As letras que fazem TOING

Heim? Quê??! Ahh é, parece ridículo mas não é, esse assunto parece "incomodar" quem usa o Gimp. Falaremos da questão do tratamento avançado de texto, é claro que nada nessa vida é perfeito, nem mesmo o Gimp, porém isso tem um lado incrivelmente POSITIVO, isso nos obriga a encontrar soluções mais que diversas para resolvermos os nossos problemas diários, sejam eles de qualquer natureza!

[ Hits: 24.784 ]

Por: Guilherme RazGriz em 23/05/2007 | Blog: http://razgrizbox.tumblr.com


3D NOW!



Você pode aproveitar o trabalho que já fez até aqui, a única coisa que você terá de fazer é combinar todas as camadas visíveis (ou seja uní-las, transformando-as em uma só).

No menu de filtros, este presente na interface da imagem, conforme podemos ver na figura abaixo:


Navegue até o filtro "Mapear Objeto", a imagem abaixo traz o caminho até ele:


E por fim, colocar ele pra trabalhar. Não vou explicar como ele funciona aqui unicamente porque eu já fiz isso em outros artigos e para quem já "me acompanha" há algum tempo isso é completamente desnecessário.

Abaixo o efeito que escolhi:




Muito bem, aqui nós "retornamos" ao estado original, mas colamos o resultado obtido com a opacidade reduzida, isto é apenas um "bônus" para mostrar mais uma das infinitas possibilidades de criação.


Não esquecendo dos meus "aprendizes" mais antigos que tenho mais uma pequena charada para vocês, isto que verão agora é a fusão deste artigo com um outro mais antigo, cabe a vocês descobrir qual é.


Muito bem, vamos em frente.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Quando começa a mágica
   3. 3D NOW!
   4. Finitando
Outros artigos deste autor

Porque o PC popular é ruim?

Publicidade e software LIVRE? De novo?

Blender - Como fazer um planeta 3D

O Organo Abstrato e o GIMP

Publicidade? Linux? Como?!

Leitura recomendada

Experimentando o XGL/Compiz no Mandriva 2007

Como fazer uma transição de imagens em vídeo com o OpenShot

Pequenas coleções

Profundidade indivisível

Instalando o KDE 4.0 no Slackware

  
Comentários
[1] Comentário enviado por f360c4 em 23/05/2007 - 09:10h

Sem comentarios . . . . kramba .. . . . vc é o kra do gimp . . .
ahsuashuas
Parabéns .. .
sem ideia :D
Parabéns mesmo . ..

[2] Comentário enviado por flipe em 23/05/2007 - 15:06h

muito bom mesmo!

[3] Comentário enviado por marcrock em 23/05/2007 - 15:09h

Excelente!!!!

Cara sem comentários!!!

Parabéns.

Valew!!!!!

[4] Comentário enviado por apdrall em 23/05/2007 - 20:18h

Caramba.. o Gimp a cada dia me surpreende mais. Infelizmente é um programa pouco intuitivo, mas a gama de recursos é praticamente ilimitada!

Gostei do artigo.

[]s,
Sílvio

[5] Comentário enviado por razgriz em 24/05/2007 - 01:41h

Olá Silvio, acredito que a interface seja intuitiva sim, o que muda é a interpretação de cada um sobre a sua usabilidade =]

[6] Comentário enviado por tenchi em 24/05/2007 - 12:56h

Cara, simplesmente incrível. Você manja muito de Gimp...
Uma pergunta que te faço: Porque será então que um programa tão perfeito não é usado em grande escala pelas empresas como o próprio photoshop, etc? Será que falta divulgação?

Geinal!

[7] Comentário enviado por apdrall em 24/05/2007 - 13:16h

tenchi,

Acredito que sua pergunta pode ser "transplantada" na discussão Linux/Windows. Porque um sistema tão robusto como o Linux e com tantos recursos e mais estável que o Windows não é usado em grande escala por usuáris domésticos e mesmo empresas? A questão é a cultura, cara. E isso é muito difícil mudar. Mas acredito muito que isso possa mudar em algum tempo. As pessoas estão começando a se dar conta da qualidade do software livre.

[]s,
Sílvio

[8] Comentário enviado por y2h4ck em 24/05/2007 - 17:59h

Pq será que detonaram na nota ?? O artigo ta muito bem feito, inclusive com how-to usando imagens.

Tem gente que não se toca mesmo ...


Contribuir com comentário