Quando seria mais conveniente usar wvdial no terminal para conexões 3G ou EDGE?

Com a disponibilidade de gerenciadores de conexão atuais automatizando o acesso a Internet 3G, será ainda necessário usar ou mesmo apenas saber usar alguma alternativa de conexão com modem 3G usando terminal e algum programa discador?

[ Hits: 17.530 ]

Por: meinhardt, jorge g em 18/10/2011


Introdução



Apesar da disponibilidade de cada vez mais aplicativos com facilidades de reconhecimento, configuração e ativação de modems 3G para conexão a Internet pelas redes de telefones celulares, descobri recentemente a importância de saber usar o terminal e por meio dele realizar tal acesso.

Não faz muito tempo, possivelmente algo em torno de um ano a dois, para poder conseguir reconhecer, configurar e ativar as conexões via modem 3G em distribuições Linux, passávamos obrigatoriamente pelo uso de discadores ppp, em geral kppp ou gnome-ppp para mencionar como exemplo apenas as duas alternativas de gerenciadores de janelas mais populares (KDE e GNOME).

Pois bem, por culpa das dificuldades de reconhecimento do modelo de modem que utilizava quando comecei o uso de Internet 3G, apenas em uma ou duas ocasiões, consegui utilizar alguma das alternativas de discadores com interface gráfica e portanto mais amigáveis, o que em geral facilita a vida de todos aqueles usuários Linux que não são experts e não ficam muito a vontade se precisarem partir para o uso de terminal para este tipo de coisa. Na maioria das vezes, precisava usar o terminal, instalar e configurar o discador wvdial para conseguir isto.

Com a chegada e disponibilidade das versões de kernel a partir do 2.6.28, o acesso a conexões wifi da mesma forma que o 3G e o Edge (2G) também foi ampliado, facilitando em muito a vida dos usuários cujas placas wifi não tinham suporte nativo anteriormente. Com as versões de kernel posteriores, chegando às versões mais recentes, já em novo degrau de nomenclatura (3.0.0 - na segunda metade de 2011), naturalmente estas condições de suporte ampliado a hardware e facilidades de conexão, configuração, etc, passariam a ter tudo para facilitar a vida do usuário.

Ledo engano. O pior de tudo é que por ser difícil de acreditar que alguma condição de progresso venha a trazer alguma desvantagem, nossa tendencia será sempre culpar o hardware, o provedor de serviços de internet etc, ao invés de culpar a profusão de facilidades e automatizações ou simplesmente algum bug ainda não solucionado no aplicativo usado.

Em condições de uso fora de casa, dependendo de acesso a internet por rede de celulares, seja 3G ou Edge (2G) fica difícil até mesmo imaginar como as novas facilidades de acesso poderiam vir a atrapalhar a vida de quem precisa.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Condições de uso
   3. Testes com distros diferentes
   4. Solução do problema e conclusões
Outros artigos deste autor

Experiencias de um viajante - binômio sidux/Ceni novamente destaque

Instalando sidux em pendrive para usar como "Canivete Suíço"

Kernel 3.0-0 já disponível no aptosid e operando de forma estável

Zorin OS - interessante distro lançada no ano novo - primeiras impressões

Sugestões sobre distros Linux e particionamento de HD

Leitura recomendada

Configurando o DjbDNS

Instalando o Nagios-mysql no Debian Etch

Instalando o Asterisk no CentOS 5.3

Acesso SSH com celular (wapsh)

Newsbeuter Feed Reader - Instalação e configuração

  
Comentários
[1] Comentário enviado por izaias em 18/10/2011 - 13:52h

Como vai, Jorge.

Rapaz, que experiência!

Quando usava o Ubuntu-9.10 e 10.04 com conexão 3G, tive melhor aproveitamento do serviço.
No início do uso do serviço, a qualidade do sinal era estável e conectava rapidamente.
Modem 3G da Claro reconhecido 'autoMagicamente'. E no Windows precisava do Driver disponível que vinha no Modem, e como demorava pra instalar. No Linux era 'Plug and Play'.
Mas meus problemas, diferentes do seus, estavam relacionados com a operadora e não com a conexão em si.

Estou admirado como você encontrou a solução, que aparentemente simples, resolveu o problema.
Gostei de ter transformado seu trabalho numa forma de ajudar aos outros que possam a vir a ter os mesmos percalços.

Parabéns Jorge!

[2] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 18/10/2011 - 14:15h

Izaias,

Dizem que é no desespero que a gente se supera ou na maioria das vezes sucumbe. Se não fosse a necessidade da conexão para resolver assuntos de trabalho, se estivesse em casa matando tempo e talvez tentando apenas navegar na Internet lendo noticias ou quem sabe se estivesse na praia, apenas tentando usar a internet para alguma pesquizinha idiota, com certeza não haveria a motivação para correr atrás da solução.
Por sorte já havia passado pela experiencia de precisar obrigatoriamente usar o "ping -i" para poder garantir a manutenção da conexão tanto em 3G/2G como em wifi. Por sorte também precisei aprender "na marra" a configurar e botar pra funcionar modem 3G com wvdial.

O que realmente me "derrubou os butiás do bolso" foi o sem vergonha do gerenciador de redes fazendo a varredura de sinal wifi e voltando a reabilitar a conexão totalmente contra a minha vontade. Só faltou dar porrada no computador para tentar resolver esta desobediência.

Vou continuar sem dizer o nome das distros envolvidas, para não ser chamado de proselitista, mas a minha preocupação era encontrar alguma que não tivesse nada automático e pudesse apenas operar sob estrito comando do usuário.

Ainda bem que tinha 3 distros instaladas e rodando bem. Com certeza se tivesse apenas uma instalada ou duas da mesma família, teria que fatalmente cair no Windows e ai sim, não teria nenhuma saída porque o tal S.O. pago é mais automatizado ainda.

[3] Comentário enviado por mcnd2 em 18/10/2011 - 23:08h

"Dizem que é no desespero que a gente se supera ou na maioria das vezes sucumbe."

Jorge, isso de fato é correto.

Já ocorrido comigo que rendeu até um artigo:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Restaurar-arquivo-ou-diretorio-apagado-em-file-system-ext3/

Ficou bem explicado o fato ocorrido na sua situação e bem abrangente.
Em grande maioria dos problemas ocorrido com distros cada vez mais automatizadas é mais fácil que se imagina acertar o problema, só vai depender se o sistema 'automatizado' vai deixar o usuário executar tal tarefa!

Bom Artigo.

Edit¹====================================

Jorge, notei que estão faltando as figuras no seu artigo como dito entre parenteses nesse parágrafo:

"A cada vez que o LED do modem 3G apagava, precisava abrir a janela do Miniaplicativo Gerenciador de Redes 0.8.1 (ver figura 001) com um clic do botão direito do mouse e voltar a desabilitar (desmarcar) a conexão sem fios."

[4] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 19/10/2011 - 00:42h

Glauber,

Na verdade, pretendia fazer a captura de tela para mostrar aquelas pequenas janelas que aparecem quando se clica com o botão direito ou esquerdo do mouse, sobre o ícone do gerenciador de redes. Infelizmente, neste caso a tecla print screen não funciona.

Tentei suprir esta dificuldade ao incluir uma das telas capturadas por uma imagem do manual do gerenciador de redes, onde aparecia exatamente esta imagem onde estão listadas as conexões ativas e a qualidade do sinal de cada uma delas. Além disto, também fiz a captura de tela das duas versões do gerenciador de redes que não funcionavam e ficavam cortando a conexão periodicamente devido a automatização. Possivelmente o Fabio ao fazer a revisão, do artigo, preferiu não incluir estas imagens pois não viriam a auxiliar em nada a compreensão.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts