Sucata - Dicas de compra

Apesar do barateamento dos itens de informática, nem sempre é possível comprar um computador novo. É comum encontrar um intenso comércio de computadores usados. Além disso, em empresas é costume reaproveitar computadores antigos. Neste primeiro artigo da série "sucata" apresento alguns fatores a se observar na aquisição de computadores antigos.

[ Hits: 25.450 ]

Por: Fernando de Sá Moreira em 26/06/2007 | Blog: http://lattes.cnpq.br/2269235326367932


Introdução



No início do ano comprei um PC arcaico (um Pentium MMX 233 Mhz com 64MB de RAM), não que eu não pudesse continuar usando meu computador mais recente (Pentium 4 2.4 Ghz), mas me pareceu um bom negócio. Os motivos para a compra de um PC antigo podem ser vários. Para a maioria das pessoas costumam relacionar-se com a falta de dinheiro. Mas no meu caso, realmente queria fazer algumas experiências. Tirei alguns ensinamentos dessa aquisição, que pretendo compartilhar:

Pense: por que você precisa de um computador novo? É fato que as grandes empresas de software e hardware têm aproveitado os múltiplos avanços que a informática teve nos últimos anos e, através desta situação, forçam a constante atualização dos equipamentos.

Supondo que você esteja querendo um computador para digitar textos, navegar na internet, escutar algumas músicas, ou seja, que queira um computador para ser um usuário padrão, que computador você compraria? Normalmente, como boa parte dos usuários, na hora da aquisição o pensamento será: "quanto mais melhor"; calcula-se o dinheiro disponível, as parcelas possíveis, subtrai os preços dos computadores oferecidos pelos vendedores, e o computador que satisfazer a condição "eu vou conseguir pagar esse computador e continuar comendo ao mesmo tempo" é o escolhido.

Pensando em uma família de classe média, essa equação permite que seja usado qualquer software cotidiano disponível no mercado, mas em cerca de três anos haverá uma série novos recursos que seu computador não é mais capaz de rodar. Dependendo de seus recursos financeiros, compra-se outro computador, ou senta-se e chora.

Não importa o quanto gasta-se e o quão o computador comprado seja potente no momento da compra. Por mais que se compre um computador com todos e os melhores recursos disponíveis naquele instante, em cerca de três anos os novos lançamentos em jogos não serão suportados e em no máximo cinco anos a última versão do sistema operacional (pensando em Windows) não rodará, comprometendo a usabilidade e segurança (considerando os modos de uso padrão da maioria dos usuários de PC).

Será que é preciso que seja assim? Como computadores que há poucos anos eram capaz de qualquer operação e serviam perfeitamente para todas as operações avançadas, já não são capazes de realizar operações triviais? Isso NÃO é em absoluto um fato inevitável. Me parece claro que a informática precisa evoluir e que, com as melhorias desenvolvidas, a obsolescência do hardware é necessária, mas a velocidade que ela é dada, nos moldes de uso atual, é ridícula.

Nesta série de artigos pretendo mostrar como aproveitar ao máximo seu computador. Não estou dizendo que é simples, nem que não implica em algumas MUDANÇAS DE HÁBITO, mas que é possível usar com qualidade, um computador comumente considerado como inútil; com ênfase no uso como DESKTOP, mas também, se der tempo, pensando no seu aproveitamento como SERVIDOR.

Neste primeiro artigo, primeiras observâncias acerca do hardware: DICAS DE COMPRA.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Dicas de compra
   3. Links
Outros artigos deste autor

O que é o OpenDocument Format

Uma geral acerca do WindowMaker

A vida em preto e branco II - Orpheus, música no console

A Vida em Preto e Branco I - Pebrot, MSN em modo texto

Mrxvt x Gnome-Terminal x Konsole

Leitura recomendada

Montando RAID manual no Linux

Configurando webcam com o driver Spca5xx

Instalando a placa wireless realtek 8187B no Debian e derivados

Como configurar o dispositivo Wireless LG LW2110P chipset rtl8180 no Slackware 10

Como instalar o modem Intel 536EP no Slackware

  
Comentários
[1] Comentário enviado por jllitvay em 26/06/2007 - 08:37h

eu montei uma máquina que é o meu xodó:
Placa mae Tyan 1564IV Dual processor pentium 233 MMX
Voodoo3-2000 PCI
Placa de rede 3Com PCI
Mouse serial
Placa SCSI Adaptec ISA com um HD de 1g para swap e home
HD IDE de 10G
Cdrom e disquete
Placa de som ISA Crystal PNP
Modem USRobotics ISA
160Mb de ram SIMM
e obviamente um Slackware 11 todo recompilado otimizado para Pentium-mmx Dual.
Tenho planos de completar os slots de memória com o máximo da placa: 512, mas se conseguir completar 256 já me dou por satisfeito.
Abraços aos amantes de hardware antigos!! :D

[2] Comentário enviado por removido em 26/06/2007 - 09:25h

CARA, EXCELENTE ARTIGO!!!
como você disse que será uma série de artigos, eu me proponho (se você quiser) a ajudar nesses artigos, mesmo que não me conte pontos, só pq é muito loko mesmo...

eu também tenho um xodó...

Pentium II 400MHz
Placa mãe Asus P2B98-XV
640 Mb de RAM DIMM pc-100
Hda - Seagate 8.4 gb
Hdb - Seagate 40gb
Hdc - DVD-RW LG SIC (Santa ifigênia Corporation)
Hdd - Maxtor 20 gb
GeForce 4 MX-440 pci 32mb - em breve de 128mb...
Placa de som Sound Blaster (Não me lembro o modelo certinho aogra)...
rede realtek(Não me lembro o modelo agora tb)...
Modem LG-I56N
Mouse Usb Wireless
Teclado Multimídia - à pampa...
cx de som 2.1 2500 Watts
Web cam genéricona, logo terei uma boa...
gabinete ainda de 3 baias, mas logo um de 4 baias...
Monitor de 15 recém comprado (usado) - logo um lcd de 17...
S.O Linux Slackware 11 2.4.33 ainda não fiz funcionar o 2.6.17.13 por causa do modem... (rsrsrs)...

xcompmgr roda liso
transset-df roda liso
3ddesk roda liso
Cube Unix - roda liso

por incrível que pareça até o Windows XP com um monte de frescura roda liso...

não vendo por dinheiro nenhum... :-)

[3] Comentário enviado por hsantos em 26/06/2007 - 10:10h

Legal mesmo esta reportagem . Em se tratando de maquinas velhas, deve-se ficar atendo a leiloes que ocorrem na net . A alguns meses atras consegui comprar um Servidor antigo em bom esta de uso da Siemens com fita Dat e tudo . Um maquina que nao aguentava o tranco de grandes aplicacoes para vc "brincar" em casa estava excelente !

[4] Comentário enviado por mrazec em 26/06/2007 - 10:36h

Ficou muito bom o Artigo,
Eu mesmo tenho um k6 2 que montei com doaçoes de amigos, e ficou muito bom utilizo slackware nele, Nunca descarto um pc antigo gosto e sempre acha uma utilidade para ele.
Tenho um 486 DX2.....guardadinho rsrs um dia quem sabe ressucitarei ele rs....E é exatamente o que vc disse a melhor forma de aprender é com PCS ANTIGOS fazer experiencias.
Muito bom o Artigo....

[]'s
Razec - razec@linuxmail.org

[5] Comentário enviado por adrianoturbo em 26/06/2007 - 21:48h

Baseado neste seu artigo estou pensando em breve fazer um artigo de como montar uma estrutura de terminais burros de acesso a Internet utilizando máquinas arcaicas que pode levar informação e diminuir a exclusão social de nosso país.

Parabéns pelo artigo show de bola.

[6] Comentário enviado por virgulla em 26/06/2007 - 22:58h

parabéns...
mais um excelente artigo seu, sempre inovando nos temas !
Abraço

[7] Comentário enviado por riick em 27/06/2007 - 00:21h

Ótimo artigo, cara...
Me deu até a idéia de montar um pc antigo pra mim.

Abraço.

[8] Comentário enviado por e-raizer em 19/07/2007 - 10:09h

Oi. Sou novo na comunidade e esou precisando de alguma dica para instalar o slackware em um AMD K6-II 500 MHz, PLACA PC-CHIPS SYS 530. Se alguém puder ajudar, fico muito grato. ;)

[9] Comentário enviado por darkstarfire em 23/04/2008 - 22:50h

Legal, esta semana comprei um pc velho de um amigo meu.

preço: R$ 300,00

configuração:

proc AMd duron 1.2Ghz
mem 128 dim (tinha um pente de 128mb, então ficou com 256mb)
placa mãe pcchips toda onboard
hd de 20 Gb
monitor proview dse 15 polegadas

ainda ñ fiz nada nele, mais no final de semana enfio um slackware 12 nele, acho que vai da pra rodar bem lisinho

[10] Comentário enviado por nandoportela em 08/02/2009 - 14:38h

Rapaz, nós temos realmente muito em comum na forma de pensar. Lendo o seu artigo, me indentifiquei de imediato. Até parece que foi escrito por mim. rs
Tenho uns micros antigos que eu comprei e afinei pra instalar diversas distros linux e aprender a mexer.
O mais antigo é um Pentium MMX 233 com 256 de RAM e o mais novo um Pentium 3 866 de 512
Mesmo no jurássico Pentium eu consigo fazer QUASE tudo que um usuário médio faz hoje. Digo quase porque falta força para processamento em aplicações multimídia mais exigentes, gravação de DVD etc.
Mas é uma puta maquininha com quem eu aprendi tudo que sei a respeito do linux. Como não é a minha máquinha de produção, eu não sinto pena em experimentar e remexer as estruturas do kernel.
Por isso são as melhores máquinas para quem realmente gosta de informática.

[11] Comentário enviado por edersonhonorato em 10/10/2010 - 01:43h

É, com certeza posso dizer que estou em casa, cercado por pessoas que tem muito em comum...

Também tenho minhas velharias aqui em casa que uso para minhas experiências e que fazem da tristesa da minha mulher(ficam todas no meu quarto, hehehe)...

Segue a lista:

486DX100 32MB RAM - Rodando uma distro que desenvolvi baseada no Basic Linux
Pentium 166 64MB RAM - Rodando o Conectiva 6 (com WindowMaker), uma verdadeira bala. :)
Pentium 233 128MB RAM - Estou pensando em instalar o Debian Sarge nele
AMD Duron 1Ghz 1Gb RAM - Do meu filho rodando o XP(ele gosta do linux mas gosta também de jogos do windows...fazer o que???)
Athlon XP 2200+ 1Ghz RAM - É velho mas tá pago... :) É, esse aqui é meu, ainda rodando o Debian Etch, pois estou com medo de trocar de sistema e a coisa ficar pesada demais aqui. Entretanto, supre minhas necessidades, além do mais não vejo motivos pra trocar nem de máquina, nem de sistema operacional.

Ainda tenho um notebook 486 16MB RAM rodando minha distro(com interface icewm e tudo mais...) e um 386 16MB RAM desmontado(mas tenho todos os componentes) que ainda pode virar algo.

Brinco muito com essas máquinas e já fiz de tudo um pouco com elas, desde instalar distros novas e de todos os tipos, até usa-las como terminais burros no LTSP.

E assim vou aprendendo mais sobre linux.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts