Linux Hoje

Como está o Linux Hoje?

[ Hits: 7.953 ]

Por: Perfil removido em 05/05/2011


Linux Hoje



Bem, iniciando a propaganda, onde o abusivo pinguim toma conta do pedaço. Software livre é uma tendência no mercado de TI. Hoje software livre está sendo incorporado por inúmeras empresas de hardware, que estão dispostas a homologar seus drivers para o simpático e robusto pinguim.

Sem dúvida as mais brilhantes ideias surgidas no esboço dos sistemas operacionais são de idealizações livres, “Open Source”. Empresas privadas investem muito dinheiro em soluções livres para a solução dos problemas de seus sistemas privados. Porém, não chegam a pronunciar isso, para não dar um tiro em seu próprio pé.

Em vista que empresas bem estruturadas como a Canonical, a qual é responsável pelo projeto do Ubuntu, é uma das que fazem repercussão do Linux em massividade extraordinária. Disposta a distribuir aos quatro cantos do mundo a solução do seu Sistema Operacional. Grande efeito disso é a distribuição de CD do Ubuntu gratuitamente, sem frete e nem mais delongas para qualquer lugar do mundo, é só encomendar que eles mandam para você.

Grandes projetos GNU/Linux como Slackware e o Debian, deram grandes frutos. Essas duas distribuições são uma das maiores fontes de informações Linux, tendo em vista que a maioria das outras distribuições são derivadas delas.

Obviamente o panorama Linux é grandioso, e o temos nos ambientes mais importantes da tecnologia. Onde podemos sitar a NASA, que utiliza o pinguim juntamente com UNIX e outros operativos para reger seus supercomputadores.

A popularização do Linux vem crescendo, e com isso ele começará a ser de uso doméstico e popular, custo zero, e vírus não muito preocupantes, são suas qualidades mais atraentes para os usuários que estão cansados de formatação, perca de dados, e páginas web que ficam abrindo automaticamente.

Mas isso a longo prazo, ou curto prazo, já que estamos falando de tecnologia, tornará nosso amigo gelado vulnerável a novas pragas virtuais que irão surgir. De certa forma ele será alvo com certeza, assim como tem sido já há muito tempo. Ou você pensava que o Linux não é vitima de inúmeros ataques por dia? Não se esqueça que ele é um sistema utilizado em servidores. Então a probabilidade de ataque em uma maquina Linux é bem significativa, porém a segurança e integridade do sistema se torna uma das maiores proteções que o mesmo poderia ter.

Tendo em vista que grande parte dos responsáveis por administrar sistemas Linux, são usuários avançados, a possibilidade de deixar brechas na segurança torna-se mais escassa. Ainda tomamos por base que em grandes empresas com servidores Linux possuem uma equipe técnica formada por várias pessoas, tornando a manutenção e avaliação do sistema mais constante.

A maior parte dos problemas de segurança no Linux é originada pela configuração mal feita. Quando uma máquina Linux é posta como máquina servidora de algum serviço, ela se torna mais vulnerável por possuir pacotes de terceiros, dos quais não foram originalmente configurados quando concluído o projeto do sistema. Isso ocorre porque os pacotes suportados nem sempre são os mais recomendados.

Quando utilizado um serviço WEB, por exemplo, o Apache, a configuração fica a critério do administrador do sistema, mas quando partimos para a parte de programação das paginas que serão hospedadas, temos um problema de segurança muito complicado de administrar. Injeção de comando SQL, scripts. Bem, assim se torna complexo a administração do sistema Linux, por isso a necessidade de um grupo de técnicos para analisar as configurações e serviços.

Isso não só ocorre em servidores Linux, obviamente, em qualquer servidor teremos esse tipo de problema. Ainda que, em servidores Linux, por natureza, já venha precavido de falhas de configuração, assim como permissões específicas, para apenas o usuário administrador da maquina.

Logo que a robustez e segurança do Linux se tornou uma das suas características mais marcantes, ele vem a ter mais empecilhos para a liberdade do usuário doméstico. Só esperamos que a maior utilização do sistema por essa classe não o torne menos seguro, dando ao usuário total liberdade sobre o sistema com uma conta comum de grupo “users” ( grupo com pouco privilégio), possibilidades de fazer alterações drásticas no sistema.

Lembrando que nas versões do Ubuntu, o usuário criado já na instalação do sistema tem poderes de mais do meu ponto de vista. Por outro lado o usuário root, vem por baixo dos panos por padrão.

A expectativa é que o Linux cresça e prospere. E os usuários estarão lá para festejar, já que para muitos, Linux passa de um sistema, é uma filosofia, uma causa, uma tribo e um amigo.
   

Páginas do artigo
   1. Linux Hoje
Outros artigos deste autor

Kshutdown e suas funções

Como se comunicar com outros usuários da rede

O jeito fácil e o jeito difícil de inserir paginação no Open/LibreOffice

Instalando o kernel 2.6.13 pré-compilado no Slackware 10.2

Apollon no Conectiva Linux 10

Leitura recomendada

Lobos em peles de cordeiros

Cego guiando cego

Maddog Hall - Estrela do maior evento de Telecomunicações do Brasil

Diferenças postas à mesa

Linux no Rio Grande do Sul

  
Comentários
[1] Comentário enviado por eduardoweiland em 05/05/2011 - 11:02h

Linux é o futuro, com certeza. Enquanto que há poucos anos (eu ainda não utilizava Linux :( mas havia lido sobre ele) praticamente nenhum vírus atingia o sistema - porque ninguém "inventava" um vírus para Linux - hoje os ataques são mais constantes e devem crescer. Mas é isso aí, qualquer sistema é seguro desde que bem configurado!

[2] Comentário enviado por nicolo em 05/05/2011 - 12:03h

Rodrigoscheffer escreveru: "Bem, iniciando a propaganda, onde o abusivo pinguim toma conta do pedaço. Software livre é uma tendência no mercado de TI. "

Nem tanto, nem tanto. POde ser que num futuro mais distante isso ocorra, mas no momento o software comercial vem dando as cartas tanto na fatia do mercado como nas fatia dos novos lançamentos. Os tablets, que prometem ser a coqueluche dos gadgets, com software embutido estão bombando com software comercial.
O software livre é mais um potencial, para tendência precisará conquistar ainda muitos corações e mentes.
Abraços.

[3] Comentário enviado por cruzeirense em 05/05/2011 - 13:09h

Interessante artigo...

"A maior parte dos problemas de segurança no Linux é originada pela configuração mal feita."
Isso na verdade acontece com qualquer sistema operacional.

"Tendo em vista que grande parte dos responsáveis por administrar sistemas Linux, são usuários avançados, a possibilidade de deixar brechas na segurança torna-se mais escassa."
Isso é fato.

"A expectativa é que o Linux cresça e prospere. E os usuários estarão lá para festejar, já que para muitos, Linux passa de um sistema, é uma filosofia, uma causa, uma tribo e um amigo."
Acho que tem que ser também uma opção comercial, uma coisa que gere uma boa receita para desenvolvedores, técnicos de suporte, etc...

No mais, vamos esperar o futuro, apesar de, na minha opinião, o futuro já chegou...

Abraço,

Renato

[4] Comentário enviado por raulgrangeiro em 05/05/2011 - 17:38h

Amigo, concordo com você. Mas olha uma coisa, se o Ubuntu não deixasse um usuário comum com bastantes permissões, eu, quando comecei a usá-lo, iria penar sem conseguir fazer nada até que alguém me dissesse o que fazer. O que seria difícil, pois aqui onde moro não tem quase ninguém que usa Linux, ou seja, o Ubuntu está abrindo portas para lugares onde ninguém usa Linux começar a usar. Mas concordo com você na questão da segurança, porque o que me faz usar e gostar do sistema é justamente isso: poder navegar na internet, ouvir minha músicas, fazer trabalhos, e tudo isso sem me preocupar com vírus, e nem ter que pagar por licenças absurdamente caras pra antivírus.

Linux é o futuro!

Até mais amigo!

Deus te abençõe!

[5] Comentário enviado por dbahiaz em 06/05/2011 - 05:06h

á muito tempo deixou de ser sistema pra Geek, hj em dia muiita gente usar Linux sem saber, agente fala muito sobre o dominio d0 Winddows Xp PE em desktop e esqiuece que o Linux está muito além do seu desktop, isto é fato! Um exemplo é o Androide, que é o mais usado em smatfone, ultrapassando o sistema da Maçã. E isso é só o começo!


[6] Comentário enviado por pinduvoz em 06/05/2011 - 22:49h

Linux é mais do que um simples SO.

Linux hoje é, antes de tudo, um projeto capaz de unir milhares de pessoas em busca de um ideal comum: criar algo que seja capaz de suprir as necessidades computacionais de todos que se dispuserem a usá-lo e que seja o melhor possível.

Eu posso usar Linux porque eu gosto (muitos usam apenas por isso), porque eu preciso (inclusão digital, pois ele é livre e eu não preciso pagar), mas a ideia principal é que eu o use porque ele é a melhor solução computacional disponível.

E ele foi a melhor solução para os netbooks, mas foi "abafado" pela concorrência desleal com o atrasado Windows XP, assim como agora ele é a melhor solução para os tablets, através do Android. Resta saber se o "abafamento" ocorrerá mais uma vez e de que lado ele virá (Apple/iOS ou algum novo tipo de Windows), sendo a minha aposta, no momento, na prevalência da gigantesca empresa que está por trás dessa nova chance do Linux (Google).


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts