Elementary OS Freya

A opinião de um usuário sobre o Elementary OS Freya, lançado em 11/04/2015.

[ Hits: 14.987 ]

Por: Xerxes Lins em 17/04/2015 | Blog: https://voidlinux.org/


Artigo



Desde o lançamento da sua primeira versão, mas principalmente após o lançamento da versão Luna, o Elementary OS tem enchido os olhos dos usuários com o seu visual. E agora recentemente, mais uma vez, com o lançamento da versão Freya.

O gerenciador de janelas, Gala, é sóbrio e possui efeitos fluídos, animações simples, mas que tornam a experiência do usuário mais confortável. Até a profundidade da sombra das janelas é algo que chama atenção.

Pode parecer besteira, mas o efeito de sombra em volta das janelas ajuda a destacar a janela do programa sobre as outras janelas abertas e melhora o foco do trabalho. O sistema da maçã possui, também, sombras bem destacadas.

Tudo no Elementary OS leva o usuário a crer que está diante de um sistema muito bem acabado e polido. Uniforme. Particularmente, a uniformidade do ambiente de trabalho merece nota 10.

Para usuários perfeccionistas, que apreciam essa característica, o ambiente Pantheon é uma ótima opção. Por exemplo, o ambiente Gnome-Shell não é uniforme. Algumas janelas de alguns aplicativos no Gnome-shell se comportam de um jeito e outras de outro.

Para citar dois exemplos: navegador Firefox e navegador Epiphany. Ao maximizar o Epiphany no Gnome-shell, ele se comporta de uma maneira mais integrada do que o Firefox, aproveitando mais a tela. O mesmo acontece com outros aplicativos. A sensação é de que o sistema está remendado, inacabado, com alguns aplicativos se comportando de um jeito e outros de outro.

O que não acontece com o Elementary OS e seu ambiente Pantheon. Mesmo nos casos em que as janelas dos aplicativos tiram proveito do novo padrão do Gnome, isso é feito de forma a não comprometer a uniformidade visual.

Em termos de usabilidade, o ambiente Pantheon também tem pontos fortes. O sistema de notificação é interessante (pode ser desabilitado) e funciona até mesmo quando usamos o "apt-get". Ele exibe uma notificação quando trabalho é concluído.

Uma vez que o usuário está usando o Whatsapp Web, quando alguém envia uma mensagem, um balãozinho aparece com a mensagem. O mesmo para outras tarefas, como notificação de e-mail pelo Geary.

Falando do Geary, o gerenciador de e-mails, ele é bem elogiável. A configuração dele é muito mais simples que o do Thunderbird. Para usuários que não gostam de gerenciadores de e-mail, ou nunca se adaptaram a um, talvez devam dar uma chance e experimentar o Geary.

Há mais aplicativos nativos, como o Calendário (com integração ao Google), Música e Vídeos. Mas não há nada muito diferente neles. O VLC substitui os aplicativos Videos e Música completamente.

Sobre o Plank (dock que fica na parte inferior com os ícones), ele é configurável. É possível alterar o tamanho dos ícones, sua localização e como ele se comporta. Por padrão, ele se esconde quando o usuário maximiza uma janela. Mas pode ser colocado como fixo ou outras opções.

A tecla Super (bandeirinha do Windows) é a tecla padrão dos atalhos de gerenciamento de janelas e área de trabalho. Talvez o usuário sinta falta de um atalho para exibir a área de trabalho, mas na prática isso não faz diferença, pois a área de trabalho do Elementary OS Freya não é usável. Não há ícones nela, nem menus, apenas o papel de parede.

A combinação de teclas Super+s, Super+baixo, Super+esquerda (ou direita), altera as áreas de trabalho. Super+w, Super+a, gerencia as janelas. Ainda há os chamados "hot corners" que definem ações ativadas ao levar o ponteiro do mouse para algum dos cantos da tela.

Mas não se deixem enganar, toda as facilidade (e problemas) do sistema por baixo da sua aparência (cujo mérito é todo da equipe de desenvolvimento do Elementary OS), se deve ao Ubuntu (assim como acontece com uma grande quantidade de distribuições Linux).

Mas ao contrário do Linux Mint, o Elementary OS tem nativamente a Central de Programas. Em "Sobre este computador", é exibido sem timidez: "Construído sobre Ubuntu 14.04". A versão 14.04 é uma versão Long Term Support (LTS), o que significa que receberá atualizações por um longo período de tempo, se tornando cada vez mais estável. Ideal para quem prefere estabilidade.

Por que Ubuntu? Simplesmente porque é a melhor base para criar uma distribuição fácil para os usuários.

Mas em termos de facilidade, o Elementary OS peca por não ser "Out of The Box". Ou seja, não é como Linux Mint que basta instalar e usar. Ele EXIGE uma configuração pós-instalação, assim como Ubuntu, mesmo após o usuário marcar (durante a instalação) que quer softwares proprietários.

Esse detalhe pode não ser uma problema para a maioria dos usuários Linux, pois basta visitar a Central de Programas ou usar o "apt-get" e instalar o que falta, como LibreOffice, VLC, Firefox etc.

Mas para usuários leigos, isso pode ser um problema, sim. Qual a justificativa para não lançarem um sistema "Out of The Box"? Para ser do tamanho de um CD não pode ser, pois a imagem tem mais de 800MB. Seria melhor ter um sistema com um pouco mais de 1GB, "Out of The Box". Mesmo que a imagem fosse um pouco maior, pelo menos os usuários leigos usariam com maior facilidade.

Mas muita coisa melhorou. Na versão Luna, por exemplo, links magnéticos não abriam automaticamente. Agora sim. Um detalhe que também pode desagradar usuários são os botões de controle das janelas. Não há botão de minimizar, e o botão de expandir e de fechar ficam em cantos separados. Isso pode ser configurado também, é possível deixar como no Windows, como no MAC OS, mas pode causar confusão.

Apesar de ser um sistema bem acabado, ainda poderia ser melhor em algumas coisas simples, como: permitir que itens da janela de configuração possam ser buscados no menu, de forma individual, dispensando abrir a janela de configuração; ser "Out of The Box"; ter mais aplicativos nativos como Transmission, Firefox e VLC; Tweaks deveria estar disponível por padrão, aplicativo que permite opções extras de configuração.

Em resumo, se você não se importa em instalar alguns softwares extras após instalar o sistema e aprecia um sistema mais voltado para beleza, efeitos e estabilidade ao invés de novidade e simplicidade, Elementary OS pode ser uma boa opção.

Mas, se você for acostumado com distribuições como Linux Mint, que oferecem tudo pronto para uso, mesmo com um ambiente mais simples e seco (MATE, por exemplo), então o Elementary pode não ser para você. Trata-se de um Ubuntu com um novo ambiente gráfico e nisso reside seus pontos fortes e também os fracos.

Por fim, para quem quiser ver a aparência e algumas das características do Elementary OS Freya, recomendo este vídeo:
Página oficial do Elementary OS:
   

Páginas do artigo
   1. Artigo
Outros artigos deste autor

Gnome-shell sob a perspectiva da usabilidade

Mamãe, quero Slack! (parte 3 - final)

Um pouco sobre Budgie Desktop

Do Ubuntu ao Arch

Como está o meu bebê?

Leitura recomendada

Windows x Linux: pontos de vista

Facilidade X Possibilidades

A Licença Pública Geral GNU (mais sobre)

GNU/Linux: Depois dele o mundo não é mais o mesmo!

Repensando o PID 1 - Lennart Poettering

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 17/04/2015 - 13:42h

Vou testar. Se for bonito instalarei no notebook da minha esposa.

[2] Comentário enviado por marceloteixeira em 17/04/2015 - 14:04h

Me decepcionei com o freya. Saiu com bugs irritantes, principalmente o congelamento da barra superior, que leva junto o menu. Parti pro Linux Mint 17.1 MATE, que já vem com o Compiz integrado. Aliás, muito bem integrado!

[3] Comentário enviado por deleonss em 17/04/2015 - 15:08h

Será que roda bem com VGA AMD?
No gnome 3.14, da tela preta após instalação do driver catalyst.

[4] Comentário enviado por spylinux em 17/04/2015 - 21:03h

Baixei e testei, visualmente é sim, bonito, mas achei ele pesado com relação a outras distros, consome muita memória.

Comunidade Manjaro Geek -www.manjaro-geek.org

[5] Comentário enviado por removido em 17/04/2015 - 21:51h

Já havia testado o Luna antes e gostei da experiência, apesar de alguns pormenores, rodava bem no meu notebook velhinho. O Freya ficou um pouco pesado nele e tive algum problema com a placa gráfica, pois a tela fica "piscando ou cortando" quando aparecem alguns efeitos do ambiente. Embora seja visualmente bacana e a usabilidade ser agradável, acho o elementary muito pouco configurável (personalizável) e isso diminui muito a produtividade. Ainda não é pra mim!!!

[6] Comentário enviado por clodoaldops em 18/04/2015 - 21:03h

Esperava que o Freya fosse mais leve. Porém notei que o Xubuntu-14.04 teve melhor desempenho no meu netbook.
Tbém não gostei do Freya "vir mais peladão" que Ubuntu uma vez que não vem nem com LibreOffice e nem c Firefox.
Seria muito bom se houvesse 2 opções: Mini (atual) e Full (com codecs, plugins,libreoffice, FF, VLC, Skype)

[7] Comentário enviado por cjgomes em 19/04/2015 - 16:10h

O problema é que ainda estamos muito acostumados a usar editores de texto offline, quanto a isso a comunidade deixa bem claro, existem muitas opções a serem utilizadas, basta fazer download de alguma delas, ou apenas abrir o navegador e usar qualquer editor de texto online.

Firefox, VLC? Why? um sistema "out of the box" é considerado por vir com esses apps? codecs eu até concordo mas VLC já é gosto pessoal e navegador tem o Midori que é o navegador web padrão do elementary.

BTW! muito bom o texto!

[8] Comentário enviado por clodoaldops em 20/04/2015 - 00:51h

Apesar de não ser condição " sine qua non " Todas as distros out-off-box focadas nos "novatos" que conheço, derivadas do Ubuntu vem com FF, Libre-Office, VLC, e trocentas mil outras coisas >> Zorin, Mint, LXLE, Lite, Voyager, Emmabuntu
Até out-off-box derivadas do fedora como korora , tbém são assim
E baixar uma .ISO de menos de 2GB é facil , economiza trabalho pós instalação.
Como disse certa vez: fiquei mal acostumado com linuxmint, apesar de tbem usar fedora que tbém vem "peladão"

[9] Comentário enviado por xerxeslins em 20/04/2015 - 20:09h


[2] Comentário enviado por marceloteixeira em 17/04/2015 - 14:04h

Me decepcionei com o freya. Saiu com bugs irritantes, principalmente o congelamento da barra superior, que leva junto o menu. Parti pro Linux Mint 17.1 MATE, que já vem com o Compiz integrado. Aliás, muito bem integrado!


Esse bug sumiu depois de um tempo. Acho que atualizações o corrigiram.

[10] Comentário enviado por xerxeslins em 20/04/2015 - 20:10h


[3] Comentário enviado por deleonss em 17/04/2015 - 15:08h

Será que roda bem com VGA AMD?
No gnome 3.14, da tela preta após instalação do driver catalyst.


Acho que só testando... :(

[11] Comentário enviado por xerxeslins em 20/04/2015 - 20:11h


[5] Comentário enviado por PauloHAC em 17/04/2015 - 21:51h

Já havia testado o Luna antes e gostei da experiência, apesar de alguns pormenores, rodava bem no meu notebook velhinho. O Freya ficou um pouco pesado nele e tive algum problema com a placa gráfica, pois a tela fica "piscando ou cortando" quando aparecem alguns efeitos do ambiente. Embora seja visualmente bacana e a usabilidade ser agradável, acho o elementary muito pouco configurável (personalizável) e isso diminui muito a produtividade. Ainda não é pra mim!!!


Meio pesado mesmo. XFCE é mais leve. Para aumentar o poder de configuração pode instalar o Tweaks.

[12] Comentário enviado por xerxeslins em 20/04/2015 - 20:13h


[6] Comentário enviado por clodoaldops em 18/04/2015 - 21:03h

Esperava que o Freya fosse mais leve. Porém notei que o Xubuntu-14.04 teve melhor desempenho no meu netbook.
Tbém não gostei do Freya "vir mais peladão" que Ubuntu uma vez que não vem nem com LibreOffice e nem c Firefox.
Seria muito bom se houvesse 2 opções: Mini (atual) e Full (com codecs, plugins,libreoffice, FF, VLC, Skype)


Concordo. Não é tão leve mesmo... para máquinas modernas deve ser ótimo. Para máquinas simples, como a minha, tem que ser XFCE, MATE, ou LXDE.

[13] Comentário enviado por xerxeslins em 20/04/2015 - 20:14h


[7] Comentário enviado por cjgomes em 19/04/2015 - 16:10h

O problema é que ainda estamos muito acostumados a usar editores de texto offline, quanto a isso a comunidade deixa bem claro, existem muitas opções a serem utilizadas, basta fazer download de alguma delas, ou apenas abrir o navegador e usar qualquer editor de texto online.

Firefox, VLC? Why? um sistema "out of the box" é considerado por vir com esses apps? codecs eu até concordo mas VLC já é gosto pessoal e navegador tem o Midori que é o navegador web padrão do elementary.

BTW! muito bom o texto!


Obrigado :D




[14] Comentário enviado por xerxeslins em 20/04/2015 - 20:16h


[8] Comentário enviado por clodoaldops em 20/04/2015 - 00:51h

Apesar de não ser condição " sine qua non " Todas as distros out-off-box focadas nos "novatos" que conheço, derivadas do Ubuntu vem com FF, Libre-Office, VLC, e trocentas mil outras coisas >> Zorin, Mint, LXLE, Lite, Voyager, Emmabuntu
Até out-off-box derivadas do fedora como korora , tbém são assim
E baixar uma .ISO de menos de 2GB é facil , economiza trabalho pós instalação.
Como disse certa vez: fiquei mal acostumado com linuxmint, apesar de tbem usar fedora que tbém vem "peladão"


Para novatos que querem facilidade, quanto menos trabalho, melhor. Ele só quer abrir e usar. Linux Mint ganha nesse ponto!

[15] Comentário enviado por zairon em 21/04/2015 - 00:34h

Instalei hoje, e ao frigir dos ovos, gostei. A começar por reconhecer minha placa de vídeo, uma ATI HD4550, o que não aconteceu com a versão anterior. Mas mesmo na versão anterior, isso não foi grande problema.
Depois de instalar/configurar firefox, java, skype, libreoffice, clementine, sincronizar as contas, etc... (o que não é díficil, nem toma muito tempo), tudo anda a funcionar certinho.
Apesar do meu hardware ser um pouco "antigo", não senti tanto peso e lentidão. Naveguei tranquilo, e ouvindo música, com skype aberto, editando fotos no gimp... e postando aqui, tá bem tranquilo.
Sobre o fato de não term certos programas, como uma suíte office, acho certo. Fica por conta do usuário decidir o que usar. E não é tão difícil assim instalar, ou mesmo pedir para alguém que o faça.

[16] Comentário enviado por xerxeslins em 22/04/2015 - 11:34h


[15] Comentário enviado por zairon em 21/04/2015 - 00:34h

Instalei hoje, e ao frigir dos ovos, gostei. A começar por reconhecer minha placa de vídeo, uma ATI HD4550, o que não aconteceu com a versão anterior. Mas mesmo na versão anterior, isso não foi grande problema.
Depois de instalar/configurar firefox, java, skype, libreoffice, clementine, sincronizar as contas, etc... (o que não é díficil, nem toma muito tempo), tudo anda a funcionar certinho.
Apesar do meu hardware ser um pouco "antigo", não senti tanto peso e lentidão. Naveguei tranquilo, e ouvindo música, com skype aberto, editando fotos no gimp... e postando aqui, tá bem tranquilo.
Sobre o fato de não term certos programas, como uma suíte office, acho certo. Fica por conta do usuário decidir o que usar. E não é tão difícil assim instalar, ou mesmo pedir para alguém que o faça.


Bacana!

:)

[17] Comentário enviado por SpoooK em 22/04/2015 - 14:28h

A versão antiga (luna) eu utilizei em meu Desktop, que é um hardware bem melhor do que meu note. E na época, era cheia de bugs. Agora com o lançamento do freya, testei apenas no meu note, e no do meu pai que pela primeira vez aceitou eu colocar um linux no notebook dele. No meu notebook ficou tranquilo, apenas não acho como muitos dizem, que seja fluido. Pelo contrario, acho muito pesado. A diferença para o Arch por exemplo com XFCE, MATE e até mesmo o Cinnamon, é muito grande.
Já no notebook do meu pai, que tem um hardware bem mais atual. Deu problema com a placa gráfica igual um usuário citou, fica piscando ( rasgando a tela as vezes ). Para um usuário leigo, realmente, é complicado o fato de não vir pelo menos um pacote Office. Não durou muitos dias, ele pediu para remover.

Belo texto xerxes,

abs!

[18] Comentário enviado por JSantosBR em 23/04/2015 - 01:44h


Gostei do sistema, mas tem bugs ainda. Não é leve como a a versão anterior, mas acho que com att irá melhorar.

[19] Comentário enviado por xerxeslins em 23/04/2015 - 10:47h


[18] Comentário enviado por JSantosBR em 23/04/2015 - 01:44h


Gostei do sistema, mas tem bugs ainda. Não é leve como a a versão anterior, mas acho que com att irá melhorar.


Legal! Hoje eu estou usando um tal de Peppermint e me parece bem veloz.

[20] Comentário enviado por xerxeslins em 23/04/2015 - 22:58h


Apenas avisando que a distribuição Ubuntu MATE 15.04 está fenomenal.

Nota 10.

Dessa vez desbancou o Linux Mint.

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=L29LveLhlgA [/youtube]


[21] Comentário enviado por Nikto em 26/04/2015 - 15:07h

O Freya é tão irritante que em menos de 1 hora de testes acabei deletando. Insuportável esse sistema, ainda mais se for usar em uma TV LCD grande, Desanda tudo... sei lá. Tem muita coisa melhor por ai!

[22] Comentário enviado por FabioIzidio em 09/06/2015 - 20:04h

Eu ingressei no Universo GNU/Linux há um ano e a distribuição que comecei a usar foi o Elementary OS Luna. Hoje uso a versão Freya e não tenho visto nada desses bugs descritos. O sistema é ótimo e MUUUIIIITTTOOOO leve, fator que me fez abandonar definitivamente o Windows. Para mim, o Elementary OS com todas as suas antipraticidades me tornou um pesquisador Linux. Cada dia me encanto com o sistema do pinguim. As dificuldades me fizeram subir de nível.

[23] Comentário enviado por fabiojrsantos em 11/10/2015 - 13:35h


Eu baixei o sistema e estou muito feliz com ele, usando e rodando bem no meu notebook antigo, além de ficar impressionado com o visual que o sistema proporciona, gosto de toda integração que tenho com o Google, pois uso Android. Até agora sem grandes crises com o sistema.

[24] Comentário enviado por Riashe em 15/01/2016 - 16:30h

Estou testando ele é bem simples comparado com outras distros,mas não tenho do que reclamar ele vem só com o básico para rodar.

Sim ele não tem VLC,etc mas isto não atrapalha em nada, mas claro instalar os mesmo isto varia do gosto de cada um.

Ele não vir com o Firefox,po ele foi feito para ser leve(Mesmo o Freya sendo bem pesado) tem o Midori ele supre a falta do Firefox.

Eu rodo ele em um pc fraco,e nunca travou.

Já ia esquecendo não tem vídeo na sua postagem.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts