, Ekaaty, Mandriva
   10. PCLinuxOS, Yellow Dog Linux, Slackware, Slax, Vector Linux, Artistx
Outros artigos deste autor

Mamãe mandou eu escolher esse daqui... será?

Rakarrack - Uma pedaleira virtual no Fedora 21

Fedora 21 - Configuração pós-instalação

Visão Geral do Linux Mint

Instalei o Ubuntu! E agora?

Leitura recomendada

Cryptkeeper - Transportando arquivos com segurança no pendrive

Sabayon Linux 5.3, versões futuras e seu potencial + remasterização

Autorando DVDs com Qdvdauthor usando menus animados

Bottlenecks - Métricas de performance de servidores

Migração de Software Proprietário para Software Livre em Instituição Pública

  
Comentários
[1] Comentário enviado por corvolino em 28/07/2010 - 17:25h

cadê o archlinux? ;(

[2] Comentário enviado por removido em 28/07/2010 - 17:37h

Parabéns pelo artigo.
E, que atire a primeira pedra quem não foi ler sobre sua distro favorita antes de ler sobre as outras...
hehe :)

[3] Comentário enviado por raulgrangeiro em 28/07/2010 - 17:42h

Desculpa corvolino, esqueci mesmo. Peço mil desculpas. Mas como eu havia dito na conclusão, há muitas outras distros.

Por favor não me levem a mal se esqueci de alguma distro, é que são muitas, e para a gente se lembrar de cada uma é difícil.

[4] Comentário enviado por izaias em 28/07/2010 - 17:52h

Faltaram algumas, é verdade. Mas a falta não tirou o propósito do artigo.
Chovem tópicos sobre qual distro usar, recomenda-se uma ou outra.
Com seu artigo, temos um link direto para dispor muitas informações a esses que precisam de um caminho para começar.

Você utilizou linguagem clara e objetiva, não foi desnecessariamente prolixo (apesar de ser ubuntero, falou muito pouco de nossa distro preferida, heim Raul!). Mas é isso, gostei de seu primeiro artigo.

Parabéns!

[5] Comentário enviado por claudiojoliveira em 28/07/2010 - 18:46h

Cadê o Salix OS?
Esta distro está na versão 13.1 e é baseada no Slackware também, tem como gerenciador gráfico o Xfce e trata-se de uma ótima distribuição, com slapt-get, openoffice, wicd, tudo já incluso. O gerenciador de arquivos é o thunar, muito rápido e leve.
Abraços....

[6] Comentário enviado por lemuelroberto em 28/07/2010 - 18:50h

Gostei muito do seu artigo. Parabéns!!!

Foi o que faltava pra eu testar o Gentoo Linux. Vô deixar de preguiça e instalar logo! ;)


[7] Comentário enviado por claudiojoliveira em 28/07/2010 - 18:50h

Pode crer Leandro Toledo, já fui no Slackware de cara! kkkkk
Parabéns pelo artigo Raul Grangeiro.
Abraços!

[8] Comentário enviado por initrd em 28/07/2010 - 19:04h

Mt bom o artigo, fui logo directo ao slackware :)
tb gostava de ver algo sobre zenwalk , mas se fosse sobre todas as distros lolol.....

[9] Comentário enviado por Teixeira em 28/07/2010 - 19:52h

Estão faltando MUITAS distros (se formos levar em conta a Distrowatch, é claro).
Mas isso não desmerece de forma nenhuma o artigo, a meu ver o mais abrangente sobre o assunto, com bastante informação e sem encher linguiça.
Parabéns!

[10] Comentário enviado por removido em 28/07/2010 - 21:33h

Raul Grangeiro,

Considere as críticas/questionamentos/elogios como algo positivo, o que você fez aqui foi grandioso, dado o quase infinito número de distribuições. Esquecer essa ou aquela distribuição é aceitável, e isso não diminuirá o "valor" das mesmas.

Envie um email pro Fale Conosco e peça que insiram a parte referente a distro esquecida, isso se você achar necessário.

Com a adição das distros esquecidas, seu artigo bem que poderia fazer parte desse campo: http://www.vivaolinux.com.br/download-linux

Parabéns!

[11] Comentário enviado por albfneto em 28/07/2010 - 21:35h

Beleza de artigo! Favoritado.
Uma grande expansão do meu artigo sobre o assunto:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Linux-pode-ser-usado-por-todo-mundo-Escolhendo-o-seu-primeiro-Li...

Uma curiosidade, as versões novas do Sabayon estão atualizadas, são 5.3. Os dados estão já na Wikipedia Português, no verbete do Sabayon Linux, qie por coincidência, sou eu o autor do verbete! rsrsrrsrsrsrs

O Guaranix é um antigo projeto experimental de um Gentoo like:

http://guaranix.codigolivre.org.br/dokuwiki/doku.php

Que eu saiba, foi interrompido em 2006, ou caminha a passos muito lentos.

Claro que faltariam Distros, não dá para cobrir tudo Salix, Arch,VidaLinux, Vector, BLueWhite, Librix (um outro gentoo like brasileiro, o antigo Tutoo da Unicamp) e até Ututo.

Ututo é um Gentoo like da Argentina, importante por ser uma distro antiga, um dos primeiros Gentoo like e por ser (como GNewSense o é) uma distro totalmente livre, sem nada proprietário.
O Ututo é pouco usado no Brasil, mas é tão importante que até Richard Stallman usou ela!

[12] Comentário enviado por aline.abreu em 29/07/2010 - 08:29h

Olá, bem completo o seu artigo. :)
Parabéns

[13] Comentário enviado por claupers em 29/07/2010 - 10:10h

Raul, parabéns pelo artigo e disponibilidade em escreve-lo e publicar na comunidade. Foi através dele que conheci muitas distros que nem sabia da existência. Gostei bastante da BRLix, uma boa distribuição para instalar em computadores de usuários habituados ao uso do W. Dessa forma a transição é mais fácil. Sem falar que é customizado para o Brasil.

Valeu.

[14] Comentário enviado por hellsdragon em 29/07/2010 - 11:56h

Olá, eu recomendo o Debian Lenny (gnome), pois além de ser fácil e ter uma interface amigável, tem alguns recursos que acho fantásticos, como o proxy squid.

Att.

H'D

[15] Comentário enviado por JoseRenan em 29/07/2010 - 17:48h

legal carinha tem muitas distros ae quem nem ouvi dizer. Não li totalmente o artigo mas se tiver alguma curiosidade sobre alguma distribuição já sei onde encontrar as primeiras informações

[16] Comentário enviado por danilo21 em 01/08/2010 - 18:56h

Bem legal. Só deu um fora: Cadê o ArchLinux???Distribuição que aparece eventualmente entre as melhores com quase 10 anos de existencia. Na listagem temos até distribuições "menos importantes" e menos famosas.

[17] Comentário enviado por rweu em 01/08/2010 - 19:54h

Boa noite a todos,

Faltando vão estar um monte delas, até mesmo porque, cada um que vier a ler o artigo de nosso amigo, trará sua experiência própria, uns mais "cascudos", outros ainda "calça branca".
Mas a falta de várias delas ( posso cita aqui algumas muito boas tipo sidux e Epidemic, oriundas do Debian) em nada invalida a iniciativa, e acho mesmo que o raulgrangeiro, deveria fazer o parteII , parte III e assim por diante.

Boa sorte a todos!!

[18] Comentário enviado por raulgrangeiro em 02/08/2010 - 15:10h

É gente, mandei um e-mail pro pessoal do VOL pedindo pra eles adicionarem algumas outras distros que faltaram, mas até agora eles não me responderam. Se for da vontade de Deus escreverei a parte 2 desse artigo, levando em consideração que este falta algumas distros importantes, mas de qualquer forma o que não falta é distro para descrever.

Até mais pessoal! Deus abençõe a vida de cada um de vocês!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts