Linux + Rails + Ruby + Mongrel + PostgreSQL + NetBeans 6 Preview

Este artigo demonstra a criação de um ambiente de desenvolvimento completo Ruby on Rails com a nova IDE baseada em Java NetBeans 6 (Development).

[ Hits: 44.990 ]

Por: Perfil removido em 22/08/2007


Vai um café? Com feijões?



Esta parte é totalmente genérica, a instalação do Java e do NetBeans 6 é igual para qualquer distribuição Linux.

Se você está coçando os dedos para digitar "apt-get", é melhor sossegar o facho. Dessa vez vamos seguir a seguinte filosofia: Não reinvente a roda.

A Sun disponibiliza os instaladores, que por sinal nunca dão dor de cabeça, e é eles que vamos utilizar:

Baixe o Java Development Kit (Mesmo que você não seja desenvolvedor Java e esteja só interessado no Ruby, aconselho esta edição):
Efetue download do: JDK 5.0 Update 12 (ATENÇÃO!!! SEM NETBEANS!!!)

Para instalar, basta executar o binário que ele vai descompactar a máquina virtual java em uma pasta. Agora, por convenção, vamos seguir os seguintes passos para integrar esta JVM no nosso Sistema Operacional como um todo.

# mv jdk1.5.0_12 /opt
# cd /usr/lib
# rm java -Rvf
# ln -s /opt/jdk1.5.0_12 ./java
# cd /usr/bin
# ln -s /opt/jdk1.5.0_12/bin/java ./java
# ln -s /opt/jdk1.5.0_12/bin/javaws ./javaws


Muito bom, agora nossa máquina java está "À PAMPA". Se você é um São Tomé da vida, verifique:

$ java -version

Agora, baixe o NetBeans 6 Development:
Essa IDE aí é a "MARVADA". Completaça! E com um ótimo suporte ao Ruby on Rails!

Após baixá-la:

# chmod a+x netbeans-6.0m10-full-linux.sh
# ./netbeans-6.0m10-full-linux.sh


Siga as instruções na tela, por convenção, gosto de modificar o diretório de instalação para o /opt.

Agora é uma instalação NNF (Next, Next, Finish).

Quando você rodar o NetBeans (sem permissão de root), verá uma mensagem de erro, que na verdade não implica em nada, mas é chata. Para resolvê-la, faça:

# cd /opt
# chown nomedousuario.users netbeans-6.0m10/ -Rvf


Ah, mas você pode ser um cara "fresco" que usa XGL + COMPIZ no notebook para impressionar clientes (não fique com raiva, se é por isso também sou fresco, e ainda completo com gDesklets uahauhauha) e no lugar do NetBeans, fica um belo quadro preto, só com as bordas e barra de título né?? Não esquenta, siga mais estes passos:

# cd /opt/netbeans-6.0m10/bin
# gedit netbeans


E adicione a seguinte linha acima do PRG=$0:

export AWT_TOOLKIT=MToolkit

E a IDE tá lá., funfando, a coisa MÁRLINDA, ô coisinha tão bunitinha do pai...

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Baixando e instalando PostgreSQL + Ruby + Rails
   3. Vai um café? Com feijões?
   4. Configurando o NetBeans IDE para o Ruby nativo
   5. Uma agenda em Rails
Outros artigos deste autor

Instalando programas utilizando os fontes no seu Slackware com o checkinstall

PuTTY - Release 0.66 - Parte I

Instalando o modem Huawey E1556 no GNU/Linux

Configurando o Vivozap HUAWEI EC325 no Linux

Comportamento das tecnologias WEB e seus meios de acesso

Leitura recomendada

Testes unitários em Java com JUnit

Busca corporativa com Apache Solr - Motivação e conceitos

Desenvolvendo aplicações Web 2.0 com Java e AJAX (FrameWork DWR)

Funções Completas - Comunicação entre aplicações Android e FTP

PDFBox - Aplicativo Java para baixar o DOU completo

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 22/08/2007 - 04:35h

Ótimo artigo, muito boa a didática, parabéns!

[2] Comentário enviado por alyssonmartins em 22/08/2007 - 09:22h

bacana... é isso ae

[3] Comentário enviado por removido em 22/08/2007 - 11:40h

Não aprendemos apenas como instalar ruby, java, e toda a "parafernalha" de programador... rsrsrs...
Aprendemos à como escrever um artigo de VERGONHA!!!
Acabou com a frase do programador vb... "Em casa funcionou"... este artigo funciona em qualquer lugar, eu qualquer distro...
Franklin Ronald é um dos que entenderam meu artigo "Linux for Human Beings?"
Parabéns Franklin, mais uma demonstração de sua genialidade imparcial...
Abraços...

[4] Comentário enviado por m1ss0 em 22/08/2007 - 13:24h

Legal o artigo. Eu fiz algo parecido, mas compilei o Ruby e usei o Aptana com IDE e ficou muito bom também.

Parabéns!

[5] Comentário enviado por Ed_slacker em 23/08/2007 - 00:56h

O que mais gostei deste artigo foram duas coisas:

1) a didática dele está simplesmente perfeita;
2) não se prende aos "apt-get" da vida (que inclusive seu uso não é mais recomendado pela equipe do Debian), deixando os passos para aqueles que não usam Debian's based. Eu, por exemplo, uso Slackware (e quebrando a cabeça com o FreeBSD).

Muito bom meeeeeeeeeeeeeeeeeeeesmo!!!

[6] Comentário enviado por removido em 23/08/2007 - 10:01h

Muito obrigado à todos!

fabio, muito obrigado pelo comentário e espaço cedido. Graças à atitudes suas e de mais várias pessoas que possuem mente aberta, estamos conseguindo aos poucos convencer que contribuir é muito mais importante que competir. Valeu mesmo!

alyssonmartins, Muito obrigado cara! Esse é o 2° artigo que escrevo... acho que se eu continuar nesse ritmo, as experiências serão cada vez melhores rsrsrs.

rodrigo.capelini, esse é meu truta de guerra. Cara, começamos essa "peleja" juntos, e cada vez mais o mundo da informática nos ensina a ser profissionais competentes fissurados por máquinas e humanos com sentimento de colaboração aguçado.

m1ss0, deixou outra dica bem legal, o Aptana com Rad Rails é uma ótima pedida também! Aí vai de gosto rsrsrs. Testei esta combinação e está muito ótima, na verdade mais estável que o NetBeans que como citei no artigo é Preview (nem Beta). A versão final e estável desse PARRUDO e IMPRESSIONANTE novo NetBeans sairá no dia 28 de Novembro deste ano, se não houver atrasos. O Roadmap se encontra em: www.netbeans.org/community/releases/roadmap.html

edi_oliver, muito obrigado pelos elogios. Uma coisa que devemos ter em mente é que: "Compatibilidade é importante". Já ví muitos profissionais que QUEREM compatibilidade e ficam raivozos quando algo não funciona... mas nunca fornece algo compatível! Interessante este conceito de pensar como o "cliente", olhar com a visão de quem "precisa". O motivo de eu usar Ubuntu não quer dizer que todas as pessoas usem. Bem... enquanto todos não elegem um binário de instalação padrão como o ".package", acho de vital importância o comprometimento de informação compatível e flexível.

Bem, abraço à todos e mais uma vez, muito obrigado!

[7] Comentário enviado por IcePeak em 27/08/2007 - 21:02h

1º coisa: Para o instalador funcionar, tive q desabilitar o Beryl (uso o Debian Etch r1) :)

2º coisa: Virei teu fâ! Artigo impecável, meus parabéns! Até hoje tava caçando como instalar o RoR no Debian e só penava, e eis aqui a solução! Sem palavras para descrever! Imparcialidade total, como já disse o amigo acima! continue assim!

3º coisa: Para os interessados de plantão, uma boa IDE é o RadRails, procurem! Baseado no Eclipse! Show de bola!

Até!

[8] Comentário enviado por removido em 28/08/2007 - 11:37h

Muito obrigado IcePeak!
Olha, para o instalador funcionar sem precisar desabilitar o Beryl, execute no terminal:

export AWT_TOOLKIT=MToolkit

no mesmo terminal prossiga com a instalação.

Abraço amigo! E valeu pelo toque do instalador.

[9] Comentário enviado por h3rz1 em 11/09/2007 - 13:17h

Muito bom...
estou ancioso para testar em casas...
Valeu pela dica


Contribuir com comentário