Sucata - Que SO usar em PCs antigos?

É sempre um problema escolher qual sistema operacional usar em computadores antigos, tanto quando se está tratando de Windows, como quando se está tratando de Linux. Será que vale a pena instalar o Win98 e ter problemas a cada 3 meses? Vale a pena instalar as distros Linux "leves", como o Damn Small Linux?

[ Hits: 35.468 ]

Por: Fernando de Sá Moreira em 30/08/2007 | Blog: http://lattes.cnpq.br/2269235326367932


Introdução



Há diversos fatores a considerar na hora de escolher o SO. Normalmente os fatores a ser considerados giram em torno de dois grupos:
  • (1) potência da máquina e;
  • (2) finalidade de uso da máquina (e as variáveis decorrentes).

Falar da escolha de um sistema, sobretudo neste contexto, considerando computadores antigos das mais variadas configurações, é sempre complexo. Em função disso, vou traçar comentários sobre diversos sistemas operacionais que pude ao longo da minha história com computadores, para daí tirar algumas conclusões sobre fatores a considerar na escolha de um sistema.

Não tenho nenhuma pretensão à imparcialidade, tenho uma posição e um sistema preferido, nem sempre por critérios objetivos que possa expressar; por conta disso, procuro expressar minha parcialidade ao máximo para não tentar iludir ou enganar o leitor.

Minha experiência com Windows (como usuário) foi: 3.11, 95, 98, 98SE, 2000, XP; e com Linux: Conectiva 8 e 10, Kurumin 5 e 6, Kalango 3, Ubuntu 5.04 até 7.04, Debian 3.1 e 4.0, Damn Small Linux 3.3 e 3.4, Slackware 10.2 e Mepis antiX 6.5. Dentre esses sistemas, escolhi alguns para aplicar alguns comentários.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Quanto ao Windows
   3. Quanto ao GNU/Linux
   4. Conclusão
Outros artigos deste autor

A Vida em Preto e Branco I - Pebrot, MSN em modo texto

Mrxvt x Gnome-Terminal x Konsole

Sucata - Dicas de compra

Pensando sobre Web 2.0

A vida em preto e branco II - Orpheus, música no console

Leitura recomendada

Insigne GNU/Linux Momentum 5.0 - A distribuição do computador para todos

Cultura Hacker - Tenha ética e ganharás respeito

Aonde o Windows é frágil

Introdução ao Protocolo Internet - IP

Tecnologia a seu favor: 3 motivos para ter um sistema financeiro e ganhar tempo no trabalho

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 30/08/2007 - 11:32h

Mais um belo texto do blehhh! Gostei da sua imparcialidade ao comparar Windows x Linux e até mesmo os diferentes sabores de Linux. Parabéns!

[2] Comentário enviado por tenchi em 30/08/2007 - 12:37h

Também achei muito interessante o texto.
Uma das vantagesn do Linux é o fato de que, mesmo as últimas versões poderem ser utilizadas em máquinas antigas. Mas isso exige um certo conhecimento do utilizador, para compilar o kernel e desativar serviços, etc.
Hoje mesmo eu li num tópico no slack-br sobbre instalar o slackware em máquinas antigas, e o problema destes casos é a dificuldade em encontrar aplicativos que rodem com pouca memoria e procesamento e ofereçam bons recursos para o usuário. Como um bom gerenciador de arquivos ou navegador web. A maioria deles utiiza gtk+ e qt, o que os torna quase inviáveis em máquinas antigas.
Vou postar o comentário que eu fiz lá:
"
Cara, há um artigo do piter punk ensinando como rodar um slack bem leve, com ambiente gráfico, até num 386!
http://piterpunk.info02.com.br/artigos/XTerm386.html

É possível sim rodar um slack numa máquina dessas, mas você terá um pouco de trabalho até que tudo fique redondo. Terá que compilar um kernel bem enxuto para ela (pode até ser o 2.6 mesmo). Terá que remover (ou melhor, não instalar) boa parte dos pacotes da instalação padrão. Mude também a configuração do X.
Quanto ao wm em questão, você poderá rodar, sem (maiores) problemas, o wmaker. Mas se voc quiser um desktop completo, um wm legal, e bem parecido com o win95 é o ede (http://ede.sf.net), e um gerenciador de arquivos é o Pathfinder (http://www.fox-toolkit.org/), ou o rox, ou o nao (http://nao.linux.pl/), ou o xfm (já vem no slack), ou o xfe (http://roland65.free.fr/xfe/).
Editor de textos? Abiword. navegador web? Pegue uma versão antiga do netscape ou mozilla.
E desabilite a maioria dos daemons. Se possível também vá á um ferro velho em compre mais um pente de memória

flw.
"

Só que o cara queria utilizar num 486DX. Aí dá trabalho mesmo. Infelizmente os windows 9x ainda são a melhor alternativa para o usuário, em se tratando de usabilidade, mas pouco em se tratando de segurança (nem imagino um win95 hoje sem antivirus e firewall).

Nota 10

[3] Comentário enviado por michel.peloso em 30/08/2007 - 13:22h

Bacana seu artigo cara..
Continue assim.
Falou!!

[4] Comentário enviado por willian.firmino em 30/08/2007 - 13:56h

Cara eu tenho uma maquina aqui com o windows NT 4.0 SP6 e roda bem legal os drivers é q foram díficeis encontrar o micro no caso é um pentium 133 com 64 de ram sobre o linux o pessoal tem falado bastante sobre o Puppy linux eu particularmente nunca o vi instalado mas já baixei e pretendo instalar nesta mesma maquina

[5] Comentário enviado por paulovanderley em 30/08/2007 - 15:15h

Muito bom seu artigo! Passei um sufoco desses meses atrás, ao ressuscitar meu Compaq Presario.

/*Meu Presario 1200 tem processador de 500mhz, 128 de RAM e 4 GB de HD.*/

Tentei versões anteriores do Kurumin, do Ubuntu, do SUSE... só não fiz teste com o Conectiva porque não consegui um CD. Fui atrás dessa Dizinha, Puppy e de outras distros "pocket", mas não me agradaram muito. Concordo com o que você disse, elas nos dão a sensação de que falta algo (e realmente falta).

Felizmente, consegui reviver meu velho notebook com o Mandriva Free 2006. É claro que não ficou aqueeeeeela maravilha, mas tenho todos os aplicativos da distribuição. Quando coloco em modo gráfico, roda o KDE e posso usar o OpenOffice. Só o hardmodem ficou pra trás, mas tudo bem.

[6] Comentário enviado por femars em 30/08/2007 - 15:44h

Mto Show o artigo.
Aqui em casa eu tenho p3 600, com 128 de ram, e nele instalei o slack 10.2, com o kernel 2.4, mas jah utilizei ele sem problemas num p2 com 64 mega, pra mim o grande diferencial msm eh o ambiente grafico. Em ambos eu usei o fluxbox! ....e a makina fico mto estavel e rapida! com a instalacao comum! Mas nem cheguei a testar com um KDE por exemplo, pq eu sei q vai ser desatroso, e naum qro um pc bunitinho, qro um funcional! eh por isso q gosto de slack, naum preciso de um p4 pra tudo.... a partir do momento q uso linux, deicho de ser menos consumista, e mais original!

[7] Comentário enviado por marcrock em 30/08/2007 - 15:48h

Ótimo artigo !!!!!
Fazer o melhor uso possível do hardware antigo é algo fundamental!!!
Eu recomendo o Puppy Linux 2.17 , aliás nesse momento estou usando ele aqui no meu micro que já pode ser considerado antigão (Pcchips m810, Duron 1.3Ghz).
O desempenho tá nota dez e tem muita coisa em apenas 93 MB!!!!

Parabéns pelo artigo.

Até +!!!!

[8] Comentário enviado por removido em 30/08/2007 - 15:59h

Realmente esse é um belo texto, parabéns!!! Adorei a comparação sutil da eterna briga Windows/Linux, muito show!!!
Eu já usei o Conectiva 6, 7 e 8 numa p2 400mhz com 128 mega usando o KDE como ambiente gráfico e funcionou legal, não sei se com 64 mega o ambiente gráfico rodaria bem, nem cheguei a testar. Mas de qualquer forma, quando se tem pouco espaço de HD, o melhor mesmo é usar uma distro Linux que um Windows 98, por exemplo. Abraços a todos!!!

[9] Comentário enviado por oscarcosta em 30/08/2007 - 19:34h

cara, instalei o openbsd 3.7 num pentium 133 com 32 megas de memória... rsrsr e coloquei ele em rede em casa...
ainda vou achar uma finalidade pra ele... mais o bichinho ta muito rápido e estável ... rsrsrsr

[10] Comentário enviado por ferlopes em 31/08/2007 - 02:21h

Existem algumas distros baseadas em uclibC, que é uma libC reescrita para uso em sistemas embarcados.

A questão é que ela é incrivelmente leve e pode tornar uma máquina bem velha (como um 486) utilizável, com terminal gráfico e firefox.

Uma delas é a DeLi Linux. Vale a pena olhar: http://delili.lens.hl-users.com/

[]s!

[11] Comentário enviado por lennon_linux em 31/08/2007 - 10:26h

Que bala..
Também acho q os distros deveriam lançar versões "lites" dos seus sistemas.
Assim nós q trabalhamos em empresas q usam pc's antigos, ficariamos mto grato..pq Win98..é leve, mais não é mto bom pra rede.
belo texto..parabéns!

[12] Comentário enviado por clayton.ricardo em 31/08/2007 - 12:28h

Parabéns pelo artigo de excelente qualidade!

Possuo um K6-II 500Mhz encostado em casa. Pretendo usá-lo como cobaia para montar um pequeno servidor doméstico de qq coisa ( ainda não pensei numa função específica), pra uso didático mesmo e ver se, de uma vez por todas, aprendo Linux!

[]'s

[13] Comentário enviado por tenchi em 31/08/2007 - 13:17h

lennon_linux, isso hoje seria muito difícil de ser mantido pelas comunidades. Se você pegar uma distro como Fedora ou Ubuntu, e retirar vários recursos para torná-las leves, perceberá que ficarão como essas distros leves (DSL, Puppy, etc). E é para isso que elas existem...
Gostei da dica do DeLi Linux. Incrível o milagre que o cara pode fazer num 486!

[14] Comentário enviado por danilobuzar em 31/08/2007 - 15:22h

Amigo, acho que você acabou de escrever uma grande baboseira a respeito do W2K, pois, de todos os sistemas da Micro$oft o melhor para network e o mais estável foi o Windows 200, com certeza.... Essa comparação do W98 c/ o W2K e/ou c/ o WXP não existe, são sistemas completamente diferentes.... Acho que ao escrever sobre o W2000 você confundiu c/ o Windows ME, e esse sim, foi o sistema mais podre que a M$ já fez até hj....

[15] Comentário enviado por nunesvictor em 01/09/2007 - 09:50h

cara, axei bem legal esse seu tópico, mas eu vou me atrever a fazer duas observações...
a primeira: q tal fugir um pouquinho do linux sem abandonar o unix e dar uma olhada no FreeBSD? acho um sistema incrivel por sua facilidade, e ao mesmo tempo robustez...limpo e completo! E fica lindo de KDE
a segunda: pq não slackware? apesar de ser uma distro bem robusta (q ja vem com cara de servidor) se vc der uma enxugada o danado fica legal
=]

parabéns
[]'s

[16] Comentário enviado por Teixeira em 01/09/2007 - 16:43h

Se não fosse pelo detalhe dos direitos legais do software, uma solução ótima para uso doméstico seria um 386dx a partir de 16mb RAM com Windows 3.11, e o Word 6.0 - a versão mais prática e funcional do Word - e mais os demais aplicativos do Office contemporâneos àquela máquina. Na minha opinião, o Painbrush era visualmente melhor e mais estável que o MS-Paint para desenho bitmap).
W3.x consegue "voar" com 16mb.
Apenas os "modernismos" se perdem, infelizmente.
Internet portanto, nem pensar!
Mas pode-se usar como bancos de dados o Clipper Summer 87 da Nantucket ou o Dbase 3+, ou o Paradox 3.5 que rodam muito mais rápido que a maioria dos programas modernos.
Da mesma forma que o Windows, o Linux sofre por causa da necessária atualização constante de detalhes gráficos que são grandes consumidores de memória de vídeo). Na verdade não são os SOs que sofrem, mas sim o usuário que desejar mantê-los atualizados.
De qualquer forma, configurar aquele Windows não era uma tarefa muito fácil para o "usuário final", que somente após levar uma porção de "surras" conseguia então ter o seu Pc funcionando a contento.
A tendência é de que, independentemente do SO, os PCs se tornam obsoletos mais rapidamente hoje em dia.
Parabéns pelo artigo!


[17] Comentário enviado por ricardodru em 03/09/2007 - 08:41h

Parabens blehhh !
Otimo artigo !

Mas deixo meu comentario. Uso o Slackware a 2 anos. Na minha opiniao ele é otimo para maquinas antigas ! Possui instalador em modo texto, e tem varias opções de instalação no menu, sendo a de pacote por pacote ou até mesmo o sistema base que ocupa uns 30 MB no HD. Depois é só instalar os pacotes manualmente.
Alem da questao do WM a ser utilizado, tambem nao podemos esquecer a questao do kernel, as versoes 2.4 para baixo, sao as ideais para maquinas antigas !
Não há duvidas, que a instalação de área grafica, alem de consumir muito espaço em disco, utiliza muita memoria ram. Exemplo disto, para o KDE rodar, ele consome + ou - cerca de 35 MB de RAM, sendo isso impossivel numa maquina antiga !

Tenho uma experiencia, onde montei um firewall/NAT para uma lan house, que é um P 100 com 32 MB de ram, HD de 600 MB.
Utilizei o Slackware 10.2, kernel 2.4, usei a instalação base, e depois instalei alguns pacotes necessarios e o iptables, mas nao instalei nada de area grafica, somente modo texto, onde depois de finalizada toda a instalação, ocupou apenas 80 MB de HD. Roda que é uma beleza, e consome pouquissima energia !

O Debian tbem é uma otima distro, que pode ser facilmente customizado. Basta o usuario saber como fazer, o que nao é dificil !

Abraços a todos

[18] Comentário enviado por pardalz em 11/09/2007 - 20:41h

Muito bem escrito e explicado, tenho que descordar com vc sobre o que disse do kurumin, pois existe a versão light, me agradou muito.. realmente fiquei muito satisfeito, instalei ela num p233 com 64mb de memoria e hd de 4 gb, funcionou belezinha, quando me dava conta de que algo que eu tinha no kurumin 6.1 full estava faltando, bastava abrir o console e digitar apt-get update apt-get install aplicativo. hj ja nao tenho mais esse problema, pois continuo com o kurumin(v7.0r03) num micro bem melhor, e pra te falar a verdade, se nao fosse pelo outro hd lento.. quase nem da pra notar..
tive experiencia com ubuntu(apenas live cd) foi uma passada por cima soh.. mas nao me agrado muito.. as vezes quando se acostuma com uma distro.. vc se apega a ela. e depois as outras parecem que tem aquilo: "ta faltando algo aki". mas eh isso ae..
OBS.: nao sou um expert, mas gosto de deixar minhas opinioes..

[19] Comentário enviado por jakuboski em 21/09/2007 - 10:30h

Tenho um IBM com 32mg de Ram e HD de 6gb, mas o puppy 2.1 da erro no boot. Tambem sou novo em linux. Se alguem puder me ajudar agradeço! www.jakuboski@gmail.com

[20] Comentário enviado por michel.peloso em 21/09/2007 - 13:45h

Dan small linux...

^^É leve e também roda em micro antigo..^^

[21] Comentário enviado por fhespanhol em 24/09/2007 - 08:18h

Conversa fiada, versões minimalistas do Linux não funcionam bem e versões antigas do Linux são um horror! Prestem atenção no artigo o cara fala de PCs com 32MB de Ram e processadores lentos para micros assim o ideal continua sendo Windows 98, para PCs 486 com 8MB de RAM Windows 95 dá para instalar o Office 97, um player de música, um visualizador de PDf e de imagens, roda atá filmes em AMV.

[22] Comentário enviado por fhespanhol em 24/09/2007 - 08:20h

Sei do que digo por experiência própria, uma cliente minha comprou um Notebook Pentium 133 com 32MB de RAM e resolveu fazer o que vocês sugerem neste artigo, resultado quase que ela acabou com o NOtebook, levei 6 horas para consertar o estrago.

[23] Comentário enviado por fsamoreira em 24/09/2007 - 14:35h

usar uma versão antiga do windows é tão ruim, ou mais, do que usar uma versão antiga do linux. prefiro usar uma versão atual do linux, apenas, ou prioritariamente, em modo texto. conseguiria usar todos, ou quase todos, os recursos atuais de segurança e utilização, mesmo com pouca memória ou processador.

fhespanhol: o que essa cliente fez exatamente com o notebook dela? 133 com 32mb é realmente pouco, mas não vejo como ela poderia fazer um estrago tão grande que levasse mais de 2 horas pra consertar.

[24] Comentário enviado por gpr.ppg.br em 13/02/2008 - 15:12h

é complicado...
se fala muito em aproveitar maquinas antigas com linux...
mas na pratica claro que nao é facil...
e o povo quer coisa facil... claro...
ninguem mais quer passar horasss no computador...
lembrem sempre do slogan: linux para humanos!

eu tambem queria um distruicao livecd
que depois so instala-se
no meu pentium 2 com 90mb.

mas depois de testar varias
vou recorrer a calma e instalar
ou debian ou slackware mesmo
o que chamam de distribuicao raiz.
pacote por pacote vai ficar leve.


referencia: se voce nao sabe sabe nada de linux(iniciante)
pensem na sua mae instalando windows.
fala para ela que é facil e dá um cd pra ela.


abraços,
gpr.

[25] Comentário enviado por ashmsx em 01/10/2008 - 10:56h

Provavelmente esse assunto nunca será resolvido por completo. Há várias distribuições, todas elas muito boas, que fazem o que prometem. Mas então fica a pergunta, qual o problema? O problema é que cada pessoa tem uma finalidade diferente. No meu trabalho eu preciso de um ótimo programa para ver imagens e não tem como fugir do office (ou broffice). Eu tenho um Toshiba Satellite com 64mb e 550mhz no Celeron Coppermine. Instalei Debian, mas acho que fiz besteira de por xfce. O desempenho de processamento é muito bom, mas quanto a memória... uma terrível lástima. Não quero ter que por windows 98 e passar raiva na hora de conseguir drivers (na última vez que coloquei o 98 eu fiquei sem nada, nada de som, nada de rede, nada de video...). Usar SO antigos é besteira. O debian, versão Stable, supre com folga essa necessidade, além do Slack que é muito bom, sabendo usar. Abraços amigos

[26] Comentário enviado por Teixeira em 23/11/2008 - 10:57h

O grande problema é que nos tornamos extremistas, mesmo sem perceber,
e por vezes somos comparáveis a sonhadores inconsequentes:
Pretendemos aproveitar máquinas antigas e com pouco poder de fogo, PORÉM
igualmente pretendendo instalar nelas TUDO aquilo que as tecnologias modernas
nos oferecem.
Ora, tais tecnologias são para micros novos, processadores novos, placas de vídeo
poderosas e muita, muita memória RAM (justamente o que inexiste nos micros ditos
"ultrapassados").
Aí, como a coisa realmente não vai funcionar da maneira pretendida, passamos a
discutir sobre a "não-eficácia" do sistema operacional (ou da distro) "X" ou "Y".
Estamos errados.
"Cada um no seu quadrado".
A arte está em aproveitar cada máquina dando-lhe o máximo de eficáca POSSÍVEL,
de acordo com a real necessidade do usuário.

As distros antigas não dão suporte a USB, por exemplo.
Assim, câmeras, impressoras e outros dispositivos que utilizem esse barramento,
simplesmente não funcionarão. No entanto, certas distros antigas dão suporte a
PCMCIA, mas é claro que os cartões serão aqueles também antigos.

Para que tenhamos suporte a USB, IR, Bluetooth, é necessário que a versão do kernel
seja superior a 2.6.x
Isso é fácil de imaginar o porquê: Antes dessa versão essas tecnologias simplesmente
não existiam!

Sendo possível contornar as limitações, pode-se perfeitamente construir um conjunto
harmonioso de hardware e software.

Por exemplo, temos no projeto BL3 Brasil (Basic Linux) máquinas modestas acessando
a internet e servindo como verdadeiras centrais de email com rapidez e eficiência.
Ouve-se música e assiste-se a vídeos, mesmo sem abrir a interface gráfica.

Outras distros permitem vôos gradativamente mais altos, contudo somente até o limite
imposto pelo próprio hardware.

Pretender muito mais que isso pode ser uma experiência muito frustrante.





[27] Comentário enviado por trewx em 02/12/2008 - 23:49h

Bem...Instalei a poucos dias o Debian-br-cdd em um 386 com 64 de memória e tá
rodando legalzinho...!!! Há...completinho...???

[28] Comentário enviado por millemiglia em 20/03/2010 - 14:47h

blehhh não concordo com sua posição quanto ao Windows 2000. Tive um notebook Compaq Armada 110 (Pent.ium III 800 MHz, 581 MB RAM e 20 GB HD) que eu usava em dual boot Windows 2000 Professional e Kurumin 7. Originalmente ele podia vir com Windows ME ou Windows 2000 mas quando o comprei, usado, ele tinha o XP instalado (na época tinha apenas 316 MB RAM) e era uma carroça com o XP (mesmo desabilitando todos os serviços desnecessários).
Foi instalar o 2000 Professional que ele rodou feito uma bala e sem os chiliques do XP. O Kurumin 7 então era muito mais rápido ainda. Quando instalei um pente de memória adicional de 256 MB ficou melhor ainda.
Concordo com o danilobenzar, você deve ter feito confusão entre o 2000 e o ME (esse sim uma verdadeira ...rda!!).

fhespanhol acho muito difícil você rodar com folga o Windows 95 (mesmo a versão A) com o Office 97 num 486 com apenas 8 MB de memória. Essa era a recomendação mínima da MS para instalação mas o sistema ficava muito lento. O W95 só funciona realmente bem a partir de 16 MB de memória. Se você tiver 24 MB ou 32 MB ele voa. Sei por experiência própria.

Quanto a aproveitamento de hardware antigo com Linux eu lembro que cheguei a instalar Conectiva 6, 7 e 8 num Cyrix 233 MHz com 32 MB RAM e rodava sem problemas. Mas acho que o melhor ainda é usar uma distro como Slackware e customizá-la.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts