Linux: For Human Beings?

Neste artigo, que serve também como desabafo e mudança de mentalidade, será abordada a questão das intensas "brigas" para fazer funcionar tudo corretamente da maneira mais confortável possível.

[ Hits: 12.138 ]

Por: Perfil removido em 31/07/2007


Estamos esmurrando ponta de facas?



O sistema Linux é, sem dúvida, um dos melhores sistemas operacionais que existe, porém existem alguns paradigmas que devem ser esclarecidos e resolvidos.

Você já passou seu fim de semana inteiro tentando fazer funcionar algo no seu Linux?

Porque tem MUITA gente vestindo camisas diferentes?
  • Slackware
  • Debian
  • Fedora
  • Kurumin
  • Ubuntu
  • Mandriva

Qual a melhor? Qual é mais legal?

Se analisarmos bem, devemos nos perguntar: qual dá mais trabalho? Partindo do pressuposto que todas as distribuições tem condições de fazer as mesmas coisas. Será que é tão precioso para o ser humano bater no peito e falar: "EU FIZ NA MÃO"?

Nós queremos o Linux pra que? Para sermos livres, não é? Ou é para dizer: Eu consigo usar e você não? Ou para se julgar mais inteligente?

Existem coisas que funcionam com um e com o outro não, usando o mesmo processo, por quê? Não estou falando do Linux, estou falando de como é explicado, de como é testado o processo para publicar um artigo. Será que foi testado? Em lugares diferentes? Existem "artigos" que não são plenamente confiáveis, não demonstram aquela confiança, não funcionam.

Existem processos que funcionam com todos, aí sim! Existem artigos que vemos que é BEM TRABALHADO, BEM FEITO, com vontade de ajudar!

Por que muita gente aqui não aceita o Windows de jeito nenhum? Qual o fundamento? Por que tem gente que não aceita Ubuntu, Kurumin, e outras distribuições voltadas para os usuários domésticos de jeito nenhum?

Será que eu colocar um dual-boot com Windows não me deixa mais livre do que perder horas configurando um wine para jogar gunbound?

Eu quero chegar no seguinte objetivo, se nós temos, por exemplo, uma distribuição como Ubuntu que é funcional, amigável, tanto para home, quanto para server, porque insistirmos no mais difícil?

Se já tem o jogo lá pra Windows que funciona legal no Windows e dá um trabalho desgraçado pra funcionar no Linux, por que insistimos em compilar, compilar e compilar? Será que tem gente querendo que seja difícil para fechar o mercado? Ou para preencher o ego? Ou para defender a questão, se eu aprender o mais difícil, eu aprendo de tudo? (aqui eu concordo)

Se tem um método mais fácil de fazer algo, por que inventamos "geringonças"? Se existe por exemplo um "apt-get install", por que insistimos no:

./configure
make
make install


Para instalar algo que é doméstico?

Um dia desses eu ouvi uma pérola de um amigo:

"Se for pra usar, eu uso o Debian, não vou usar uma dessas derivadinhas, se não continuo com meu Slack".

Até aonde vai o fanatismo?

Vai virar religião?

Se você é um desenvolvedor, um profissional da área de informática, até entendo. Agora, você querer compilar e recompilar dependências para instalar algo banal e depois vir colocar no VOL dizendo que é para ajudar, eu não entendo, se você quer mesmo ajudar, porque não mostra o que é mais simples?

Porque muitas perguntas aqui mesmo no VOL são respondidas com "patadas" do tipo:

"Vai no Google!?"

Bem, acredito que este artigo possa ajudar, ainda que a longo prazo, afinal, mudarmos nosso método de operar um sistema, ainda que o sistema seja nossa mente, seja qual for, só pode acarretar em melhorias para a comunidade.

OBS.: A maioria desse artigo é baseado em perguntas, espero que as respostas estejam nos comentários, não vamos responder com uma posição de torcedor de futebol, vamos nos auto-analisar, e pensar, que algumas mudanças podem fazer bem para nós mesmos, e não quero criticar ninguém, apenas entender o que acontece com algumas pessoas.

   

Páginas do artigo
   1. Estamos esmurrando ponta de facas?
Outros artigos deste autor

Desknotes e Walkpcs

Repositórios, pacotes, o que são?

Introdução à ponteiros em C

PuTTY - Release 0.66 - Parte III

Acessando partições NTFS no Linux

Leitura recomendada

Cultura Hacker - Tenha ética e ganharás respeito

Liberte seus documentos

HOWTO: Como se tornar moderador do Viva o Linux

Hurd - O kernel da GNU

Mozilla Firefox é coisa do tinhoso?! Mito, verdade ou apenas um easter egg proposital?

  
Comentários
[1] Comentário enviado por marlovi em 31/07/2007 - 08:52h

?comentario= Kara descordo com seu artigo, tipo as pessoas tem que saber procurar mais as coisas tipo
como que soma 1 + 1 = ?
esse tipo de pergunta é phoda, e também quanto a questão de mostrarem coisas faceis no vol não faz niguem evoluir
vou usar um exemplo usando musica, um guitarrista vai ficar super bom estudando KLB ?
e por ai vai
se vc quer aprofundar no mundo linux tem que estudar, não apenas dar next next next
se quiser isso simplesmente, usa o windows que faz isso que vc esta querendo fazer
t+

[2] Comentário enviado por razgriz em 31/07/2007 - 09:07h

Isto é um "artigo" ou uma babaquice incrivelmente desnecessária?

[3] Comentário enviado por davidsonbhz em 31/07/2007 - 09:08h

Apesar de usar slackware e nao trocar por nenhuma outra distro, entendo nosso amigo rodrigo. So que o problema nao eh as coisas serem mais dificeis de se fazer no linux, embora considero o linux mais simples do que o windows.
O problema eh que ainda nao existe uma visao consolidada de mercado para linux, o desenvolvedor do gunbound, do need ou do fear, por exemplo ainda nao ve motivos comerciais para escrever seu jogo para linux. E convenhamos que o desenvolvedor ja tem que investir milhoes para fazer o jogo funcionar em windows e sabe que vai perder mais alguns milhoes por conta da pirataria...
Minha visao eh de existe um lugar para cada coisa. No meu caso por exemplo: todo meu trabalho eh feito 100% em linux; so que quando estou afim de relaxar, dou um boot no windows (dual boot) e vou jogar.
Acho o questionamento valido, mas o linux eh isso ai. Acho bacana compilar nao porque me considero mais sabido do que os outros, mas porque compilar te da mais flexibilidade na instalacao e te faz conhecer um pouco melhor aquilo q vc esta fazendo. O windows eh a bagunca que eh tambem por causa disso... vc instala um programa mas nunca sabe o que esse programa esta fazendo no seu sistema: ele enche o registro de chaves bizarras e espalha dlls por todo canto.
Creio que o futuro do linux esta justamente nas opcoes... opcoes de distribuicao para servidores, workstations, clusters, etc....
Espero ter esclarecido!

[4] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 09:09h

Quanto mais facilidades, menor será o aprendizado!
Só que isso vai de onde o usuário quer chegar!

Abraços!

[5] Comentário enviado por evilrick em 31/07/2007 - 09:20h

A escolha vai de cada um.
Quem gosta de facilidade, como eu, vai de derivadas do Debian ou de algum da família RPM; quem curte um "trabalho braçal" vai de Slackware, Debian, Gentoo, etc...
Não há dúvidas que a dificuldade ensina. Mas nem todos a querem. Distros como Kurumin, Ubuntu, Suse, Mandriva têm seu foco em facilidade para o usuário final. Se o cara vai aprender alguma coisa vai depender única e exclusivamente dele (mesmo pq muitas vezes ele só quer o pc funcionando e ponto final).
A dificuldade com certeza tem suas vantagens tb. Dificilmente um Suse (com todas as suas facilidades) rodará tão leve quanto um Slackware, um Debian ou um Gentoo. O preço para tanta performance é conhecimento adquirido através de muito esforço.
Não sou anti-windows como o pessoal (embora eu goste de zoar um pouco) O problema dele é o fato de não se poder customizá-lo com facilidade e sua baixa segurança (qdo comparado aos unixes da vida).

[6] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 09:29h

Parabéns pelo seu artigo, um dos mais equilibrados que tenho lido nos últimos tempos sobre Linux, s/ partido disso ou daquilo.

[7] Comentário enviado por chuckzor em 31/07/2007 - 09:41h

sinceramente, achei teu artigo terrivel :p
"Se já tem o jogo lá pra Windows que funciona legal no Windows e dá um trabalho desgraçado pra funcionar no Linux, por que insistimos em compilar, compilar e compilar? Será que tem gente querendo que seja difícil para fechar o mercado? Ou para preencher o ego? Ou para defender a questão, se eu aprender o mais difícil, eu aprendo de tudo?"

será pelo simples fatos que somos usuarios linux e queremos mostrar o quanto nosso sistema operacional tem capacidade de superar qualquer outro?

que artiguinho hein . . .

[8] Comentário enviado por hlegius em 31/07/2007 - 09:43h

Bom, antes de mais nada é preciso perguntar a si mesmo:

Porque quero usar Linux ?
Se for para uso no dia a dia, como ler emails, falar nos IM's e navegar, use algo simples como Kurumin ou Ubuntu mesmo.
Porém, creio que a maioria use para mexer, conhecer, programar e coisas desse tipo, então, é preciso conhecer sim o que tá fazendo. Você não irá instalar num servidor um Ubuntu. Você irá querer algo mais seco para construir de acordo com a necessidade, não é mesmo ?
O que acaba acontecendo é que por causa disso, as pessoas adotam a distro que usa nos servidores dos clientes, como distro desktop até para conhecê-la melhor e ficar por dentro do assunto sobre a distro.

Eu mesmo faço isso. Tenho servidores com ArchLinux e uso o mesmo Arch como desktop pois é mais familiar ele para mim, entende ?

[9] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 09:43h

Tinha certeza que iria causar divergências...

Vamos lá pessoal, quero ver opiniões, todas, todas são válidas...

[10] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 10:04h

http://www.link.estadao.com.br/index.cfm?id_conteudo=10764

Vejam esta matéria... só pra entender um pouco da minha idéia.

[11] Comentário enviado por elgio em 31/07/2007 - 10:07h

Costumo, por vezes, fazer a seguinte analogia:

Windows: é uma babá. Ele te pega pela mão, decide qual é a hora de ir pra cama, etc.

Linux: é um mordomo. Faz absolutamente tudo que tu mandar, desde que você saiba dar ordens.

Tem muita jente por ai que precisa mesmo é de uma babá e que sejam felizes com ela.

Acredito que a minha tia que usa o computador apenas para armazenar precariamente suas receitas culinárias, devem ficar com o Windows mesmo. Seria um desperdício por o Linux lá, até um insulto!
Jamais vi Linux X Windows como uma gerra entre o bem e o mal e sempre destaque a LIBERDADE do Linux (completamente diferente de CUSTO, muitos confundem) como incentivo. No windows tu estás limitado aos cliques do mouse que o tio Bil implementou pra você. No Linux você está limitado apenas e tão somente a tua criatividade e ao teu conhecimento. Ele te dá PODER, mas poder por vezes é algo desastroso em mãos não habilidosas.

Isto não basta?
Pra mim sempre bastou.

[12] Comentário enviado por tjpp em 31/07/2007 - 10:30h

Caro Rodrigo,

acho que você ainda não entendeu nada de como funciona o esquema do software livre. A escolha é o fator mais importante. Vou te passar outras perguntas, veja só
- por que alguns usam KDE ? (eu uso GNOME)
- por que alguns usam Emacs (eu uso Vi)
- por que alguns usam Totem ? (eu uso mplayer)
- por que alguns compilam ? (porque compilando posso ter opções que o empacotador do Ubuntu acha que eu não deveria usar).
- se tem um programa que roda legal no Linux, por que no Windows eu tenho que instalar o CygWin, compilar, etc. ?
- por que eu quero algo amigável, se isto custa eficiência ?
- Por que respondem "vai no Google" ? (Porque esqueceram o RTFM - read the f*cking manual")
- Por que eu devo usar Ubuntu, se eu tenho um cluster de alphas ?

As pessoas tem necessidades diferentes (eu só jogo frets on fire e programo em C, a maior parte do tempo, sou um desenvolvedor). O Sistema Operacional tem que oferecer facilidades e opções para cada perfil de usuário: e isto o Windows não oferece: eu chego a mexer no parâmetro que controla o quanto vai ser usado de swap, quando estou desenvolvendo...

A escolha quem faz sou eu e é por isto que uso Linux e Debian.

[13] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 10:34h

Muita gente aqui adepto do fanatismo sem limites não entendeu o artigo do rodrigo.
Eu uso Linux, não tenho Windows nem em Dual Boot a mais de 4 anos, e fico puto com a má vontade de muita gente, ou pelo excesso de Mente Geek.
Cara a id Software, sou fã do Jonh Carmack, sempre foi minha inspiração como programador (mas não gosto de programar jogos), os instaladores para Linux desde o primeiro Quake e o primeiro unix_doom, são binários! É só rodar!
Olhe como eu fiquei feliz:
# ./linuxq3apoint-1.32b-3.x86.run
# quake3

Cara... maravilhoso!!! Me diz, tem diferença deste binários para outras distribuições? Não né? Agora você me fala:
"Ahhh mas jogo é outra coisa..."
Então porquê os instaladores do Java são binários nativos também? Do Sun Studio também? Agora um exemplo do mundo livre: A equipe do jogo Tremulous.

Gente, não uso Linux simplesmente porquê é livre, ele é indiscutivelmente melhor que a arquitetura NT oras! Não precisa ter medo disso! Se fosse pago eu pegava um pirata, é simples!

Eu gosto, e preciso configurar um Asterisk na mão... um Tomcat Native Interface com Apache Runtime Environment, um Glasfish EE "foodido" para suportar umas putas aplicações... isso sim, tenho o maior gosto dos Makes, dos /etc/algo.conf... preciso ter o controle destas coisas, afinal é a escalabilidade e confiabilidade dos dados dos meus clientes que estão em jogo.

AGORA, RECOMPILAR O KERNEL DO SLACKWARE PARA FUNCIONAR O VOLUME DO MEU LAPTOP, É O CÚ DA COBRA.

Falo isso porquê sou Analista Programador Java, e gosto de ter o controle das coisas que preciso ter o controle, e não porquê eu sou um paranóico que precisa ver linha a linha da compilação de um JOGO para saber se vai dar um "FAILED!".

Não é questão de querer facilidade como um usuário, mas acho que: TENHO QUE TRABALHAR QUANDO ESTOU TRABALHANDO E CURTIR QUANDO ESTOU CURTINDO.

Jogo é pra funcionar assim:

./jogo

Assim como todas aplicações superficiais e de Desktop.

Agora no dia que eu der um simples:

./instalaOracleComGlasfishMaisERP

Aí sim eu fico puto e sei que dará merda.

[14] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 10:39h


Pelo que eu entendi no seu artigo você foi discriminado por usar Ubuntu ou Kurumim? Algo assim?

Olha, eu uso GNU/Linux desde 2001, já passei por Conectiva, Red Hat, Mandrake, Suse, Debian e Slackware. Atualmente estou usando o Ubuntu no meu notebook.
Cada distribuição tem sua filosofia e temos que respeitar.
Eu adoro o Slackware pelo conceito KISS.
Eu adoro o Debian pela segurança proporcionada.
Adoro o Ubuntu no meu notebook.
E eu adoraria usar o Gentoo se eu tivesse uma máquima melhor.

Acho que vai de necessidade à necessidade.
Aprender Linux? Sinceramente isso vai de pessoa à pessoa e não de distribuição à distribuição.

Você tem que ter em mente, que pessoas sérias e profissionais sérios não perdem tempo dizendo que essa distribuição é ruim ou boa, eles tem sim uma opinião sobre a distribuição mas não ficam fazendo caso.



[15] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 10:46h

vamos lá pessoal quero ouvir, quero ouvir todas as opiniões...

[16] Comentário enviado por RodrigoFSS em 31/07/2007 - 10:51h

Beleza galera !!!
Muito bom o seu artigo Rodrigo, imparcial e inteligente.
Tambem concordo que não exista uma distro melhor ou pior... o que existe são distros que se adequam, ou não, as necessidades de cada usuário. O que é bom para um usuário pode ser uma PORCARIA para o outro e assim por diante.
Eu uso Ubuntu ha 6 meses e estou APAIXONADO pela distro. Ela atende à todas as minhas necessidades de forma rapida, pratica e funcional. Não faço nenhum curso na area de computação, faço Medicina Veterinaria, e simplismente não tenho tempo e nem "bagagem" suficiente para ficar compilando alguma coisa para faze-la funcionar. E ao contrário do que algumas pessoas pessoas possam pensar... eu estou aprendendo MUITO sobre compilação, programação e Linux em geral utilizando essa distro "fácil" !!!
Eu iniciei minha "jornada" no mundo Linux com o Slackware, mas pela falta de "camaradagem" de algumas pessoas de alguns foruns, com as famosas frases: "Procure no Google que tem a resposta..." eu simplesmente desistí de usar essa distro, afinal, eu não sabia nem o que era um repositório. Já no Ubuntu e em sua comunidade ( sem dúvida a melhor coisa que existe nessa distro) eu estou APRENDENDO MUITO e estou passando o que eu aprendí a outras pessoas.
Acho que nós, usuários Linux, devemos facilitar as coisas ao máximo para o usuario comum, o que não trabalha com computação e usa o pc como um eletrodomestico qualquer... pq é só assim que atraíremos mais usuários e fortaleceremos cada distribuição. E facilitar as coisas é MUITO COMPLICADO, e esse é um grande desafio para os ditos "super sabidos". Agora, se a atração de mais usuários não é uma das principais intenções das outras distros, e sim a de ficar confinada ao restritu mundo "NERD-sem-vida-social-que-mexe-com-computador-o-dia-todo temos um sério problema...
Eu acredito que: "conhecimento só é útil quando ele é disseminado..."
Até mais pessoal !!!

[17] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 11:01h

Bouua RodrigoFSS, depois dessa era para ser chamado de RodrigoFPS rsrsrsrs gostei mesmo. E olha que você teve o apoio de um Nerd! Abraço amigo!

[18] Comentário enviado por randra em 31/07/2007 - 11:20h

Discordo do seu artigo, voce fala em livres tendo um dual-boot, não todas as pessoas que poderiam ter windows em suas máquinas se ele não fosse pirata, você fala em livre mas nem você sabe o que significa dizer, não é pela instalação em si de um programa compilado #make #make install, são certos parâmetros adicionados ou não na configuração que vão fazer o programa ser ou não útil para você.
Se você joga, um gunbound como você falou ali, você paga por mês para ter esse serviço, agora junte seu gunbound, com sua internet, com seu windows sem editor de textos, ou compre também um pacote da microsoft com mais alguns reais.
Existem pessoas aqui que com certeza não usam o windows nem com dual-boot porque com seu conhecimento conseguem fazer o que você disse, algo banal... emular um programa para fazê-lo rodar em outro Sistema Operacional, coisas que nem seu próprio fabricante tentou fazer ( disponibilizar ), não acho nenhum pouco banal uma resposta como "procura no google?" estamos aqui numa comunidade aonde o visitante nem de cadastro precisa, aonde se ele procurar no campo a cima, uma infinidade de repostas, artigos, dicas vão aparecer, mas não as vezes pessoas tentam o que é mais "fácil", perguntar novamente para serem respondidas novamente, isso não é banal?
...

[19] Comentário enviado por InFog em 31/07/2007 - 11:21h

Artigo sem pé nem cabeça.

Cada um usa Linux por seus motivos, sejam eles quais forem.
Eu usei slackware por mais de uma ano e foi uma curva de aprendizado incrivel, depois quando percebi que já entendia o suficiente daquilo (compilar tudo na mão) migrei para o Debian pela facilidade de gerenciar pacotes (em servidores isso é ótimo) e fiquei com o Debian uns 8 meses, agora (há uma semana) estou de Ubuntu no PC de casa... Pq? Pq para o trabalho eu uso Debian que não fica me dizendo faça isso ou aquilo, e em casa não quero me preocupar em como o sistema faz as coisas, quero apenas que ele faça.

InFog

[20] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 11:25h

Vamos lá pessoal vamos comentando, estou lendo todos com a maior atenção e imparcialidade...

[21] Comentário enviado por phmatalon em 31/07/2007 - 11:53h

Achei um artigo bastante válido. Concordo com o RodrigoRSS, eu sou médico, não tenho tempo nem bagagem (plágio do Rodrigo :-) ) pra ficar fuçando o kernel. Uso Ubuntu há um ano porque obtenho uma performance melhor da maioria dos utilitários que preciso, e se não consigo isso no começo, vou caçar nos fóruns da vida até achar e melhorar. E se todos só responderem só isso, quem vai descobrir algo que um cidadão escreveu em mandarim num fórum de Bangladesh? Afinal para que serve um computador, não é pra facilitar nossas vidas? E o linux, para que é, dar liberdade PARA TODOS independente do conhecimento ou só para alguns desfrutarem dos seus benefícios? Já tive uma resposta "vai procurar no google", e é horrivel, imagina se você perguntar para um engenheiro "quanto de cimento precisa pro teto do quarto do meu filho?" e recebe um "vai procurar no google!". É simplesmente sem necessidade. Não quero construir o teto, quero que ele fique firme lá, e se eu quiser colocar um lustre diferente eu ponho depois! Mas opinião é como algumas partes do corpo (*), cada um tem o seu mas alguns compartilham. Um grande abraço a todos!

[22] Comentário enviado por dockism em 31/07/2007 - 11:59h

queria ler todos os comentarios, mas to sem tempo, vou falar o que eu entendo disso tudo...

As opiniões mudam, conforme o trabalho dela...

A pessoa que programa em linux, vai querer usar x distribuição
A pessoa que é administradora de rede vai querer usar a x distribuição

Agora o usuario final, aquela pessoa, que quer somente ligar o pc, entrar no amsn dela, email, navegar, obvio que ela vai querer usar a distribuição que agiliza todo o processo para ela...tá então dai vcs vão falar, essa pessoa que use windows; será que dai vcs não pararam para analisar, o porque ela ta usando o linux?

1° pq ela gosta, pode ser né?
2° pq ela não tem dinheiro, para comprar um windows?

Eu sou um usuario final, e uso o linux a menos de 1 ano, comecei minhas aventuras com fedora, oderei meus conhecimentos sobre informatica em menos de um ano triplicou depois fui ubuntu...isso pq sou um geek (não sabia o significado dela até usar linux)

Mas se meu pai usar linux, ele vai querer agilidade e facilidade...e não vai querer saber se esse SO é linux ou não, ele quer simplesmente usar, ligou e saiu usando com segurança.

acho que o pessoal confundi um pouco, para aquele usuario final ele não quer aprender sobre informatica, sobre compilar etc..bla bla bla, ele quer abrir o email dele, e quer pronto as coisas...ele não é nenhum babaca ele é um pessoa que tem mais do que se ocupar do que ficar cuidando do sistema dele, conhecendo, ele quer funcionalidade, agilidade e facilidade....

[23] Comentário enviado por omega_indigo em 31/07/2007 - 12:03h

Primeiramente, Gostaria de dar parabens pelo seu artigo, pois cada pessoa tem seus motivos para usar o linux ( ou Windows, se preferir). Independente de qual distribuição que o usuário queira usar, cada um tem a liberdade de escolher aquilo que for mais conveniente( ou mais fácil, se preferir). E sem sombra de duvida, o Linux é muito melhor que o Windows em muitos aspectos, alem de te dar a liberdde de fazer o que quiser, compilando ou nao compilando o sistema. Mas aí entra um ponto importante: cada usuário escolhe a distribuição(ou o S. O.) que desejar. Vai da sua neessidade e conhecimento. Se ele preferir usar Slack, Debian devido a uma necessidade, ótimo!! Agora se preferir Kurumin, Ubuntu, ou outra derivada, ótimo também!!! Um fato que muitos esquecem é que em geral, o usuário comum quer fazer seu trabalho ou jogo da maneira mais facil possivel, independente de como funciona o sistema. Tenho certeza que a maioria aqui qdo compra uma televisao, quer ve-la funcionar sem problemas, independente de como funciona em detalhes o aparelho. A maioria dos usuarios comuns é assim tb!!! Para aqueles que querem aprender como funciona em detalhes o Linux, que escolham a versao que ofereça esse aprendizado. Ou aqueles que querem apenas usar um OpenOffice, ouvir uma musica ou navegar na internet, instalar um programa qualquer sem problemas, temos opçoes tambem. O legal do linux é a liberdade de escolha que dá ao usuario(do basico ao avançado), mas precisamos lembrar que cada um tem um motivo para escolher a distribuição que desejar, mesmo que a use apenas para entrar na internet!! Por isso que temos que respeitar as escolhas de cada um, por que se determinado usuario quer usar um Kurumin da vida, ninguem que usa Debian ou Slack tem que por o cara de Judas pra ser malhado! Cada um sabe o porque de usar a distruibuicao que escolheu. Isso é o tipo de atitude que so atrapalha os novos usuarios a aprenderem a usar o linux, e ainda o incentiva a voltar pro Windows!!!

[24] Comentário enviado por lucas.suporte em 31/07/2007 - 12:22h

Brother,
Conheço os dois lados da moeda trabalho pois trabalho com isso e penso o seguinte sobre o seu artigo, respeito sua opinião sobre as dificuldades que o linux proporciona, mas pense o seguinte há varias distro de linux que te o oferece o q vc precisa, seja ela facil ou não de usar, Agora a resposta para sua pergunta é qual é a sua necessidade, isso é questão de vc querer apreender a fundo o linux. Se vc tiver q instalar um apache só para publicar pagina instala ele com os modulos basicos, mas se vc quiser os outros modulos ??? Tudo vai depender da sua necessidade !!! Agora se vc usa o linux com os pacotes basicos, vc fara a pergunta porq ser complicado, mas se vc trabalha e precisa de mais recursos vc irá utilizar o modo mais dificil com o ./configure make make install por é necessario para o seu trabalho.
Abraços a todos.
Lucas Rocha
www.vipertech.com.br

[25] Comentário enviado por juno em 31/07/2007 - 12:34h

Cara
Se você quer se tornar livre, mas livre de verdade você vai precisar de duas coisas:

-> Dedicar-se ao estudo do Linux à fundo mesmo; (aconselho ler o guia foca e as publicações do MadDog);

-> "Ser livre é não ter fronteiras, por isso a comunidade do Linux é conhecida como a " Comunidade sem Fronteiras".

Abraços,
Juno

[26] Comentário enviado por tenchi em 31/07/2007 - 13:33h

cara, tenho que concordar com muitos aqui...
Este seu texto não diz nada com nada.
A liberdade de escolha está nisso: vc pode fazer o que quiser, da maneira que desejar.
Uso slackware. Não tenho nada contra outras distros. Não existe distro perfeita, pois nem todas agradam todos os usuários.
Não é questão de "fazer na raça". Algmas pessoas (como eu) gostam, às vezes de fazer as coisa de um jeito "mais complicado", mas que as fazem acreditar terem mais controle sobre o que estão fazendo. Outras pessoas têm mais controle ao fazerem por outro método, e outra por outro, etc.
Provavelmente você ficou "com raiva" de alguém que respondeu mal à você, e pensou que poderia gerenalizar para todos...
Já vi muita gente estúpida, que faz coisas como pedir 45 cds do ubuntu e quebrar à marretadas todos eles e mostrar este processo no youtube, e depois dizer que fez isso em nome do slackware! Também já vi atos contrários. Estupidez.
Eu uso slackware, já usei, e gostei muito, do ubuntu, já usei red hat (tempos de ouro). Enfim, uso Linux. Não tenho nada contra quem usa outro SO (se vc julga uma pessoa pelo SO que ela usa, é melhor você rever seus conceitos), mas sempre tento oferecer e mostrar as vantagens do Linux(hauah). Tanto que a distro que mostro para eles é justamente o ubuntu, que considero a pérola das distros atuais. Mas gosto muito do slack.
Você, pelo jeito, nunca usou nenhuma das distros "clássicas", e por isso não pode dizer muito sobre como funcionam cada uma delas. Mas se você utilizar cada uma delas, verá que todas tem defeitos e virtudes. E aquela que melhor te agradar será aquela que você irá utilizar.
Mas o texto ao menos gerou polêmica e discussão, e isto é bom.
Flw. (tive que continuar o comentário depois pois fui interrompido no meio);

[27] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 13:42h

Vamos lá pessoal continuem contribuindo com comentários, fico feliz por tanta gente estar lendo meu artigo.

[28] Comentário enviado por aeciopires em 31/07/2007 - 14:08h

Olá, Rodrigo!

Gostei muito do seu artigo e compartilho da mesma opinião que você e de algumas pessoas que postaram anteriormente.

Sou usuário GNU/Linux há um ano e eu tenho diferentes necessidades em diferentes horas do dia com relação as soluções desse sistema operacional. Nas aulas da universidade eu uso o Debian 4.0 em dual boot com o Windows XP e o Windows Server 2003; no computador do Projeto Comunicação Digital, do qual participo, eu tenho o Ubuntu 7.04 em dual boot com o Fedora 7; na Oficina de Introdução ao sistema GNU/Linux para usuários Windows XP, pretendo usar o Ubuntu 7.04 para tornar agradável a migração de sistema operacional; no meu estágio eu uso exclusivamente o Debian 3.1 nos servidores; em casa eu tenho Damn Small Linux instalado no meu K62-500 e quando eu quero jogar Need for Speed Carbon eu vou para a LAN House e pago R$ 1,00 por hora.

Você entendeu aonde eu quiz chegar com tudo isso? Existem diversas distribuições GNU/Linux e eu tenho diversas necessidades. Acredito que quando falam de liberdade do software, eles estão se referindo a essa liberdade que eu tenho de escolher, para cada problema que tenho, uma distribuição com os seus aplicativos.

Outra coisa, não é a distribuição tal ou o sistema tal que vai deixar você inteligente ou burro. Não é isso, o conhecimento é adquirido através do esforço que cada um faz em aprender algo. Eu conheço muitos professores de universidade, usuários de Windows XP pirata, que entende de Arquitetura de Sistemas Operacionais mais do que qualquer um que se diz o fodão em Slackware. E o que foi que fez ele aprender tudo isso? Foi o esforço dele.

Pra finalizar, parabéns a você e parabéns a toda a comunidade GNU/Linux que diariamente contribui de uma forma ou de outra, querendo ou não, para desenvolvimento da Informática como objetivo de oferecer as melhores soluções de TI (Tecnologia da Informação) para a sociedade.

Até mais!

[29] Comentário enviado por cadriza em 31/07/2007 - 15:27h

o artigo é ÓTIMO


que mal tem em eu ser usuário do linux, e não programador dele. Acho q isso deveria ser até encorajado.


Parabéns

[30] Comentário enviado por jalexandre em 31/07/2007 - 15:57h

Só tenho uma coisa a dizer:

Uso linux desde 1998.

Se, naquela época, existissem distros para usuário final, como existem hoje aos montes, e eu tivesse começado com elas, não seria Administrador de Sistemas hoje.
Não, nada pessoal contra o usuário doméstico, ou a distro que ele usa, mas que fique bem claro:

Se o foco é apenas utilizar, sem ter trabalho, fique com a distro que você quiser.

Mas, se algum dia pretende subir ao posto de profissional linux, considere sériamente a possibilidade de instalar uma distro que vá prover a você meios de atingir seus objetivos.

E essas distros são as que existiam em 1998, e não por milagre, mas por trabalho bem feito das equipes, ainda existem e continuam firmes e fortes:

RedHat, Debian ou Slackware.

Acho que não preciso dizer mais nada, certo?

[ ] 's

[31] Comentário enviado por marcio68almeida em 31/07/2007 - 16:20h

Bom...
Eu uso linux em casa por que estou conectado ao peedy e lá tem um monte de vagabundos que ficam atacando sem parar quem entra, cansei de colocar anti-virus, anti-spiware (acho que é assim que se escreve), firewall, etc...
Minha esposa consegue fazer suas tarefas básicas com sucesso no linux.
Eu de vez em sempre tenho dificuldade de instalar um ou outro pacote, mas faço por diversão, nunca para mostrar que sou o melhor, alias, mostrar para quem ? Meu gato ?? Isso é besteira...
Conheço um monte de gente que usa seu desktop em modo texto sei lá para que... eu já configurei diversos servidores de banco de dados e todos funcionam muito bem... graças a manuais e tutoriais, é claro...
Quanto à resposta malcriada de alguns, é por que vemos perguntas simples de quem nem se dá ao trabalho de procurar...
Tem gente (meu antigo chefe) que quer tudo em Linux por que acha que é gratis, e não sabe a diferença entre livre e free...
Tudo na vida deve ser feito com sabedoria e por um motivo inteligente, escolher um carro só por causa da cor é tanta ignorância quanto escolher o Linux como sistema operacional por que não é da MicroSoft...

[32] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 16:34h

Concordo com seu artigo. Por exemplo, eu utilizo o Ubuntu, apesar de boa parte das bibliotecas e programas que eu preciso eu ter compilado "manualmente", inclusive o kernel. Não é porque a distro que ela vai ser pior para quem quer aprender ou otimizar as suas funções.

[33] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 16:57h

Parabéns pelo artigo. Eu acho que as pessoas usam linux por vários motivos. Deixando de lado a questão se ele é ou não o melhor sistema operacional, só o desafio de instalar algo novo, diferente, de perder tempo compilando, isto já é o máximo. Eu adoro poder mexer em tudo, nas configurações, testar distribuições, fazer upgrade, etc. A parte da instalação e da pós instalação é a melhor coisa que tem. Eu acho que a pessoa que só quer usar o computador para jogos, música e internet, esta vai preferir o windows. Agora alguém que quer grandes desafios com certeza vai escolher o linux.
Agora a grande questão é: A maioria das pessoas usam o windows original e pagam a licença ou usam o pirata.
Eu prefiro viver na legalidade.

[34] Comentário enviado por walsinghan em 31/07/2007 - 18:04h

Acho que o artigo tem mais a intenção de polemizar que qualquer outro objetivo concreto. Não podemos ter preconceito contra este ou aquele SO. O Windows pode ser tão seguro quanto qualquer outro sistema. Isto quem define é o usuário que precisa aprender a lidar, inclusive com o Windows. Agora se o cara tem preguiça de ir ao Google ou ao Babooforum, esquece. Quanto a mim tive desde cedo uma péssima experiência com o Windows (travamentos), então quando alguém me apresentou uma possibilidade que até então eu desconhecia, fui fundo (mas nem tanto). O Slackware 8.1 foi um desafio para mim. Fui aprendendo, com a ajuda de um amigo, que foi uma "babá" até certo ponto, depois comecei a caminhar sozinho. Hoje tenho instalado em casa o XP (ainda uso por causa do meu scanner), o Debian etch 64, o Kurumim 7.0, o Ubuntu e o Slackware 12, todos funcionando perfeitamente. Porquê? Por que não quero pagar para ter o Windows e também não quero ficar com programas piratas em minha máquina, além do fato de o linux (qualquer distro) ser mais seguro. Outra coisa, nunca compilei coisa alguma, não sou programador, uso o linux porque gosto e aprendo apenas o necessário.

Uma pergunta: o que fazer quando se assina Sky e quer assistir os canais da Bandeirantes que são oferecidos pela Directv ou TVA?



[35] Comentário enviado por dbahiaz em 31/07/2007 - 18:44h

Ainda bem que existe visões diferentes sobre o mesmo assunto.

Um amigo me liga um dia perguntando qual linux eu tava usando, eu respondi que usava o ubuntu, dai ele falou que o computador dele tinha dado um treco qualquer que precisava formatar, mais estava sem o cd do xp (pirata) e que tinha um cd do kurumim, se ele podia instalar pra usar internet até arrumar o cd do xp, eu falei que sim; depois encontrei com ele e perguntei e ai ta gostando do kurumim?
Resposta: -Tirei pq não tenho tempo pra aprender a usar outro sistema, não achei nem programa de catalogar meu cds no baixaki :). (ele possui mais de 2000 cds ).

Fazer o que?
Algumas pessoas simplesmente não tem tempo pra buscar outros conhecimentos ou não atende as suas necessidades de imediato, imagina se ele tive em casa o cd do slak por exemplo.


[36] Comentário enviado por monsores em 31/07/2007 - 19:41h

"Será que tem gente querendo que seja difícil para fechar o mercado? Ou para preencher o ego?". Fazer um software que só eu mesmo consiga usar parece interessante. É o sonho de qualquer programador...

"(...) se você quer mesmo ajudar, porque não mostra o que é mais simples?" Será que é pq se eu me preocupar *SÓ* com o fácil o difícil cai do céu?

Seu artigo daria um bom papo para a cerveja da sexta-feira, mas não acho que tenha contribuído para quem quer aprender Linux (mesmo o básico). Todo lugar tem trolls e antipáticos (RTFM, STFW, etc.) mas também pessoas realmente dispostas a ajudar. Aqui no VOL mesmo, tem artigos avançados, médios, básicos e aqueles que o moderador libera por engano...

[37] Comentário enviado por linuxlive em 31/07/2007 - 20:26h

Um exemplo classico, seria, porque eu usar o binario de um banco Mysql, sendo que eu poderia compilar de acordo com a arquitetura da minha máquina, e faze-lo rodar 3 vezes mais rapido?

Usando uma interface facil, ela nao faz isso pra mim.
Linux, tem a grande vantagem de podermos customizar de acordo com o que precisamos. Este eh o ponto principal.

Se for pra usar next next finish, eu usaria windows.

Sou desenvolvedor Linux ja faz 5 anos, e td eu compilo e faço de acordo com minha arquitetura e de acordo com o q preciso.

[38] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 21:42h

na minha opnião falta maturidade e respeito por parte do autor do artigo e também da maioria dos "usuários" de distribuições linux, simplesmente acham que tudo é um "comandinho", sempre usei slackware e arch linux, eles me deram base para construir meu LFS, para fãs de informatica e curiosos é indispenssavel usar uma disitruibição mais complexa, esse é o preço da liberdade, si você não aprender como a coisa funciona e como esta acontecendo, você não esta exercendo sua liberdade corretamente que é o coração de toda essa história, porém seu desabafo é muito válido, qualquer dúvida é só da uma googlada hehe

[39] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 22:55h

Nossa, mas que polêmico. Bem, eu partilarmente gosto da forma ./configure make make install, mas não para me achar. Até porque, minha turma nem curte computador como eu, portanto nem seria mérito. Sou um cara curioso e achei o métido 'unha' melhor para mim, pois aprendo bastante. Gosto de saber como as coisas funcionam. Mas não tenho nada contra também ao apt-get, por exemplo. Cada um na sua e se respeitando.

[40] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 22:56h

Batatinha quando nasce esparrama pelo chão, bebezinho quando dorme põe a mão no coração... Faz 38 anos que escutei esta cantiga de ninar por parte da minha querida mamãe... Quem diria que o dia D poderia chegar...
Conheci meu primeiro PC (apple 2) ainda jovem, aquilo era um PC? Aí veio um 286 (meu pai queria que queria que entendesse aquilo). Bem realmente deu um pouco certo, eu acabava por desmontar arrancando placas de slots e por fim não funcionava mais nada. Eu queria muito saber como funcionava tudo aquilo. Então a vitória, meu 386dx com um tal de windows 3.11 funcionado em cima de um SO de codnome "DOS". Vai dar pau assim não sei onde... Bem programar em Qbasic era até legal...
Ah!!! Meu primeiro 586 em plataforma IBM.... Veio lá dos States... Mas vai dar pau assim não sei onde tb... Ai por acaso um colega meu me disse: Bota um linux nele... Tudo bem o que é isto... toma o CD disse ele. E não é que o CD rodou em modo LIVE em um 586 com 64MB "potente não meu IBM, pra quem teve um apple 2!".
E o dia D chegou, o canto de ninar me salvou... Meu IBM funcionou beleza... com cor e tudo no monitor crt cromático....
Dai pra frente tudo de bom, Slackware, Debian, RedHat, sistema derivados do Debian, RedHat... juntei o melhor de vários mundos e hoje tenho meu próprio LINUX que batizei de "BUBUNTU_GAMES". "ubuntu bom para games". Mas na verdade ele é uma mistura de tudo e com minha cara e cara de meu Hardware que tem agora super poderes em se comparando ao meus antigos (ainda tenho o 286 e o 386DX).
Gosto do Slack (gosto), gosto do Kurumin (gosto) e daí.... Gosto do Windows XP (bem configurado com controle de permissões e tudo mais) gosto e daí..... Eu usei muito os linux faceis da vida para estudar e modificar seus códigos e aprender mais como cada coisa funcionava e estou feliz por isto... Sempre fui muito ativo e nada que eu colocava a mão para aprender me dava prazer, pois aprendia muito rápido e rápido eu enjoava.... A computação me salvou disto... É algo que parece não ter fim... E sei que ninguém sabe tudo e nunca vai existir alguém gênio no ramo, que cresce muito por segundo.... Mas não uma pessoa e sim um sistema cresceu... E este sem dúvida é o linux, por que são várias cabeças pensantes desenvolvendo o GNU/LINUX.
Desculpem-me por desabafar desta maneira, fiz isto até mesmo para descontrair ou stressar (sei lá). Mas o que importa mesmo (minha opinião claro) é cada um fazer o que der na teia, mas sem forçar a barra do próximo. E viva a liberdade de escolha... "E aqueles tempos que era windows trava, trava e tinha que ficar calado não tinha para aonde correr.........."

Uma pauta... nunca estudei computação, programação nada disso em escolas, foi tudo baseado em pesquisas e na base do fuça mesmo e nunca precisei de um técnico e mesmo de um programador... Mas tive a sorte de ganhar muitos PCs... Pena que agora tenho que comprar...
heheheh....
Felicidade pra todos... Esta cantiga de ninar vai longe...............

[41] Comentário enviado por removido em 31/07/2007 - 23:11h

Boa noite pessoal, fico feliz por ver tanta gente lendo, contribuindo, compartilhando...
Continuem comentando, vivemos em uma democracia onde todos podem opinar... :-)

[42] Comentário enviado por odin em 31/07/2007 - 23:35h

Gostei da discussão, o problema é que usuário de linux acha que é legal ficar compilando as coisas que todos devem saber fazê-lo, não é bem assim, existem distribuições e distribuições, cada uma do seu jeito, se o cara não quer compilar problema dele, compile você a sua e se ache o melhor de todos.

Se querem ver o linux crescer tem que fazer OS como o ubuntu, do contrário continuem compilando as coisas, sendo a minoria e reclamando do windows sem fazer nada para mudar a história. Não estou falando que as distribuições para usuários mais experientes devem acabar, e sim que as duas tem que conviver harmoniosamente.

Sobre mandar procurar no google, é relativo porque tem coisa que se acha fácil, ja outras como alguns erros só acontecem com a pessoa e não se acha solução em lugar algum, aí o user tem uma experiência ruim com o linux, fala que é uma bosta e larga...

[43] Comentário enviado por arnaldo.sp em 01/08/2007 - 01:21h

Olá, bem primeiro achei muito interessante seu artigo, diferente do que alguns acharam inicialmente. Pois trata do assunto como os usuários iniciantes vêem o LINUX. Todos ouvem falar muito bem sobre segurança, estabilidade, software gratuito, mais reclamam da dificuldade que tem ao instarem e utilizar, isso mudou muito mais ficou o tabu. Acho que o problema não esta na quantidade de distribuições e sim de como os usuários avançados tratam os iniciantes, quando são questionados sobre melhor Distribuição para Servidores, Desktop Doméstico, Desktop Escritórios, Desktop Profissionais Avançados. Os amigos desta comunidade poderiam ajudar justamente apontando as principais características destas distribuições e também apoiar os usuários novos a encontrarem a distribuição que melhor atenda suas necessidades profissionais ou pessoais, é este o espírito para disseminar o LINUX as pessoas que não o conhecem e já ouviram falar bem ou mal dele. Aos usuários avançados, o LINUX é a oportunidade de venderem seus conhecimentos particulares a empresas, para isso precisam do apoio dos usuários finais, os mesmos que em suas casas tem o Windows pirata e somente sabem utilizar este sistema operacional, pois a falta de oportunidades e até de conhecimento acaba limitando seu interesse em outras soluções. Entretanto são estes usuários que trabalham nas empresas que queremos instalar o LINUX, em seus Servidores e até Desktops, para isso precisamos apoiá-los, afinal as empresas ainda não estão dispostas a investir em treinamentos, até porque os usuários são os mesmos que não apoiamos inicialmente quando tiverem problemas ou até dúvidas absurdas, como é que eles vão se sentir motivados aprender algo que já tiveram problemas ou dificuldades anteriores. Precisamos deles para que possamos mudar o mercado e criarmos uma nova filosofia de influência as empresas através de seus funcionários.

[44] Comentário enviado por claudiostrajac em 01/08/2007 - 02:03h

Bom, Rodrigo, eu estou contigo. Mas acho que todos têm direito a seu espaço no universo do Software Livre. Quem gosta de configurar sua distro favorita "na unha", tem Slackware, Gentoo e outras distros nada amigáveis. Quem é usuário final e quer facilidade, pode contar com distros muito bem elaboradas, como Ubuntu e, principalmente, Kurumin e Big Linux. Estas duas são feitas no Brasil, por brasileiros e para brasileiros. E ponto final. Acho que quem manja muito e gosta de configurar seu sistema a gosto, tem todo direito de fazer isso, mas quem não manja tem o direito à facilidade.

Parabéns pelo artigo!

[45] Comentário enviado por daniel_leal em 01/08/2007 - 04:12h

cara, devo dizer q em certos pontos desse artigo, eu discordo, e muito!

1) Se eu quero configurar pra rodar um jogo Windows no Linux, é uma opção minha, axo desnecessário colocar outro SO só e somente pra uma função(Jogos), quando fazendo isso(Usar Wine ou Cedega) posso muito bem provar a capacidade do meu SO(Linux), sem contar que para quem é da área da Informática, isso é interessante, porque se aprende muito no Processo, ou seja, se pra vc, jogar Gunbound no Linux é trabalho por causa da configuração(sem contar q tem muitos fóruns q te ajudam a faze-lo), migra logo pro Windows e põe todo teu trabalho pra la, Praticidade é tudo, so muito mais trabalhar em um unico ambiente de trabalho do q ficar mudando pra executar uma ou duas funções.

2) Como Já foi dito aki, todos tem direito a se expresar no mundo do Software Livre, axo é bom ter várias distros, pois tendo isso vc exerce seu direito de escolha. Aprendi uma vez q gosto não se discute: Se vc Gosta de usar o Ubuntu(ai eu concordo contigo, pra mim ele é a versão mais amigável de Linux q já usei, prática e versátil), ou o Gentoo, isso é criterio seu, se pra vc usar o Gentoo, é melhor e mais prático do q usar o Ubuntu ou o Kurumim, fique à vontade. Isso se chama liberdade de Escolha, acredito q isso é um dos princípios básicos de software livre!

3) Ta legal: .deb, .RPM -> Sim! aprovo á esses formatos, pois eles te dão liberdade pra escolher(Se vc usa Debian, e axou um pacote RPM de um programa q vc quer, utilize o Alien no Terminal, acabo!)

4) Tarball -> cara, ai tá a questão: nesse quesito, pega um pouco pro iniciante, e, as vezes, eles não funcionam, mas ainda é de fundamental importância pro estudo da informática(Compilação, Open-Source, isso diz alguma coisa?!)

Concluindo: Meu amigo Rodrigo, pode até parecer q eu esteja reptindo o q ja disseram aki, mas esse pe meu ponto de vista.

EM SÍNTESE: Gosto de "Passar Horas"(aki no site, achei um tutorial q eu fiz isso em minutos) configurando o DreamWeaver ou instalando facilmente o CS 1.6 no Cedega ao roda-los no Windows, pois, como não passo horas pra configurar ambos, é mais facil traze-los ao Linux, do q eu sair pra ir ao Windows e seus grandes problemas. Praticidade é tudo!

Sim, concordo contigo, deveriam todos os programas, oferecer tbm um pacote .deb, ou um RPM, alem do Tarball, além do direito a escolha, volta a dizer: Praticidade é tudo!!

Esse texto Gigante ai em cima é a minha opinião...

[46] Comentário enviado por daniel_leal em 01/08/2007 - 04:27h

Sim, embora todos esses detalhes, acredito sim ,q o Linux tenha q desenvolver ferramentas Mais amigáveis(embora, hoje em dia, ja esteja muito bom em termos de facilidade), e investir pesado em programas como wine e cedega, pois so mais rodar meu Dreamweaver, ou meu CS 1.6, ou o IE(q infelizmente alguns sites so rodam nele, mas não vo sair do Linux por causa disso, use o wine e instale-o!) em meu ambiente usual e integrado do Linux(q no linux posso criar servers CS 1.6 com 400% de rendimento superior ao server windows E AINDA ASSIM, JOGAR O JOGO NO MESMO AMBIENTE, coisa q o dual-Boot não faz, olha la como vale "as horas de configuração"), do q em um ambiente diferente, cujo qual estou nele so por causa de um programa, ou por causa de uma classe de programas(ex: jogos)

MORAL: eu to feliz com o meu ubuntu studio, pois trabalho na area multimidia e de programação, do Windows, só emulo os jogos e os programas da Adobe(DreamWeaver, Flash, Premiere Pro), o resto...100% Linux, sem Excessões. E assim sou feliz!!

ABRAÇOS!

[47] Comentário enviado por daniel_leal em 01/08/2007 - 04:28h

ESSE É O BOM DO LINUX: VC SEMPRE TER OPÇÕES!!!!

[48] Comentário enviado por removido em 01/08/2007 - 08:05h

EH... CANTIGA DE NINAR... NAO VAI TER FIM...
TODO MUNDO PRA CASA FAZER A LIÇAO AGORA!!!!
E SOH VOLTEM QUANDO TIVER ALGO PRA FALAR DO TIPO "COMO INSTALAR O FIREFOX E O JAVA EM 5 MINUTOS PARA USUARIOS COMUNS"
ISTO EH SOH UM EXEMPLO....
O PROBLEMA QUE JA ESTA CONFUDINDO MEUS AMIGOS QUE ESTAO INICIANDO NO LINUX....
E ALEM DO MAIS O CARA NAO GEROU UMA POLEMICA (ELA JA EXISTE HA VARIOS ANOS, ELE SOH ABRIU UM TOPICO QUE AO MEU VER NAO PASSOU CONHECIMENTO EM NADA...
TODO MUNDO PRA CASA FAZER A LIÇAO AGORA....

BRINCADEIRINHA PESSOAL... MAS JAH ESTAH DESCASTADO... THAU...
VOU PESQUISAR E APRENDER CADA VEZ MAIS SOBRE LINUX...

EEEEEEEEEEEEEEEELE EH DEMAIS MESMO... UUUUHUUUU....

MAS DEVEMOS TIRAR O CHAPEU PR BILL... ELE NAO DESISTE NUNCA...

VAMOS FAZER COMO ELE, NUNCA DESISTIR... MAS SEM FANATISMO TAH.. KKKKKKKKK....

[49] Comentário enviado por schloida em 01/08/2007 - 09:14h

Tem uns boca-aberta que não entenderam o assunto específico do artigo e já chegam dizendo "esse artigo não tem pé nem cabeça".

O ponto é o seguinte, tem gente que, de uma forma ou de outra, induz usuários domésticos a irem pelo caminho mais difícil, geralmente pra satisfazer o ego, tipo "eu sou foda, consegui fazer do jeito mais complicado, você é um noob, vai pesquisar no google mané".

Se você gosta de compilar ao invés de RPM ou APT-GET, tudo bem, você é livre pra escolher esse caminho. Se você gosta do APT-GET, tudo bem também. Agora, se você vê um usuário doméstico pedindo ajuda pra instalar o Pidgin, o que você vai fazer? O que vai responder pra ele? www.google.com? ./configure && make? O cara só quer ver a coisa funcionar. Se ele ficar insatisfeito com a resposta, pode até voltar pro Windows. Se ele é usuário do Ubuntu, diga pra ele como faz pra instalar pelo próprio Gnome, é muito fácil.

[50] Comentário enviado por eversonamancio em 01/08/2007 - 09:29h

Vamos tentar sintetizar:
Windows = 1 versão para desktop, outra versão para servidores
Linux = várias distribuições, que podem ser utilizadas tanto em desktops quanto em servidores
Vejam a diferença no conceito de liberdade e customização entre os dois S.O´s
Nesse caso acredito que o que falta é informação de qualidade a potenciais usuários do linux.
Saber por exemplo que pacotes como Ubuntu e Mandriva são ótimos para usuários comuns, e que Debian e Slackware são ótimos para servidores.
Pra maioria das pessoas existem o Windows e o Linux, ponto.
Esse programa do governo, que baixou o custo dos desktops para mais pessoas poderem ter seu primeiro micro por exemplo. Com uma distribuição linux mais adequada (na minha opinião Ubuntu com certeza), instaladinha e bem configurada, facilitaria a popularização e desmistificação do linux, ao invés do feliz comprador pegar o micro com outra distribuição linux ,que não se adeque ao computador satisfatoriamente, ou o erro chamado Windows Starter Edition, mandar formatar e instalar um XP Pirata.

[51] Comentário enviado por jr_roots em 01/08/2007 - 11:12h

Cara eu acho que independente da distro o mais importante é usar Linux.Aonde eu trabalhava eu usuva Slackware foi la que eu comecei a usar linux e aprender um pouco sobre SO, sofri um pouco pra aprender ficar procurando dependencias compilando pacotes, eu ate gosto de usar Slackware mais quando eu to em casa eu prefiro nao me preocupar com isso prefiro usar Ubuntu dar um aptitude install e ja era mais é claro que se eu tiver que montar um servidor usaria algo como Slackware ou Debian.
O Importante é ser Livre.

[52] Comentário enviado por JucelioMoura em 01/08/2007 - 12:41h

me lembro até hoje como foi a minha "1ª vez", calma!! ainda estamos no assunto gnu-linux... hehehe. bem estava eu em minha sala de aula (instrutor de informatica) quando me chega um aluno com uma revista daquelas que acompanha cd e tal... li por cima: "Linux" rolou o interesse... no cd tinha a iso do kurumin 4.0, por simples curiosidade gravei, coloquei no drive, e eis que fico maravilhado quando o troço exibe uma tela linda e um sistema completamente diferente do que eu havia visto ate então, foi amor a primeira vista rodei o google inteiro a procura de informações sobre linux (isso depois de instalar o kurumin muito facilmente por sinal) muitíssimas opções de distros linux... o fato é que passei por muitas... usei mandrake, debian, suse, fedora, ubuntu, tentei usar gentoo + quando demoro uma eternidade compilando os trem desisti e instalei outra coisa hehehe. li em 1 artigo do Morimoto (sou fã do cara) que o slackware seria o linux pra "gente grande" testei e gostei muito do fato de eu ter de configurar tudo... de todas foi a distro que me proporcionou mais aprendizado.. por sinal estou usando agora slack 12 e estou mais contente que pinto no lixo :P

"tudo que escrevi foi pra mostrar minha trajetória, vale ressaltar que não sou profissional linux, que aprendi e aprendo todos os dias com o sistema, e que escolher a distro 1 ou distro 2 não significa que o cara é mais esperto por usar uma ou menos por usar outra, o lance do "ego" que o cara falo existe sim (eu fico todo fofo quando posso ajudar alguém com algo que eu ja prendi), a comunidade que eu vi mais disposta a ajudar os novatos foi a do ubuntu (no fórum tem de tudo) e o uso do google é fundamental (através dele se chega aos artigos do VOL também ;) e o espírito é ser livre: se alguém perguntar qual a melhor, explique as diferenças e mande o cara escolher!

vou parar porque daqui a pouco isso vai ficar maior que o artigo do cara.. hehehe
abraço pra vocês ae e divirtam-se com o tux

[53] Comentário enviado por removido em 01/08/2007 - 13:27h

não é questão de ser "fodão" ou "noob", é o usuário que esta sendo privilegiado por poder usar uma distribuição linux em seu pc, o minimo é mostrar respeito e saber qual diferencial da sua distro,google ta ai, é uma grande ferramenta para buscar conhecimentos, antes de sair falando merda que linux não presta ou distro x é um lixo porque não resolvo tudu em dois clicks, se ponha no lugar do desenvolvedor e veja si voce daria conta, todos meus amigos eu recomendo disitribuições baseadas em debian, e mesmo assim vejo muitos levando surra pra configurar uma placa de rede no kurumin porque não sabe busca suporte nos foruns e ler um pouco o manual

EDIT: saindo do artigo, confirmo oque relatei em outro comentario, um usuario querendo saber "qual comando para configurar o squid", essas pessoas ainda não aprenderam que os OS não é apenas um comandinho que resolve tudo,ele nem mesmo deve saber que as configurações ficam em arquivos de texto q podem ser facilmente editados

[54] Comentário enviado por shirglei em 01/08/2007 - 14:09h

Alguem ja se perguntou por que o Windows é tão usado principalmente por usuários desktops? Creio que seja por sua facilidade! acho que distros faceis de usar atraem mais usuários pirncipalmente por que em sua grande maioria são usuários leigos que so usam o pc para acessar internet, digitar trabalhos e acessar o orkut. o poder da customização e do controle que o Linux te dá é ótimo e não creio que nem daqui a 100 anos o Windows dê aos usuários este controle que o Linux dá, mas pra quem realmente serve todo este poder? pro usuário que acessa a net ou pra aquele que tem de fazer um servidor de internet ou que qualquer oura coisa, ou pra aquele que precisa melhorar a performance ao máximo pra poder programar no linux? Acho que devem surgir distros ainda mais faceis que aquelas que ja existem por aquilo que disse anteriormente ao mesmo tempo em que aqueles que gostam de compilar e recompilar fazer tudo na "unha" possam tb fazer afinal de contas há usuários e usuários.

[55] Comentário enviado por GilsonDeElt em 01/08/2007 - 16:47h

Boa tarde a todos!

Rodrigo, seu artigo tá de parabéns, ficou muito bom mesmo.
Como disseram, "mostra como os iniciantes vêem o Linux".

Minha opinião:

Realmente, há distros e distros e há usuários e usuários. Se podemos ter distros "fáceis" e distros "não-tão-fáceis", porque não tê-las?

Eu, por exemplo, uso Slackware. Não acho que seja tão difícil quanto dizem. Meu PC é do projeto PC Pra Todos, e veio com Conectiva 10.
Eu quero (e já tô começando a) aprender programação, e o Conectiva que veio no meu PC não trazia os pacotes pra desenvolver (GCC, kernel-source, etc.), e ná época (9 meses atrás) eu não sabia muito bem como configurar repositórios, e etc, tanto que eu tentava compilar programas que eu baixava da net e dava erro do GCC, e eu num sabia que era a falta dos pacotes. Quando aprendi a configurar repositórios e tudo o mais, não quis instalar os pacotes (por serem grandes - uns 100 MB tudo - pra baixar por net discada). Resolvi instalar outro Linux.
Até fiz uma pergunta aqui no VOL, e depois de um tempo (isso em Dezembro passado) comprei uma revista com os 3 CDs do Slack 11.
Instalei, fuçei e tudo o mais. Fiquei feliz quando vi tudo funcionando (isso lá pra quarta tentativa, pois meu modem não instalava).

Hoje, tô baixando os CDs do Slack 12 (pela net discada mesmo), e pretendo instalar sem gravar as ISOs em CDs (gravador de CDs não funciona mais), usando um disquete e talvez meu Slack 11.

No meu Slack, gosto de compilar alguns programas, mas não vejo problema nenhum em usar pacotes e resolução de dependências:

slapt-get --install ktechlab

esse foi um dos que instalei assim, sem ter que esquentar d+ a kbça
e ainda pegou as dependências: gpsim, gputils

ou...

cd /root/amarok-1.4.6
./configure
make
checkinstall -S (para gerar um pacote pro Slack)

assim instalei meu amaroK atual.

Cada um usa seu Linux da maneira que melhor lhe aprouver.

Sobre as "respostas" (se é que podem ser chamadas assim), realmente existem, apesar de não ajudar muita coisa.
Se você pergunta: "como que eu faço pra ativar aceleração do meu vídeo on-board da VIA?" e alguém te diz "vai no Google", cumé que cê fica???

Concordo tbm no ponto de que o fanatismo atrapalha.
Uso Slack, mas nem por isso digo coisas como "Kurumin é uma m**d*".

No fim, o que vale é o aprendizado.
Pode-se aprender muito em qualquer S.O.
O que eu aprendo no Slack, outra pessoa pode aprender no Kurumin, e uma outra pode aprender no UnderLinux.
Pode-se até aprender no Windows - eu aprendi um bocado com ele, mesmo nunca tendo tido um PC com ele (esse é meu primeiro PC), usando-o nos PCs de amigos, parentes e nos da escola -, depende de quem quer aprender e do que quer aprender.

Bem, este texto meio confuso e - talvez - sem sentido é minha opinião.

Depois eu volto, e falo mais, hehe...

[56] Comentário enviado por GilsonDeElt em 01/08/2007 - 16:58h

"O bom profissional não é aquele que usa as melhores ferramentas, mas sim aquele que faz o melhor uso das ferramentas que tem."

Isso define bem que pode apender muito em qualquer S.O.

té +

[57] Comentário enviado por M4iir1c10 em 02/08/2007 - 06:17h

O windows me mostrou o computador e que ele pode fazer por mim, o Linux me mostrou a informatica e oque eu posso fazer com ela.

Se voce analizar direito Rodrigo voce vai chegar a conclusao que no windows voce e manipulado a fazer aquilo que o windows quer que voce faca, se voce quiser fazer algo diferente entao voce tem que ter paciencia e dinheiro.

O Linux abre um leque imenso de opcoes para voce fazer oque voce quiser com o sistema e isso as vezes deixa o usuario (principalmente os novatos), confusos.

Veja so vamos comparar existem pessoas que tem o seu carro lindo, rapido, potente, mais se alguma coisa acontecer e o carro parar no meio da estrada a pessoa vai pegar o celular e vai ligar para o mecanico e vai ficar esperando o mecanico chegar la e resolver o problema, ja outros eles vao abrir o capo no meio da rua mesmo vao ver qual o problema vao tentar resolver, se der certo deu se nao chamam o mecanico.
Ja outros eles nao vao se contentar em ter o carro eles vao querer abrir, desmontar, mexer, arrumar, melhorar, fazer algo pra deixar mais potente doque ele realmente e.... e se um dia o carro parar na estrada eles so vao abrir o capo ver que foi um fio que desconectou ou uma valvula que nao presta mais, vao trocar e voltar pra estrada sem precisar de mecanico nehum....

Isso e que e ser usuario Linux e saber que voce pode fazer oque quiser e se nao souber tente ou chame o mecanico e ele te ajuda, ou seja voce tem varias opcoes escolha a sua.

Ja a microsoft e o windows e aquele carro bonitao, rapido, potente, mais tem o capo soldado sem a possibilidade de abrir para ver oque tem dentro ou como funciona, que depois de alguns meses de uso fica lento, comeca a engasgar e voce nao sabe oque esta acontecendo, voce chama o mecanico ele da uma olhada por fora (ja que o capo e fechado) conecta uma coisa aqui outra ali e depois de algumas horas ele volta a pegar por mais uma semana, na semana seguinte o mecanico te oferece um acessorio que custa o olho da cara pra manter a performance do carro, e as suas opcoes sao: Compre e use ou nao compre e fique com o carro quase parando....

Agora pelo amor de Deus nao diga que voce nao entendeu!!!!!

[58] Comentário enviado por kermit em 02/08/2007 - 09:31h

?comentario=ao contrario de que dizem, as distros conservadoras nao sao tão "dificeis" assim, eu por exemplo uso slackware e acho o debian mais "dificil" que ele. E se formos pensar do lado do windows, eu ainda acho que o grau de dificuldade entre o windows e o slackware bem parecido, já que todos os dois vêm vazios em termos de aplicações para o usuario. A unica diferença é que o slackware demanda um pouco mais de TEMPO DE PESQUISA, pois realmente temos que configurar na "mao" e eu tenho certeza que aqui 99% dos que usam slack nao vao saber todos os comandos de pós configuração, tendo que recorrer muitas das vezes ao viva o linux. Portanto, informatica em geral demanda estudo e nao adianta fazer uma distro live cd bela e maravilhosa que faz café e lava até a roupa do usuario se o individuo nao sabe dar um boot pelo cd. Concluindo: Toda distro é usavel, senão porque então ela existe? É só querer estudar ela! O ser humano moderno usa tao pouco o cérebro que muita gente ao invés de incentivar a leitura e o raciocinio, acaba fazendo o contrario... Mas essa é outra história.

[59] Comentário enviado por nosklo em 02/08/2007 - 09:49h

Quero comentar o pedaço em que você fala assim: "Será que eu colocar um dual-boot com Windows não me deixa mais livre do que perder horas configurando um wine para jogar gunbound?"

A resposta é: NÃO. Liberdade não quer dizer necessariamente facilidade. Se vc usa windows, vc tem q ter a licença do Windows e a licença do jogo. Usando Wine vc só precisa da licença do jogo economizando assim por volta de 500 reais. Fora que vc terá o código fonte de tudo, menos do jogo, tendo assim mais liberdade para mudar (ou contratar alguém que mude) a parte que desejar que seja diferente.

Da mesma forma essa parte: "Se já tem o jogo lá pra Windows que funciona legal no Windows e dá um trabalho desgraçado pra funcionar no Linux, por que insistimos em compilar, compilar e compilar?"

Não é pq é difícil, é pq eu não tenho Windows e não pretendo comprá-lo nem pirateá-lo. Então pra rodar o jogo que eu COMPREI tenho que passar por isso.

[60] Comentário enviado por removido em 02/08/2007 - 18:11h

My God! What is it? Who are you? What is your name?

THE END!!!

I finished reading, and finished with a cheer...........

Até parece que alguém tem que justificar algo...

Onde está a segurança de cada um... Tudo bem, têm muitas pessoas aqui inseguras???

Mas mesmo nos momentos de insegurança, temos que ser pacientes.

Faça o melhor que você puder, mas não se destrua....

O que eu vejo é cada um querendo defender a sua opinião....

Mas, o incrível disto tudo, é que opinião não se discute...

Dá para entender isto?????

Vejo que minha idade (41) e anos de experiências na informática mais me confundiram que me esclareceram. Esperai, eu também já enrolei todos o fios de meus cabelos, e olha que eu ainda tenho muito....

E isso aí, com o tempo Windows, Apple, Linux e FreeBSD da vida, vão se tornar parceiros do dia a dia como acontece com algumas distros que eu uso. Windows para esposa. Debian e Freebsd no servidor da Empresa. Slackware para estudos e uso tb claro... Ubuntu, Kurumin, Fenix, Muriqui, Fedora, Mandriva tudo misturado e fiz uma distro como eu queria....

Me parece que tem gente preocupado com "FANATISMO" problema??? Não!!!

Contando que ninguém fique jogando na cara dos outros. Apesar quem não quiser ficar vendo o que não quer. ((((QUE FECHE OS OLHOS))).

Desculpem-me, a gente acaba por falar bobagem.

Mas, vamos pegar leve ai... afinal graças aos que encaram código fonte as vezes até perdendo noite de sono e são estes sim que fizeram o LINUX chegar o que ele é hoje. A prova está aí, umas distros de encher os olhos....

Eu até arrepio.... Vou parar se não acabo chorando... e eu estou falando sério... Mas não precisam me atacar por isto... Afinal o código fonte (scripts da vida) + Slackware fizeram eu chegar onde cheguei, e hoje me chamam de senhor com ar de respeito e não por ser mais velho... Antes era " Um cara aí qualquer " Bom, isto não vem ao caso...

E viva a liberdade de expressão....

Um abraço a todos, e continuem assim...

"Estou adorando este espaço, aqui podemos nos desabafar sem ninguém poder dar marretadas na cabeça da gente (literalmente) com o cara que destruiu 40 cds do ubuntu".....

[61] Comentário enviado por removido em 02/08/2007 - 18:26h

Tabulação .......................................................... ponto Parágrafo Tabulação ................................................ vírgula ........................ ponto
Parágrafo
Tabulação ............... vírgula .......... vírgula .............. vírgula ......... ponto
Mas, ................................ vírgula ................. dois pontos ..................................... ? ............? ..................... !!!

[62] Comentário enviado por removido em 02/08/2007 - 18:29h

Ah... ia me esquecendo... Parágrafo
Tabulação ........................ dois pontos ................... interrogação .................. exclamação 3 vezes espaço duplo ............... ponto final

[63] Comentário enviado por removido em 02/08/2007 - 18:39h

Isto já está mesmo é enchendo o saco...
Faz o que que der na teia...
E se o rapaz está com uma crise existencial, contrariando o que ele disse sobre dar patadas quando falam para ir ao google... E daí, graças ao google muitos sobreviveram...

E quer saber de uma coisa e mesmo que não queira vá procurar no google... sei lá, no Cadê então ... No Wikipedia quem sabe... Mas, vá para algum lugar. Tira este traseiro gordo do lugar...

É por isso e outras coisas que o país não vai pra frente... Muita gente reclamando e outro fazendo tudo para facilitar as coisas....

E depois vem falar "pra que fazer o mais difícil" ... É através do difícil que se chega ao mais fácil...

Todos batendo palmas para aqueles que compilam e compilam para fazer distros mais fáceis para os que querem usar na moleza. E daí, tem algum problema nisto????? Eu prefiro mais difícil e daí.... fulano quer o mais fácil e daí...

E acho melhor abrir outro espaço que este daqui lotou...

[64] Comentário enviado por juliaojunior em 06/08/2007 - 11:33h

kara, sempre reclamo do fanatismo. Mas um artigo com objetivos 'político' devem ter um pouco mais de profundidade. Chover no molhado é uma grande perda de tempo. Desculpa aí :)

[65] Comentário enviado por acollucci em 08/08/2007 - 12:24h

discordo de algumas coisas,

como a ideia do linux e ser um software livre, se eu quero jogar aquele jogo que so roda no windows no Linux, eu tenho todo o direito de fazer isso... mesmo que eu tenha que compilar compilar compilar.. e se nao fosse desse jeito o UNIX nem tinha nascido, se voce buscar pela origem do UNIX vai descobrir que ele nasceu da necessidade de portar um jogo para uma nova plataforma..

a tem mais um tanto de ponto que eu descordo mas ja foram abordados pelos companheiros ai em cima...

[66] Comentário enviado por removido em 08/08/2007 - 13:00h

yeah... come baby... it is wonderfull... eh isso ai d4rkboy.... mas como eu disse... cada um faz o que quiser... isso é liberdade... e quem não puder ajudar não atrapalha...

WARNING!!! Space full!!! All fall back!!!

Que saco!!! Eu enjôo só de ver isto, um espaço que não tem masi graça nenhuma... Até parece que tenho que provar alguma coisa... Não tem nada a ser provado aqui.... As ações mostram por si.... bye....

[67] Comentário enviado por flavioamj em 14/08/2007 - 07:51h

CONCORDO PLENAMENTE, COM O RODRIGO.CAPELINI. FALA-SE EM WINDOWS E LINUX COMO SE FOSSEM TIMES DE FUTEBOL. HÁ TEMPOS, DOMINAR O SISTEMA SCO UNIX ERA O QUE DISTINGUIA UM PROFISSIONAL DOS DEMAIS. ATÉ ONDE VAMOS COM ESTA HIPOCRISIA E "GUERRINHA DE NERVOS"?

[68] Comentário enviado por franciscosouza em 22/10/2007 - 21:05h

Muito bom o artigo, colega.
Nota 10 desde já =]

[69] Comentário enviado por Kislack em 29/10/2007 - 11:56h

É o bicho tá pegando aki.. mas aí pelo menos podemos saber como anda a opinião de cada um. Já usei Slackware, na verdade desde a 8.1 . Depois algumas outras distros como Fedora, Debian, Red Hat, Suse, Mandriva e agora tô usando o Ubuntu no Lap. Até pouco tempo eu "desufruia" do Windows somente por causa da webcam.. Estava a acompanhar o desenvolvimento de um driver pra suposta Cam.. mas aí chegou um dia que já não aguentava mais o "XPutzz".. Daí resolvi.. agora só *Nix . Agora tô vivendo feliz da vida com o "ETCH" e "FEISTY" tudo no Lap.. acho que adquirir um carinho diferenciado por estas distros.. Acho que pelo fato de fazer o preparatório LPIC-1 no Debian, daí a curiosidade aumentou e o carinho foi aumentando.
Uma coisa simples e sensata de saber é que o Win do tio billy não é o problema.. mas sim a pergunta.. pois a resposta tá aí.. GNU/LINUX !!!
Somos livres.. todos nós!! Cada um sabe a escolha que faz, como faz e para que faz.. então ao invés de insultos, independentes de sistemas diferentes, o mais interessante é poder contribuir .
Galera, esse "briga" é velha.. lenta e vai continuar por muito tempo, então o melhor a fazer é CADA UM FAÇA A SUA PRÓPRIA ESCOLHA !!
Pense no filme Matrix:
Qual das pílulas vc vai querer meu brother? [ ] Azul ou Vermelha [ ]
Saka ? Liberdade de escolha !!!

[70] Comentário enviado por k33p em 28/11/2007 - 18:47h

Falta união na comunidade.. existem richas entre os próprios usuários do linux..

um pq usa o debian outro pq.. usa o slackware.. e assim vai..

no final todos são iguais.. se você quer compilar cada programa que você vai usar.. que faça.. mas não vai criticar.. aqueles.. que não tem tempo.. para ficar estudando manuais.. de como fazer isso e aquilo.. "fique na sua"

são poucos projetos no linux que.. duram.. a maioria fica no alpha/beta .. ou abandonado depois de um tempo..

acho uma vergonha isso..

É difícil manter também um linux totalmente livre.. sem drivers proprietários etc..

Muita gente critica as distribuições denominadas fáceis.. tais como ubuntu e kurumin .. afinal objetivo aqui deveria ser simplificar e não complicar.. afinal estamos falando do usuário final..

ah sim sem esquecer muita gente apenas usa o gnu/linux apenas para contar vantagem para os amiguinho e nas comunidades.. e ficar criticando qualquer produto vindo da microsoft.. " e o pior de tudo com comentários banais ".

linux é mais seguro que o windows.. [ vendo uma pessoa falar isso creio que ela estudou muito segurança nos 2 sistemas.. ou apenas leu algum artigo xiitaa e criou essa idéia na cabeça. ]

linux é mais bonito que o windows.. [ cada coisa uma pior que a outra.. ]

é tais coisas talvez nunca mudem.. e por isso linux vai ficar impacado.. nessa estaca.. por culpa de seus próprios usuários..

[71] Comentário enviado por Everson Pires em 03/12/2007 - 14:07h

Bem,

Sabe o que eu vejo aqui? O fanatismo que existe em todos os ambitos da sociedade.

Quer um exemplo. Eu sou Congregacional. Meu irmão é Presbiteriano. Meu pai é Católico Romano. Mais nós três somos Cristãos. Ou seja nosso foco principal é : ADORAR A CRISTO. Porém, cada um de nós temos uma filosofia. Eu tenho pastor, meu pai tem o papa e meu irmão o presbitero. E antes de optar pela minha denominação, eu conheci as outras. Discordei de um ou dois rituais. Mais isso não me faz melhor, ou eles piores.

Mais uma: Adoramos futebol. Eu sou palmeiras. Meu pai corinthiano. Meu irmão, como mora em BH faz tempo, e pela minah cunhada, aprendeu a gostar do Cruzeiro. Claro, cada um ama seu time. Mais na COPA, por exemplo, os três são um.

Aqui temos "ENTUSIASTAS E DISSEMINADORES" do Linux. Uns são somente usuários, outras administradores, outros programadores. Cada qual tem sua preferencia. E cada qual tem sua maneira de trabalhar.

Eu sou Administrador de Redes e professor. Na empresa, usamos : Red Hat para Banco de Dados, Slack para segurança e o SUSE para servidores de arquivos. Foi uma escolha que fizemos. Só que somos uma equipe. E cada um apresentou o porque de cada situação. Se dependesse só de mim, eu usaria o Debian ou o Red Hat, mais somos em 4 administradores, 1 por turno e 1 folguista. Cada um tem sua experiencia. Porem, nem nossa experiencia e sim a necessidade. Em casa eu uso o Fedora Core no meu micro. Mais minha esposa não aprende nem quer. Então tem um Windows lá.

Ah, mais no notebook que eu comprei, o fedora não reconhecia uns drivers, e eu uso pra dar minhas aulas e minhas palestras ( inclusive para disseminar o Linux) e eu precisava de rapidez. Achei um dvd do kurumin em casa. Instalei reconheceu, tirei uns excessos de softwares, coloquei o que faltava e sigo minha vida.

Chego um dia em casa e o que vejo? Minha esposa mexendo no meu notebook. Ele gostou do kurumin. Ai eu mostrei a ela que não trava, que não pega virus, etc... Ela comprou um note pra ela. Resultado:Kurumin.

Tirei o Windows do micro.

Bem, mais quem ganhou com isso? O Linux. O Software Livre. Bem verdade, no trabalho eu tenho que ser técnico e fazer quase tudo na mão. Mais nas aulas não.

Então, filosofias a parte, tudo o que foi dito aqui é valido.

Infelizmente eu não tem "bagagem" para recompliar kernel toda a hora. Fico lendo, meditando antes de faze-lo. Mais isso não torna o cara que manja de "scripts" melhor nem eu pior.

Eu penso assim: E se nessa comunidade, deixassemos de lado a filosofia. Vamos pensar assim. Eu uso qual eu quero, mais quando formos postar algo aqui, vamos pensar no LINUX.

Semelhante o exemplo que dei de religião(como muitos não devem ser), vamos falar da COPA então.

Eu acho louvavel o esforço de cada um. Poxa eu achei um artigo de colocar o apt-get no fedora. Outro de colocar o mdb no ubuntu, que eu insisti porque na escola eles usam mdb e o servidor é fedora e funcionou.

Todos aqui são grandes "linuxistas". Vamos focar no objetivo : Fazer do linux, do software livre em sí, casa dia melhor.

OBS: Quando ao vá procurar no Google, pense assim: Gente mal educada e desclassificada tem em qualquer lugar. Ainda bem que em proporção menor...

[72] Comentário enviado por shirglei em 03/12/2007 - 14:22h

é isso mesmo cara, PARABENS pelo comentário. Grande visão das coisas!!!

[73] Comentário enviado por randra em 03/12/2007 - 14:55h

100% dr.sinistro

Acredito que o empenho que você teve em formular essa resposta foi mais do que para se fazer o 'artigo'.

Parabéns.

[74] Comentário enviado por removido em 09/01/2010 - 11:44h

Cara, pra mim, se você gosta, tá valendo, contanto que não sejam ignorantes ao ponto de achar que todos deveriam saber.
Simplesmente há saberes diferentes, há gostos diferentes!
Não acha?

[75] Comentário enviado por removido em 19/03/2010 - 10:13h

Cara, dá pra ver que você não entende nada de sistemas GNU/Linux, quando Linus Torvalds liberou o kernel 0.02, ele disse que estava construindo um sistema de hacker para hackers, agora você vem dizer "Se tem um método mais fácil de fazer algo, por que inventamos "geringonças"? Se existe por exemplo um "apt-get install", por que insistimos no:

./configure
make
make install"?
Acho que você sequer sabe o que é compilar um software. É mais um típico "linuxista" que apenas usa o sistema para dizer aos outros que não usa Windows.
Semana passada escrevi um mini artigo no meu blog exatamente sobre este assunto. Dá uma olhada!! ourlinuxdaily.wordpress.com


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts