Por quê eu não usaria Linux?

A princípio o título soa esquisito, ainda mais por se tratar de um site que defende e apóia o uso do Linux, mas a intenção é tentar levantar o por quê do Linux ser tão "rejeitado" entre a maioria dos usuários.

[ Hits: 20.506 ]

Por: Hector Nagao em 10/03/2007


Introdução



O uso do Linux vem crescendo de forma discreta, porém a Microsoft já está começando a se preocupar com o sistema do pinguim. Não é pra menos, a forma estrondosa com que empresas pequenas, médias e até multinacionais vem implantando o Linux em seus servidores para melhorias de gerenciamento, controle e principalmente, redução de custos.

Agora vocês perguntam: por quê então estou escrevendo um artigo do por quê eu não usaria Linux? Isso é o que veremos a seguir...

Porque eu não usaria Linux, segundo um usuário leigo

Como eu disse anteriormente, o uso do Linux como servidor vem crescendo de forma espantosa, e na minha opinião, de forma vantajosa, pelos motivos que já me referi anteriormente. Mas o que acontece é que eu acho que apesar das grandes mudanças e evoluções que vem sofrendo, nosso querido sistema operacional não está preparado para atingir totalmente usuários desktop, principalmente quando se trata de usuários ditos leigos, que ainda não tiveram contato com o PC, ainda mais com os ditos "PC populares", que devido a configuração mal feita, acaba desestimulando o uso do sistema, afinal o nosso usuário em questão não saberia diferenciar um sistema mal configurado de um sistema de difícil utilização, como é o caso de algumas distros mais "avançadas" do Linux, preferindo então o julgo popular do Windows.

Aí algum usuário "espertinho" diz: "Mas e o Kurumin Linux, que é bem fácil de configurar e etc, etc, etc...?". Não, eu não esqueci dele, até porque já usei e muito o Kurumin e falarei dele mais tarde neste artigo. Na minha humilde opinião o Kurumin é perfeito para usuários Windows iniciarem no mundo Linux.

Nota1: Artigo escrito por Guilherme "razgriz":
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Porque eu não usaria Linux, segundo um usuário Windows
Outros artigos deste autor

Ubuntu 6.10 vs Kurumin 6.0

Memórias de um usuário Linux

Leitura recomendada

Microsoft anuncia em sites Linux

Debate sobre o simulado do VOL

Ansible, Puppet e Chef

GNU/Linux: Liberdade e Cosmovisão

Por quê o Linux não emplaca como sistema para Desktop

  
Comentários
[1] Comentário enviado por razgriz em 10/03/2007 - 03:32h

Olá Hector, eu entendo perfeitamente o seu ponto de vista, porém eu gostaria de expor o cenário que eu vejo sobre este assunto (e de certa forma o vivo também).

Bem, com relação a aceitação do "nosso sistema", eu posso dizer que ela é até muito boa devido as atuais circunstancias, eu também posso dizer que o "usuário" retratado aqui sofreu a muito tempo atrás (na revolução industrial ainda, antes mesmo de inventarem os softwares e os computadores) um empobrecimento intelectual imenso, associado a uma "prensa supervisora" que impede que novos metodos criativos surjam com maior frequencia e ou que venham de pessoas "inexperadas". Partindo desse ponto, acredito que essa pessoa com uma orientação "adequada*"(basta ligar e usar sem configurar) pode utilizar qualquer porcaria sem ao menos saber o nome, desde que FUNCIONE, veja que o "usuário" espera apenas que o sistema faça o micro funcionar a contento*( executando tudo oque ele quer) e mais "nada" =] , o restante dos recursos está em outra categoria, mas não é hora de falar disso ( é sabado de madrugada), então vou adiantar um pouco mais o assunto. Quando vejo distribuições como o suse enterprise desktop e mesmo o open suse, eu vejo SIM, um sistema mais do que pronto para o "usuário" pelos seguintes motivos :

São incrivelmente faceis de usar (segundo este tipo de usuário, mais facil até do que o sistema do titio jobs e ou do titio gates )

Tem recursos que os outros não tem

Hoje, pode-se instalar programas como se esquenta comida em micro ondas.

Temos programas livres que tem performance e recursos superiores aos de seus '"concorrentes pagos".

A customização é total, que os sistemas operacionais pagos nunca conseguiram, nem mesmo o do titio jobs.

Quem migra sabendo o que quer não se arrepende.

No meio corporativo, eles adquiriram a condição de "queridinhos" devido a sua performance e de economizar montanhas de dinheiro com manutenção de micros e down time.

Quanto aquele usuário "inexpressivo"( tambem conhecido como altamente controlavel e sem pespectiva de futuro) que vive apenas para jogar, este posso dizer que usará oque funcionar pra ele, a bel prazer da fabricante dos jogos.

Quanto a mídia, nada ela ganha fazendo propaganda do linux, a menos que ela seja paga para tal, filantropia não paga as contas, digo isso como profissional de comunicação.

Falando do artigo que escrevi sobre o "pc popular", infelizmente meu amigo, a magnitude do problema é muito maior do que se pensa, mesmo quando esse usuário "volta para o outro sistema', os seus problemas não desaparecem, pelo contrário! eles só se multiplicam! diria eu que com o linux pelo menos você não ve uma tela azul e muito menos é obrigado a reiniciar a cada duas horas.

Eu ainda poderia citar outras inúmeras razões para a minha opinião não bater com a sua, inclusive casos de sucesso e migrações de agencias de publicidade e jornais, porém eu estou cansado e tenho que dar aula amanhã, então eu me despeço por aqui.

Bom final de semana!

[2] Comentário enviado por tatototino em 10/03/2007 - 04:36h

Para mim, Linux e os unix-likes é para programadores e administradores de redes, servidores e etc, ou seja, para pessoas que trabalham na área da informática.
Na minha opinião usuários leigo ou comuns tem que usar Windows por sua facilidade e não ter inúmeros problemas em configurar e usar o Linux , e ainda o Windows conta com inumeros jogos e programas que o Linux não oferece.
E a maioria dos usuários leigos começam a usar Linux por ter uma fama de ser sistema de hacker , ou para ter um Desktop 3D ou outras coisas do tipo para se mostrarem, aí depois de uma semana param de usar, voltando para windows ou tendo um "dual-boot",

OBS: dual-boot porque eles só usam o Windows o Linux fica de enfeite no disco rígido

Por isso sigo a seguinte tese:

Windows = usuários leigos
Linux = usuários que trabalham com informática


[3] Comentário enviado por Luis.com.15 em 10/03/2007 - 06:41h

Caro amigo o comodismo infelizmente é uma realiade em na maioria das pessoas em questaõ de informática, tendo em conta que o Windows quase se instala de maneira automática é por esse motivo o comodismo das pessoas, usuarios comuns não precisam saber muita coisa para intalar o sistema, coisa que não acontece em o mundo do Püiguim.
Por que o Linux é bicho de 7 cabeças? lembremos primeramente qual foi a ferramenta fundamental para o sucesso do Windows a DIVULGAÇÃO so isso!!!!
coisa que não acontece ainda com o sistema FREE, não tem divulgação frontal, deveria ter parceria (governo,tv,radio,internet,etc,etc) para que as pessoas comuns (leigos) possam ter de verdade LIVERDADE DE ESCOLHA.............
Tatotino eu aumentaria tua tese:
Windows = usuários leigos COMFORMISTAS
LINUX = USUÁRIOS QUE TRABALHAM COM INFORMÁTICA FREE!!!!!

[4] Comentário enviado por isaac em 10/03/2007 - 08:57h

Sou um ex-usuário ferrenho do Ruindow$ que abandonou o barco e passou pro lado do Linux.
Era freqüentador assíduo do fórum Baboo (fui um dos primeiros).
Essa é a coisa que um outro fã-boy da M$ mais odeia ver...rsrsrs.
Se sente como se tivesse tomado um bom de um chifre..rsrsrs

[5] Comentário enviado por dk_millares em 10/03/2007 - 12:13h

Um artigo interessante mas sou obrigado a descordar com tatototino e Luis.com.15 pois tenho dual boot aqui no meu pc de casa e quase nem uso o windows, minha irmã usa e gosta já tentei "força-la" a ficar com o linux mas não deu.
Vejo na minha propria casa exemplo de simplesmente a pessoa não se interessar pelo novo, não ter curiosidade...
Há usuarios que são acomodados em tudo, desde usuarios windows que vivem de problemas com virus,trojans e tudo mais até aquele usuario linux que está com um boot tartaruga e não vai atrás de resolver.
Me interessei no linux por varios motivos: não aguentava mais problemas com virus, acho que é normal um adolescente ver um site porno as vezes; queria algo diferente não aguentava a mesmice que o windows me passava, não tinha desafios; a interface grafica que com a qual fiquei encantado foi o gnome e com o fluxbox, na época acho que nem tinha aiglx ou eu não conhecia;
A primeira distro que peguei firme foi o Fedora Core, que no meu pc num ficou lá muito rapido, e acho que como todos usuarios eu tambem não suporto lentidões e demora no boot, ai ouvi dizer de um tal de gentoo, rapido todo compilado pra sua maquina porém diziam que era chatinho de instalar, ai fui eu e baixei o manual e imprimi na laser do trampo, foram umas três tentativas até eu ter um gentoo usavel com fluxbox. Diria que apanhei até, talvez por na época ainda ser um usuario windows, talvez por querer mudar taum rapido mas hoje está tudo legal no meu gentoo, claro que as vezes há umas dores de cabeça ou outras mas beleza.
E ainda tenho dual boot
:P

gosto de artigos que mostram muitas coisas que acontecem na real, pois após ver varias delas de perto você passa a acreditar que existe mesmo...
flw

[6] Comentário enviado por porongo51 em 10/03/2007 - 13:22h

tatototino
desculpe mais me pareceu um troll desinformado...
vc nunca usou linux pelo jeito não é?
existem várias distribuições que são focadas para o usuario leigo,
como kurumin linux e seus derivados. E arrisco a dizer ate o OpenSuse está muito facil de mexer e configurar...
Sobre a questão dos jogos e programas que não existem para Linux, isso acontece pois os fabricantes dos mesmos não se preocupam nem um pouco em fazer jogos para o nosso S.O. e por isso não existem muitos....

E reformulando sua tese:

Windows = Usuários leigos e preguiçosos que naum gostam de aprender nada novo.
Linux = Usuário interessados em aprender alguma coisa nova e pessoas que trabalham com informatica.

Abraço.

[7] Comentário enviado por Abaster em 10/03/2007 - 13:36h

Bom sou novo aqui me cadastrei agora só para por meu comentário aqui. E estou entrando agora no mundo do Linux então por mais leigo que seja acho que minha opinião pode ser valida, nunca fui contra o Linux desde que ouvi falar sobre ele só conheci os aspectos positivos (como a maioria das distribuições serem free e de ser mais seguro e consumir menos recursos do hardware do que Windows) mesmo assim só comecei a usar a uns 4 dias quando terminei de baixar (vou começar pelos que rodam em CD to sem espaço no hd baixei o ubuntu e vou baixar o kurumin) apesar de sempre ter tido uma imagem positiva demorei 4 anos para começar a usar (meu primeiro computador bom foi em 2003) um dos motivos de não usar antes é se o Windows funciona e a maioria das pessoas usa ele porque vou usar o linux, a maioria das pessoas desse fórum vão me achar um grande conformista olhando por este ponto de vista mais o que não se pode esquecer é que alguém que tinha um computador velho que travava com ate com winzip quando tem um PC decente quer mais é instalar tudo o que sempre teve vontade e que no PC antigo não funcionava, acredito que isto acontece com quem compra o primeiro PC, não considero estes quatro anos um tempo perdido fiquei fuçando em muita coisa neste tempo qualquer um que mexa com informática deveria concordar que existe muita coisa não se sabe tudo quando você pensa que sabe muito sobre um assunto derepente abre um fórum e pronto tudo que você sabe parece o básico do básico. Já sabendo mais, ainda não usava o Linux por mais que a imagem que eu tinha do Linux era positiva uma outra imagem que eu tinha ainda era mais forte a de que o que é de graça é pior do que é pago uma noção que nem sempre é verdadeira mais como se diz cavalo dado não se olha os dentes minha opinião começou a mudar no fim do ano passado em um simpósio na minha faculdade onde eu conheci o netbeans (que achei muito bom) em um curso de java e para minha surpresa era um programa free conversando com um cara que dava o curso ele me perguntou se eu já tinha ido a algum congresso sobre software livre e eu falei que não mais desde então comecei a ficar mais interessado sobre o assunto, nas ferias mais um ponto fundamental para mudar minha opinião foi o firefox eu tinha internet em casa a uns 10 meses e sempre aquele sofrimento formatava o computador passava um tempo e pronto fodia tudo a internet, era só abrir uma janela e outras janelas de sites pornôs a cassinos enchiam minha área de trabalho e a lentidão dela eu nem vou falar, mais com firefox tudo mudou eu já havia usado ele na casa de um amigo tinha gostado das abas e tudo mais a velocidade não diferente do internet explorer, ate que quando instalei em casa vi porque tanto a minha internet quanto a do meu amigo utiliza um servidor de Proxy que não estava configurado no firefox dele isto explicava a lentidão, com o firefox instalado e configurado foi o paraíso já faz um 2 ou 3 meses se problemas, comecei também a procurar programas portáveis em Windows e achei ótimos que eram free o software livre já estava tomando conta de mim, comecei a ter aula e em sistemas operacionais qual é o assunto ???? nada alem do Linux foi o ultimo fator para minha mudança comecei a baixar o Linux e agora quero aprender mais sobre ele.
Não vou abandonar o Windows apesar de minha opinião sobre um software free ter mudado ainda a grande maioria dos programas que eu uso não tem um substituto igual em Linux não que não tenha semelhantes mais alguns não superaram ainda os softwares comerciais (ainda), vou manter os dois sistemas operacionais e procurar o melhor em cada com o Windows vou procurar o que os programas melhores em cada área e ao mesmo tempo procurar o melhor alternativo em linux mais uma coisa eu não tenho duvida, a de que se eu fosse abrir uma empresa (gostaria mais sou pobre) eu usaria Linux.

[8] Comentário enviado por joabes em 10/03/2007 - 14:31h

Caros, vou dar a minha opinião sobre a questão.

Não é pelo fato de a pessoa ser leiga ou não ter conhecimentos de linux que ela não usa, o que torna a pessoa a ter pânico de usar muitas das vezes é o simples fato de ter que digitar as vezes uma palavra ou uma linha de comando para iniciar algum processo.

O povo limitou-se muito a empurrar mouse, quando necessário algo em texto acabam achando que é dificil, é o mesmo caso de um administrador linux que está acustumado a administrar via gráfico, quando pega um servidor que não tem graficos, fica pirado por que não sabe onde começar.

Creio eu que um dia o linux vai chegar ao ponto de ter todas as ferramentes que o MS tem hoje, só não uso Linux totalmente 100% por que ainda preciso de algumas ferramentas dele, porém se não fosse isso estaria 100% Linux (slackware).

Cordialmente
Joabes

Boa tarde a todos.

[9] Comentário enviado por stillbeats em 10/03/2007 - 15:41h

Caro

[10] Comentário enviado por stillbeats em 10/03/2007 - 15:43h

caros.

Gostos nao se descutem , por isso posso dizer que sao sistemas totalmente distintos , comerciais e nao comerciais ou seja free ...

Linux é um sistema livre e seguro no que se refere a virus e como ferramenta de trabalho em servidores , e por ser um sistema um pouco complexo é por isso que existe varias distribuições tanto pra leigos ou utilizadores avançados , muita gente só nao usa o linux porque nao existe muitos programas e jogos ,e por ser um sistema que exige um certo dominio de commandos , pois ha muita gente que nao tem paciencia em perder um tempinho amais.

Windows é um sistema de codigo fechado , multiusuario ou seja pra leigos e usuarios avançandos . uso facil e ambiente amigavel , pois qualquer pessoa pode ter acesso , e em muito pouco tempo da conta do recado.

vamos ser realistas ... ha muita gente que antes de migrar pra outros sistemas primeiro teve que conhecer o windows , e mais tarde pro linux ...

agora eu digo : será que se o linux tivesse tudo que o windows tem , a maior parte da galera migrava pra linux sem pensar mtas vezes , mas há um factor que temos que ter em conta , gostos nao se discutem , tanto o windows como o linux , são bons , e os mesmos tem vantagens e desvantagens , o que faz com que um seja melhor que o outro em alguns aspectos.

por isso nao vamos tar aqui a dizer que um nao presta e blá,blá , vamos é tentar melhorar o nosso linux pra que ele um dia seja um software tão preferencial quanto o windows , pois o linux evoluiu muito e a microsoft esta preocupada , pois 70% do sistema operacional usado em todo mundo ainda é o windows.

Nunca devemos criticar sem antes vermos os nossos erros , pois o oposto melhora com as nossas criticas e nós ?

Windows And Linux User :

Stillbeats

Boa tarde a todos.


[11] Comentário enviado por vodooo em 10/03/2007 - 16:20h

Boa tarde a todos!

Acho que no quesito desktop o Linux já evoluiu muito e está evoluindo cada dia mais, tendo hoje recursos que outros SOs proprietários não têm!

Acho que o Linux é rejeitado pela maioria dos usuários simplesmente pelo desconhecimento!

O linux hoje é rotulado como "bicho de sete cabeças", um sistema complicado de se mecher e exclusivo para administradores e programadores, o que não é verdade!

Acredito que o que cabe nós linuxers é tentar quebrar este tabu e mostrar o quanto o Linux pode ser mais fácil de usar do que outros SOs.

Mas acredito também que para o Linux ser conhecido e utilizado por estes usuários não vai ser da noite para o dia, isto vai levar tempo!

Abraços a todos

[12] Comentário enviado por heckjp em 10/03/2007 - 17:02h

Bom galera..agradeço os comentarios....quanto as distros faceis de usar para o usuario leigo...concordo...existem sim...mas nao da pra generalizar tbm....os usuarios leigos q comentei..é justamente esses q vcs citaram..q nao tem interesse..esbarram no primeiro mount que tem q fazer e desistem.
Ah aqui foi abordado tbm 1 das principais questoes q eu esquci no artigo..a falta de jogos ou alguns softwares especificos que existem no windows mas nao tem pra linux.......
Respeito cada comentario feito..mas nao to falando q esse presta ou nao presta...como disse no artigo..estou apenas tentando entender os motivos pelos quais o linux não é tao difundido qto o concorrente pago....Valeu!

[13] Comentário enviado por humbhenri em 10/03/2007 - 18:01h

Eu pensaria em tres motivos: jogos, jogos e jogos. Tá, eu sei que dá pra rodar até WoW, mas convenhamos que um leigo nao conseguiria configurar o wine ou o que quer que seja. A questao é que o windows pirata é muito atrativo e o usuario dummy nao tá nem aí se o windows tem virus ou nao.

[14] Comentário enviado por dbahiaz em 10/03/2007 - 20:39h

Taí um ponto que o colega humbhenri tocou, que é muito bom de se discutir e ao mesmo tempo se torna desleal ; "o windows pirata é muito atrativo"...,

Agora pergunto, QUANTOS desses +de 70% do mercado Windows, usuarios leigos estariam dispostos a pagar cerca de R$ 500 em um Windows original para navegar na internet , bater papo , trabalhar com textos, assistir filmes, gravar cds e dvds, ouvir musicas, jogar counter-strike source ,HL2, quake etc...coisas essas que um leigo faria usando um Ubuntu,kurimim ou Suse por exemplo, se o vendedor do computador ja desse esses recursos todos instalados e configurados, assim como fazem com o Windows? Existem muitos fatores que dificultam o crescimento do linux,os profissionais do comercio de informaticas, e a falta de fiscalização por parte de orgõas competentes são alguns, por isso do meu ponto de vista, A CONCORÊNCIA É DESLEAL!


ps:Uso dual boot, Ubuntu 1ºboot e Serve 2003 orig(ganhei) .

[15] Comentário enviado por sergiokjunior em 10/03/2007 - 21:40h

Eu comprei um pc do governo, ele veio com o Conectiva 10, ele tava muito mal configuradinho, e o primeiro impacto foi terrivel, no synaptic não tinha repositórios, o x éra o xfree86 com uma aceleração 3d terrivel, mal dava para jogar chromium, mas sem grana para instalar o windows tentei dar mais uma chance para o linux, e comprei o kurumin 6.0 e fiquei mais alegre pois rodava os joguinhos 3d que eu baixava, depois pedi uns cds do ubuntu pela internet, que tambem é bãozinho. Eu li alguns tutorias do guia do hardware, onde o Morimoto dá algumas dicas, o foca linux eu li numa semana, hoje eu gosto do linux sei alguns comandos basicos de desktop.
Uso o Kurumin,Ubuntu,Conectiva.

[16] Comentário enviado por zelda_hime em 10/03/2007 - 22:32h

stillbeats,
apenas uma correção, o Windows não é um SO multiusuário... Ser multiusuário significa que vários usuários podem estar logados e executando tarefas diferentes no mesmo SO ao mesmo tempo, e a menos que o Vista tenha disso agora, o windows não é assim.
Quanto ao que falaram do mount ser dificil para leigos,eu usei uma instalação do ubuntu uma vez que montou o meu USB automatico pra mim.
E leigos que usam o Mac OS X também tem de se acostumar a desmontar os CDs...



Acho que o problema do Linux não é tanto a falta de midia, mas o excesso de midia negativa... É a midia negativa que deveriamos combater, ou pelo menos fazer mais mídia positiva. O tio gates tá metendo o pau no linux, as pessoas dessa comunidade deveriam revidar, mas muitas delas são passivas demais, ou ficam apenas batendo na tecla "linux não tem virus". Esse não é o único ponto positivo desse SO, as pessoas deveriam se informar mais e criar argumentos menos batidos.

E muitas pessoas falaram que o pessoal da area de informatica que usa linux, mas isso não é verdade, muitas pessoas na área de informatica são aversas ao linux também, devido à essa midia negativa. O pessoal da área cientifica que adere mais, pelo fato daquela filosofia de que o conhecimento deve ser compartilhado e tudo o mais, por isso eles preferem (e obrigam os alunos das areas cientificas também usarem) free softwares como o gnu/linux. (Aliás, um dos pontos positivos no linux é a grande quantidade de softwares cientificos e para programação, e a facilidade de utilizá-los, se comparando ao windows. Talvez seja até por isso que ele tenha a fama de SO de hackers... Mesmo que dê para hackear sistemas em um windows.)

Quanto ao windows pirata... Não sei não se muitos dos 70% de usuarios usam pirata. No Brasil isso é muito comum, mas não acho que seja comum em outras partes do mundo... Na índia mesmo, que tem um grande mercado de coisas piratas, o linux é muito mais difundido que o windows pelo simples fato de que existe um linux em indu, e o windows não é traduzido...

E só pra quebrar alguns tabus de que usuários comuns adolescentes usam o linux porque é SO de hacker...
Eu comecei usando o linux forçada, já que usava um amdk6 com 256mb de RAM e um Windows tela azul (apelido do Me), e minha mãe resolveu comprar o XP para o computador dela...
Eu, já enjoada da tela azul, resolvi tentar o XP, e quebrei a cara porque o sistema era pesado demais para o meu computador, e eu tive que começar a formatar meu pc uma vez por mes para que o sistema rodasse direito... Como não tinha o CD do Me mais, porque um amigo instalou ele para mim, e minha mãe não quis comprar outra versão pra mim (pois é, utilizamos windows original, que é caro), eu fui até um amigo com o meu dilema... Ele me mandou instalar o Linux, e me indicou o Debian. Logo, fiz o download do Debian e instalei...
Depois de 4 dias de desespero na instalação (tres deles só pra configurar o X), meu linux estava funcionando finalmente, muito mais rápido que o windows para a minha felicidade. Passei muitos sufocos com o Debian no começo, que teoricamente é um SO para usuários de linux mais avançados (meu amigo riu muito da minha cara por ter instalado ele na confiança em vez de pesquisar no google...), mas no final eu aprendi a utilizá-lo com o tempo (com a ajuda do Foca GNU/Linux também), e aprendi também a gostar do Debian.


Uso o linux há três anos e nunca tive um dual boot com windows, apesar de lamentar ter perdido alguns bons programas que só rodavam no windows. Atualmente, quando eu preciso usar o windows(nos computadores da faculdade) eu fico muito frustrada porque eu tenho varios atalhos de teclado para fazer varias coisas e abrir programas no linux, e eu não posso fazer isso no Windows. O linux também é muito mais fácil para programar, e usar um shell script ou um alias para ajudar em uma tarefa repetitiva é sempre bom.

Usei outras distribuições e sei que algumas se bem configuradas não requerem nem mesmo uma linha de comando do usuário (como o Ubuntu e o SuSE). Infelizmente o Kurumin não funciona no meu PC... Pelo menos não do jeito que falam que é só colocar no driver de CD e usar. Preciso sofrer com a linha de comando para fazer ele rodar direito. Por isso acho que o pessoal deveria recomendar para iniciantes o kurumin E o ubuntu(que também roda do CD), no caso de um deles não funcionar a pessoa não ficar desiludida...


Ah, e uma ultima nota. Uma coisa ótima no linux também é o sistema de arquivos mais padrão, o ext3. Mesmo que, por um enorme azar, você precise desligar o seu computador no botão (eu fiz isso uma vez apenas em três anos), ou caso a luz caia, as chances de perder um arquivo são muito menores do que nos FS do windows. E, quando seu pc trava, mesmo quando você tem perda total do uso dos terminais, as teclas de atalho do kernel com o SysRq só param de funcionar quando acontece um kernel panic, então sempre tem um jeito de desligar sem usar a tomada...

[17] Comentário enviado por saluto em 11/03/2007 - 13:38h

Olha a minha opinião é essa: Tenho os dois sistemas operacionais e uso mais o Linux do que o Windows. Mas o Windows se desenvolveu na área gráfica e agora está indo para a segurança e o Linux está indo agora para aárea gráfica sendo que muitos querem ficar no modo texto e o usuário simples só quer saber do mouse e está correto daqui algum dias é só por tela de lcd. Temos que fazer o Linux evoluir nisso também.

[18] Comentário enviado por removido em 11/03/2007 - 19:09h

Cara, achei interessante seu artigo e veio de encontro com fatos q ocorrem mesmo .

Uma das coisas que tbm q refletem o uso de Linux é que quando vc manda seu pc para formatar ou compra um em uma loja de manutenção, já vem com Windows e entre as diferenças q vejo é que o usuário Linux na mairoria das vezes é quem instala o seu próprio sistema, uma vez q isso não ocorre quando vc manda arrumar e outra coisa, no meu caso, o Win Xp tava lerdiando meu pc, pois a quantidade de programas q abro "simultaneamente" no Slack em relação ao Xp é bem grande sem contar q trava bemmmmmmmmmmmm pouco e consigo fazer as mesmas coisas , ouvir cd, net, copiar DVD, assistir filme em DVD, gravar cd enfim, substitui o windows por completo, pelo menos aki em casa .....

[19] Comentário enviado por Iron Fist em 11/03/2007 - 21:51h

Olha.. Gosto cada um tem um e isso não se discute.
Não vou negar. Sou usuário do WinXp até hoje. Mas isso resume-se ao fato de que minha faculdade ainda não tem todas as matérias voltadas ao linux.
Outras, como Sistemas Distribuídos, Redes e Interface Gráfica 3D (em Java, lógico) já estão em Linux.

Agora, do ponto de vista de usuário, uso o windows para realmente pouquissimas coisas, o top que faço no windows é jogos. Mas mesmo assim, o desempenho de alguns jogos no linux ficou MUITO melhor.
Trabalhar no linux é melhor.
É menas preocupação.
VOCÊ VÊ O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO SISTEMA.
VOCÊ CONTROLA TUDO QUE ESTÁ ACONTECENDO NO SEU SISTEMA.
Você ADMINISTRA o seu sistema, não acontece de você ter que PEDIR ao sistema operacional fazer uma operação e ele dar acesso negado, ou erro, ou Telas Azuis...
Não é questão de preço, é questão de qualidade.
Em 2 anos, que pretendo estar trabalhando fora de Minas Gerais, pretendo trabalhar somente com Linux, e aí vou falar. "Usar Windows foi bobera."
Como disse no ínicio do comentário. Cada um tem seu gosto.
Hoje não quero mais mudar a mentalidade dos outros. Cada um sabe o que é melhor para si mesmo. Mas mano... Nunca que o Windows vai ser melhor que o linux pra nada.
Ah, e prefiro pagar 499 pilas num linux do que pagar a mesma quantia no Win Vista. É mais negócio.

PS: Quando você disse: "...nosso querido sistema operacional não está preparado para atingir totalmente usuários desktop..." Cuidado. Num serve para usuários desktop? Serve sim!

Experiência: Virei pro meu pai (veio de 55 anos, Representante Comercial de Remédios), conseguiu abrir o email normalmente, sincronizou seu palm com a central sem problemas, conseguiu abrir o pendrive para editar os arquivos e achou melhor editar os arquivos do trabalho (arquivos .DOC) pelo BR Office do que pelo Microsoft Word.

Temos que lembrar que o principal problema do usuário não querer mexer com linux é por causa da PREGUIÇA MENTAL, que nós, Brasileiros, em muitos aspectos, temos e DEMAIS.

[20] Comentário enviado por eduardofraga em 11/03/2007 - 22:09h

Concordo com o voodo,

Devido a um desconhecimento, o usuário leigo usa o Linux e encherga ao difilcio, porém, o Linux é diferente do produto da MS.

Compare com um modelo de Celular Nokia e Siemens, todos tem agenda, sms, etc... Mas, com menus diferentes, ou seja a interface com o usuário é diferente e neste caso se o usuário já tem o primeiro e nunca usou o segundo terá que aprender ou trocar. O mesmo acontece com software livre.

Sou usuário de Sistema Linux, tenho Slackware nos servidores, minha máquina pessoal usa o Debian.

Minha esposa, que é leiga usa o Linux, e não tem problema nenhum.

O que a maioria dos usuários fazem no computador? Digitar textos, planilhas, entrar na internet, imprimir, gravar CDs.

Tudo isso o Linux é capaz de fazer e com máquinas bem menos potentes...

Um abraço.


[21] Comentário enviado por removido em 12/03/2007 - 07:59h

Preguiça mental? Não, não...parem de pensar como informatas.

Pensem como o usuário final. O usuário final não quer, em absoluto, saber "usar de verdade" o sistema. Para esses usuários, o sistema deve ser invisível; um mediador oculto entre a máquina e a pessoa.

Há idéias boas e ruins em todos os sistemas. Um exemplo, por exemplo, no Mac OS X: o sistema de desinstalação mais fácil que eu conheço. Simplesmente arrasta-se o programa para a lixeira. E não, não é preciso montar e desmontar drives na mão como mencionado em algum post acima.

Considere, por exemplo, que o usuário quer instalar algum pacote pelo Synaptic (suponha, também, que ele SAIBA da existência de tal programa). Se um dos repositórios sai do ar...quem vai dizer para esse usuário, que nunca viu uma Command Line Interface na vida, para mudar, em um .conf obscuro, os repositórios a serem pesquisados? Se o Windows quebra, o usuário leigo vai chamar um técnico. É, ele vai pagar, mas ele não se importa. A maioria dos técnicos ainda não pode ajudar usuários finais de Linux. E a maioria dos usuários finais não costuma entrar em fóruns pedindo ajuda.

Não é preguiça mental, em absoluto. Discordo até da afirmação que brasileiros têm preguiça. O problema é: Nem todos são geeks. Nem todos querem entender as diferenças entre cada sistema. Para nós, o computador é um objeto de estudo. Para eles, é apenas uma ferramenta. Como toda boa ferramenta hoje em dia, ela deve ser quase completamente automatizada.

Só a minha modesta opinião, claro.

[22] Comentário enviado por hugoalvarez em 12/03/2007 - 11:01h

Acho que existem pessoas que não querem nem precisam "ampliar seus horizontes" em relação a aprender sobre configurações de um sistema operacional, o que elas querem é abrir seu word e imprimir ou poder dar uma olhada em uma noticia ou outra em um portal, abrir seu orkut e coisas desse tipo, o linux é muito superior para servidores?

De certo modo, sim. Porque de certo modo?

Eu apóio muito o uso de linux pelas suas facilidades em servidores, mas para usar o desktop ainda prefiro windows, certa vez me uma pá de gente aqui da comunidade "XIOU" quando falei que o windows era mais bonito, teve nego falando:

Se é loko, vc acha windows mais bonito pq nunca viu um KDE rodando XGL com suporte a temas marcianos e configurado para controlar seu fogão e cozinhar pra você.

Estou falando desse tipo de coisa, linux é bom? é sim, mas não é padrão, talvéz eu esteja errado mas talvez eu esteja certo em dizer que linux nunca vai ser padrão, existem mais distribuições do que nomes de pessoas, por isso eu me prendo em apenas 3 delas, as que todos sabem.

Outra coisa, dizer que a M$ está preocupada com o crescimento do linux é um ABSURDO hehehehe, digo que chega a ser piada, quem diz isso são pessoas que deixaram faz tempo de usar windows e acham que o linux cresceu.

45% da população brasileira já teve contato com computadores, outros 55% nunca mexeram em um.

Desses 45% só 5% já tiveram contato com linux. Enquanto estamos aqui discutindo qual é o melhor sistema existem pessoas que nunca mexeram e talvéz nem vão mexer nessa vida em um computador, para se ter noção da diferença monstruosa de classes sociais que existem.

Digo mais, a M$ está empenhada em projetos como automatização de casas, nos EUA já é comum máquinas com WINDOWS prepararem o jantar que você deixou no microondas antes de sair para o trabalho para quando você chegar em casa, detalhe, o som ambiente estará com sua musica preferida, a iluminação a seu gosto e mais ainda, a M$ nem quer saber se um dia existirem mais máquinas desktop linux do que Windows sabe porque?

Quem acompanha a M$ sabe que o que sustenta hoje a M$ é o OFFICE, o office todo mundo quer, todo mundo gosta, você vê as pessoas na rua criticando o Windows, mas ninguem critica o office

Na multidão se alguem perguntar: Qual é melhor Windows ou Linux? pode ser que alguem responda Linux.

Agora repita a pergunta dizendo: Qual é melhor OFFICE ou OpenOffice?
Que fique claro que o open office é um projeto totalmente cópia do OFFICE da microsoft, pois, precisava-se de uma suite de aplicativos para escritorio no linux.

A resposta dessa pergunta com certeza será OFFICE, um mero exemplo, que tal uma planilha com seus calculos que conecta-se diretamente ao banco, permite que você insira comandos SQL e milhares de outras funções que o pessoal considera inúteis, peraí, inúteis?

É inuteis, é inutil pra você cabaço que num sabe usar o OFFICE, aqui mesmo no trampo, as planilhas fazem coisas que eu num acredito, que ainda que eu estudasse um ano de office não conseguiria criar uma planilha dessas, uma se atualiza de outra que puxa dados de um banco que atualiza lá em num sie onde que traz os dados de volta de num sei quantos anos atras, ou seja, o TIOZINHO da contabilidade num sabe e nem precisa saber de iptables, já eu sim, mas no OFFICE, eu digito meus textinhos e olha lá, já ele destrói usando aquelas milhares de opções "INUTEIS" que a M$ criou,

Resumindo, enquanto estamos aqui discutindo sobre como configurar um pen-drive no linux ou acertar o squid.conf,

a M$ tá automatizando casas
a m$ tá testando trafego de dados pela rede eletrica
a M$ tá brigando pela liderança no mercado de video-games
a M$ tá dominando o Escritórios
a M$ ainda tá liderando os desktops
a M$ tá liderando a manipulçaõa dos dados do escritório, é capaz de daqui a pouco aparecer um nego dizendo que SAMBA é melhor que AD, e eu vou ser obrigado a dizer, VAI TOMAR BEM NO MEIO DO SEU ** pq pro cara falar isso, com certeza ele nunca usou o AD, quem conhece AD sabe do que eu estou falando,

É isso aí essa é a minha opinião, daqui a 10 anos o LINUX com certeza terá crescido muito e por ser livre vai estar em dezenas de lares, mas vão existir equipamentos for windows que cozinham pra você, é a mesma coisa que comparar o conforto de um UNO MILLE com uma AUDI A6, nada contra o uninho hehehe, tenho um desses que me leva pra qualquer lugar sem duvida, mas ir de A6 seria muito mais confortavel.

[23] Comentário enviado por hugoalvarez em 12/03/2007 - 11:13h

Só mais uma coisa sobre os erros e telas azuis, todo pessoal aqui fala que um linux bem configurado funciona perfeitamente, e que esses linux que vem nas máquinas populares queimam o filme porque estão mal configurados, agora eu deixo uma pergunta,

Um windows xp bem configurado dá tela azul?

[24] Comentário enviado por shadowfox em 12/03/2007 - 11:47h

Pessoal...

Este lance de melhor ou pior não existe não... Está tudo na nossa imaginação... O melhor é o que lhe satisfaz... Mas uma coisa nós podemos dizer com certeza... O windows está virando um linux... Já já, teremos a seguinte afirmação: Ah! O seu linux faz isso? O meu windows tb e eu nem tive que gastar as x horas que você gastou para configurar!

Outra coisa que temos que relevar é que os windows que falamos aqui são, na maioria das vezes, os "Alternativos" (Bela definição de pirata...) e na hora que nosso governo apertar realmente o cerco neste assunto os usuários terão somente duas opções: Comprar o Windows (morrer em pelo menos R$300 para cada pc... Imagina isso numa empresa!) ou ainda usar o linux (maior parte free).

No meu ponto de vista, o nosso sistema operacional ainda tem que fazer algumas adaptações que o tornem mais simples de se usar, como melhorias na instalação de programas.

Percebam que na instalação e uso dos programas, porque é fato que quando os programas estão bem instalados, eles tem desempenho melhor que os para Windows e isso o windows ainda dá show.

E quanto aos jogos... Ainda bem que existem o Qemu e o Wine! Ainda estou pra ver uma ferramenta de virtualização que não seja melhor no Linux que no Windows.

Atenção! Só opinando, afinal, nosso pensamento é tão livre quanto o nosso Linux.

[25] Comentário enviado por evilrick em 12/03/2007 - 13:14h

Caro Hector, eu o parabenizo pelo artigo.

Como disse o shadowfox: "Este lance de melhor ou pior não existe"
Se alguém opta por comodidade é por achar ser o melhor para si. É bem verdade que eu, caso conseguisse fazer funcionar tudo o que quisesse no Linux e pudesse convencer o pessoal de lá de casa a mudar, já teria abandonado o Windows há muito tempo, isso porque não sou fã de jogos, exceto por um ou outro game de arcade (que posso jogar tranqüilamente no Linux).

Mesmo que muitas vezes não gostemos de admitir, o grande "problema" do Linux para aqueles que não o conhecem é o shell. Quantos de nós, ao sugerirmos alguma distribuição, recebemos como resposta que "O Linux é difícil" ou "tem que ficar digitando um monte de comando". E não adianta dizer que o shell é prático, como vocês já devem ter notado. Eu mesmo, assim como o Abaster, demorei bastante para começar a usar o Linux. Tinha um amigo que durante um ano mais ou menos, tentava me convencer a usar o Red Hat que recusava por achar que SERIA complicado (ou seja, nem tinha sequer visto ou tentado) e isso numa época em que eu fazia um curso de programação (que por sinal não terminei). Se mesmo na área de TI há quem se recuse a conhecer o Linux, o que dizer do usuário "mp3+joguinho+IE+msn" da vida?
Na minha opinião, se a pessoa está feliz com seu windows cheio de vírus, trojans, spies (entre outras "maravilhas"), paciência. Se um dia ele quiser mudar, que seja! Se levantamos tanto a bandeira da liberdade, que tal lembrarmos que o próximo tem o direito de se recusar a mudar?

Paz o/

[26] Comentário enviado por hugoalvarez em 12/03/2007 - 14:50h

Quando se fala que windows tem um monte de vírus e trojans (o que é a mais pura verdade) lembro de alguma coisa que li acho que foi no HACKERS EXPOSTOS ou algum outro artigo na internet que dizia:

O Linux não é severamente atacado como o Windows porque os geeks se escondem atrás desse SO.

Parei pra pensar, é bem verdade que quem usa linux AMA o linux, e normalmente são usuários mais avançados que cansaram do Windows, mas isso não significa que o Linux não tenha falhas, significa que esses mesmos usuários avançados não escreveram as falhas para ele, ex:

A M$ desenvolve um programa novo, um media player que seja, milhares de negos já vão querer fuçar, decodificar ou sei lá que raios eles vão fazer para descobrir uma vulnerabilidade e divulga-la, isso é certo que vai acontecer, pois, trata-se do mundo contra uma empresa.

Agora quando a comunidade livre lança um projeto, entrando no freshmeat por exemplo podemos ver novos projetos todos os dias, o fuçador lá nem liga, ele não vai descobrir uma vulnerabilidade daquele software porque ele nem vai dar atenção, a diversão é crackear a M$, talvéz por inveja, ou não sei os motivos que levam o individuo a ficar escrevendo virus ou fuçando vulnearbilidades, mas quero chegar no sgeuinte ponto, o Linux não apresenta falhas porque as pessoas não procura falhas nele, simplesmente ouviram dizer que é bom e usam, então deixo um desafio,

EU TRAVO QUALQUER MÁQUINA LINUX TENDO UMA CONTA DE USUÁRIO COMUM SEM NENHUM PRIVILÉGIO. (Instalação nativa, quem conhece a vulnerabilidade sabe como corrigi-la)

quem duvidar deixe o ip e um usuario comum do server pra ver se estou mentindo,

baseado nisso é que digo, o linux por ser pouco utilizado, ainda não despertou o interesse dos geeks de querer estraga-lo, daqui a 10 anos, supondo que o linux seja o desktop mais utilizado, com certeza vai ser o desktop mais vulneravel também, porque hoje as maquians windows sofrem fraudes por serem as mais usadas, imaginando um cenario onde o linux domina o Sr. Norton vai morrer de fome?? ou vai contratar milhares de geeks para jogar novas porcarias todos os dias nas redes para contaminar os usuarios linux?

Tudo resume-se a uma unica coisa, DINHEIRO.

[27] Comentário enviado por fdettoni em 12/03/2007 - 16:02h

Nossa, esse artigo teve uma repercussão muito grande.

No meu ponto de vista, o linux não tem a idéia de ser um sistema operacional usado por todos.

Linux NÃO quer dominar o mundo.
Linux NÃO que ter mais usuários.

Linux é feito por programadores para programadores? NÃO! Linux é feito por programadores para eles mesmos. Se vc quiser vc usa, se não quiser não usa. E ai que está a beleza da coisa. Não existe ninguém por traz disto querendo te empurrar goela abaixo algo. Pois ninguém ganha com isso. Quem vai pagar uma propaganda do linux, se ninguém ganha com ele? Algumas empresas ganham com ele, como a HP que começou a dar suporte profissional Debian, e arrecadou muito só no primeiro ano. Mas isso não chega nem perto do que ganha a Microsoft, por isso eles tem propaganda e o Linux não.

A beleza do software livre está justamente na filosofia: "Se gostou fique a vontade para fazer o que quiser, inclusive ajudar.".

Não existe uma competição entre linux e windows.

Suponha uma promoção em que a chevrolet esteja dando Celtas de graça a qualquer um. Chega certo individuo e resolve comprar um corsa com as mesmas caracteristicas dos Celtas grátis, mas ele prefere pagar pelo Corsa. Vc vai fazer o que, bater no cara? Cada um tem sua escolha.

[]'s

[28] Comentário enviado por zelda_hime em 12/03/2007 - 20:31h

hugoalvarez:
Fui eu quem falei da tela azul, e acho que você não leu direito o que eu escrevi...
Na verdade, só vi o XP dar tela azul duas ou três vezes (nunca na minha antiga instalação), mas se você já usou o Me, que é sobre o qual eu estava falando, sabe que ele dá tela azul no mínimo 5 vezes por semana...

Falaram que o Open Office foi uma cópia do Office porque no Linux não tinha... Isso é mentira. O Linux tinha outros editores de texto/planilhas/etc antes.
E ele não foi copiado para o Linux, ele foi copiado para que o código fosse deixado aberto para qualquer um que quisesse saber como o Office funciona por dentro olhar, talvez até contratar um programador para adicionar uma(s) funcionalidade(s) de seu interesse que não é de interesse da maioria dos usuários, como não acontece no MSOffice.

E muitas pessoas estão falando por aqui:
"Este lance de melhor ou pior não existe"
... Vocês estão perdendo o ponto do free software...
Na verdade, o FREE do free software não quer dizer grátis, e sim LIVRE, do sentido em que você vê o que acontece no seu sistema de maneira transparente, e você tem acesso ao código fonte dos programas livres que você usa caso seja programador e queira vê-los. Significa que o conhecimento está lá para quem quiser ter, e se você quiser e souber como melhorar uma opção no programa, você pode. Isso não acontece no windows, ou mac, e até mesmo em alguns programas que você roda no seu linux (que vem dos diretorios NON FREE). O Linux é melhor que o Windows não em interface gráfica, ou em interação com o usuário, ou em configuração ou qualquer coisa assim... Ele é melhor porque ele não é feito (na maioria) por uma sociedade secreta que troca segredos por debaixo dos panos, e ele fornece informações para aqueles que as procuram. (Existem programas assim mesmo no Windows, apesar de o proprio SO não ser livre)

Mesmo que você não seja um programador, ou nem queira saber como o seu computador funciona, as pessoas deveriam sim utilizar o Linux pela sua ideologia, e não por sua interface ou dificuldade.
Pensem que um dia, se empresas monopolizadoras como a microsoft começarem a proliferar (em outras áreas também), seus filhos teram um acesso super restrito ao que eles gostariam de saber, e acabarão desistindo e não aprendendo nada.

Resumindo, GNU/Linux não é apenas um SO legal, mas tem toda uma ideologia por trás, e o pessoal deveria se informar mais sobre ela por aqui, e usar software livre/incentivar os outros a usarem pela ideologia.

Fiquem cada um com o sistema que mais gostar, mas pensem nisso, propriedade intelectual não é uma coisa legal, e não deveria ser incentivada completamente.

[29] Comentário enviado por zelda_hime em 12/03/2007 - 20:40h

Ah, e outra coisa... Quanto a microondas/cafeteiras/TVs/etc, a microsoft tem algumas coisas, mas os BSDs são de longe os mais usados (se por qualquer motivo, por sua facil portabilidade para outras arquiteturas).

[30] Comentário enviado por Iron Fist em 12/03/2007 - 21:37h

zelda_hime, você falou tudo.

fdettoni, essa frase é quase filosófica:
"A beleza do software livre está justamente na filosofia: "Se gostou fique a vontade para fazer o que quiser, inclusive ajudar."."

Isso que eu acho interessante. Faça o que quiser, molde o sistema a seu gosto...

Hehe.

[31] Comentário enviado por JosuéDF em 12/03/2007 - 21:57h

Eita que eu gosto de artigos desse jeito, já está nos meus favoritos, bem deu vontade de falar tbm, no meu caso concordo com o usuário "Iron fist" quando diz que não quer mudar a mentalidade dos outros usuários a usarem o linux, digo isto porque voltando ao caso do pc popular, já converti ao sistema do tio bill algumas máquinas, mas antes de tal procedimento sempre conversava com o cliente sobre os beneficios do nosso sistema quanto a segurança na internet e outras vantagens que só o nosso sistema possui, não que as máquinas vinham mal configurada como muitos estão dizendo, conseguia fazer tudo na máquina do jeito que vinha de fábrica, acesso a net discada , gravação de cds, etc. mas todos sem exceção pediam a conversão então lá ia eu e explicava a situação de como ficaria a máquina com o sistema proprietario, e ao término do procedimento muitos acabam reclamando do desempenho da máquina, então decidi não recomendar mais o uso do linux pra ninguem devido a esses "problemas" do usuário, pois todos os problemas que tenho são com as pessoas e não com as máquinas, agora quando o usuário tem um conhecimento melhor do equipamento como ferramenta de trabalho sempre ofereço o que há de melhor no mundo free para adaptar para o cliente ter uma melhor produtividade e menos dor de cabeça, tipo um mozilla firefox pra poder navegar em paz pela net mostrava as diferenças entre os browsers e todas as particularidades do firefox como visualização em abas, etc, ou um abiword da vida que roda em equipamentos com poucos recursos, resumindo pra esse usuario com um conhecimento maior do equipamento acabo sempre unindo o que há de melhor nos dois mundos, mas é realmente incrivel como o usuario final se prende ao maldito "Ezinho" do internet exploder. Concordo plenamente tbm com o Pietro, temos que parar de pensar um pouco como informatas e pensar na facilidade do usuario em utilizar o sistema, não acredito que seja preguiça do usuário, ou do brasileiro, pois somos uma nação com os povos mais criativos do mundo devido a miscigenação cultural da nossa raça, então acredito que o usuário deva utilizar o que achar melhor para si e que resolva seus problemas utilizando o computador como ferramenta de trabalho. no meu caso agora em particular falando como profissional de info, utilizo sim dual boot, algumas ferramentas que utilizo no windows não tem semelhante no linux, e tbm há ferramentas magnificas no open-source que acredito que nunca verei no sistema proprietário, então pra resolver meus problemas e ganhar o pão de cada dia sempre busco soluções no mundo free, exemplos!? Memtest, G4U, ClamAV, QtParted, Live-cds, pen-drives com linux, etc. afff.... são tantas ferramentas de trabalho que o opensource nos disponibiliza que é até dificil relacioná-las, sou iniciante no linux também, gosto da filosofia do open-source e do livre compartilhamento do conhecimeto que é algo que é multiplicado quando dividido, e tento na medida do possivel sempre conhecer mais cada dia um pouco desse maravilhoso universo que é o linux. abraço a todos e obrigado por essa comunidade existir.

[32] Comentário enviado por heckjp em 12/03/2007 - 23:02h

Nossa gente...que repercussão hein...agradeço a todos comentarios...É..realmente gosto não se discute mesmo como foi dito e nem 1 a contestado. mas o que eu queria levar realmente com esse artigo...Como disse o hugo alvarez de 45% so 5% usam linux, mas pq sera???é esse o ponto que eu queria chegar...talvez se ele fosse mais difundido (ai o pq eu falei de propaganda)mas nao necessariamente a propaganda...ai eu faço de novo a questao???sera q se o Linux fosse mais conhecido entre os usuarios esse numero de 5% dos 45% da populaçao que usasse pc nao beirasse os 50%???é de se pensar realmente....

[33] Comentário enviado por brama em 13/03/2007 - 00:24h

Muitos, belos e importantes comentários. Mas a razão pura e simples de usuários desktops não migrarem para o Linux é simples e objetiva, 90% usuário windows não querem perder tempo para aprender utilizar um novo S.O. Alem disso estes usuário nunca estão sozinhos no pc, geralmente são 3 ou 4 usuários no mesmo pc. Um pode até querer mudar mas os outros vão chiar. Além disso o win é 100% gratis para 99% dos usuários pcs. Coisas do Brasil.

[34] Comentário enviado por zildjian em 14/03/2007 - 17:23h

Polêmica boa, pois sou usuário de Linux em casa, mas sou obrigado a conviver com Windows no trabalho, pois os programas de lá são feitos pra Windows, não havendo como portá-los pra outro sistema operacional, de jeito nenhum. Bom... acrescentaria nesse artigo que um dos motivos de não se usar Linux, BSD, Solaris (gosto muito desse último) ou qualquer outro SO é que para muitos dispositivos só há drivers para Windows. Um exemplo? Softmodems. Afinal, não é a toa que são conhecidos como Winmodems. Claro que há algumas exceções, mas são poucas. Outro exemplo? Scanners matriciais. Só há drivers pra Windows. Sou obrigado a ter dual-boot de Windows e Ubuntu porque não há drivers Linux para meu scanner TCÊ. Mas... isso pode mudar. Gostaria que dessem uma boa olhada na seguinte notícia:

http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI1383840-EI8273,00.html

Isso é liberdade ou não é? E facilidade também. Quem quiser usar qualquer SO pode. Não é bom?

[35] Comentário enviado por CALMON em 22/03/2007 - 13:18h

ESTOU ENTRANDO AGORA NO MUNDO LINUX GOSTARIA DE SABER COMO FAZER UM DUAL BOOT LINUX XP.

[36] Comentário enviado por zelda_hime em 24/03/2007 - 14:10h

calmon,
Se você vai instalar o linux em outro HD, e o HD do windows é o master principal, O cd de instalação deveria configurar o dual boot automatico para você.
Caso isso não aconteça, crie outro tópico na área de perguntas onde mais pessoas que podem te ajudar vão ler.

[37] Comentário enviado por joearny em 24/04/2007 - 09:18h

Os motivos pelos quais os usuários windows não usam linux:

1) Não se encontra drivers para quase nada!
Por exemplo, uso rede wireless a 2 anos, no comećo instalei o SUSE e não consegui botar a rede "no ar", nem com a ajuda do pessoal do fórum do SUSE, não havia driver para meu hardware e nas outras distros que tentei usar e haviam drivers não havia para os outros hardwares.

Veja que isto não é um problema só do linux, niguem foi para o win xp 64 pelo mesmo motivo e o vista 64 está segregado pelo mesmissimo motivo, niguem quer um computador que não funciona!!!

2) Dificilimo de se usar, o sistema operacional é "burro" como um péssimo funcionário, se você pede para ele instalar algo e ele precisa de um pacote para fazer isso ao invés dele se propor a instalar ele para tudo e fala que precisa daquilo, imagine você pedir para um funcionário ir fazer algo e ele voltar de minuto em minuto dizendo que não pode porque o computador está desligado, depois volta porque a internet está desconfigurada, depois volta por que.... ou seja, ele devia fazer o que fosse preciso para cumprir com o dever não ficar voltando com problemas que ele encontra que lógicamente ele irá fazer depois....

3) O usuário comum, não precisa e não quer aprender a usar linha de comando, ou detalhes do OS, o sujeito quer um PC que ele sente na frente trabalhe e vá embora pra casa, mas infelizmente com o linux a secretária tem que saber mais do que precisa, o empresário, o médico, ou seja todo mundo, ou senão é só contratar um profissional de TI para ficar resolvendo todos seus problemas, uma grande bobagem....

Poderia inumerar mais inumeros outros motivos, mas me limitarei a dar uma sugestão:

Se ao menos todas as versões de linux conversassem entre si, ou seja, instaladores padrão, drivers padrão, etc... o sistema já teria muito mais sucesso, você saberia que poderia escolher entre uma ou outra versão e que ainda assim poderia usar o programa que quisesse, lógico, desde que fosse para linux... Isso é absolutamente o mínimo que um sistema operacional tem que ter, mas o problema é que até mesmo por o conceito ser livre cada um faz como acha que é melhor, e no final das contas cada um é de um jeito e nenhum conversa entre si...

Não estou aqui para defender o windows, afinal de contas eu não sou fã dele, mas da forma como o linux em geral é administrado ele nunca será nem a sombra do que é o win, falaram sobre os banners do win, mas se juntasse os do debian, do suse, do ubuntu, do slackware, do red hat, do ...... talvez a concorrencia fosse um pouquinho mais equilibrada....

[38] Comentário enviado por Iron Fist em 25/04/2007 - 09:43h

Dia que o Linux ficar fácil igual o Windows vai ficar uma bosta.

O sistema é "burro", mas isso tem uma vantagem. Ele faz o que você solicita. Lógico se vc souber configurar.

[39] Comentário enviado por areno em 25/09/2007 - 12:15h

?comentario=Galera acho o seguinte quem é o usuário final? É um cara que quer dar NEXT => NEXT => NEXT => FINISH!!! Usabilidade é o que ele quer!!! Muita gente já me perguntou porque usar Linux? E eu há porque você tem um controle maior do seu sistema operacional e pode customizá-lo de acordo com a sua necessidade!! A necessidade dele é plug and play e essa foi a grande sacada da Microsoft!!! Ponho o meu pen drive no XP do trabalho e ele funciona na hora e sem choro!!! Já no Debian do meu notebook... Tem dia que não há mount que o monte... Acho que certas distros Linux como Ubuntu por exemplo pode ser um ótimo desktop enquanto o Debian ou o Slackware devem funcionar muito bem para servidores....

[40] Comentário enviado por angeloo em 09/03/2008 - 12:35h

Mas pense na seguinte teoria, um usuário leigo, que não entende nada de informática.
Comece a usar Linux, não vai ter nenhuma dificuldade pois ele não sabe diferenciar a diferença entre Linux ou Windows, pois ele estaria começando a usar Linux, com o windows seria a mesma coisa.
É como você, pegasse uma criança que ainda não soubesse falar nada de português, e levasse para os EUA, e lá ela começasse a falar fluentemente o Inglês, e quando voltasse para o Brasil, ela teria dificuldade em aprender o Portugues, e essa criança vai achar o Português muito difícil.
Conclusão
Os leigos em informática se encaixam nessa teoria, eles aprendem o que lhes é dado, ou seja o Ruindos, que é AQUI NO BRASIL, MAIS PIRATA DO QUE ORIGINAL, O LINUX NÃO É PIRATA É LIVRE............


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts