O usuário: a escolha do novo amigo virtual

Continuando nossa jornada com a segunda parte, O usuário: a escolha do novo amigo virtual, teremos conhecimento sobre GNU, Linux, distribuições, escolhendo uma distribuição GNU/Linux e a instalação da distribuição. Então vamos nessa?

[ Hits: 7.107 ]

Por: Merovingio em 11/11/2015


Distribuições



Ou simplesmente distro, é um sistema operativo que tem como núcleo o kernel Linux, e possui um conjunto de software, a maioria é livres e de código aberto.

Atualmente existem centenas de distros, cada uma com características próprias, mas a maioria deriva de uma distribuição raiz.

Distribuições raiz (ou mãe)

São distribuições independentes com filosofia única, possui um gerenciador de pacotes próprio e um repositório oficial, criadas por comunidades e projetos ao redor do mundo, as mais conhecidas são:
  • Debian
  • Slackware
  • Red Hat
  • Gentoo
  • Arch

Debian

O Debian foi lançado em 16 de agosto de 1993 por Lan Murdock, é mantido através de doações da organização sem fins lucrativos "Software in The Public Interest", o Debian também é conhecido como o sistema operacional universal, pois pode rodar em outros núcleos independentes do GNU/Linux.

Apesar de ser amigável e de fácil uso, sua politica é bastante radical, presando a estabilidade e a filosofia "free software", em outras palavras, só software livres e estáveis.
  • Gestor de pacotes: APT
  • Categoria: Desktop e Servidor
  • Estado: Ativo

Slackware

A mais antiga de todas distros, criada em 16 de junho de 1993 por Patric Volkerding, apenas um mês mais velha que o Debian.

O Slack é o dinossauro Linux, seu proposito é simplicidade e estabilidade, é a distro mais Unix-Like que existe, mantendo seus usuários nas camadas de configuração em console de modo texto.

Apesar de sua instalação ser bem intuitiva ele não é amigável como o Debian, "não recomendo para usuários iniciante", um exemplo simples, no Debian se o usuário quer instalar um reprodutor de mídias como o VLC, com um simples "apt-get install vlc" e pronto, o gerenciador de pacotes baixa, resolve as dependências e instala o pacote, no Slack não funciona desse jeito, o usuário tem que baixar o pacote e suas dependências e compilar um por um. Isso não é ruim, pois lhe dará muito conhecimento, só requer um pouco de tempo.
  • Gestor de pacotes: PKGTOOL, uma alternativa é instalar o SLACKPKG
  • Categoria: Desktop e Servidor
  • Estado: Ativo

Red Hat

A distribuição Red Hat está atualmente voltada para o mercado empresarial. Ela não é gratuitamente oferecida para download como as demais, mas se você pretende usá-la em seu computador entre em seu site informe-se sobre seu valor e seja feliz.

Mais uma alternativa free pode se encontrar no Fedora ou CentOS, que são distribuições baseadas no Red Hat, no meu ponto de vista o CentOS chega mais perto, nada contra o Fedora, pois já fui usuário dessa distro que por sinal muito boa, mas o CentOS realmente é o clone do Red Hat.

Desculpas por não entrar em detalhes sobre essa distro, pois nossa jornada será baseada em algo acadêmico e não empresarial.
  • Gestor de pacotes: YUM
  • Categoria: Desktop e Servidor
  • Estado: Ativo

Gentoo

É uma meta-distribuição, adaptável e capaz de construir a si mesmo, baseado nas especificações dadas pelo usuário. Foi criada por Daniel Robbins em dezembro de 1999 com o nome de Enoch, mas oficialmente lançada em 31 de março de 2002 fazendo juiz ao seu nome, Gentoo é uma espécie de pinguim conhecido por ser muito veloz.

O Gentoo é a distribuição mais próxima do BSD, seu gerenciador de pacotes chamado Portage é similar ao Ports do FreeBSD. O portage possui como principal utilitário o emerge, ele calcula e gerência dependências, executa o ebuilds, que são scripts que descrevem as funções separadas para baixar, configurar, compilar, instalar e remover um pacote, e gerência a árvore local do portage.

Seu processo de instalação é um pouco complexo, exige um certo grau de conhecimento e atenção do usuário nas etapas de sua construção, você constrói realmente o Gentoo, mas essa é praticamente a pior parte pois depois de instalado ele é aquilo que você modelou. Também não recomendo a usuários iniciantes.
  • Gestor de pacotes: PORTAGE
  • Categoria: Desktop, Servidor, Source-based
  • Estado: Ativo

Arch

É uma distribuição composta por software livres e de código aberto, usa o modelo rolling release que quer dizer que como apenas uma atualização dos pacotes do sistema é necessário para obter o software mais recente.

Foi lançado em março de 2002 por Aaron Griffin, o Arch Linux tem foco na simplicidade do design. Isso significa que o foco principal é criar um ambiente que é direto e relativamente simples de se adaptar, em vez de oferecer, por padrão, ferramentas que trazem interface gráfica no estilo "aponte e clique". Por isso, ganhou respeito como uma distribuição para usuários intermediários e avançados, e que não tem medo da linha de comando.

Segundo Aaron Griffin, ao depender de ferramentas para esconder a complexidade do sistema, o resultado será um sistema mais complexo ainda. O uso de camadas para esconder o sistema interno nunca foram uma boa ideia. Ao invés disso, os componentes internos devem ser organizados de um jeito que não precisem ser escondidos.

Seu gerenciador de pacotes é o Pacman, também roda em outros kerneis como ArchBSD (baseado no FreeBSD) e ArchHURD (baseado no GUN Hurd).
  • Gestor de pacotes: PACMAN
  • Categoria: Desktop e Servidor
  • Estado: Ativo

Todas as informações sobre as distribuições citadas a cima é um resumo extraído da Wikipédia, para quem tem curiosidade e deseja saber um pouco mais vou deixar os links abaixo.
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. O GNU, o Linux e um resumo completo de tudo
   3. Distribuições
   4. Escolhendo uma distribuição GNU/Linux
   5. A instalação
Outros artigos deste autor

O usuário: o computador e você

Leitura recomendada

O Surgimento do Linux

Formatar para Linux

Introdução a Lógica para computação

Básico sobre tratamento de exceções em Python 3.4

A Catedral e o Bazar - Eric S. Raymond

  
Comentários
[1] Comentário enviado por spylinux em 11/11/2015 - 12:40h

Legal o artigo, pra quem está começando e quer entender um pouco mais sobre o mundo linux.

Só acho q quando fala que o usuário não escolheria o RedHat por ser uma distro comercial, poderia ter citado o CentOS, que nada mais é que o RedHat mas sem o suporte comercial.

Abraço
[]'s spylinux
Comunidade Manjaro Geek -www.manjaro-geek.org


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts