A vida em preto e branco II - Orpheus, música no console

Segundo artigo da série "a vida em preto e branco", mais um passo para a transição do modo gráfico ao modo texto. Apresento a avaliação de um player de músicas baseado em texto, é a possibilidade de tocar suas mp3 em modo texto, com uma interface bonita e informativa.

[ Hits: 27.370 ]

Por: Fernando de Sá Moreira em 11/01/2007 | Blog: http://lattes.cnpq.br/2269235326367932


Problemas encontrados na execução



Mas como nem tudo são flores, é melhor comentar os problemas que encontrei no uso do orpheus:

1) O sistema de busca só busca músicas que estiverem abaixo da música que estiver focada antes da pesquisa ser iniciada. Esse foi uma falha que me irritou muito no início, mas que depois até me acostumei. Acredito que poderia haver a opção de buscar músicas que estiverem antes da palavra focada. Para conviver com essa falha basta se acostumar a deixar o o foco nas primeiras músicas da playlist.

2) O programa demora para carregar playlists com um número grande de arquivos.

3) Quase não existe documentação.

4) São poucos os recursos de manipulação de playlist. Não se pode, por exemplo, agendar uma música para tocar, como é possível fazer com o xmms usando "q"; Ou o programa toca as músicas aleatoriamente, ou continuamente. Não há muito o que fazer nesse caso.

5) O orpheus quando usado junto com o screen (espécie de gerenciador de janelas no modo texto) pode gerar problemas com caracteres especiais e acentos. Eu realmente não sei exatamente como tratar desse problema. Creio que o problema seja com a codificação dos arquivos de música: o orpheus tentando exibir corretamente nomes de músicas com codificações diferentes acaba embaralhando a codificação do terminal especifico onde ele estiver trabalhando, mas isso só acontece se outras aplicações estiverem rodando sobre o mesmo terminal (que é o que o screen permite). As soluções que encontrei para evitar esse tipo de problema foram: usar o screen numa tty diferente do screen ou não me incomodar com os problemas de acentuação.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Apresentando e instalando o Orpheus
   3. Executando e usando
   4. Problemas encontrados na execução
   5. Conclusão
Outros artigos deste autor

Sucata - Dicas de compra

Usa Firefox? Expanda-o

Facilidade X Possibilidades

Mrxvt x Gnome-Terminal x Konsole

Uma geral acerca do WindowMaker

Leitura recomendada

Mais CLI!

GAMBAS: A definitiva resposta open-source ao Microsoft Visual Basic

Como controlar todas as mídias da sua casa somente com 1 controle remoto e 1 Linux

Usando o start-stop-daemon no Slackware

Monitoramento utilizando Centreon 2.4.5 + Nagios 3.5.1 + CentOS 6.5

  
Comentários
[1] Comentário enviado por kroz em 11/01/2007 - 09:01h

artigo muito bom, testei ja que tambem uso modo de texto, e mesmo um bom quebra galho.. vc esta de parabens mano adiante com este trabalho!!! boa sorte...

[2] Comentário enviado por removido em 11/01/2007 - 09:38h

Excelente artigo. Há também outro excelente player que também toca músicas MP3 em modo texto, que chama-se "Mp3blaster".

http://mp3blaster.sourceforge.net/index.html#downloads

:::... Viva o Linux ...:::

[3] Comentário enviado por leandrorocker em 11/01/2007 - 10:15h

o mplayer também não roda só modo gráfico?

[4] Comentário enviado por muzkur em 11/01/2007 - 10:23h

Cara, esse artigo é uma mao na roda. Agora vou ter o que fazer enquanto meu Debian puxa e instala os pacotes do KDE =)

Sobre o uso do CLI, vou lhe dizer, eu não gosto de usar o adept, kpackage ou coisas assim e nem o kwrite kate e etc. Sempre uso o aptitude e o vim. Nãso sei porque, mas esses aplicativos em CLI me agradam mais que seus "primos" X.

[5] Comentário enviado por removido em 11/01/2007 - 20:29h

boa noite !!!! no embalo do seu artigo existe tbm o workbone, q roda cd direto do drive. e é modo texto, basta digitar workbone, a mudança de faixa, pausa , stop, avançar e retroceder acontece no teclado numérico.

fuiiiiiiiiiiiiiiiiii .......

[6] Comentário enviado por tenchi em 11/01/2007 - 22:58h

leandrorocker, o MPlayer roda independente de interface gráfica ou não.
Existem interfaces gráficas tanto para o X, quanto via linha-de-comando.
O que existem também são os modos de exibição, que vai desde art ascii (aa), até openGL ou framebuffer.

Mas no final tudo é a mesma coisa.. rsrs.

Espero ter lhe ajudado.

Agora, um programa bom mesmo é o mp3blaster.
Outro muito bom, leve e simples é o amp. É muito simples mesmo. Não tem interface alguma, nem no console.. rsrs. É o básico do básico.

Aquela história de que faltam programas para o linux é pura falta de pesquisa. Se você acessa regularmente sites como o sourceforge, o freshmeat, freedesktop, berlios ou o brasileiro codigolivre, com certeza achará muitos programas, de todas as áreas possíveis... Muitos até inúteis, mas também muitos super-necessários para a nossa vida..


Falow...

Ah, e artigo muito bom... Há coisas que fazemos no teclado que são impossíveis de serem feitas com um mouse.

Nota 9.5.. rsrs

[7] Comentário enviado por leao 3d em 12/01/2007 - 02:30h

eu nao so muito fam de modo texto mais isso e uma coisa bem legal para quem tem pc mais antigo para quem gosta do modo texto parabens pelo artigo

[8] Comentário enviado por leandrorocker em 12/01/2007 - 09:01h

Nossa, agora que to notando que fiz a pergunta completamente errada, eu quis dizer
"o mplayer também não roda SÓ em modo texto?"

É verdade, o mplayer roda em modo texto e fica muito legal, eu enviei pra cá um screen da minha tela rodando mplayer em modo texto, gosto bastante, parabéns pelo artigo e Eldred, obrigado pelo esclarecimento!

[9] Comentário enviado por mautech em 15/01/2007 - 01:08h

testado tbm via ssh!! funcionamento perfeito!! bom artigo!!

Valew!! e continua ai ne!!!?

Abracos!!

[10] Comentário enviado por leandrorocker em 15/01/2007 - 08:01h

Não sei se interessa a alguém, mas enviei um screenshot do Mplayer rodando em linha de código sem interface, quem quiser conferir aqui o link
http://www.vivaolinux.com.br/screenshots/verScreenshot.php?codigo=8558

Abraços


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts