Visão Geral do Linux Mint

Neste artigo, apresento uma visão geral do Linux Mint. O qual, recentemente, vem sendo alvo de discussões e
comparações com o Ubuntu. Como o sistema funciona? No que ele é bom? É fácil de usar? Veremos aqui.

[ Hits: 25.700 ]

Por: Raul Lopes S. Grangeiro em 24/04/2012


O Linux Mint



Bem, recentemente estive um pouco triste com a nova versão do Ubuntu (que é minha distribuição principal e favorita) por causa do Unity, que não gostei muito.

Na verdade, no meu PC, uso o Ubuntu 10.04 LTS, que na minha opinião é o melhor já lançado, e só vou deixar de usá-lo quando o suporte acabar.

Então, resolvi testar outras distribuições que sejam fáceis de usar como o Ubuntu, então achei o Linux Mint 12.

Na minha faculdade, algumas pessoas o usavam, e tomei algumas informações a respeito. Instalei-o no meu Notebook para ver se gostava, e vi que a aparência é muito boa, faltava ver se o suporte e programas disponíveis eram bons.

Vi que o sistema usa os repositórios do Ubuntu, que na minha opinião são os mais completos. O Mint 12 parece ser totalmente compatível com o Ubuntu 11.10, no qual ele é baseado.

Visão Geral

O Linux Mint 12 usa como ambiente gráfico padrão, o GNOME 3. Estando também disponíveis versões com os ambientes LXDE e KDE, além de uma versão baseada em Debian, chamada Linux Mint Debian (LMDE).

O gerenciador de pacotes é o DPKG, podendo ser usado para a instalação de programas o APT, que todos os usuários Ubuntu conhecem e gostam. Vem como padrão no sistema, um Gerenciador de Aplicativos, que é muito parecido com a Central de Programas do Ubuntu.

Para download estão disponíveis duas versões: uma em CD, que vem sem os Codec's multimídia e vem com Windows Installer, e uma versão em versão em DVD, que é a mais completa, que vem com Codec's multimídia, mas sem Windows Installer.

- Aprofundando...

Percebi também, que o GNOME 3 é um pouco instável, mas pode ser usado sem problemas. A instabilidade é devido à recente criação e lançamento do mesmo.

Neste sistema quase não se precisa instalar nada depois de estar rodando numa máquina, já vem com o Flash, Java, e navegador Firefox. No meu caso, instalei o Google Chrome, por preferir este navegador.

Fiz algumas modificações no sistema gráfico por achar a aparência um pouco clara. Tive dificuldades em mudar o tema, pois não é tão simples como no GNOME 2, mas depois de algumas pesquisas pela Internet, descobri como mudá-lo.

Vi também que não era possível adicionar atalhos facilmente na área de trabalho, pois não tem essa opção como no GNOME 2.

- Para resolver estes pequenos problemas, faça o seguinte:

1. Para atalhos na área de trabalho do seus programas, acesse a pasta: /usr/share/applications

. . .E nesta pasta, é só clicar com o botão direito nos ícones e copiá-los para sua área de trabalho.

2. Para instalar temas, baixe-os para GNOME Shell, ou GNOME 3, e extraia o aquivo compactado, depois abra um terminal e use o comando:

sudo nautilus /usr/share/themes

E cole os arquivos do tema nesta pasta. Agora é só alterar o tema.

Quanto aos programas, só necessitei instalar um programa para Webcam, pois não vem nenhum no sistema, e também o K3b, que não veio instalado.

O sistema apresenta dois Menus:
  • O primeiro Menu é o clássico do GNOME, que fica no canto inferior esquerdo da tela.
  • O outro é o novo Menu do GNOME, que veio desde a criação do GNOME 3 e Unity, mais voltado para usuários com tela Touchscreen. Devo dizer que o segundo é muito bonito.

Conclusão

É um excelente sistema para iniciantes, e também para pessoas como eu, que preferem coisas mais simples; respeitando, claro, a opção de quem quer se aprofundar um pouco mais nos conhecimentos de Linux e preferem outras distros, excelentes de igual modo.

Quase tudo pode ser resolvido de modo gráfico, o que facilita o uso para quem começa agora no sistema, ou para quem está migrando do Ubuntu. Lembrando, que você pode achar o GNOME 3 um pouco 'pesado, o que pode justificar a troca do GNOME pelo Unity no Ubuntu.

Falo neste momento que o Linux Mint é uma excelente distribuição, com visual muito agradável, e muito fácil de usar e configurar.

O site oficial do Linux Mint é este: http://www.linuxmint.com

Algumas imagens

Minha área de trabalho com Linux Mint 12:

Minha pasta pessoal com Linux Mint 12:

Bom proveito! Deus te abençoe!
   

Páginas do artigo
   1. O Linux Mint
Outros artigos deste autor

Qual distribuição Linux devo escolher?

Instalei o Ubuntu! E agora?

Mamãe mandou eu escolher esse daqui... será?

Fedora 21 - Configuração pós-instalação

Rakarrack - Uma pedaleira virtual no Fedora 21

Leitura recomendada

Linux, aí vamos nós!

ArchBang, o Arch Linux fácil!

Emmi Linux - Uma Revisão, Primeiras Impressões e Testes

Como um Debian é inicializado

Guia de Instalação do Ubuntu

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xerxeslins em 24/04/2012 - 16:11h

Legal! Eu tbm gosto do mint :)

[2] Comentário enviado por alefesampaio em 24/04/2012 - 17:22h

Na realidade usei Mint e não gostei acho que embora o mate junto com gnome 3 deixou um pouco parecido com gnome2 ainda falta alguma coisa.. pois são muito comum sucessivos travamento.. além do que ainda como Unity não são totalmente personalizado para usurário final.

eu ainda uso Ubuntu 10.04 ate porque mesmo terminado o suporte oficial posso usar repositório do debian...
estou testando o Ubuntu 12.04 e na evolução do Unity tem parecido muito agradável acredito que em pouco tempo Unity sera ambiente muito agradável a nível de personalização coisa que gnome3 hoje e muito tosco...

[3] Comentário enviado por bilufe em 24/04/2012 - 23:47h

Tirando o Cinnamon e o Mate, não há nada mais além do que um Ubuntu com tema verde.

1. O suporte e os programas disponíveis são os mesmos do Ubuntu, já que os repositórios são mantidos pela equipe do Ubuntu e todo o ecossistema (atualizações, correção de bugs, desenvolvimento de novos recursos, empacotamento de software);
2. É claro que o Mint será compatível com o Ubuntu, pois ele é um Ubuntu com outro nome.
3. É claro que o gerenciador de pacotes é o DPKG, pois é o gerenciador de pacotes do Ubuntu!
4. Convenhamos, a Central de Programas do Ubuntu é bem mais completa que o tal gerenciador de aplicativos do Mint.
5. Você falou em migração do Ubuntu para Mint, no entanto pode-se migrar de Ubuntu para Ubuntu? Devo lembrar que além do nome, o Mint é idêntico ao Ubuntu.

[4] Comentário enviado por raulgrangeiro em 25/04/2012 - 12:44h

É por isso que falei que o Mint é geralmente usado por quem não se acostumou com o Unity. E na verdade esse é o motivo de eu usá-lo. Mas a verdade é que sendo "Ubuntu com outro nome" ou não ainda assim é um sistema excelente. E na verdade ele usa alguns repositórios Ubuntu, algumas atualizações e correção de bugs vem de seus próprios repositórios.

Realmente há travamentos, pois o gnome 3 ainda é bem instável, mas nada que atrapalhe o uso do sistema.

Bom dia gente :-) Deus os abençoe!

[5] Comentário enviado por xerxeslins em 25/04/2012 - 14:11h

baseado em Ubuntu, mas não é Ubuntu, pois possui características próprias. Acho que a receita é: pega-se o Ubuntu e instala-se tudo que os usuários mais usam por padrão, remove o Unity, adiciona umas ferramentas novas e uns ambientes novos, corrige alguns bugs se necessário, dê atenção as solicitações da comunidade Mint e opiniões dos usuários e distribui em DVD. Assim se faz o Mint. Muito de Ubuntu, mas não é Ubuntu.

[6] Comentário enviado por raulgrangeiro em 25/04/2012 - 14:19h

Falou tudo xerxeslins... é exatamente isso, por isso que os usuários gostam.

Valeu :-)

[7] Comentário enviado por izaias em 25/04/2012 - 14:37h

Por isso que estou com o LMDE.

É um Debian e é Rolling Release!

O que mais eu quero da vida? rs


Raul, citou onde instalar os temas, mas não disse como mudá-los.
Já que o Mint 12 vem com Gnome 3, deve-se instalar o Gnome-Tweak-Tool para alterar os temas.

Se me permite, tenho uma dica descrevendo o procedimento:

-> http://www.vivaolinux.com.br/dica/Como-instalar-temas-no-Ubuntu-1110/

O precedimento é o mesmo para o Mint 12.


Gostei da apresentação!

[8] Comentário enviado por raulgrangeiro em 25/04/2012 - 14:51h

Permito sim Izaias, fique a vontade... Abraço!

[9] Comentário enviado por clodoaldops em 25/04/2012 - 15:10h

-Uso Mint desde o LM7 que isntalei no lugar no BL4.2.
-LM basta instalar e usar!
-Mint é , na minha opinião, a melhor distro p/ inciantes, que depois pode se aventurar no Ubuntu, Fedora, Mageia e Suse!

[10] Comentário enviado por xerxeslins em 25/04/2012 - 17:14h

Hmm, é mesmo. o Izaias me lembrou do Linux Mint Debian Edition. Baseado em Debian e não em Ubuntu. Por isso estou baixando já que saiu uma versão nova ontem =)


[11] Comentário enviado por izaias em 25/04/2012 - 17:27h

É um Debian com os caprichos do Mint.

O Boot é aquele mesmo do Debian que já conhecemos, um pouquinho demorado (nada que cause monotonia), mas o desempenho é ótimo.
A versão do Kernel aqui do meu LMDE é '3.2.0-2'. Não sei se estou com a última versão atualizada.

Estou usando o Cinnamon 1.4.
Habilitei o Cinnamnon-PPA do Ubuntu 11.10, para manter a interface sempre atualizada.
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Procedimento (para LMDE):

$ echo "deb http://ppa.launchpad.net/bimsebasse/cinnamonextras/ubuntu oneiric main" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/bimsebasse-cinnamonextras.list

$echo "deb-src http://ppa.launchpad.net/bimsebasse/cinnamonextras/ubuntu oneiric main" | sudo tee -a /etc/apt/sources.list.d/bimsebasse-cinnamonextras.list

$ sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 4FA9719D

$ sudo apt-get update

[12] Comentário enviado por mcnd2 em 25/04/2012 - 21:01h

"Por isso que estou com o LMDE.

É um Debian e é Rolling Release!

O que mais eu quero da vida? rs"

*Concordo com o Izac.

*Faz-se melhor:

__Use Debian e coloque as perfumarias que quiser como diria o nosso grande amigo Edinaldo, rs!

[13] Comentário enviado por xerxeslins em 26/04/2012 - 11:07h

Acabei de instalar o LMDE com Xfce. Muito bom. Não precisei instalar mais nada. Abriu os vídeos do youtube, a página de senha do banco, os atalhos do notebook para volume e brilho funcionam perfeitamente. Tudo redondo e configurado. Bastou espetar o iPhone e eu já estava conectado. Não precisei configurar nada além de diminuir as fontes do sistema, pois prefiro um pouco menor que o padrão. Pode-se dizer que é um Debian redondinho.

[14] Comentário enviado por Teixeira em 26/04/2012 - 11:25h

Mas que coisa, sô!!!
Será que sou apenas EU que não consigo instalar um Mint decentemente de jeito nenhum?
Esse último que baixei não apresenta a seta do cursor (apenas aquele X) e não desliga a não ser no tranco, com o martelo de Thor ou com o machado de Assis. (Ou segundo a mais moderna técnica de hacking, desligando da tomada)...
Mas ainda não desisti. Não vou morrer sem antes instalar E USAR esse bicho (como todo mundo, aliás).

[15] Comentário enviado por raulgrangeiro em 26/04/2012 - 11:38h

kkk, Teixeira, instalei o Mint no PC de um amigo meu, me deu bastante trabalho, não sei explicar oque era, mas no final ficou legal ^^ Abraço!

[16] Comentário enviado por leoberbert em 26/04/2012 - 11:47h

Sou usuário do LinuxMint e funciona perfeito :). Faço bastantes coisas avançadas nele assim como faço no slackware, gentoo, e etc.

[17] Comentário enviado por Teixeira em 26/04/2012 - 15:07h

Pois é:
TODO MUNDO instala o Mint numa boa, só eu que não. ( Sniff, sniff )...
Estou aqui cheio de mídias inúteis contendo aquilo que eu esperava que fosse o Mint.
No entanto, o Ubuntu e outros sempre instalam numa boa.
Mas eu ainda pego esse danado...

[18] Comentário enviado por tatuiano em 27/04/2012 - 20:40h

pois é pois é pois é...
to baixando a nova versão do lmde.não me dou muito bem com o debian...
Então vamos de mint debian.yuhuuu.

[19] Comentário enviado por lfbdsan em 28/04/2012 - 09:30h

Eu uso e recomendo!

[20] Comentário enviado por Teixeira em 30/04/2012 - 11:40h

Estou em um computador Shade ("shade pobrema") com tudo onboard onde não funciona USB nem a segunda IDE e não tem som e veio com um Windows com aquela mensagem de que "você pode ter sido vítima.etc. e tal", e com uma "vaga lembrança" no lugar de "memória".

No gabinete a etiqueta "Powered by ASUS", mas a motherboard é Gigabyte; No monitor de 14" a orgulhosa etiqueta "Designed for Microsoft(c) Windows(c)95". E pensar que isso já foi considerado um avanço tecnológico...

Além de tudo, estava "ancorado" e não navegava na internet de jeito nenhum.
"Acesso", só mesmo de raiva.

Aí instalei um Mint que não funcionava "nem com a conjuração do sapo seco", e eis que funcionou!....
Quer dizer, funcionou tudo o que era possível funcionar com um hardware em tal situação.
Meus pobremas se acabaram-se! (Passaram a ser pobremas de outra pessoa)...

[21] Comentário enviado por raulgrangeiro em 30/04/2012 - 12:14h

Teixeira, já peguei um PC madeira assim uam vez, tudo ruim mesmo, tinha tomado uma queda de energia sem estabilizador. Eu consertei com um upgrade na BIOS, tenta isso, se não resolver compra outro placa ^^.

Abraço! Deus te abençoe!

[22] Comentário enviado por Teixeira em 30/04/2012 - 13:44h

Ah, não.
O PC nem é meu nem de cliente meu.
A pessoa que vai "herdar" essa máquina diz que tem um tio que "entende" de computador...
Mas pelo menos o Mint ficou redondinho aqui, e com uma resolução gráfica muito boa, e isso me dá novo incentivo para queimar outras mídias e continuar tentando nas outras máquinas.
Esse que instalei no PC (Pobre Coitado) ainda é o Julia.

E o cara ainda vai ficar com a incumbência de fazer uma faxina/exumação nesse teclado, porque o bicho deve ter até cobra lá por debaixo das teclas. Assim a grosso modo, dá para perceber papel, pelo de cachorro, algumas coisas metálicas e alguns decalques minúsculos das Garotas Super
Poderosas... Coisa digna do pessoal do C.S.I. ...

[23] Comentário enviado por rambo em 30/04/2012 - 15:57h

É um ótimo artigo, me desculpe mas aqui vai minha opinião!
O Linux Mint é um Ubuntu com algumas modificações, ou Debian modificado!
para quem quer algo diferente mesmo, o correto será mudar de distro, ou continuar com a distro que está e fazer modificações no mesmo.
Todas as distros linux são ótimas, basta vc escolher a que mais vc se familiariza e modifica-las a seu gosto.
O importante é ser LINUX!

[24] Comentário enviado por raulgrangeiro em 30/04/2012 - 19:27h

A blz então Teixeira kk...

rambo, exatamente, pra quem já gosta do Ubuntu, e não se acostumou com o Unity, o pra quem não pode perder muito tempo configurando umas besteirinhas, o Mint é ideal, como eu, faço faculdade, não tenho tanto tempo de ficar arrumando pós-instalação...

Abraços pra todos! Deus os abençoe!

[25] Comentário enviado por fzotelli em 03/05/2012 - 01:07h

Todas distribuições são otimas, pena é que não eu consiga usar nenhuma no meu note da emachines e443 que adquiri a pouco tempo, sempre usei Ubuntu mas nesse note ta travando o sistema a ponto de forçar o desligamento então resolvi usar o Mint que funcionou ate agora pouco com algumas limitações (tipo não instalar o Netbeans) ate que travou da mesma forma muito frustante!!!

[26] Comentário enviado por bilufe em 04/05/2012 - 22:48h

Linux Mint é uma remaster do Ubuntu e ponto final, aceitem isto e pronto!

[27] Comentário enviado por m4cgbr em 05/05/2012 - 22:56h

P Linux Mint 12.1 está bem estável, substitui pelo meu Ubuntu pelos mesmos motivos do amigo autor deste artigo e não me arrependi em nada, perdi algumas horinhas para deixar ele do jeito que queria fazendo algumas customizações e valeu mais que a pena. Sobre a instabilidade do Gnome 3, estou usando já há alguns dias e não tive qualquer travamento ou qualquer outro bug (por enquanto).

LinuxMint já ultrapassou o número de adeptos do Ubuntu, o fato de o Ubuntu ter colocado o Unity como X default foi o fator chave para isso. E antes que venham críticas ao meu comentário nem tudo precisa ser mudado, o esquema de navegação do Windows é o mesmo a décadas, na minha opnião deve ser investido em melhorias em X já existentes tais como o Gnome, KDE e cia, e não reinventar a roda, ainda mais com um sistema desinteligente que é o caso do Unity.

Abs

[28] Comentário enviado por renatourbano em 06/05/2012 - 08:30h

vou de lubuntu :)

[29] Comentário enviado por m4cgbr em 06/05/2012 - 10:40h

Sim é remaster, porém tiverão uma big visão comercial com o objetivo de cativar usuários finais que o Ubuntu perdeu.

O Ubuntu Desktop perdeu o foco, essa é a verdade.

[30] Comentário enviado por raulgrangeiro em 06/05/2012 - 16:26h

Concordo com o macgbr!

[31] Comentário enviado por m4cgbr em 07/05/2012 - 09:27h

O pessoal vive falando de travamento do Gnome3 e talsss, pelo AMORRRR né, vamos separa o joiuuu du TrigUU meu povo.

Eu estou usando em vários PC's e Laptops com configurações de hardware bem distintas e não trava, o que observo é que alguns daemons sim travam e feio, alguns deles por exemplo o Banshee, mudei de player e não travou mais com o travamento, ai para bom entendedor, aperte:

Ctrl + F1 para alterar o console, faça o login como root, killa os maldito que ta travando e volta pro Ctrl + F7.

Aiaiaia eu amo Gnome, críticas são sempre excelentes desde que tenham fundamento.

Abs pra quem fica que eu vo indo nessa!

[32] Comentário enviado por m4cgbr em 07/05/2012 - 09:29h

Raul Lopes S. Grangeiro, qual o nome do pacotinho que exibe esses lindos ícones no rodapé tipo Mac'OS.

Me conta vaiiii??? To loko para configurar no meu desktop.

[33] Comentário enviado por hellsdragon em 07/05/2012 - 13:34h

Também quero saber como deixar a barra igual ao MAC OS...

Té mais.
H'D

[34] Comentário enviado por raulgrangeiro em 07/05/2012 - 15:05h

Essa barrinha é o Cairo-Dock. Pra instalar ela só executar:

$ sudo apt-get install cairo-dock

Abração gente! Deus abençõe vocês!

[35] Comentário enviado por renatourbano em 07/05/2012 - 19:49h

vou de lxde ;)

[36] Comentário enviado por sansimon em 10/05/2012 - 22:15h

Tenho tido uma experiência bem interessante com Linux Mint , tenho convertido vários usuários que não aguentam mais a insegurança do Windows que na sua maioria são copias ilegais a usar o Mint , dos 51 que instalei 39 continuam com o Mint e muito satisfeitos , cobro pela customização e suporte , outra coisa que aprendi é que o Mint funciona muito bem em placas mãe Intel mesmo as populares.

Saudações a todos.

[37] Comentário enviado por matiasalexsandro em 28/05/2012 - 17:01h

Bom topico


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts