Memórias de um usuário Linux

Aproveito meu primeiro artigo para narrar toda minha experiência com o sistema do Pinguim.

[ Hits: 11.636 ]

Por: Hector Nagao em 12/02/2007


O início



Por volta de 1999 e 2000, durante o meu primeiro curso de informática (estava tendo os meus primeiros contatos com o uso do PC), sou apresentado a um Sistema Operacional até então desconhecido para mim. Lembro-me de ter aprendido a mexer com o desktop de interface gráfica de uma das versões das mais antigas do Conectiva Linux.

Sim... os mais experientes com esse sistema vão saber qual é, só me lembro de ter visto pouco da configuração de permissão de usuário quando isso era feito através de linhas de comando. Fiquei fascinado com aquilo, já que ali, com 13 para 14 anos, eu estava descobrindo o que mais tarde viria a ser a minha profissão.

Descobrindo a vocação

Alguns anos depois, pra ser mais preciso em 2003, entrei para faculdade de Informática aqui na minha cidade. Como é um curso de tecnologia, ou seja, mais curto dos que podemos chamar de "normais", eu acabei vendo o Linux e seus comandos básicos nas minhas aulas de Sistemas Operacionais usando o Conectiva 9 e de hardware com o Conectiva 7.

Foi aí que comecei a despertar o gosto pelo Linux e parti para pesquisas sobre o Sistema Operacional e descobrindo que o Conectiva era apenas uma entre as mais de 150 distribuições (ou distros para os mais íntimos), dentre elas a também brasileiríssima Kurumin.

Foi uma alegria só descobrir que havia um Linux que não precisava de instalação, que se adapta ao seu hardware e principalmente de fácil configuração e interface agradável (para o iniciante isso é um ponto muito favorável).

Após mexer muito e tornar um usuário "avançado" para os bitolados em Windows, rendendo até o apelido de Kurumin (não era pra menos né?), tentei novos horizontes, instalei o Conectiva 10, sistema o qual eu tenho até hoje compartilhado no hd com o Windows XP e passei a testar o uso, me dando bem com o sistema, com excessão do fato de eu não ter conseguido configurar o meu modem discado (o terror de muitos usuários que ainda não tem muita experiência, o HSP56), e olha que não foram poucas as visitas aqui ao VOL.

Tive também alguma experiência a mais no quesito distribuições ao fazer uma mini palestra como trabalho de faculdade sobre esse assunto. Mas a abordagem maior durante essa fase foi durante o 4º período na disciplina de Tecnologia de Redes, onde eu vi que o bicho realmente pega, com o Samba, configuração de servidor e clientes de rede. Depois que terminei a faculdade achei que não teria maiores problemas com esse sistema, mas.... (continua)

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. O início
   2. O desafio
Outros artigos deste autor

Ubuntu 6.10 vs Kurumin 6.0

Por quê eu não usaria Linux?

Leitura recomendada

Futuro do software livre após as eleições

Sucata - Que SO usar em PCs antigos?

DNS - Digital Nervous System

Considerações sobre as distribuições

"HELP" - Como solicitar auxílio em comunidades (como o VOL) e fóruns

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tenchi em 12/02/2007 - 22:27h

Kra, esse negócio de memórias eh meio mórbido, naum sei.. rsrsrs. Você provavelmente ainda terá muito mais coisas pra aprender no linux!!! Deixe para escrever uma memória quando vc morrer (se eh que isso eh possível).

KKK, to brincando.. Ótimo artigo esse seu... Eh estranho uma pessoa que tenha começado no mundo da informática com algo que não seja uindous... ( acesse meu computador, atualize seu antivirus, dê ctrl+alt+del a cada cinco minutos.. rsrsr exagarei...).

São atitudes assim que mostram como o linux está pronto para qualquer parada, seja em ambiente corporativo quanto doméstico (até agora naum sei como conseguem usar um windows num servidor, sem ssh, permissões, etc...).

Mas agora uma pergunta... Você que já terminou a faculdade, acha que o mercado voltado para o linux está realmente crescendo, absorvendo os profissionais formados?
Pergunto isso pq curso informática (fiz um ano de ciencia da computação, mas naum me adaptei), e gostaria de, quando terminar o curso (em no mínimo 5 anos, se naum reprovar em cálculo.. rsrs) me especializar nessa área referente à linux e SL.


Obs: Nota 10 pro artigo.

[2] Comentário enviado por demoncyber em 13/02/2007 - 08:40h

Bom acho que todos tem histórias, das mais simples até as mais cabreiras e demoniacas hauhahua =P, achei legal a sua historia. Se alguem mais tiver boas historias, como aquela da mulher que queria desligar o computador e desligou o monitor no curso técnico de informatica, ou a clássica do calouro que não sabia formatar o computador e acabou formatando o hd todo, ou do estagiário em sua casa ou em seu computador que sem querer deu um rm -R /home com a senha do root huahauhuau.Tirando as brincadeiras e as historias que sempre ouvimos falar
, acho muito fascinante descobrir como as pessoas entram em contato com o linux.

Otimo artigo =P

[3] Comentário enviado por agk em 13/02/2007 - 08:42h

A microsoft se render ao pinguim? É difícil hein, o windows vista parece mais o Mac OS X da apple, tem até uns vídeos no youtube demonstrando isso.
O mercado de SL está em crescendo, se considerarmos que até 3 a 4 anos atrás se falava muito pouco em SL aqui no Brasil, já tivemos um crescimento considerável.

[4] Comentário enviado por paulo.neto em 13/02/2007 - 09:15h

Parabéns pelo artigo. A sua iniciativa é válida. Ter coragem para escrever aqui no meio de tantas pessoas que acham que sabem alguma coisa. Tem gente aqui que sabe um ls, colocar um squid para funcionar e se acha o BAN BAN BAN. Pergunte onde eles trabalham? Saiba que não é em nenhuma empresa grande.

Continue na caminhada.

[5] Comentário enviado por davirtavares em 13/02/2007 - 10:40h

Vou escrever minhas memórias "de um usuário Windows" 8)

[6] Comentário enviado por apdrall em 13/02/2007 - 11:05h

Primeiramente, parabens pelo artigo, prezado kurumimjp. Em meio a tantos artigos tecnicos, e' importante ler um relato de experiencia como o seu.

Em certos pontos, sua historia se confunde com a minha em relacao ao uso do Linux. Comecei em 2000 quando fui apresentado ao temido Slackware 7.0 por um amigo no colegio. Com ele, perdi noites e noites tentando configuar antes de tudo meu hardware, desde o teclado ate' a impressora, passando por monitor, placa de video, placa de som, mouse, etc. E o pior de tudo: isso me fascinava. Coisa de doido, ne?

Com o tempo fui tomando gosto pela coisa, mas como nao tinha conexao banda largam, trabalhava o dia todo, me dedicava nos fins de semana estudando para o vestibular e minha maquina nao era muito boa, eu usava esporadicamente o PC. Ate' que em 2003 entrei na faculdade e meu uso do Linux se intensificou bastante, a ponto de naquele mesmo ano eu abolir o Windows da minha vida e da minha familia :-)

Comecei a trabalhar com administracao de redes usando o Linux e depois disso fui me interessando por varios assuntos relacionados a seguranca, programacao, etc. Ja' faz 3 anos que estou nessa area.

Apesar da boa experiencia que ja tenho, eu sentia que estava faltando alguma coisa. E descobri ha' pouco tempo: faltava compartilhar informacao! Eu, apesar de sempre recorrer a forums e ao google, nunca fui muito de postar nada. So' mesmo lia as informacoes, aplicava e nao passava o conhecimento pra frente. Ha' alguma semanas, resolvi me cadastrar no VOL e na medida do possivel, tenho contribuido inicialmente com respostas na secao de Perguntas. Pretendo em breve escrever alguns artigos, mas para isso, precisarei de um pouco mais de tempo disponivel.

Mas e' isso ai. Espero que mais gente contribua com relatos de experiencia. Viva o Linux!

[7] Comentário enviado por dnoway em 13/02/2007 - 14:05h

Muito legal o relato. Vida longa ao pinguim ! =)

[8] Comentário enviado por brejao em 13/02/2007 - 17:06h

após ler todo este lero-lero sobre história de usuário... espero que meu artigo, pesquisado em livros e feito com empenho seja postado... de boa galera, sem querer ofender, se todos postassemos nossas histórias ia ser um mar de histórias, cada uma diferente da outra... pouco se pode aproveitar deste artigo, apesar de ter sido postado com boas intensões.
Mais uma vez digo: sem ofensas ou ressentimentos, todos somos contribuíntes do VOL e, se acessamos o site é para aprender e aprimorar conhecimentos.
Sem mais.

[9] Comentário enviado por apdrall em 13/02/2007 - 18:30h

Não concordo com o comentário do brejao. Amigo, você pode ter certeza de que se seu artigo merecer ser publicado, ele será. Só que como você e todos sabem, a administração é feita por um grupo de voluntários que são pessoas como nós, que tem seus afazeres e não podem se dedicar exclusivamente ao site. Por isso a publicação de um artigo pode ser demorada.

Não é porque você considera um artigo pior ou menos importante do que o seu que você deve achar que o seu deve ser publicado, já que o outro foi. Existe uma fila de artigos em espera e cada um é analisado pelos moderadores. Se os caras acharem que é um artigo interessante e relevante, publicam. Eles não tem como prever que lá atrás na fila existe um artigo maravilhoso que não pode deixar de ser publicado.

E considero uma falta de respeito chamar o artigo do nosso colega de "lero lero". Obviamente artigos técnicos são muitos importantes para fazer-nos aumentar nosso conhecimento sobre determinado assunto, mas às vezes também é interessante vermos um relato de experiência como este. Isso serve pra incentivar a comunidade quanto ao uso e difusão do Linux. Tem muito cara que tem vontade de comçar a mexer com Linux, mas tem medo, porque acha que vai ser muito difícil. Ao ler um relato desses, isso pode dar um ânimo pra essas pessoas e fazê-las acreditar que é o Linux não é nenhum bicho de 7 cabeças.

Claro que se todos nós começássemos a mandar relatos de experiência em forma de artigo e a moderação aceitasse todos, a cois aperderia o sentido. Mas esporadicamente eu acho importante esse tipo de contribuição.

É isso.

[10] Comentário enviado por removido em 14/02/2007 - 08:34h

Parabéns pelo artigo. Mais um demonstrando total interesse pelo sistema do pinguim. Isso demonstra que o GNU/Linux está incrivelmente crescendo com a ajuda de muitos que amam este maravilhoso sistema operacional.

Qualquer experiência é válida para termos uma noção das dificuldades que enfrentamos ao migrar para Software Livre, e como é bom compartilhar experiências para provar o quanto superamos essas dificuldades.

Mais uma vez parabéns!!!

:::... Viva o Linux ...:::

[11] Comentário enviado por heckjp em 14/02/2007 - 09:52h

Agradeço a todos que apoiaram a minha inciativa, e que gostaram do meu artigo, estou preparando outro artigo, dessa vez mais tecnico, sobre minha opinião entre duas distros.

[12] Comentário enviado por marcolinux em 15/02/2007 - 17:17h

quem te viu e quem te ve VOL. Baita artigo....

Mas o cara tá de parabéns pela coragem e pela ousadia. Linux realmente vem se tornando a cada dia mais e mais fácil.

Sobre o lance de roteador dá uma olha no fwbuilder OK!

MARCOLINUX

[13] Comentário enviado por michaeljunio em 18/03/2007 - 13:13h

O seu sentimento é bem parecido com o meu, estou cursando o curso de Ciencias da Computação, estou no segundo periodo. Desde de que comecei minha jornada pelo mundo dos computadores, sempre tive uma pequena queda pelo Linux. E chegando na universidade, deparei com relatos de muitos professores e amigos, que utilizam o Linux. A aproximadamente um mes, infiel a cara, pois estava preso naquele universo Windows, e instalei uma distri Linux em meu pc. To pastando muito, pois, como disse anteriormente sou novato no campo. A distri escolhida foi a mesma do nosso amigo, Conectiva Linux 10. Ainda não consegui resolver o problema do modem, mais to pesquisando e acredito que logo logo consiguirei resolver o problema!!!

Parabens pelo artigo e abraco a todos!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts