Construindo Somando e Subtraindo

De um objeto podem nascer vários, apenas com poucos cliques e um pouquinho de visão longa. É rápido e não dói nada, vamos lá?

[ Hits: 21.033 ]

Por: Guilherme RazGriz em 16/05/2008 | Blog: http://razgrizbox.tumblr.com


A borracha que não apaga



Agora que já criamos um novo objeto a partir do principio da construção aditiva* (ou seja, aplicar a camada camada de cima um efeito de camada aditivo) , vamos aprender a criar mais um objeto a partir deste mesmo, utilizando a ferramenta "Borracha", presente na interface principal do Gimp.

Mas como assim uma borracha que não apaga?

Vamos lá, ela vai SIM apagar os trechos da camada na qual aplicamos o efeito aditivo, e no lugar deles irão aparecer os trechos da camada base da imagem, compondo assim outra figura diferente=], o grande segredo é ANALISAR a imagem ORIGINAL para que assim mentalmente você possa formar outros objetos apenas apagando trechos estratégicos =], um bom "Bizu" é olhar para a pequena imagem da camada presente na interface de controle de camadas, afim de por lá decidir que trechos da camada que sofreu o efeito iremos deletar. =] Chega de teoria e vamos a prática:

Como já disse em documentos anteriores, a ferramenta "Borracha" trabalha em simbiose com os pincéis, ou seja, ela assumirá a forma do pincel que você escolher. O ideal é sempre trabalhar com um de forma circular flexível, este mesmo caso você não possua nenhum desta espécie, pode ser criado na interface de controle dos pincéis bastando clicar sobre o ícone representado por um papel com asterisco (lembram dele? idêntico ao da criação de camadas!).

Na mesma interface de controle dos pincéis existe outro ícone representado por uma folha de papel com um lápis encima, este ícone levará você até a interface de edição de pincéis que é idêntica a de criação de pincéis, a única diferença é que o primeiro ícone citado cria pincéis e o segundo apenas edita os pré-existentes. =]

Abaixo nós temos um bom exemplo dessa teoria toda na prática, onde trechos como a "nova frente" e rodas tiveram trechos deletados para que novos fossem criados:



Mas e quantas vezes eu posso utilizar esta técnica para criar novos objetos?

Quantas vezes você quiser, inclusive utilizando o objeto que você acabou de criar. =]



Mas como você chegou ao exemplo acima?

Bem simples, eu apenas combinei as camadas visíveis* (botão direito do mouse para obter acesso a este recurso sobre qualquer camada, dentro da interface de controle das mesmas), depois dupliquei a resultante, aplicando o mesmo efeito aditivo após o espelhamento vertical da mesma. Ahhh sim, e a famosa "borracha que não apaga" em certos trechos da camada na qual eu estava trabalhando. =]

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Construindo somando cor
   2. A borracha que não apaga
   3. Construindo subtraindo
Outros artigos deste autor

Edição pesada de imagens com o Gimp (parte 2)

Programação visual (módulo 03)

Programação visual (módulo 1)

Blender para todos! - Parte I

Tratamento de imagens em pessoas usando construtivismo reaplicado

Leitura recomendada

Instalando Compiz Fusion no Slackware 12.0

Ativando XGL no SuSE 10.1

Instalando o Cacti via APT no Debian Etch

Instalando o KDE 4 no Debian

O Rio distorcivo e o Gimp

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 16/05/2008 - 16:08h

eu fico pasmo com seus artigos sobre gimp .....
tendo em vista que eu não consigo nem criar um wallpaper !!!!

rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrrs


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts