GNU/Linux: Liberdade e Cosmovisão

O número de usuários de GNU/Linux tem crescido bastante ultimamente. Um número expressivo de novos usuários tem se aglutinado em torno das possibilidades de uso do SO concorrente direto dos SOs proprietários. Porém, diferente do que deveria acontecer, a convicção sobre os ideais de liberdade promovidos pela comunidade do Software Livre não é tão contagiante. Por que isso acontece?

[ Hits: 14.263 ]

Por: Isaque Vieira de Sousa Alves em 16/02/2011


Introdução



O número de usuários de GNU/Linux tem crescido bastante nos últimos tempos. É grande o número de novos usuários que 'chegam' no mundo do Gnu/Linux através de vídeos (antigos, é verdade) demonstrando os ainda surpreendentes efeitos especiais do gerenciador de janelas compiz.

Segundo o que observo, esse número não para de crescer. Antes, ao perguntar a alguém se ele conhecia 'Linux' ou 'GNU', obtinha respostas negativas. Daí, tinha que explicar uma porção de coisas sobre a história do movimento, e tal... Hoje é um pouco diferente...

- Ah! É massa. Saquei aquela viagem do 'quadrado tridimensional' (não deveria ser 'cubo' apenas?)...
- Minha prima usa!
- Meu notebook veio com isso ao invés do Windows. Eu gosto!

De certa forma, não é surpreendente. É até esperado que os sistemas baseados em GNU/Linux terminem por assumir a liderança no mercado nacional, afinal o SENAI, SENAC, os Institutos Federais (Antigos CEFET), alguns órgãos públicos, bancos como o Banco do Brasil e universidades mais conceituadas os utilizam. Mas vejo um problema. À medida que o número de usuários de GNU/Linux aumenta, a força do movimento do Software Livre também deveria ser ampliada. Mas não é possível ver isso acontecer.

Tirando a iniciativa governamental de uso e divulgação do software livre, e a participação dos 'nerds' da computação em eventos sobre 'software livre', pouco verdadeiramente tem sido o impacto ideológico. Talvez isso seja devido à falta de maior empenho na 'conversão' dos novos usuários, que pegam apenas carona em um 'sistema bonitinho, que não pega vírus'. A maioria deles nem cogita qual seria o real benefício do uso de Software Livre, e ainda está preso aos velhos programas for win32 como Photoshop, por exemplo.

- Photoshop é líder.... Coisa de profissional...

Em minha opinião, profissional 'sabe' o que faz.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Cosmovisão
   3. Liberdade, enfim
Outros artigos deste autor

Entendendo orientação a objetos na prática (parte 1)

Linux, a pirataria de software e a desvalorização do desenvolvedor (parte 1)

Linux, a pirataria de software e a desvalorização do desenvolvedor (parte 2)

Projetos de software livre descontinuados: um problema com solução

Diagnosticando problemas variados em ambientes GNU/Linux (parte 1)

Leitura recomendada

Windows é mais fácil que Linux!? Tá louco!? Você sabe ler!?

Cloud Computing, vantagens e dúvidas sobre esta tecnologia!

A Evolução do Software Livre

Comentário Infeliz

O lado negro da Força, segundo a Microsoft o software livre quebra patentes

  
Comentários
[1] Comentário enviado por clebermarcosjr em 16/02/2011 - 11:34h

Parabéns pelo texto.

A leitura foi prazerosa.

[2] Comentário enviado por eferro em 16/02/2011 - 12:24h

Bom artigo, lembrei de Richard Stalman respondendo a pergunta sobre as vantagens práticas do Software Livre:
" é como perguntar sobre as vantagens práticas de não estar algemado. De fato, há vantagens:

* Você pode usar uma camisa normal.
* Você pode passar por detectores de metal sem acioná-los.
* Você pode manter uma mão no volante enquanto troca de marcha.
* Você pode atirar uma bola de baseball.
* Você pode carregar uma mochila.
"

http://www.gnu.org/philosophy/practical.pt-br.html

[3] Comentário enviado por removido em 16/02/2011 - 12:48h

Ótimas palavras.


Abraço.

[4] Comentário enviado por cruzeirense em 16/02/2011 - 12:49h

Prezado Isaque,

Parabenizo pelo artigo, tudo que é feito com a idéia de ajudar outras pessoas é bem vindo. Mas reservo-me ao direito de questionar um pouco seu artigo.
Acho que o software livre vai pegar mesmo quando NÓS percebermos que, no software livre, você tem liberdade até para ser capitalista! Lembre-se que na Licença de software livre nada impede de você ganhar dinheiro com ele! Mesmo que seja dando manutenção, programando, fazendo traduções e etc...
Acho até que isso devia ser um dos principais pontos do software livre. Você é livre até para ganhar a vida com ele...

Quanto à questão das algemas citadas acima pelo amigo eferro vou discordar plenamente. Acho que cada um se algema na coisa que quer! Enquanto a opção de estar preso em alguma coisa é da pessoa e ela pode mudar isso há qualquer tempo, não se pode dizer que ela está algemada. Richard Stalman é um fanático, apesar de ser figura importante no mundo do software livre. Imagina a situação acima. Você tentando mostrar o linux para um cara, ele te pergunta porque ele deve usar o linux e você solta essa:

" é como perguntar sobre as vantagens práticas de não estar algemado. De fato, há vantagens:

* Você pode usar uma camisa normal.
* Você pode passar por detectores de metal sem acioná-los.
* Você pode manter uma mão no volante enquanto troca de marcha.
* Você pode atirar uma bola de baseball.
* Você pode carregar uma mochila.
"

O cara vai olhar para a camisa que usa e ver que é normal.
Vai lembrar que passou no detector de metal e não acionou.
Vai lembrar da forma que dirige.
Vai pensar: Pra que eu vou querer jogar uma bola de baiseball? Prefiro a bola rolando...
Vai tirar a mochila que estava nas costas porque está incomodando.

Ele vai até achar que já usa o software livre!

Lendo este artigo estava pensando no meu trabalho e nas ferramentas que são fundamentais para o desenvolvimento do mesmo:

1-Windows 7
2-Delphi xe
3-Firebird 2.5 (Olha! tem um software livre aqui!)

Sem esses softwares eu não trabalho! Agora me fale, você acha que eu estou algemado neles? Posso muito bem trocar o Windows 7 pelo linux! Posso trocar o delphi pelo visual studio. Posso trocar o firebird pelo mysql. Então eu não estou algemado. Agora vamos supor que eu trocasse minhas ferramentas por softwares livres. Bacana, aí eu vou estar algemado nas ferramentas livres pois ia depender completamente delas!

Só pra lembrar, eu uso o firebird não pelo fato de ser livre. Tem dois motivos por ordem de importância. 1-Porque é um excelente servidor de banco de dados e me atende plenamente. 2-Porque é de graça!

O que eu estou querendo dizer é que ninguém vai utilizar um software só porque ele é livre, a pessoa vai utilizar o que lhe atende.

Uma coisa que sempre falo:

"Você não pode mudar as pessoas para se adaptarem ao sistema! Tem que acontecer o contrário!"

Se você esperar o mundo deixar de ser capitalista para o software livre pegar de verdade acho que vai demorar muito tempo!

Abraços!

Renato

[5] Comentário enviado por eferro em 16/02/2011 - 13:41h

Na verdade a analogia das algemas quer dizer que não há desvantagem na liberdade, então não por que querer saber quais as vantagens. Na empresa onde trabalho temos um programa de migração pra SL, mas as pessoas que não querem migrar ficam achando/inventando defeito. Não há desvantagem. Em algum período entre Cristo e hoje era errado homem usar cabelo comprido e mulher cabelo curto. Qual a desvantagem da liberdade de usar o cabelo no cumprimento que nos agrade? Nenhuma.

[6] Comentário enviado por isaque_alves em 16/02/2011 - 19:21h

Aê moçada. Valeu pelos comentários.

Na verdade ,cruzeirense, não sou 'anti-capitalista', apenas enfatizo que o sistema capitalista tende a superdesenvolver indivíduos egocêntricos, pouco voltados ao pensamento no bem comum, e que portanto, têm uma cosmovisão restrita... Mas vc tem razão. Software Livre é também um aliado contra o desemprego!!

[7] Comentário enviado por alefesampaio em 16/02/2011 - 23:12h

Primeiro quero dar Parabéns pelo belíssimo artigo... Isso ai Isaque.

cruzeirense as palavras citadas acima vejo com 2 olhos "Sem esses softwares eu não trabalho! Agora me fale, você acha que eu estou algemado neles?".

Lado direito: Sim os caras tem que ganhar dinheiro para sobreviver só que software livre que observo principalmente de alguns que querem lucra com isso e não observar que as mudanças feita para ele ganhar dinheiro também tem quer ser disponibilizada para os outros também ganhar em cima disso.


Lado esquerdo: Muito bom ver todo mundo ganhado dinheiro usando Firebird 2.5. Mas onde estar os códigos que você desenvolveu usado firebird?

Isso denomino como capitalismo onde onde um (1). ganha muito gigilim (dinheiro) a custa do suor dos outros. sem ao menos oferecer nada sem fazer qualquer coisa. há e ser ingrato com movimento (GNU).


Sem esses softwares eu não trabalho! Agora me fale, você acha que eu estou algemado

R= Sim ate porque acabando combustível tipo mysql firebird ficaria a pé e não andava como andas hoje.


ferramentas por softwares livres. Bacana, aí eu vou estar algemado nas ferramentas livres pois ia depender completamente delas!

R= Depende muito.. se sua mentalidade for de 30 anos antes.. sim vai porque software livre evoluiu tanto que hoje não podemos viver sem ele de forma alguma ou você desenvolvedor de delphi iria se aventura no Acess SQL Server ?.....
tendo em Código livre os já citados por você...

Isaque: Seu Artigo Estar Perfeito Nota 1000....

[8] Comentário enviado por draggom em 17/02/2011 - 10:16h

Antes de tudo quero deixar o meus parabéns por este artigo, você foi fundo na questão do soft livre, uso o gnu/linux e me recuso a instalar programas proprietários em meu sistema(somente alguns), prefiro usar o bom e velho iseweasel em vez de querer emular o IE, sou contra até em usar o wine para emular programas do win, a minha queixa é que em algumas comunidades os tais de nerds se recusam a ensinar os novatos com suas duvidas simples, no forum debian: http://www.forumdebian.com.br/, a maiorias das dicas para os iniciantes vem do usuário Renatov, vou deixar aqui um parabéns para ele também, este companheiro é nota 10.

[9] Comentário enviado por cruzeirense em 17/02/2011 - 12:44h

Prezado alefesapaio,

Vou recolocar algumas posições aqui, porque acho que o que disse não foi entendido:

1) cruzeirense as palavras citadas acima vejo com 2 olhos "Sem esses softwares eu não trabalho! Agora me fale, você acha que eu estou algemado neles?".

Aqui, foi editado, se você tivesse colocado o paragrafo inteiro ficaria assim:

"Sem esses softwares eu não trabalho! Agora me fale, você acha que eu estou algemado neles? Posso muito bem trocar o Windows 7 pelo linux! Posso trocar o delphi pelo visual studio. Posso trocar o firebird pelo mysql. Então eu não estou algemado."

O que quis dizer que a única coisa que me prende nestes softwares é o fato deles serem bons. Não existe nenhuma algema me prendendo a eles.

2) aí eu vou estar algemado nas ferramentas livres pois ia depender completamente delas! R= Depende muito.. se sua mentalidade for de 30 anos antes.. sim vai porque software livre evoluiu tanto que hoje não podemos viver sem ele de forma alguma ou você desenvolvedor de delphi iria se aventura no Acess SQL Server ?..... tendo em Código livre os já citados por você...
Resposta simples e rápida. Existem outras opções, comerciais ou não que me atendem plenamente: Interbase, MySql, SqlServer...

3) Lado direito: Sim os caras tem que ganhar dinheiro para sobreviver só que software livre que observo principalmente de alguns que querem lucra com isso e não observar que as mudanças feita para ele ganhar dinheiro também tem quer ser disponibilizada para os outros também ganhar em cima disso.
Lado esquerdo: Muito bom ver todo mundo ganhado dinheiro usando Firebird 2.5. Mas onde estar os códigos que você desenvolveu usado firebird?
Isso denomino como capitalismo onde onde um (1). ganha muito gigilim (dinheiro) a custa do suor dos outros. sem ao menos oferecer nada sem fazer qualquer coisa. há e ser ingrato com movimento (GNU).

Tá me chamando de sanguessuga? Eu já fiz minha doação para o firebird! (inclusive é muito complicado fazer isso! Tive que pedir para a tia de um amigo que mora nos estados unidos fazer!). Em relação a questão das alterações que não foram disponibilizadas, acho que você não conhece bem a licença do firebird. O que você alterar no firebird deve sim ser disponibilizado para a comunidade, mas os programas que você faz que apenas acessam o firebird não precisam ter os fontes publicados.

A sua última frase citada acima resume tudo o que eu quis dizer no comentário:
"há e ser ingrato com movimento (GNU)."

Esse é o problema. O software livre está, como você mesmo disse acima, vivendo de gratidão.
Será que era tão difícil cobrar pela licença de uso? Vamos supor, no caso do firebird. Uns R$100,00 por licença. Isso, com o volume de usuário do firebird daria uma receita boa, que seria revertida em melhorias do programa. Lembrando que R$ 100,00 é um valor irrisório visto que o firebird normalmente é instalado em empresas. O dia que determinada empresa não tiver R$ 100,00 para pagar no firebird eu não quero ter ela como cliente!

Mudando até um pouco o foco do artigo. Será que o capitalismo é mesmo tão ruim assim? Lembrando que o capitalismo é que faz a pessoa que nasceu pobre ter uma chance de ser alguma coisa na vida, dependendo apenas do seu trabalho e esforço! Se alguém hoje trabalha e está sendo explorado pelo seu chefe capitalista mude de emprego! Ou que tal você mesmo abrir o seu negócio? Essa é a maravilha do capitalismo! O limite é o esforço da pessoa onde ela depende principalmente do seu esforço para conseguir o sucesso! É muito fácil cruzar os braços e ficar esperando as coisas acontecerem. E quando não acontecem é culpa do maldito capitalismo. O capitalismo não é perfeito, o problema é que não existem outros melhores...

Então a minha opinião é essa:

"Para o software livre alavancar falta uma visão capitalista, que aplicaria na prática a ideia de que Software Livre não é Software Gratuito!"

Abraços

Renato

[10] Comentário enviado por eferro em 17/02/2011 - 13:36h

O seguinte comentário foi enviado por cruzeirense:
-------------------------------------------------------------
Prezado alefesapaio,

Vou recolocar algumas posições aqui, porque acho que o que disse não foi entendido:

1) cruzeirense as palavras citadas acima vejo com 2 olhos "Sem esses softwares eu não trabalho! Agora me fale, você acha que eu estou algemado neles?".

Aqui, foi editado, se você tivesse colocado o paragrafo inteiro ficaria assim:

"Sem esses softwares eu não trabalho! Agora me fale, você acha que eu estou algemado neles? Posso muito bem trocar o Windows 7 pelo linux! Posso trocar o delphi pelo visual studio. Posso trocar o firebird pelo mysql. Então eu não estou algemado."


Não é bem assim, lembre-se da dependência em cascata. Vc tem o windows 7 e os aplicativos que comprou pra rodar sobre ele (ex.: coredraw, ms office, etc)


O que quis dizer que a única coisa que me prende nestes softwares é o fato deles serem bons. Não existe nenhuma algema me prendendo a eles.


As algemas são o legado. O goverdo federal por exemplo está algemado a incontáveis aplicativos asp, VB e seus arquivos em formato proprietário


2) aí eu vou estar algemado nas ferramentas livres pois ia depender completamente delas! R= Depende muito.. se sua mentalidade for de 30 anos antes.. sim vai porque software livre evoluiu tanto que hoje não podemos viver sem ele de forma alguma ou você desenvolvedor de delphi iria se aventura no Acess SQL Server ?.....
tendo em Código livre os já citados por você...
Resposta simples e rápida. Interbase, MySql, SqlServer...


Aqui vale atentar para outro tema importante, formatos abertos. Não adianta ser SL se gera um formato sem padrão e sem especificação aberta, dai a grande importância do ODF por exemplo. Fico por aqui na minha intervenção


3) Lado direito: Sim os caras tem que ganhar dinheiro para sobreviver só que software livre que observo principalmente de alguns que querem lucra com isso e não observar que as mudanças feita para ele ganhar dinheiro também tem quer ser disponibilizada para os outros também ganhar em cima disso.
Lado esquerdo: Muito bom ver todo mundo ganhado dinheiro usando Firebird 2.5. Mas onde estar os códigos que você desenvolveu usado firebird?
Isso denomino como capitalismo onde onde um (1). ganha muito gigilim (dinheiro) a custa do suor dos outros. sem ao menos oferecer nada sem fazer qualquer coisa. há e ser ingrato com movimento (GNU).

Tá me chamando de sanguessuga? Eu já fiz minha doação para o firebird! (inclusive é muito complicado fazer isso! Tive que pedir para a tia de um amigo que mora nos estados unidos fazer!). Em relação a questão das alterações que não foram disponibilizadas, acho que você não conhece bem a licença do firebird. O que você alterar no firebird deve sim ser disponibilizado para a comunidade, mas os programas que você faz que apenas acessam o firebird não precisam ter os fontes publicados.

A sua última frase citada acima resume tudo o que eu quis dizer no comentário:
"há e ser ingrato com movimento (GNU)."

Esse é o problema. O software livre está, como você mesmo disse acima, vivendo de gratidão.
Será que era tão difícil cobrar pela licença de uso? Vamos supor, no caso do firebird. Uns R$100,00 por licença. Isso, com o volume de usuário do firebird daria uma receita boa, que seria revertida em melhorias do programa. Lembrando que R$ 100,00 é um valor irrisório visto que o firebird normalmente é instalado em empresas. O dia que determinada empresa não tiver R$ 100,00 para pagar no firebird eu não quero ter ela como cliente!

Mudando até um pouco o foco do artigo. Será que o capitalismo é mesmo tão ruim assim? Lembrando que o capitalismo é que faz a pessoa que nasceu pobre ter uma chance de ser alguma coisa na vida, dependendo apenas do seu trabalho e esforço! Se alguém hoje trabalha e está sendo explorado pelo seu chefe capitalista mude de emprego! Ou que tal você mesmo abrir o seu negócio? Essa é a maravilha do capitalismo! O limite é o esforço da pessoa onde ela depende principalmente do seu esforço para conseguir o sucesso! É muito fácil cruzar os braços e ficar esperando as coisas acontecerem. E quando não acontecem é culpa do maldito capitalismo. O capitalismo não é perfeito, o problema é que não existem outros melhores...

Então a minha opinião é essa:

"Para o software livre alavancar falta uma visão capitalista, que aplicaria na prática a ideia de que Software Livre não é Software Gratuito!"

Abraços

Renato

[11] Comentário enviado por isaque_alves em 17/02/2011 - 16:32h

Bem, está parecendo mais ideológico que o necessário mas, cruzeirense... o capitalismo é que faz a pessoa nascer pobre.
Sem a manipulação do capital e o acúmulo de bens 'de produção' ou de consumo, não haveria pobre.
Mas isso é pura utopia. Não vivemos nunca em um universo onde não houvesse distinção entre o que 'tem mais' o que 'tem menos', então não é por aí que o software livre deve ser propagado.
Não é apenas uma questão de cunho unicamente econômico. É uma questão cultural, filosófica, sócio-econômica, antropológica, histórica, científica...

Software Livre é ao mesmo tempo um padrão de distribuição de 'produtos', de propagação de conhecimento e de exploração livre de tecnologia.

Precisamos apresentar isso. Precisamos ir além do que o sistema nos faz enxergar... além dos filtros que nossos professores ou colegas de curso ou trabalho possam nos querer emprestar.

Penso assim: Software Livre é melhor porque representa um modelo desenvolvimento baseado em colaboração irrestrita, onde mesmo o que não sabe, pode opinar sobre algum aspecto... Isso na grécia antiga era chamado Democracia...

[12] Comentário enviado por alefesampaio em 17/02/2011 - 22:22h

Ola cruzeirense....


Software Livre e as 4 liberdades inalienáveis!

Deixo aqui um pequeno apanhado duma entrevista dada pelo Richard Stallman a uma revista de língua Portuguesa.


-Hoje, tem bastante gente que partilha as suas ideias do software livre, mas ainda são a minoria, que acha?

-...Hoje a força colocada no desenvolvimento do software livre é superior à força de trabalho dos programadores da Microsoft. Mas nós temos menos dinheiro que eles, e quando os governos não são muito democráticos, quem tem dinheiro consegue o que quer.

-Refere-se aos fabricantes de software proprietário, que usam o Digital Rights Management (DRM)?

-Voce disse Digital Rights Management? O certo é Digital Restrictions Management, porque do ponto de vista do utilizador, são restrições! Se fala Digital Rights Management, tomas a posição de Hollywood e das editoras. Se falas em Digital Restrictions Management, estás do lado dos utilizadores.

-Como o software livre pode lidar com o DRM?

Tem que se combater completamente o DRM. Ninguem deve comprar nada com DRM. Eu recuso até presentes de produtos com DRM, porque aceitá-los é perder a liberdade. Não é aceitável que se ataque a partilha de arquivos, incluindo ficheiros de música por redes de software!

-Mas os programas P2P estão a ser fechados por serem ilegais.

-O P2P deve ser legal. O veto a estes programas deve ser proibido por lei. A cooperação deve ser legal e a DRM combatida. O Estado tem a missão de defender a liberdade dos cidadãos. Temos que pressionar o Estado para que defenda a liberdade de todos, inclusive a liberdade de partilhar. Todo o mundo deve ter direito às quatro liberdades que definem o software livre.

A liberdade de executar o programa como quiser.
A liberdade de estudar o código-fonte e mudá-lo.
A liberdade de copiar o programa e poder distribuir cópias para os outros.
A liberdade de distribuir versões modificadas quando quiseres.
Estas quatro liberdades não devem ser estranhas para o público porque os cozinheiros usam estas mesmo liberdades na partilha de receitas. E não é por acaso, porque tanto uma receita como um programa são obras de uso prático.

-Quais os riscos do software proprietário?

-Esse software proprietário é perigoso para todos porque, em primeiro lugar, tira a liberdade do utilizador e, em segundo lugar, o desenvolvedor, tendo o poder sobre os utilizadores, abusa desse poder inserindo funcionalidades maldosas nos softwares. Então usar software proprietário é acreditar cegamente nos desenvolvedores. ......."


Fonte: Linux PC Master


sobre: sua palavra
Esse é o problema. O software livre está, como você mesmo disse acima, vivendo de gratidão.
Será que era tão difícil cobrar pela licença de uso? Vamos supor, no caso do firebird. Uns R$100,00 por licença. Isso, com o volume de usuário do firebird daria uma receita boa, que seria revertida em melhorias do programa. Lembrando que R$ 100,00 é um valor irrisório visto que o firebird normalmente é instalado em empresas. O dia que determinada empresa não tiver R$ 100,00 para pagar no firebird eu não quero ter ela como cliente!

R=
Faça as conta cada empresa doando R$100,00 a empresa firebird pegando todo Dinehiro (gigilin) (cacau) resultado = Cruzeirense puto da vida porque teve um trabalho doido para mandar código para estados unidos e não recebeu nem um centavo
cara so na sua cabeça isso tem sentido o firebird tem uma comunidade gigantesca se esse software fosse pago teria que no mínimo existir 100 empresa so para catalogar os desenvolvedores para fazer parte do (gigilin) da (bufufa) "Dinheiro"
a melhor forma de gestão que temos ate hoje e modelo de software livre.


Tá me chamando de sanguessuga?

R= Não so estou mostrando que modelo software livre e bom para todo mundo.

mas principalmente para países em desenvolvimento como o Brasil, African,etc...
e por meio do software livre que empresa do brasil podem competir de igual para igual com empresa do reino unido.



Mudando até um pouco o foco do artigo. Será que o capitalismo é mesmo tão ruim assim? Lembrando que o capitalismo é que faz a pessoa que nasceu pobre ter uma chance de ser alguma coisa na vida, dependendo apenas do seu trabalho e esforço! Se alguém hoje trabalha e está sendo explorado pelo seu chefe capitalista mude de emprego! Ou que tal você mesmo abrir o seu negócio? Essa é a maravilha do capitalismo! O limite é o esforço da pessoa onde ela depende principalmente do seu esforço para conseguir o sucesso! É muito fácil cruzar os braços e ficar esperando as coisas acontecerem. E quando não acontecem é culpa do maldito capitalismo. O capitalismo não é perfeito, o problema é que não existem outros melhores...

R=

Diga isso para Sarney aqui no Maranhão onde minha empresa pobrezinha trabalho morrer e não consigo fecha um contrato, mesmo meu software sendo bom sabe porque ? porque todas as empresa são dos filho dele.

Lembrando que o capitalismo é que faz a pessoa que nasceu pobre ter uma chance de ser alguma coisa na vida, dependendo apenas do seu trabalho e esforço.

Qual e mesmo Trabalho do Sarney e dos Filho deles ? hummm já sei me Roubar Aumentar o salario dele para quase 147%
eu que vou te que pagar....

Capitalismo gera escravidão quer ver um exemplo... os Estado Unidos vendem o quer ? nada so especulação capitalismo e isso enquanto você passa fome. tem banqueiro no final da fila que não trabalha em nada não levanta cedo mais tem dinheiro enquanto quem realmente faz algumas coisa não tem nada.
subitamente usa formula do capitalismo no software livre estaremos voltando ao tempo da escravidão onde só os coronel era lei.


problema é que não existem outros melhores...

R= sim existe chamamos de zapata

http://www.applet-magic.com/zapatap.htm leia veja você mesmo.

[13] Comentário enviado por julio_hoffimann em 17/02/2011 - 23:51h

Isaque, parabéns pelo ótimo artigo!

Acredito ter a mesma cosmovisão que você. ;-) Simplesmente encaro a filosofia do software livre como algo muito maior que não apenas ter acesso ao código fonte. As pessoas deveriam ter em mente que o principal nisso tudo é ajudar o próximo e, como você mesmo disse, volta e meia aparecem egocêntricos que não dão a mínima para isso. É preciso largar essa idéia de lucro próprio, o lucro é coletivo.

Alguns podem dizer: "ah, mas é ser muito radical, não tem como abdicar do mp3, doc, ... todos usam!". Somos revolucionários, não somos todos, esse é o espírito da coisa.

Tenho colegas que até pouco usavam o formato rar para compressão de arquivos, eles não tem culpa pois não estão envolvidos em discussões esclarecedoras como esta. Não foi preciso muito para convencê-los, basta informação.

Outro exemplo que incomoda um pouco é o navegador Opera. Recentemente o blog ubuntued.info publicou um artigo mostrando o passo a passo da instalação. Me pergunto, será que temos os mesmos ideais? Como um blog de renome e de ótima qualidade incentiva o uso de um navegador de código fechado? Fiz questão de deixar meu comentário esclarecendo esse detalhe, caso os frequentadores não saibam disso. Novamente, isso não é retirar a liberdade, é corrigir a mira e enaltecer um projeto livre. O Opera e o Internet Explorer não tem a menor diferença nesse ponto de vista.

Enfim, estamos juntos nesta revolução de pensamento.

Abraço!


[14] Comentário enviado por fernandoguedes em 18/02/2011 - 09:26h

Bom, eu ia questionar os comentários mas vou deixar isso pro autor do tópico.
Mas, lhe parabenizo pelo artigo, tá excelente, e isso é algo que eu também vinha notando (inconscientemente), mas que agora, ficou mais claro. Vou tratar de mudar meus argumentos na hora de conversar com as pessoas sobre a instalação do Linux.

Pô cruzeirense, tu usa Delphi e tá chamando o Stallman de fanático? LOL.

[15] Comentário enviado por cruzeirense em 18/02/2011 - 11:39h

Oi fernandoquedes,

O delphi é bonzinho, dá pra trabalhar legal nele... o lazarus ainda não está pronto para coisas maiores.

O Stallman além de fanático é hipócrita. Ele prega que tudo tem que ser livre, tudo deve ser compartilhado. Será que ele faz o que ele fala? Ex. Se ele tem 2 carros o certo seria ele compartilhar um dos carros com quem não tem... Deveria pegar um cidadão que não tem casa e colocar para dormir dentro de casa. Na verdade a maioria das pessoas que prega estas filosofias humatárias não faz isso na prática. Me digam aí quem já deu alguma contribuição para Algum software livre? É muita falação e pouca prática. Por isso a necessidade do capital. A pessoa tem que fazer para receber.

Pra vocês não acharem que sou totalmente contrário ao software livre vou colocar aqui o link de um sisteminha que desenvolvi e que vou dispor os fontes para quem quiser.

http://triplicecoroa.spaces.live.com/blog/cns!77A7D575D416FB54!715.entry

Este é um sistema tipo Knock ports que funciona com um servidor windows. Fiz este sistema baseado num artigo postado aqui no vol, se não me engano pelo cabelo. O sistema citado no artigo faz com que determinada porta do computador seja aberta quando uma tentativa de conexão numa sequência de portas ocorrer. O sistema abre a porta e pode executar alguns comandos. No caso do artigo era para um servidor linux. O sistema por mim desenvolvido é para servidor windows. Sei que o site aqui é focado no linux mas como o assunto é software livre e o programa, a partir de agora, tem os fontes publicados para quem quiser, acho que não vai fugir muito do contexto.

A única exigência que vou fazer para dispor os fontes é que a pessoa relate se conseguiu instalar e o sistema funcionou legal. No link tem um artigo completo informando o que é e como funciona o sistema e o link para os executáveis. Quem quiser o fonte basta solicitar por e-mail.

Abraço,

Renato

[16] Comentário enviado por fernandoguedes em 18/02/2011 - 14:40h

cruzeirense,

Primeiramente, minhas opiniões: Delphi é um lixo sim, tecnologia ultrapassada e quem "programa" em Delphi não sabe nada de programação, pois, como você mesmo sabe, Delphi se programa com o MOUSE.
Em nenhum momento me referi ao Lazarus, mas, já que você falou, já procurou pesquisar quantos sistemas e quantas empresas usam esse sistema? Não?! Informe-se!

Quando eu digo que tudo deve ser livre, estou me referindo a música, artes, textos e códigos. Não seja burro, raciocine. Você gostaria de compartilhar a sua mulher?

FELIZMENTE, esse seu código não vai rodar aqui :(

Bom, de última, lhe faço uma pergunta, pra quê vir aqui e ficar "trollando" um tópico com um texto tão bem escrito.
Você está atrapalhando os comentários criando discórdia e falando besteiras.
Vá para o fórum Viva o Windows, lá você vai ser mais bem recebido, com certeza.


[17] Comentário enviado por alefesampaio em 18/02/2011 - 20:07h

Não vejo Stallman como fanático é hipócrita acho que você se exaltou nessa palavra acredito sim na filosofia de software livre assim como aconteceu no processo de escravatura..

cruzeirense me desculpa eu te falar mas você e escravo do Delphi e talvez seja isso que você esteja tentando defender.

o Delphi não e Bom e como Fernando disse Não passa de um lixo. Uma atrofia do celebro humano....
que e não passa de uma tecnologia falida.... e pode ser muito bem destronado pelo Lazarus.

[18] Comentário enviado por cruzeirense em 18/02/2011 - 20:57h

fernandoguedes,

Seu último comentário mostrou bem quem você é. Ao invés de mostrar argumentos que foi o que sempre fiz você partiu para a agressão.
Veja como você foi totalmente contraditório, falar que o delphi é lixo e o lazarus é muito bom e coisa e tal...
Amiguinho zangado, o lazarus foi criado com a intenção de ser uma cópia do delphi...

Agora, você falar que eu estou trollando o tópico? Em todos os meus comentários sempre sigo a seguinte linha:

1-Mostrar argumentos.
2-Nunca, nunca mesmo ofender os outros usuários do forum.

Repare outra coisa, em todos os meus comentários sempre falo do software livre com a minha idéia do que pode ser melhorado no mesmo. A ideia que não precisa ser de graça e deve sim ser cobrado um valor pela licença porque o desenvolvedor tem que ter seu retorno.

Sabe o pior de tudo? Quando eu comentei acima:
"Me digam aí quem já deu alguma contribuição para Algum software livre? É muita falação e pouca prática. Por isso a necessidade do capital. A pessoa tem que fazer para receber."

Eu achei que ia aparecer uma porção de gente aqui para falar: Eu ajudo com código assim, faço tradução assado, participo de uma lista tal. Dá pra ver como vocês dois realmente adotaram o espírito do software livre.

Que nada, vocês simplesmente passaram a ofender, falar que sou burro e que minha ferramenta é ultrapassada...

Como falei acima, é possível que existam ferramentas melhores para quem gosta, mas lembrem-se, a melhor ferramenta de programação é a que você domina...

Mas programo também em asp, php, conheço a fundo a linguagem sql e linguagem procedural do firebird/interbase... Fico até com medo de falar já esperando pedradas mas programo também em Visual Basic. Ah! Faço também alguns shell scripts...

Veja como o delphi é ruim, o último site que fiz:
www.casanovalocadora.com.br
Veja o link das imagens. Você vai observar que as imagens são geradas a partir de uma dll, img.dll. É um programa cgi NÃO VISUAL feito em delphi que busca imagens em um banco de dados, redimensiona, ajusta a qualidade e devolve para o usuário... E mesmo assim delphi é uma porcaria que se programa com o mouse.
Antes de questionarem se o site foi desenvolvido por mim mesmo entrem neste link aí:
http://www.casanovalocadora.com.br/scripts/img.dll/creditos

Outra coisa, observem como o sistema de pesquisa de imóveis é interessante, é uma pesquisa tipo google que você descreve o que quer e o sistema é capaz de entender e te dar os resultados... foi feito em asp, que todos falam que é uma porcaria, mas vejo portais grandes utilizarem. Ex. Receita federal.

alefesampaio,
Espero que o lazarus um dia seja bom como o delphi, mas infelizmente ainda não está. Posso afirmar isso pois já trabalhei com os dois e tentei trabalhar com o lazarus. O problema é que quando o projeto cresce um pouco começa a dar erro atrás de erro. Sem contar que o compilador é bem mais lento. Mas vamos torcer para que melhore...

Abraço a todos,

Renato

[19] Comentário enviado por isaque_alves em 18/02/2011 - 21:48h

Não precisa de tanta agressividade, moçada...

Olha, eu também não sou fã do Delphi, principalmente pelo fato de que ele representa uma cultura atrasada... Mas o Delphi tem e terá sempre seu valor intrínseco como ferramenta (Eu to digitando isso mesmo?)... É... Delphi não é software livre, e eu não o uso, mas respeito e devo respeitar quem o usar... Não recomendo, tento contornar indicando alternativas, mas é como tentar fazer católico virar crente na marra... "Eu nasci assim, me criei assim, vou sempre assim...". É como eu disse: cosmovisão.

cruzeirense, tem uma cosmovisão... eu tenho outra... Stallman tem outra... em alguns pontos podemos convergir e concordar, em outros não, mas o processo de evolução do pensamento de quem procura viver em liberdade passará sempre pela antítese, o que não é agradável... Não é bom ter seus filhos chamados de 'burros' pela professora nem pelos colegas, nem ouvir alguém chamar a sua mulher de 'baranga'... Assim, nao é legal menosprezar o trabalho de um desenvolvedor nem a ferramenta que usa... Aprendi na prática o quanto isso pode ser danoso para relações interpessoais ao falar que Delphi era uma porcaria para um professor que usava Delphi há anos e possuia uma ferramenta construída com Delphi sendo muito usada nos comércios da região.

Quanto a contribuições ao Software Livre, qualquer um, mesmo que não seja adepto do movimento pode contribuir com código ou tradução... não é bem por aí. O lance é pensar livre, viver livre, pregar a liberdade e ensinar a ser livre. Toda contribuição pode ser bem vinda, mas a agregação de mais 'pessoas livres' é muito melhor.

Agora, cruzeirense, 'cobrar licença' é um modelo falido, velho... GPL é um outro modelo de licença...

Mas se realmente deseja que o Lazarus se torne uma ferramenta melhor, você deveria usá-lo e aproveitar para contribuir se não com código, ao menos com 'bug reports', solicitações de 'features'... Quem sabe não é você a peça chave para o projeto seguir melhorando?

Dei uma olhada no seu software, procurei os fontes, mas não achei!! Pelo que vi, é um software muito bom, cara... vou até recomendar para um amigo q trabalha numa empresa que tem vários servidores linux e windows (nem tudo é perfeito).

[20] Comentário enviado por cruzeirense em 18/02/2011 - 22:23h

Então isaque,

O que quis dizer sempre é que NA MINHA OPINIÃO o modelo utilizado no software livre não é ruim, ele só não é sustentavel. Repare que todos os grandes projetos tem alguma empresa financiando. Acho que todos concordam que dinheiro é fundamental... (quem não concordar dá o seu dinheiro para mim!)
Quando que falo que deveria ser cobrada a licença de uso isso é só um exemplo. Pode existir outras formas de cobrança.
Ex. um programador pode contribuir com melhorias no software, um design pode desenhar uma interface melhor, um eletricista que não pode ajudar com desenvolvimento pode ajudar financeiramente...
Lembrando que a GPL em momento algum proibe você de cobrar pelo software.

Fazendo uma simples pesquisa no source forge você vai encontrar diversos projetos (projetos bons) que foram descotinuados por falta de verba.

Em relação ao delphi existe a nova versão "Delphi XE (2011)" que está muito show... A ferramenta é muito boa, só quem não conhece para falar que é ruim. Em relação em programar com o mouse isso só reforça a idéia de que a ferramenta é boa. Lembre-se que tudo pode ser feito via código, inclusive o desenho da interface, mas porque você perderia tempo com isso? Códigos para desenhar botões, caixas de texto, formulários, etc... são genéricos, então não tem porque você perder tempo com isso. O que é relativo a cada aplicação é que tem que ser desenvolvido, e aí é que se separa o que é útil e o o que é inútil. Imagina a situação, você trabalha para uma empresa e demora 1 ano para fazer um projeto, tendo que desenhar toda a interface através de código. Imagina se contratam um cara que "programa com o mouse" e ele faz a mesma coisa em 6 meses... o que você acha que ia acontecer?

Acho que deveria ser acrescentada aí mais uma liberdade...

"A liberdade de trabalhar e receber um valor justo pelo seu trabalho."

Agora vou ser até um pouco chato pois vou insistir num assunto que, com certeza, você discorda...

Se não fosse a briga da intel com a amd para ganhar mais dinheiro não existiriam processadores tão bons como temos hoje.

Abraços,

Renato

[21] Comentário enviado por alefesampaio em 18/02/2011 - 22:49h

cruzeirense

Primeiro quero da Parabéns pelo programa adaptado por você para ambiente windows acredito que sua mentalidade tem que mudar no tocante ao software livre

sobre minha contribuição no software livre vem de duas formas tanto com dinheiro como por ajuda novos usuários que estão entrado no mundo linux
http://multiterminal.blogspot.com/

códigos e dinheiro para projeto GCO
http://www.smileodonto.com.br/gco/?pagina=campanha_doacao.php

códigos e sugestão para
http://www.gamuza.com.br/sobre-a-empresa-gamuza/

tb..http://www.astormatica.pt/suporte

tb..http://sourceforge.net/projects/evaristo/

tb..http://www.gotham.pt/site/content/view/31/42/lang,pt/

se quiser posso passar alguns estratos dos depositos.

isso acima so para citar que software livre não estar morto como muito pensa
Agora quando você fala da liberdade as seguinte palavras " Ele prega que tudo tem que ser livre, tudo deve ser compartilhado. Será que ele faz o que ele fala? Ex. Se ele tem 2 carros o certo seria ele compartilhar um dos carros com quem não tem...

Olha observo o seguinte os código ajuda cruzerense você ja deu para software livre so falta entender valores da liberdade.
que. Tal como a vontade geral é a vontade de todos, a que sobra quando retirados os interesses particulares de cada um, e um homem só é livre se obedecer à vontade geral, que é também a sua, então se o dever é diferente do querer, e um homem só é livre fazendo o que deve, esta noção de dever padece da mesma intangibilidade da vontade geral; e abre, potencialmente, os mesmos caminhos para o colectivismo totalitário.

entenda que a evolução humana caminha para o fim da escravidão, na forma clássica percebida até então. A percepção pública é a de que a escravidão é um instituto do passado. Esta percepção é a face sutil da escravidão tal qual apresentada nos dias de hoje, nos modernos tempos globais. Hoje, agora, existem escravos atados aos grilhões de ferro, tal qual no passado. Porém a expressão maior da escravidão atual está na imposição de regras que não realizam as suas escolhas, nos casos mais agudos está na ausência total do direito de escolha acontece isso quando enaltecemos código livre

sobre carro do Stallman citado por você devemos entender que a liberdade que estamos falando são aquelas intangível

Exemplo Qual contribuição Jesus Cristo e império romano deu para Humanidade?

1º império Romano era muito grade, gracioso e muito prospero mas sua herança para as gerações foi em forma de intangível no campo do direito e qualquer civilização que preste se-baseias no jeito de roma na jurisprudência.
então posso fazer uma pergunta onde estar dinheiro de roma ? somente a liberdade intangível ficou para gerações futuras
2º Jesus Cristo era carpinteiro e não era muito riço como impérios romano mas o seu ensinamento repercute ate hoje na humanidade.

então entenda que estamos falando de conhecimento intangível quando mencionamos o software livre, carro, mulher ou qualquer coisa que podemos pegar e tangível e não se baseia nos padrões de software livre.




[22] Comentário enviado por fernandoguedes em 19/02/2011 - 11:00h

cruzeirense,

Bom, além de programar em Delphi, pelo jeito você também não conhece padrões web, descubra porquê eu acho o Delphi uma IDE lixo:
http://validator.w3.org/check?uri=http%3A%2F%2Fwww.casanovalocadora.com.br%2F&charset=%28detect+auto...

Saiba uma coisa: QUANDO UM PROGRAMA GERA O CÓDIGO AUTOMATICAMENTE PRA SUA APLICAÇÃO, CERTAMENTE, SAIRÁ UM CÓDIGO SUJO E NÃO-SEMÂNTICO.

Agora vamos as minhas contribuições:

Criei a logomarca do grupo Ubuntu Amazonas (aguardando aprovação);
Pode conhecer o Bloox CMS, fiz um fork (http://en.wikipedia.org/wiki/Fork_%28software_development%29) do BlooFox, limpei o código e acrescentei algumas funcionalidades, se quiser conhecer - e ajudar -, tá aí, disponibilizado em GPLv3;
Também já fiz traduções de pacotes do Ubuntu.

Bom, é disso o que eu falo, você está trollando, vem aqui, cospe um monte de coisa e somos obrigados a argumentar. O fato é o seguinte, eu não sou obrigado a aceitar a sua idéia e você a minha.

O que eu vejo dos Microsoft Fans é que eles querem que nós argumentemos o porquê de usar Software Livre, só que nesse caso, não é necessário, ele só tá aqui pra trollar.

[23] Comentário enviado por fernandoguedes em 19/02/2011 - 11:02h

cruzeirense,

abra sua cabeça e tente visualizar um novo modelo de mercado.

[24] Comentário enviado por cruzeirense em 20/02/2011 - 09:16h

vamos lá fernandoguedes,

"Bom, além de programar em Delphi, pelo jeito você também não conhece padrões web, descubra porquê eu acho o Delphi uma IDE lixo:
http://validator.w3.org/check?uri=http%3A%2F%2Fwww.casanovalocadora.com.br%2F&charset=%28detect+..."

O site foi feito no notepad++, apenas o aplicativo CGI foi feito no delphi. Não existe nada automático aí, foi tudo no dedão.

Quanto a seguir os padrões, o primeiro requisito para a construção desse site foi que ele funcionasse em todos os navegadores, inclusive o internet explorer 6 (não é o caso do ie6 ser bom ou ruim, o caso é que ele é muito utilizado e não podemos perder este público.) Se seguir estritamente os padrões uma quantidade significativa de usuários não poderia utilizar o site com todos os recursos. Ou você acha que deveria ser feito um site que só funcionasse em navegadores livres? Me diz aí qual o navegador é 100% livre? (Lembre-se do caso Debian X Firefox).

Acho feio você falar IDE LIXO. Será lixo mesmo? Existem diversos sistemas hoje desenvolvidos em delphi, visual basic, etc... que estão no mercado e não são lixo... O que faz da IDE ser boa ou ser ruim é o programador. Não é pelo fato de você não gostar que ela é lixo. Até entendo você não gostar dela pelo fato de ser proprietária e a licença é cara (muito cara!), mas se fosse algo ruim a empresa que eu trabalho não teria comprado.

Outra coisa, você que diz seguir a risca a ideologia do software livre, da uma olhada aí no seu ubuntu, veja se os repositórios non-free e contrib não estão ativados, outra coisa, cuidado ao usar o firefox, a logomarca é registrada, você não é livre pra sair mudando, e a tal questão dos firmwares?

Confira aí se sua distro está na lista:

http://www.gnu.org/distros/free-distros.html

Estas são as distros consideradas 100% livres. A sua não está na lista? Que feio! Você é muito malvado! Não segue a ideologia SL. Veja que a maioria das grandes distros não é 100% livre, e como seu ponto de vista é extremo você não pode usar nenhuma delas!
Eu particularmente acho isso é muito mesquinho. Só por conta de um firmware ou de um codec, que em 99% dos casos o usuário nem sabe pra que serve ou que existe, ele não vai poder utilizar uma boa distro linux. Outra coisa também, se apenas as distros 100% livres estivessem disponíveis o número de usuários seriam muito menor, bem abaixo dos 1% estimados hoje (lembrando que 1% não é tão pouco quanto parece pelo volume de usuários de computador que existe hoje. 100% de pouco é pouco 1% de muito é muito).

Para com essa mania de ficar falando que estou trollando, estou aqui apenas dando minha opinião da mesma forma que você, a diferença é que eu não fico te ofendendo e nem desmerecendo suas ferramentas e trabalho.

alefesampaio,

Continuo na minha opinião, não disse que o software livre é ruim em nenhum momento, apenas que o modelo utilizado é insustentável porque não existe um lado financeiro que mantenha os programadores desenvolvendo felizes. Faça uma pesquisa rápida no source forge e verifique a quantidade enorme de bons projetos que estão abandonados. Sempre vai chegar uma hora que o desenvolvedor vai ter que escolher entre programar para ganhar dinheiro e pagar as contas ou programar pelo bem da humanidade. Exemplos disso é o que não faltam! Lembram do Kurumin? Era uma distro muito boa e muito utilizada aqui no brasil. Porque ela não existem mais? O Morimoto não tinha mais tempo para se dedicar a ela. Ele tem que ganhar a vida também.

Dê uma lida no artigo abaixo:
http://www.ubuntucampinas.org/?p=320

Não foi escrito por mim mas é bem próximo do que estou tentando colocar aqui.

Eu não estou entendo porque de tanta agressividade e o porque das coisas virarem pessoais.

O meu primeiro comentário foi resumido nisso:

"Você não pode mudar as pessoas para se adaptarem ao sistema! Tem que acontecer o contrário!"
"Se você esperar o mundo deixar de ser capitalista para o software livre pegar de verdade acho que vai demorar muito tempo!"

E o segundo nisso:
Para o software livre alavancar falta uma visão capitalista, que aplicaria na prática a ideia de que Software Livre não é Software Gratuito!"

O que tem de mau nisso? Primeiro falei o que acho que está errado. Querer mudar um usuário para se adaptar ao sistema. Segundo dei a minha sugestão para mudar isso, garantindo uma forma de receita ao desenvolvedor para continuar a manutenção do software.

Lembrando que a maioria das licenças Open Source não impede de cobrar pelo software que é feito! Você inclusive pode sair aí queimando cds do ubuntu e VENDENDO! Isso mesmo, de acordo com a licença não tem nada errado nisso. Mas será que seria justo com quem desenvolve?

Abraço a todos e bom domingo!

Renato

[25] Comentário enviado por isaque_alves em 20/02/2011 - 09:59h

Olha, cruzeirense, você disse:

"Para o software livre alavancar falta uma visão capitalista, que aplicaria na prática a ideia de que Software Livre não é Software Gratuito!"

Mas na verdade não é exatamente assim não... A 'comunidade' te dá direito de fazer o que quiser com o software livre, desde que ***O código fonte seja distribuído juntamente***.

Mas isso não é ser exatamente capitalista. Vender/trocar não são práticas capitalistas, são mercantilistas, surgiram muito antes do fenômeno sócio-econômico capitalista.

O homem, como ser social, sempre será dado a negociações, sempre tenderá a realizar vendas ou trocas. Na verdade o que é uma venda? É uma troca onde o objeto 'variável' foi substituído por uma 'constante' chamada dinheiro ou moeda, que possuiria valor intrínseco.

Eu continuo repetindo: o problema não é com o capitalismo '''exatamente''', mas com a *cosmovisão* abraçada pelas pessoas... Você deverá examinar as coisas com maior profundidade para perceber que os verdadeiros 'amantes' do software livre desenvolvem de graça mesmo, e podem até pedir doação, mas deixam as pessoas livres para doar ou não... diferente de vender. O lance é começar por onde podemos... É ajudar projetos pequenos como o Terminator , ou grandes como o Lazarus e o Gnome, doando tempo, recursos e fazendo valer o princípio que nos torna realmente humanos e que por meio da cosmovisão imposta pelo capitalismo temos esquecido:

Nenhum ser humano será feliz sozinho ou vivendo como se não dependesse dos outros. Todo ser humano é um ser que precisa relacionar-se com outras pessoas, produzindo e usufruindo do produto do trabalho de outros...
É assim que devemos pensar.

No próximo passo, ao ver algum projeto de SL precisando de apoio financeiro, doe!!

[EDITADO]

Só pra finalizar meu pensamento:
Existem softwares proprietários muito bons, desenvolvidos ao longo do tempo e que tradicionalmente já conquistaram a confiança das pessoas, como é o caso do Delphi (Object Pascal IDE) e o Oracle(com todas as suas ferramentas). Postgre SQL, Mysql, Lazarus, são Softwares Livres que poderiam ser citados como 'alternativas' mais ainda tem uma estrada meio longa a seguir, e parece que a cada nova implementação, o proprietário avança dois passos, porém diante da evolução dos proprietários, só posso dizer uma coisa: o modelo colaborativo do Software Livre é bem mais proveitoso, e muitos recursos bem trabalhados, como o suporte a objetos do Postgre são muito bem trabalhados, chegam até a ser dignos de ser copiados e NÃO REFERENCIADOS pelos proprietários. Java é outra história.
Ainda não aprendemos a valorizar isso como um todo. Muitos ainda usam linux como 'por esporte'... Usar software livre para mim não é mais apenas uma opção. Existem mesmo alguns fatores como ausência de especificação de hardware que me impedem de usar apenas software livre, primeiro porque mesmo tendo desejo, ainda não sei como fazer para desenvolver meus próprios drivers, então uso o que existir, e claro, o que mais se aproximar do modelo livre. O que posso dizer é que não é abraçando a mesma visão que conduziu o software proprietário ao topo que iremos alcançar sucesso.
O caminho é inverso assim como a natureza das filosofias embasadoras são divergentes. Não é uma questão de ser xiita, mas sim de ser consistente.

Liberdade e usufruto a todos!! Não adianta ter liberdade sem poder dela usufruir!!

[26] Comentário enviado por cruzeirense em 20/02/2011 - 12:59h

Prezado Isac,

Vou encerrar meus comentários aqui lhe parabenizando, não só pelo artigo, que está muito bem escrito, mas também pela paciência e educação nos comentários. Não é pelo fato de nós não concordarmos 100% no assunto que vamos criar inimizades e ficar trocando ofensas. Acho que isso até fugiria do espírito do software livre que você provou aqui que realmente segue.

Vou tentar seguir sua visão conforme dito aí no último comentário:

"uso o que existir, e claro, o que mais se aproximar do modelo livre."

Acho que seguir 100%, pelo menos agora para mim não é possível, mas vamos tentar...

Abraço,

Renato

[27] Comentário enviado por albfneto em 21/02/2011 - 15:40h

Muito bom artigo! 10 e favoritado.
lembro aos leitores que muita coisa existe em software livre.
por exemplo, uma tecnologia de mensageiro instantâneo, não proprietária, chama-se Jabber
na Europa se usa muito.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts