SliTaz GNU/Linux e as ferramentas do sistema

O SliTaz GNU/Linux é uma distribuição relativamente nova, tendo sua versão 2.0 lançada em 16 de abril de 2009. Possui vários aplicativos próprios, feitos em shell script, para o gerenciamento do sistema. Conheceremos as 4 ferramentas principais da distribuição: o tazpkg (gerenciamento de pacotes), tazlito (criação de variantes), tazusb (criação de LiveUSB) e tazwok (compilação de pacotes).

[ Hits: 30.948 ]

Por: Claudinei Pereira em 29/08/2009


Tazusb



O tazusb é uma ferramenta que torna simples a criação de mídias LiveUSB baseadas no SliTaz. Como uma instalação padrão da distribuição ocupa entre 200 a 300 MB de espaço, bastaria um pendrive com um tamanho de 512 MB para obter um sistema operacional GNU/Linux portátil. A utilização do programa é simples. Se estamos numa sessão LiveCD, basta rodar os seguintes comandos:

# tazusb format
# tazusb gen-liveusb


O primeiro comando formata a mídia (atenção: todos os dados serão perdidos!) e o segundo copia os arquivos do LiveCD. Agora a mídia tornou-se um LiveUSB, que pode ser utilizado em máquinas que possuem suporte à inicialização por pendrives e em máquinas que não possuem esse suporte, utilizando-se o LiveUSB em conjunto com um disquete de boot fornecido pelo projeto).

É possível fazer modificações diversas no LiveUSB, como arquivos de configuração e instalação de pacotes. Você pode iniciar a sessão LiveUSB, instalar alguns pacotes com o tazpkg e gravar as mudanças permanentemente com o comando:

# tazusb writefs [compressão]

As opções de compressão são lzma, gzip ou none. A vantagem de se utilizar alguma compressão é que será utilizado menos espaço da mídia para gravar as mudanças, porém a inicialização demorará um pouco mais do que um sistema de arquivos não comprimido.

Uma vantagem do tazusb é que você não precisa nem mesmo utilizar o SliTaz para criar um LiveUSB. Pode-se baixar os fontes da ferramenta, descompactar e usar o programa em qualquer distribuição GNU/Linux. Neste caso, haverá a necessidade de ter uma imagem ISO do SliTaz, que pode ser baixada em: slitaz-2.0.iso

Neste caso, a opção a ser usada é a gen-iso2usb:

# tazusb gen-iso2usb slitaz-2.0.iso

Esta ferramenta pode ser utilizada até mesmo por usuários do Windows, bastando baixar a versão para este sistema operacional em: tazusb.exe

Maiores informações podem ser encontradas no Manual do tazusb.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Tazlito
   3. Tazusb
   4. Tazwok
   5. Conclusão, agradecimentos, pedido de desculpas e links
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Como se comunicar com outros usuários da rede

Minha experiência com Linux

Dual-boot: instalando o Windows depois do Linux

Abrindo um servidor X dentro de outro

Personalizando o Blackbox

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 27/09/2009 - 12:26h

Legal, pois, é uma distribuição para PCs com poucos recursos!!!

Show de bola!!! Abraços!!!

http://reprogramandovoce.blogspot.com

[2] Comentário enviado por rod-vepea em 01/01/2014 - 11:51h

Para evitar a criação de um novo tópico, preciso saber se posso manifestar meu questionamento específico neste espaço de comentários. A dúvida e sobre configurar a internet via pppoe-setup no SliTaz 4.0. Caso não haja resposta vou criar o tópico com maiores detalhes. Desde já agradeço.

[3] Comentário enviado por kaifas em 02/01/2014 - 08:40h

Olá,

Por favor verifique se os passos descritos em http://doc.slitaz.org/pt:handbook:networkconf#conexao-pppoe-em-modo-kernel podem te ajudar.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts