Particionamento de disco com o openSUSE

Nesse artigo mostrarei alguns passos básicos para o particionamento de disco usando o openSUSE.

[ Hits: 39.634 ]

Por: Fábio Farias em 22/09/2010


Com Windows instalado e criando uma configuração personalizada



Vejamos agora o segundo caso, onde o usuário pretende configurar manualmente o esquema de particionamento. Na tela do particionador, com a sugestão indicada por ele, clique em Criar configuração da partição.
Selecione a opção Particionamento personalizado (para usuários avançados).
Veja que na tela abaixo, selecionamos do lado direito, discos rígidos e depois sda (se houvesse mais de um HD, eles seriam listados sda, sdb, sdc.. ; HDs IDE são listados como hda, hdb, hdc...). Do lado direito aparece o mapa do HD, com a única partição criada (em azul escuro) e com o Windows instalado.
Na parte de baixo da janela, clique no botão Redimensionar. Na pequena janela que se abre informe o tamanho da partição que você quer deixar para o Windows. Em nosso caso vamos deixar 7 GB. Informe portanto 7 GB na caixa Tamanho personalizado. Veja que há um espaço entre o 7 e o GB. É dessa forma que a informação deve ser inserida. Clique em Ok para aceitar.
Veja que agora aparece um espaço denominado Espaço não particionado É nesse espaço que vamos criar as três partições para o openSUSE.
Veja que, não é necessário criar as três partições. Duas apenas são necessárias: a partição raiz (/) que abriga todos os arquivos e a partição swap, para ser usada como memória em caso de necessidade e como local de salvamento de informações quando o usuário coloca o sistema em hibernação. Veja que a /home se localiza dentro da partição /.

O fato de se colocar em uma partição separada é para que os arquivos pessoais fiquem isolados do sistema operacional. Isso traz muito mais segurança para o usuário. E é desta forma que vamos proceder, criando três partições. Para criá-las, clique no primeiro botão à esquerda na parte de baixo da janela, o botão Adicionar. Selecione a opção partição primária. Clique em próximo.
Em tamanho personalizado, selecione o tamanho da partição raiz (/). Em nosso caso, separamos 4 GB para esta partição.
Clique em próximo. Em opções de formatação selecione o sistema de arquivos Ext4. É o sistema de arquivos mais indicado aos usuários domésticos e em Opções de montagem, selecione o ponto de montagem raiz (/), como mostra a a imagem abaixo. Clique em Concluir.
Veja que agora já temos duas partições. Uma de 7 GB para o Windows e uma de 4 GB para o openSUSE. Temos ainda um outro espaço de 7 GB que está livres. Repita os passos acima para agora a adicionar a partição swap e a partição home. Veja nas imagens abaixo, como ficam essas opções. As outras duas nesse caso também podem ser adicionadas como partições primárias.

Swap

Veja que nesse caso o tamanho é expressado em megabytes - MB), pois a partição tem menos de 1 GB de tamanho. Se fosse em gigabytes, basta trocar o M pelo G.
No sistema de arquivos selecionamos swap e automaticamente a montagem também seleciona swap. Esse é um detalhe importante, pois senão a partição não será usada como swap. Clique em Concluir para finalizar.

Depois de criada a swap, temos o mapa do HD dessa forma.

/home

Repita os procedimentos para adicionar uma partição, aceite o tamanho indicado (pois foi o que sobrou do HD para essa partição e como não será criada mais nenhuma podemos ficar com a sugestão indicada como mostra as imagens abaixo) indique o sistema de arquivos como Ext4 e ponto de montagem /home. Clique em concluir para finalizar a configuração desta partição.
Confira na imagem acima como ficou as opções da partição /home.

O mapa do HD, após as configurações manuais fica assim.
Agora basta clicar em Aceitar. O particionador volta para a tela inicial dele e apresenta o novo resumo das configurações. Confira as imagens abaixo.
No detalhe, as partições.
Clicando em próximo, o instalador avança para a tela onde o usuário escolhe seu nome de usuário e senha.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Com Windows instalado e uma única partição no HD
   3. Com Windows instalado e criando uma configuração personalizada
   4. Com Windows e esvaziando uma partição existente
Outros artigos deste autor

openSUSE Evergreen

Alternativas ao Flash Player no openSUSE

openSUSE 11.3 (parte 2)

Particionamento de disco (HD)

Convertendo Sistemas de Arquivos

Leitura recomendada

Distribuições Linux

Ubuntu: desvendando o "fantasma" das instalações de programas

Utilizando o Xterm

Necessidade do profissional de informática

Problemas "bobos" que tive com Sabayon e como resolvê-los

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 22/09/2010 - 17:18h

O particionamento requer atenção. O usuário deve ler artigos/tutoriais/tópicos e informar-se ante de qualquer atitude.
Encontrar um formato adequado, gráfico e tão fácil quanto esse particionador do openSUSE foi uma surpresa para mim.
Talvez seja o particionador mais fácil que existe referindo aos que já acompanham as distribuições, até sugestões o SUSE oferece.

Mais um artigo bem explicado e à altura de qualquer usuário.
Muito bom Fábio!



[2] Comentário enviado por Fabio_Farias em 22/09/2010 - 20:20h

Olá meu bom e velho amigo IzaíasCF
Obrigado mais uma vez pela gentileza de suas palavras. Como sempre digo, são um incentivo.
Com esse eu encerro a parte de artigos sobre o openSUSE 11.3. Agora é se concentrar para o 11.4.
Espero que o material disponibilizado possa ser útil a alguém.
Grande abraço amigo.

_____________
E obrigado mesmo pela ajuda que me deu.
Abraços!

[3] Comentário enviado por albfneto em 30/09/2010 - 08:41h

puxa, artigo legal, porque o particionamento com o opensuse, em quem tem máquina multiplo boot, requer mesmo atenção, porque ele tem opções de mudar ou não o Grub, de transferir o grub de lugar, etc...

tem que prestar bastante atencão, também porque se vc aceita direto uma das sugestões SUSE e tem multiplo boot, ele sempre sugere apagar uma das partições linux.

Sua série de artigos com o OpenSUSE está ótima, fantástica, merece Parabéns!

OpenSUSE é muito bom,Linux rápido,bonito e muito eficiente.

[4] Comentário enviado por Fabio_Farias em 30/09/2010 - 09:54h

Olá albfneto
Obrigado pelo comentário. Como sempre digo, são motivadores para continuarmos colaborando mesmo com o pouco que sei.
De fato o particionador do openSUSE oferece muitas possibilidades de configuração. Por ser um particionador "um pouco diferente" da maioria resolvi disponibilizar um pequeno material sobre esse assunto.
Obrigado mais uma vez!
Abraços!

[5] Comentário enviado por anafrei em 18/02/2011 - 13:14h

Fábio, quero te dar os parabéns pelo seu artigo. Tive um problema com o PC, que não arracava de jeito nenhum. Sempre tinha uma mensagem de erro dizendo que a biblioteca do windwos estava corrompida. Tentei reinstalar o Suse, estava dando mensagem de erro. Tive que instalar drivers que foram perdidos, como o Barramento SM, Som; Grub,...
Por caso estava fazendo a pesquisa no Google e vi seu artigo. Segui todas as suas recomendações, me arrisquei na área dos usuários avançados e me surpreendi que deu certo!
Consegui reisntalar o Suse novamente no Pc!
Saiba que pra mim foi muito útil! Me ajudou muito! Embora tive uma trabalheira para consertar o Windows, mas tive Êxito!
Valeu Amigo! Deus te ilumine À cada dia para escrever ótimos artigos!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts