Ubuntu 6.10 vs Kurumin 6.0

Tempos atrás tive oportunidade de obter 1 live CD do Ubuntu Linux 6.10. E como não podia ser diferente, resolvi fazer testes e comparações com a outra distro live que eu já possuía, o Kurumin 6.0.

[ Hits: 34.166 ]

Por: Hector Nagao em 30/03/2007


Introdução



Para deixar bem claro, não defenderei este ou aquele, apenas apontarei detalhes reparados durante testes com o meu PC (um AMD Athlon 1.1 GHz, 256 Ram, 30 GB HD , 64MB de vídeo) e tudo na visão que eu tive de cada um desses Linux, desde o tempo de boot, a interface gráfica e recursos disponíveis.

Por questões de viabilidade econômica e de tempo, não executei testes com as versões instaladas no HD (mas nada impede que futuramente eu venha a escrever outro artigo como continuação deste).

Então vamos lá! Caso discorde comigo com algo pode deixar comentários referentes a alguma besteira que eu possa ter escrito, fiquem a vontade, afinal sou apenas um usuário que está começando a se aprofundar nesse mundo fascinante dos sistemas Open Source.

A velocidade

Durante a inicialização dos sistemas reparei que o Kurumin foi um pouco mais eficiente que o Ubuntu, embora minha máquina não seja das melhores (como já dei a configuração na introdução).

Enquanto o Kurumin levou 4 minutos para a inicialização total do sistema, o Ubuntu levou 5 minutos, uma diferença de 1 minuto para a inicialização. Confesso que fiquei espantado ao ver o tempo que levou para a inicialização do Ubuntu, já que era meu primeiro contato com a distribuição e a interface gráfica e opções de aplicativos ser mais enxuta que a do Kurumin.

Já com o sistema devidamente inicializado fui testar como cada um se comportava na inicialização de alguns softwares. O Kurumin levou em media 4 segundos para a inicialização, o Ubuntu levou os mesmos 4 segundos em média em cada inicialização de software, o que representa um desempenho semelhante de velocidade em cada uma das distros, nada surpreendente, pois se tratava do mesmo Sistema Operacional rodando na mesma máquina. E como não podia deixar de ser, realizei testes com softwares mais pesados e carimbados do mundo Linux: Open Office 2.2 (a versão disponível nas duas distribuições) e Gimp 2.0.

O Open Office no Kurumin levou 47 segundos para a total inicialização e ficar prontinho para o uso, enquanto no Ubuntu levou exatamente 1 minuto.

O Gimp no Kurumin levou 20 segundos para iniciar, enquanto o mesmo no Ubuntu levou 15 segundos. o conhecidíssimo XMMS em cada uma das distribuições levou 10 segundos. Já outros softwares e aplicativos de sistemas, como já, disse levaram em média 4 segundos.

Depois de feitos os devidos testes com cada um, chegou a hora de desligar o sistema. O Ubuntu levou pouco mais de 1 minuto para que desligasse completamente o computador, já o Kurumin, estranhamente, não consegui desligar pelo shutdown da interface gráfica, ele ficou sem resposta, mas rodando. Tive então que apelar para o botão do gabinete, mas tudo indica que se ele desligasse corretamente, levaria um tempo semelhante ao do Ubuntu.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. A interface
   3. As configurações
   4. Considerações finais
Outros artigos deste autor

Memórias de um usuário Linux

Por quê eu não usaria Linux?

Leitura recomendada

Receita descarta software do IR para Linux - cadê a nossa liberdade?

Viva o Linux finalmente de volta!

Alexa e o ranking dos principais sites Linux da comunidade brasileira

Software Livre - GNU x LPG e o Governo x Economia (parte 2)

As características de personalidade dos usuários de Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 30/03/2007 - 01:30h

Olá Hector,

Primeiramente parabéns pelo artigo. É sempre bom ter informações sobre qual distro indicar a um amigo iniciante no linux. Vou "criticar" (de forma construtiva) alguns pontos, ok?

- A versão do Ubuntu que você fala é a 6.10, imagino eu. (As versões são nomeadas com ano.mês de lançamento)
- O ambiente gráfico do Ubuntu é o GNOME 2.16.1, o do Kurumin KDE (3.4, se não me engano)
- Tenho instalados na minha máquina o Ubuntu 6.10 e o Kurumin 7.0 e a impressão que eu tenho é que o Kurumin ocupa muito menos memória do que o Ubuntu (talvez por causa do KDE?) e, portanto, é mais "rápido".
- Sobre o "Painel de Controle do Ubuntu", realmente acho que ele não existe. O que você tem é um menu "System", onde você pode acessar as configurações individualmente (mas de forma gráfica).
- Sobre as partições Windows, não tenho nenhuma instalação para testar, mas pelo menos com meu pendrive o processo de (des)conectar é mais simples que o do KDE.

Acho que a questão do Ubuntu é que ele não tenta ser igual a outras distros, mas sim proporcionar ao usuário uma experiência nova, mais intuitiva. Creio que o foco do Kurumin seja "captar" usuários do Windows, por isso a cara mais "colorida". Não que o Ubuntu também não queira usuários vindo do Windows, mas acho que a preocupação é ser um sistema original, sem tentar copiar o concorrente.

Minha implicância (sem muito fundamento, concordo) com o Kurumin é pelo fato dele ser construído por cima do Debian sem muita cerimônia. Me parece estranho uma distro que utiliza os repositórios da outra (portanto, fora do controle do "criador") para atualizar o sistema. O Ubuntu, apesar de ser também baseado no Debian, possui repositórios próprios.

Apenas para ilustrar, minha mãe (que apenas "conhecia" um PC, sem nunca ter utilizado um sozinha) já consegue utilizar o Ubuntu para acessar a conta dela no Gmail, inclusive digitando o próprio login/senha, abrindo o Firefox normalmente pelo menu e navegando na internet.

Desculpe se escrevi muita bobagem, e mais uma vez parabéns pelo artigo!

Abraços,
Rodrigo Machado

[2] Comentário enviado por fabio em 30/03/2007 - 02:24h

Botei Ubuntu no notebook da minha namorada e ela, que mal sabe usar Windows, tá lá usando o bicho normalmente e sem reclamar de nada :)

Sobre o Kurumin não posso opinar pq realmente faz tempo que não tenho contato com ele.

Enfim, a conclusão que podemos tirar é que cada vez mais o Linux se torna atraente para o usuário leigo, independente da distribuição.

[3] Comentário enviado por drdoom em 30/03/2007 - 08:37h

Parabéns pelo artigo, o legal do Kurumin é q o desenvolvedor colocou script pra quase tudo q vc possa imaginar nele, deixando a vida do usuário fácil (como deve ser)

Um ponto fraco q acho nele é a instabilidade depois de uns anos de uso. (sem trocar de versão, so atualizando via apt-get)

[4] Comentário enviado por manoelhc em 30/03/2007 - 10:29h

Interessante o artigo, porém compare KDE com KDE e Gnome com Gnome. Senão compare Kubuntu com Kurumin.

Você colocou "A interface gráfica do Kurumin continua ganhando nesse aspecto, já que ele é considerado, e na minha opinião continua sendo, a distribuição indicada para quem quer migrar do Microsoft Windows para o Linux.", sendo que o artigo fosse direcionado a uma possível alternativa ao Uindous. Você colocou muito a sua opnião por estar acostimado a trabalhar da sua forma. Acho que o rcmachado86 teve a mesma impressão.

[5] Comentário enviado por Rodrigo/mg em 30/03/2007 - 10:30h

ola, hector..falar do kurumin para mim e complicado...pois fiz minha migracao do Rwindows direto p/ ubuntu brezzy hj ja uso o 6.10 mais te digo q naum tive muita dificuldades em me familiarizar com o debian...notei o seu artigo que vc fala da inicializacao do open-office realmente ele demora um pouco mais estarei postando uma dica p/ q o mesmo seja carregado na inicializaçao do sistema...parabens..pelo artigo....

[6] Comentário enviado por evilrick em 30/03/2007 - 10:37h

Olá. Foi muito boa a iniciativa de comparar as duas distros mais recomendadas na nós iniciantes.

Eu acho o seguinte:

Os únicos pontos negativos do Kurumin, na minha opinião, são o tempo de vida reduzido de cada versão (o que muitas vezes faz com que o iniciante acabe por instalar uma versão já desatualizada) .

No entanto, em amigabilidade e facilidade para usuários que estão vindo do Windows (R), o Kurumin é a melhor opção. Além de ter um bom suporte a hardware há inúmeras ferramentas e scripts que facilitam a instalação de programas e dispositivos (vide softmodems).

Pra terminar: Concordo com o que foi dito acima: Kurumin X Kubuntu seria mais apropriado, já que ambas as distros utilizam KDE.

Paz o/

[7] Comentário enviado por y2h4ck em 30/03/2007 - 10:50h

http://polishlinux.org/choose/comparison/

Este site faz comparação entre os principais sistemas Linux e Unix.
Bem legal para tirar uma idéia.


Valeu.

[8] Comentário enviado por paraty em 30/03/2007 - 11:19h

Olá, parabéns pelo texto.

Passei muito tempo instalando e tentando manter uma distribuição Linux no meu PC, mas por problemas de suporte ao meu hardware, problemas de configuração, falta de costume etc não conseguia banir o Windows do meu HD, foi quando descobri o kurumin na versão 4 eu acho.

Para mim ele era maravilhoso, bonito, leve, rodava redondinho no meu hardware, facil de usar com script pra tudo e o mais importante uma vasta documentação em portugues do Morimoto e dos foruns explicando como resolver problemas, fazer atualizações, customizações etc.

Conforme fui seguindo com o kurumin, fui aprendendo cada vez mais a me virar com o Linux, aprendi a buscar informação e a botar a mão na massa. Assim, o Linux já não era mais um bixo de 7 cabeças e não precisava do Windows para mais nada, nem pra Jogar :), passar o tempo desvendando o Linux comeu o tempo q passava jogando.

Já seguro no mundo Linux os problemas do kurumin passaram a me incomodar. Qualquer alteração feita gerava sempre uma dor de cabeça, conflitos, falhas nos scripts etc. Cansado de ficar resolvendo problemas gerados pelas atualização resolvi migrar pra ultima versão acho q a 5, piorou. Alem dos problemas anteriores o ponteiro do mouse passou a dar umas travadinhas, foi a gota d'agua.

Então, resolvi dar uma testada no Debian customizado pela comunidade Brasileira, achei legal e fiquei com ele um tempo até voltar a testar o Ubuntu.

Já havia utilizado a versão 5 do Ubuntu e não gostei muito pq achava q esta meio bugado, mas depois de um tempo de volta ao Windows por questões trabalhistas e por fortes recomendações resolvi testar a versão 6.1 e achei maravilhosa.

Para mim, realmente apresenta um grande ganho de qualidade da versão 5 pra 6.10. Sua instalação ta mais fácil q a do Windows e até agora não tive problemas com bugs. A única dificuldade está na parte de mídia, com flash, formatos proprietários etc, mas tem uma vasta documentação mostrando como solucionar esses problemas.

Assim, concordo com a afirmação de q o kurumin é a melhor forma de capitar usuários windows para Linux e que é natural, conforme vc vai crescendo no mundo Linux, aparecer outras necessidades e talvez o Ubuntu tenha melhores condições de suprir essas necessidades.


[9] Comentário enviado por sudomenosi em 30/03/2007 - 11:32h

Acho que não cabe a um amador(suponho que você seja um) comparar uma distribuição linux profissional como o Ubuntu com o Kurumin.
E se baseando no tempo de abrir programas, que é bastante relativo e nada científico.

O Kurumin é tosco, o frontend do apt-get dele é horrível. Sou mais o Windows XP em termos de visual.
Tem muita informação desnecessária e aqueles menus do Guia do Hardware.

Kurumin é amador e Ubuntu profissional.

Pra quem quer migrar pro linux? Ubuntu.

Kurumin vai dar uma impressão de linux errada pro usuário :)

[10] Comentário enviado por waine em 30/03/2007 - 12:24h

Só para constar: tenho um pc com nove partições. A primeira é WinXP, por problemas profissionais junto a clientes. A segunda é Kurumin 7, a qual indico para todos principalmente por ser mantida por um Brasileiro. Tenho na terceira partição o Mandriva 2007, sem dúvida a mais extensa. na quarta partição uso o Ubuntu 6.10. Ainda por questões profissionais tenho também o OpenSolaris 10 da Sun numa quinta partição. As demais partições são minhas /home com dados de usuário.
Pois é. Agora vou deixar a minha impressão do caso.
Ubuntu é mais uma distro. É a da moda. Agora. Só isso. Não vi nada que realmente destaque esta das demais. Por outro lado, os problemas do Kurumin acontecem, é verdade. Mas ainda é a que mais gosto. Nem vou falar da Mandriva. O Solaris também é um caso a parte. É o ambiente para o Java, e preciso dele por isso, pra desenvolvimento. Agora se querem saber, mantenho todas apenas para estar razoavelmente a par das mudanças. Pode ser que alguma seja uma grande mudança, nunca se sabe... Bem, pra terminar, indico mesmo o Kurumin pra todos os brasileiros. E pra todos os de fora também. Abraços e parabéns pelo artigo.

[11] Comentário enviado por manoelhc em 30/03/2007 - 13:56h

Nossa, na boa, o dia que o Kurumin tiver um repositório próprio com vários mirrors, Launchpad, Roseta, Suporte comercial, Parceirias com corporações de peso, versão para servidores, várias opções de escolha de gerenciador de janelas (gnome,kde,xfce), um atualizador descente, "Click ´n´ Run", um controle rigoroso de qualidade, uma versão OEM, se comportar como um Gnu/Linux e não como uma "alternativa genérica", entre outras coisas, além da usabilidade e facilidade, aí sim poderiamos fazer a tal comparação, não um teste. Utilizo a versão 7.04 desde janeiro e pelo visto o Kurumin vai ter que comer muito peixe pra chegar no pé. Uma distro vai muito além do visual.

[12] Comentário enviado por the question em 30/03/2007 - 15:29h

Ubuntu para usuário intermediário??
Pra usuário intermediário pode começar a usar o Slackware, não será tão fácil, mas não terá problemas.

Ubuntu é tão fácil de usar quanto o Kurumin.

flw
darkmagus

[13] Comentário enviado por geilson em 30/03/2007 - 15:36h

Li em algum lugar que o Kurumin pode passar a usar os repositórios do Ubuntu, acho que ele é perfeito para quem quer um desktop sem ter problemas, a detecção de hardware dele é excelente. Mas concordo com o manoelhc, o Ubuntu é muito mais distro. Olha o tempo que ele tá liderando no distrowatch.com
E ainda tem o fator suporte. Pelo que eu vejo o Ubuntu é mais bem servido de documentação e com uma comunidade muito ativa.
O ponto fraco das duas é não se demonstratem viáveis, que apesar de serem simples e eficientes, têm pouca presença no mercado coorporativo.

[14] Comentário enviado por ubuntu.br em 30/03/2007 - 16:09h

o "painel de controle" já existe é realidade no ubuntu 7.04, no mais, concordo com a primeira opinião do Rodrigo Machado inclusive dividindo a mesma "desconfiança" em relação ao kurumin.

[15] Comentário enviado por heckjp em 30/03/2007 - 16:31h

Bom galera..agradeco todos os comentarios feitos ate agora...respondendo algumas coisinhas:
Qto a eu ser amador..concordo...estou aprendendo linux a cada dia que mexo mais com esse sistema....
E quanto ao q eu escrevi nao ser levado muito em consideracao acho q qualquer coisa q se diga e valida pois estamos aqui para aprender...seja errando ou acertando...
O que eu quis passar aqui...foi algo `relativamente tecnico`....pois claro que eu coloquei minha opiniao tbm...mas eh apenas pra galera ter nocao do q vai encontrar nessas 2 distros..valeu os posts

[16] Comentário enviado por rasxr3 em 30/03/2007 - 17:19h

Não queria dar pitaco nessa discussão mas não resisti.

Primeiro minhas impressões sobre o Ubuntu, por ser baseado no Gnome, necessita da aceitação do usuário com relação a algumas mudanças (principalmente pra quem está acostumado com o Windows). Ao que me consta o KDE é mais próximo da interface gráfica oferecida pelo sistema proprietário. Em contrapartida, com alguma configuração fica imbatível em praticidade e facilidade de uso, sem contar a beleza.

O KDE já é uma interface mais proxima da usada pelo Windows, além de contar com várias opções. O que a princípio parece uma vantagem acaba por complicar coisas simples. No caso do kurumin isso é mais grave já que a distro adicionou novos menus aos muitos já existentes no KDE.

Por outro lado quem já usou softmodem sabe que a melhor distro para eles é o kurumim. Acho que o Ubuntu nem oferece suporte, enquanto o kurumim é plug'n'play (melhor que o windows).

Realmente o Ubuntu se iguala a outras distros na questão profissionalismo, você percebe pela organização de idéias. Já o kurumim parece o resultado bruto de um brainstorm contínuo e constante, onde muitas boas idéias estão esparramadas de forma desorganizada pelo sistema.

O que acho se o fator decisivo para nós brasileiros valorizarmos o kurumim, é que este foi desenvolvido integralmente por um time brasileiro liderado pelo morimoto e composto por boa parte da comunidade linux brasileira. Ou seja, ele é produto nacional, prova da capacidade dos brasileiros de fazer algo que mereça destaque, inclusive, internacional. Concordo com o que o amigo acima falou, sob essa ótica o ubuntu não passa de uma distro com qualquer outra enquant o kurumim é inovador com seus ícones mágicos, que além de automatizar tarefas chatas para os iniciantes também inclui textos explicativos que informam ao usuário o que está acontecendo, coisa que não acontece no Ubuntu. Resumindo, sob o aspecto didático o kurumin é bem melhor para o iniciante.

Outro ponto importante citado é que realmebto o artigo foi escrito por um usuário inexperiente, prova disso é ele nã conseguir identificar o gnome. Mas é isso que torna a avaliação masi confiável. Eu explico, por ser um iniciante no mundo linux, é exatamente o público alvo das distros em questão.


Lembrando que essa é só aminha opnião e em momento algum tenta ser uma verdade absoluta.

[17] Comentário enviado por thiago_s em 30/03/2007 - 17:47h

Muito bom

mas prefiro o Ubuntu

[18] Comentário enviado por manoelhc em 30/03/2007 - 18:26h

"o artigo foi escrito por um usuário inexperiente... é isso que torna a avaliação masi confiável"

Discordo fortemente. Acaba gerando uma avaliação sem fundamentação, ainda mais com um artigo intitulado "Ubuntu 6.10 vs Kurumin 6.0", ficando preso em apenas um quesito, que não passa de uma opinião pessoal, deixando outros tópicos de lado. Como o y2h4ck havia citado, http://polishlinux.org/choose/comparison/ é uma ideia muito boa para fazer comparações.

"Lembrando que essa é só aminha opnião e em momento algum tenta ser uma verdade absoluta. "

Assim como a minha, caro rasxr3 :)

[19] Comentário enviado por rasxr3 em 30/03/2007 - 19:18h

É por isso que gosto do software livre, existe espaço para a opnião de todos. E mais interessante ainda avaliar os vários pontos de vista acerca do mesmo assunto. Desde que de maneira respeitosa, o debate é sempre um caminho muito bom de interação.

O que quis dizer era exatamente o que disse. Quando li o trecho onde o autor diz não saber qual o gerenciador de janelas usado pelo Ubuntu, percebi se tratar de uma pessoa não muito familiarizada com o mundo linux. A experiência desse tipo de usuário é única e não pode de forma alguma ser comparada à experiência de alguém com um pouco mais de prática no sistema. esse tipo de usuário geralmente vem pro sistema sem saber nem o conceito de gerenciador de janelas (coisa que eu mesmo não sabia quando migrei), assim é esse usuário que as distros querem agradar para evitar que volte ao Windows, ou que pelo menos ele fique convencido de que existem opções viáveis. Nem todas as distros têm essa filosofia, mas dentre as que têm acho que o kurumin se destaca por ser uma iniciativa que dá um passo à frente das outras, ensinando o usuário a usar o sistema. Isso não quer dizer que eu ache o Ubuntu difícil ou ruim, muito pelo contrário, o considero um sistema muito mais robusto, completo, organizado, confiável e até mais durável que o kurumin. Mas mesmo assim aho que o kurumim não é só fácil, ele também é didático e é por isso que concordo com o autor na conclusão.

Na realidade a única distro que realmente posso dizer que me sinto confortável é o Gentoo, até hoje considero a melhor distro que já usei, customizável, eficiente, e principalmente, confiável. Por ai já se percebe que minha opnião é bem diferente da da maioria (pessoal do slack, do debian). Mas ai também já é uma outra história.

PS: Se todos gostassam de laranja o que seria do limão nenão...

[20] Comentário enviado por colutti em 30/03/2007 - 22:07h

So uma correcao: Voce fala que o kurumin e baseado no debian e o ubuntu nao. O ubuntu e baseado no debian assim como o kurumin, apesar do ubuntu usar repositorios proprios.

[21] Comentário enviado por dialog em 31/03/2007 - 08:41h

Muito bom seu artigo, so com a observação feita acima o Ubuntu é baseado no debian e tem total suporte aos repositórios da própria quanto à instalação de pacotes .deb.

Fiz a mesma competição entre as 2 distros apesar de eu não gostar muito do Kurumim se mostrou mais eficiente na detecção de hardware, testei as 2 distros em um Pentium III 800 com 256 Ram, no Ubuntu demorou um pouco mais para inicializar em relação ao Kurumim, e o Kurumim identificou o vídeo sem precisar selecionar o VESA o que no Ubuntu já não se tornou possível. A única coisa que tive certa "dificuldade" em AMBAS as distros é o mouse serial que editei no xorg.conf depois de reiniciar o X estava tudo normal.

[22] Comentário enviado por willians dutra em 31/03/2007 - 14:19h

Legal o artigo.
Mas gostaria de lembrar que antes de qualquer coisa devemos manter a imparcialidade e isso não ocorre em alguns comentários e algumas partes do artigo.
Antes de qualquer coisa devemos lembrar que em qualquer em um dos dois sistemas podemos configurá-los para ficarem mais rápidos ou com desempenho melhor.
Quanto a facilidade de uso...bem para um usuário que acaba de migrar do Windows, qualquer um dos dois vai ser estranho ou difícil...
Como sempre acho que deve prevalecer o bom senso do usuário, e que deve (e faz) usar a distro que mais lhe agrade.

[23] Comentário enviado por SMarcell em 31/03/2007 - 17:29h

Na minha humilde opinião, essas comparações não levam a lugar algum!

Uma dica que dou é a seguinte:

O usuário deve testar o máximo de distros que puder, assim com toda certeza ele vai encontrar alguma que lhe agrade!

Falou!!!

[24] Comentário enviado por removido em 31/03/2007 - 21:02h

Hector! Parabéns pelo artigo! Já usei de tudo um pouco aqui no meu k6-2 500, com uma infame pcchips =[...

jah testei conectiva, suse, insigne (sera q ainda existe?), knoppix, kurumin, fiquei por um bom, longo, e ótimo tempo com o debian sarge instalado, e agora, uso o ubuntu 6.06, q recebi pelo correio!!! (pedi pelo ship-it e incrivelmente chegou aqui em casa, lol!)

a minha opinião depois dessa maratona: todas são ótimas, e cumprem o que prometem. Gosto muito do kurumin, e carrego um cd de tiracolo pra mostrar pra todos os meus amigos =], mas depois de receber o cd do ubuntu pelo correio, e, mais incrivel ainda, depois de conseguir fazer funcionar meu modem, virei fã do ubuntu =]

sabendo o q fazer, ou entao onde procurar, qualquer distro é perfeita =]

falows!

[25] Comentário enviado por nbbr em 31/03/2007 - 21:13h

Legal o feito do Hector Nagao, serviu para que iniciantes ao linux discutissem o que é melhor ou nao para eles e provavelmente tirou as duvidas dele sobre os sistemas citados. Nao adianta falar que um é melhor que o outro pois os 2 tem pontos fortes a seu favor. O que mais vale nesse artigo é que, por meio de testes simples, o usuarios Hector Nagao conseguiu escolher um linux de sua preferencia, isso é que é importante ja que temos varias distribuicoes e variantes disponiveis.
Eu nao penso em qual das 2 citadas acima é a melhor variante do debian, mais se fosse para escolher escolheria a brasileira (votando por patriotismo), mais como sou debiano as 2 tem um bom desempenho e um longo caminho a percorrer.

OBS: a maior vantagem dessa comcorrencia entre essas distros é que o debian pode aproveitar o melhor de cada uma, desde os scripts magicos do kurumin aos pacotes raros do ubuntu.

[26] Comentário enviado por epgielow em 02/04/2007 - 12:03h

ubuntu rlz!

[27] Comentário enviado por telurion em 02/04/2007 - 20:17h

Eu até pensei em comentar, mas a discussão já está ficando extensa.

[28] Comentário enviado por heckjp em 02/04/2007 - 21:31h

Agradeco a todos os comentarios..e acho q todos sao validos...Entendo as opinioes de todos...apenas em meu artigo esqueci de falar que ele eh voltado para pessoas q nao conhecem tais distros e estava apenas dando 1 previa do que vao encontrar ao rodar o Live CD destas distros...

[29] Comentário enviado por willemarf em 05/04/2007 - 04:44h

O linux que eu mais gostei e mais fácil que usei foi o kubuntu... mais o kurumin é tao facil que nem da voltade de usar... eu uso ele pra particiona ... legal espero que continuem fazer comparações ... vlws

[30] Comentário enviado por audelis em 06/04/2007 - 18:53h

bom artigo Hertor, eu uso o ubuntu 6.06 lts já há muito tempo em meu notebook (PIV - 512MB de Ram, L2 cache de 512kb , 1,7 Ghz e Hd de 40GB) e não tiv nenhum proplema com relação a portabilidade, compatibilidade e usuabilidade, inclusive instalei alguns programas do RUIwindos nele só pra vé qual é... tudo deu certo...mas, não sei o que fiz que não consigo mais utilizar nenhuma ferramenta administrativa, mesmo quando uso via terminal.
já o Kurumin 7.0 me pareceu melhor no aspecto da facilidade da instalação e dos scripts prontos, mas quando se fala em estabilidade ao longo do tempo o Ubuntu está muito na frente.

[31] Comentário enviado por fernandoamador em 08/04/2007 - 23:40h

Ótimo artgo...

[32] Comentário enviado por sektor em 01/05/2007 - 17:40h

rsrs, acho legal o kurumin, mas nao uso mais
não é por nada mas....
pra mim distro linux ou é Fedora ou é Debian....nada mais
nao tenho nada contra outras distro, mas prefiro essas , e gosto é gosto!!

[33] Comentário enviado por scoob em 09/08/2007 - 08:06h

Assino embaixo do Sektor...

Nunca fui de defender ideologias, times de futebol ou programas de computador...mas depois de (Kurumin 2-3-4-5-7, RedHat 7-8-9, Fedora 1-2-3, SUSE 10, Ubuntu 6, quinze minutos de FreeBSD, Debian Sarge-Etch-Lenny)....

Minha relação com Debian já é um caso de amor...feliz para sempre com a verdadeira filosofia do GNU/Linux: Liberdade!!!

[34] Comentário enviado por gtogalvao em 20/08/2007 - 14:45h

Já tem um tempo que estou udando o Kurumin, foi meu primeiro contato com o linux. Comecei com o 6.0 e hoje estou com a 7.0. Sou iniciante, mas já consigo fazer algumas coisas por linha de comando. Tive um problema sério no 6.0 com minha impressora(lexmark z23) e minha placa de rede. De alguma forma o CUPS estava interferindo em minha placa de rede, parecia que duplica a placa de rede no sistema, naum sei dizer ao certo. Até que o kurumin parou de inicializar.... Instalei o 7.0 e parece que os problemas acabaram, minha impressora funciona perfeitamente, só de vez em quanto quando ligo o computador e inicia o linux com a impressora ligada, o kurumin as vezes dá alguns erros na inicialização e para ou inicializa normalmente mas naum detecta a rede. Fora isso, foi ótimo esta versão já vir com o BROffice e parece estar mais rápido, não tive muita confiança ainda para atualizar ele via apt-get para o R3, isso pra mim que é complicado, porque as mudanças de versão acontecem em muito pouco tempo. Tomara que o Morimoto e seus colaboradores possam melhorar isso, quem sabe com um repositório próprio. Em relação ao ubuntu tentei fazer sua instalação uma vez da versão 6.06, mas na hora de definir a partição que seria unbuntu e a outra windows tive dificuldades. Acabei desistindo e parti para o kurumin, o qual não tive nenhuma dificuldade.

[35] Comentário enviado por alisson.urzeda em 26/04/2008 - 20:34h

uso o kurumin 7 em ksa e estou satisfeito com ele no trabalho tenho um servidor debian q dispensa comentários...
no +
bom artigo e viva o mundo livre


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts