Usando Linux - Vida nova para um velho Itautec Infoway

Este artigo descreve métodos para usar GNU/Linux para ressuscitar e dar vida nova a um velho Notebook Philco-Itautec Infoway de 32 Bits. Tudo isso, sem remover o Windows original dele.

[ Hits: 19.623 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 09/08/2016 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Método principal: openSUSE no disco rígido / Testes Iniciais - Versão 13.2



Porque usar openSUSE de 32 Bits

Muitos de vocês sabem, minha distribuição de trabalho, a favorita, é Sabayon. É a que mais uso, todo dia, fazem quase nove anos já.

Mas como esse Notebook é de 32 Bits e todos os Sabayons novos (desde 2014) são só 64 Bits:
Precisei escolher outra Distro. Além de Sabayon e Gentoo, gosto de distros RPM (e/ou Rolling Release) (Mageia, OpenMandriva etc.). Por isso, escolhi o openSUSE, que é minha "segunda Distro", a anos.

Outras vantagens do openSUSE: é completo, tem muita coisa instalada por default e além disso, depois de configurado, é um Linux mais fácil que o Sabayon, para os iniciantes. Mesmo os alunos sem prática com Linux, poderão usá-lo.

Testes com openSUSE 13.2

Ocorre que aqui também, o openSUSE mais novo (Rolling Release), agora é a versão "Leap". A versão mais recente acabou de ser lançada, é a 42.2 Alpha 2:
...que, infelizmente, só existe para 64 Bits. Por isso, iniciei testando o openSUSE 13.2, para 32 Bits:
Ele é de 2013-2014 e pode ser considerado obsoleto. Mas como nosso Notebook Itautec Infoway é de 32 Bits, o openSUSE 13.2 nos atenderia bem, pois openSUSE é uma distro bem completa, ela tem muita coisa.

Baixei o openSUSE 13.2, do espelho brasileiro:
...e o queimei no DVD, como imagem. Veja Página 1.

Dei boot com ele e o instalei rodando o instalador Anaconda. Algumas modificações precisaram ser feitas durante a instalação:
  • Desmarcar configuração automática, para poder usar a partição personalizada. Fiz no espaço livre de 40 Giga, uma partição estendida e dentro dela, apenas uma Partição Raiz (/) e um pequeno SWAP.
  • Desmarquei a caixa de usar "usuário como administrador", para poder fazer uma senha de usuário e outra de root.
  • Desmarquei o Login Automático, para poder instalar mais de um ambiente gráfico. Como o notebook só tem 1 giga de RAM, não usei GNOME e nem KDE, mas sim o Xfce. Depois instalei também o Enlightenment.
  • Principalmente, ativei os repositórios durante a instalação. Se não se faz Isso, ele instala sem rede, o DHCP não funcionava. Assim, foi preciso configurar a rede, pois minha rede na USP tem IP e DNS fixos. Coloquei meu IP, os DNS da Uspnet e o Gateway, e a rede conectou e funcionou.

Após instalado, ele rodou normalmente, exceto pela resolução da tela, somente em 800x600. Esse problema da resolução da tela foi facilmente resolvido com a simples instalação do driver "xf86-video-openchome" (a placa de vídeo do Notebook é uma VIA Chrome).

Embora funcionasse, como a versão era 13.2 (de 2014) ele não atualizava muito. Então, tive uma ideia genial! (rsrrsrsrsrs!)

Pensei... vou transformá-lo no openSUSE Tumbleweed, mais novo. Apliquei o ótimo procedimento do nosso amigo aqui do VOL, Izaías:
Troquei os repositórios e re-atualizei tudo!. E claro, "Lei de Murphy" atuou! "Quebrou, bem Quebrado". (KKKKK)

Sem tela gráfica, sem rede, inúmeros erros de systemd etc. Provavelmente, é por causa das versões dos pacotes e do "maledetto" Systemd! (rsrsrsrsrssr)

Como meu objetivo era colocar Linux no Notebook, desistí da versão 13.2 e passei para o Tumbleweed.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Método principal: openSUSE no disco rígido / Testes Iniciais - Versão 13.2
   3. Método principal: openSUSE Tumbleweed no disco rígido
   4. Pós-instalação do openSUSE
   5. Outros métodos
   6. Testes / Conclusão
Outros artigos deste autor

Experimento com Linux: Misturando Sabayon com Gentoo

Como usar o Bugzilla do Sabayon

A teoria Linux por trás dos acessos e dos atalhos

Experimentos com GNOME3 em instalações contendo outros ambientes gráficos

Sabayon Linux remasterizado para placas de vídeo ATI

Leitura recomendada

Raspberry Pi 4B Como Servidor Linux de Baixo Custo

Scid vs. PC - O melhor programa para estudar Xadrez no GNU/Linux

Ambiente gráfico LXDE

PLC no Linux alguém já pensou nisso?

Wake-on-LAN (WOL) utilizando Netcat - Dissecando o protocolo

  
Comentários
[1] Comentário enviado por wadilson em 09/08/2016 - 06:46h

Parabéns
Que aventura, grande tour de force.

[2] Comentário enviado por removido em 10/08/2016 - 16:46h

Alberto, poder instalar o bootloader de qualquer sistema Linux na raiz, não é novidade meu caro. :)

Quando usava o Ubuntu eu só queria ele para gerenciar o Grub, fazia isso sempre, é muito mais fácil. Iniciava o Ubuntu e atualizava o Grub, inserindo na inicialização o bootloader de qualquer Linux que eu instalava numa partição separada. E somente com um "update-grub".

Fiz isso com todas as distros que já experimentei, e não são poucas! :)
Fico feliz pelo sucesso do experimento. Parabéns!

Como sempre, ótimos artigos e recheados de referências.

[3] Comentário enviado por clodoaldops em 12/08/2016 - 09:42h

Tinha um netBook Acer 32bits que travava com w7 e foi ressuscitado com xubuntu-32bits. Pena que meu brinquedinho queimou e ficava inviável recuperar.

[4] Comentário enviado por removido em 24/08/2016 - 12:47h

OpenSuse não é muito recomendável para computadores antigos ou modestos.
Quanto de RAM está consumindo?

[5] Comentário enviado por mcnd2 em 26/08/2016 - 18:59h

Muito bom o Artigo.

Esses procedimentos lembra o meu velhinho desktop que no momento roda Debian que já faz uns 5 a 6 anos desde a instalação mais o Xubuntu desde a versão 14.04 (lançamento) e FreeBSD 10.3. Até uns 2 meses atrás tinha ainda o Windos Server 2008, logo como o sistema era inviável o uso por ficar muito lento, exterminei com ele.

Parabéns pelo Artigo.
__________________
mcnd2 - SG - RJ - BR
Linux User #606334

[i]User of systems:
Debian (Xfce)
Xubuntu
Fedora (Gnome)
Mageia (KDE)
FreeBSD (Xfce).[/i]

[b]Open your mind![/b]


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts