Projetos de software livre descontinuados: um problema com solução

Ao longo do tempo temos visto a surgir diversos bons projetos de software livre, que embora sejam úteis a muitos usuários, terminaram por ser descontinuados. Procurarei com este artigo encorajar novos usuários de GNU/Linux a participarem ativamente de projetos que possam lhes ser úteis, desde o desenvolvimento até a adaptação (maravilha!) de programas existentes às suas necessidades.

[ Hits: 22.944 ]

Por: Isaque Vieira de Sousa Alves em 02/08/2008


Apresentação



Somos uma imensa comunidade formada por diversos tipos de pessoas, desde administradores de sistemas até simples usuários empurradores de mouse e curiosos do orkut (sem ofensas), com os mais diferentes níveis de conhecimento e capacitação no uso de GNU/Linux.

Em comum, o que todos temos talvez seja, senão a paixão, ao menos o uso voluntário de software livre e de código aberto. Afirmo que talvez tenhamos em comum, porque haverá diferenças, singulares de acordo com o ponto de vista de cada um. Talvez outra coisa que tenhamos em comum seja o fato de já termos sido usuários de software proprietário, e dessa forma, ainda carregarmos algumas lembranças dos programas que usávamos, e que infelizmente parecem não haver soluções que trabalhem de forma idêntica, senão ao menos semelhante, no mundo do software livre.

Essa questão de existência de soluções semelhantes, no entanto, não chega a ser um grande problema, posto que dispomos de muitas alternativas, porém alguns programas consagrados, como o Flash, simplesmente não é oferecido pela empresa desenvolvedora em uma versão para GNU/Linux, e muito menos se o fosse, seria de código aberto. Quer dizer, para o desenvolvimento de alternativas continua valendo o paradigma do "precisando de alguma coisa específica, faça você mesmo". Mas nem sempre precisa ser assim.

Navegando pela internet, quase sempre me deparo com algum projeto promissor, com características que chegariam a superar os concorrentes proprietários, mas que precisaram ser descontinuados ou suspensos indeterminadamente por falta de tempo da equipe (não é culpa deles... eles precisam ganhar dinheiro também... :) ) ou por esbarrarem na problemática dos formatos de arquivo proprietários (.swf, .cdr, .psd, .dps, entre tantos outros...).

Apesar de hoje, um grande número de usuários de GNU/Linux sequer ter algum conhecimento técnico de programação, de engenharia de software, todos são potencialmente membros de equipes de desenvolvimento. Boas equipes de desenvolvimento não são formadas apenas de bons programadores. Necessariamente haverá:
  • Designers, responsáveis pela criação dos ícones, pela criação do layout do programa etc;
  • Analistas, que ficarão a cargo de estabelecer que funções do programa realmente serão essenciais, e outras coisa mais;
  • Programadores, que farão o trabalho duro de escrever o código do programa;
  • Testers, que testarão o programa, tanto em relação às funcionalidades como em relação às falhas;
  • E, finalmente, um bom grupo de pessoas interessadas no programa que façam sugestões sobre novas funcionalidades.

Com certeza você se identifica com alguma dessas categorias, e por isso mesmo, potencialmente faz parte de uma equipe de desenvolvimento.

Tudo bem, mas potência não produz. O que gera tudo o que temos no mundo é uma coisa chamada trabalho, é o aproveitamento da potência.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Apresentação
   2. Utilizando o potencial para retomar projetos descontinuados
   3. Projetos descontinuados: o que fazer quando me deparar com um?
   4. Alguns projetos que merecem especial atenção
Outros artigos deste autor

Entendendo orientação a objetos na prática (parte 1)

Diagnosticando problemas variados em ambientes GNU/Linux (parte 1)

Linux, a pirataria de software e a desvalorização do desenvolvedor (parte 1)

Linux, a pirataria de software e a desvalorização do desenvolvedor (parte 2)

GNU/Linux: Liberdade e Cosmovisão

Leitura recomendada

Uso do mkv files creator

Programação: Uso de funções

Bluefish - um poderoso editor para web designers

I-Educar no Gnu/Linux

Instalando o Qemu + kqemu no Ubuntu Breezy 5.10

  
Comentários
[1] Comentário enviado por andrebsilva em 02/08/2008 - 18:52h

Bom artigo, foi mal mas, estou comentando sem ainda terminar de lê-lo. Volto e termino de ler rapidão mas, não poderia ficar sem comentar, dizer que é bacana essa visão. Bola pra frente.

[2] Comentário enviado por Teixeira em 02/08/2008 - 21:42h

Aluno, é esse o espírito do software livre.
Também concordo em que certos projetos teriam de ser levados avante, que deveria haver aproveitamento de código, etc.
Mas contra esse espírito existe um outro, o de uma suposta "evoluçào tecnológica" (*).
Este novo espírito, por vezes contrário ao primeiro, é que faz a tecnologia plenamente vigente na semana passada tornar-se "obsoleta".
Existem também - perfeitamente notáveis aqui no Brasil - aqueles que apenas criticam sem jamais contribuir com uma linha que seja.
Não seja isso um impecilho. Afinal, somos livres.

(*) A Evolução tecnológica existe, e é sempre benvinda. Sem ela não haveria LCD, plasma, SATA, USB, Bluetooth, banda larga, etc.
Estou-me referindo a uma "evolução" (entre aspas), aquela que sob pretextos e heranças vazios, vêm cancelar coisa boas que já existiam.
Seguindo analogicamente essas tecnologias, um Fusca estaria totalmente ultrapassado e não poderia andar nas ruas pois não haveria nada compatível com ele: Peças de reposição, combustível, bateria, lâmpadas, pneus, etc., etc.
Essa obsolescência forçada é que é danosa ao trabalho voluntário, se por ela nos deixarmos abater.
Vamos em frente, então.



[3] Comentário enviado por albfneto em 03/08/2008 - 14:19h

Sim, muitolegal. eu mesmo gravei e guardei pacotes que gosto ou uso, e que não existem mais.
Por ex. tenho os fontes do Beryl 0.21, pq o compiz-fusion é um pouco diferente.
Também o melhor frontend gráfico para Gentoo, O Kuroo, foi descontinuado....
Muitos pacotes conhecidos tem colaboradores.
eu pertenço a varios foruns e wikis de distros que gosto, como o Sabayon e o gentoo.
Não sou programador, mas testo vários pacotes exp. em ultima versão e unstalble, inclusive de Mandriva , sabayon e Gentoo.
Já reportei bugs no Sabayon e Gentoo Bugzillas.
Tmmbém sou colaborador da fundação Mozilla, testador e um dos tradutores para pt_BR,do Firefox

[4] Comentário enviado por daigo em 04/08/2008 - 09:54h

Tornei-me o novo responsável pelo projeto d ERP nacional LinuxStok. A versão 1.0 estará disponível final d agosto, mas preciso d programadores PHP/GTK pra auxiliar no projeto. Caso alguém c habilite, pode entrar em contato por:
msn: [email protected]
e-mail: [email protected]
skype: adm_tigerlinux

[5] Comentário enviado por dhryko em 04/08/2008 - 11:50h

Isaque,
excelente artigo! Tenho o mesmo pensamento e muita vontade de incentivar nossos amigos do Piauí a adotarem essa idéia.
Outros projetos que poderiam estar nessa lista seriam o CVoiceControl (controle por comandos de voz) e o LainOS (SO baseado no FreeBSD voltado para a usabilidade).
Vamos em frente!
Abraços livres.

[6] Comentário enviado por daigo em 04/08/2008 - 14:36h

O site: http://codigolivre.org.br está cheio d projetos nacionais descontinuados.

[7] Comentário enviado por isaque_alves em 05/08/2008 - 00:36h

Então galera, vamos começar escolhendo. Por exemplo, me interessei pelo LinuxStok... as também tô de olho no UIRA e no CVoiceControl... vamo ver se a gente se envolve com esse espírito mesmo... vamos sugerir aos nossos professores que usem tais projetos descontinuados como trabalhos para equipes realizarem!! Tipo: unir o útil ao agradável!!

[8] Comentário enviado por isaque_alves em 05/08/2008 - 00:42h

Agora, sabe o que é 'desinteressante' (se é que essa palavra existe...)?
A galera que desontinua os projetos apagar o código fonte... com exceção do sistema SAPÊ de publicação eletrônica, o resto que procurei como descontinuado no codigolivre.org.br não tem sequer especificações do projeto... em meu ponto de vista, descontinuar não é a mesma coisa que encerrar... e mesmo, encerrar não signfica tornar indisponível... creio que isso seja contra o espírito do Software Livre...

[9] Comentário enviado por marcosmiras em 05/08/2008 - 17:17h

Bacana, muito bacana esse seu artigo...

[]'s
Marcos Miras

[10] Comentário enviado por doradu em 01/02/2010 - 17:50h

ai, Isaque

conhece o projeto Gordon?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts