Instalando o GNU/Linux numa máquina virtual (e aprendendo sem correr riscos)

O objeto deste artigo é ensinar aos usuários do Windows uma forma absolutamente segura de experimentar e aprender a usar o GNU/Linux, mais conhecido como apenas Linux.

[ Hits: 55.873 ]

Por: Andre (pinduvoz) em 27/04/2009 | Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/


Introdução, conceito e software utilizado



Se você tem um computador relativamente rápido (Pentium 4 ou superior), com 1 GB de RAM ou mais, Windows instalado (XP ou Vista), está louco para experimentar uma das muitas distribuições (ou "distros", como são comumente chamadas) do GNU/Linux, mas não quer correr o risco de perder dados remanejando partições e lidando com instaladores e gerenciadores de boot (ao menos enquanto não se sentir seguro do que está fazendo), a solução está mais perto do que parece e atende pelo seguinte nome: "virtualização".

A virtualização permite que "dentro" de um sistema operacional, ao qual se dá o nome de "host" (hospedeiro), instalemos outro sistema operacional, ao qual se dá o nome de "guest" (hóspede). Por meio dela podemos rodar o GNU/Linux "dentro" do Windows, ou vice-versa.

Essa façanha é providenciada pelo software de virtualização instalado no hospedeiro, que simula a existência de hardware real para o hóspede. Do hospedeiro o hóspede ocupará apenas uns poucos arquivos e, obviamente, recursos como a memória RAM, o processador, o CD-ROM e até mesmo os dispositivos USB conectados.

Quanto ao software utilizado, há várias opções, mas aqui vamos utilizar o VMware Player, que é proprietário e pode ser utilizado sem a necessidade de adquirir uma licença (gratuito, portanto), tendo como única limitação a incapacidade de criar a máquina virtual, comumente chamada de VM.

Para suprir tal limitação, o VMware Player permite o acesso a máquinas virtuais prontas, disponíveis para download via link que está na própria interface do programa. Mas, como queremos instalar nosso GNU/Linux e aprender com isso, vamos utilizar uma VM "vazia".

Baixando e instalando o VMware Player

É hora de baixar o VMware Player:
Note que você terá que se cadastrar para fazer o download, de forma rápida e "indolor".

E a máquina virtual vazia:
O pacote zip baixado, com pouco menos de 7 KB, contém apenas quatro arquivos (vide imagem abaixo), que nada mais são do que arquivos de configuração que dão a VM 512 MB de RAM (o suficiente para distros modernas) e 20 GB de HD, ambos virtuais.
Linux: Instalando o GNU-Linux numa máquina virtual (e aprendendo sem correr riscos)
Instale o VMware Player no seu Windows (next, next... finish) e descompacte a máquina virtual, guardando a pasta zipada para futura reutilização.

Em seguida usaremos as opções para o boot da nossa distro, deixando um CD ou DVD de instalação (ou "live" e instalação, como o do Ubuntu) no drive e abrindo a máquina virtual (o arquivo "linux.vmx", a ser indicado ao VMware Player).

Note que com a imagem ISO baixada e com o CD ou DVD a que ela se refere ainda não gravado, bastaria copiá-la para a pasta da máquina virtual com o nome "cd.iso" (renomeie o existente, vazio) e, mais uma vez, abrir pelo VMware Player o arquivo "linux.vmx".

E ao abrir a VM pela primeira vez (janela abaixo), por um ou outro método, simplesmente clique em OK e o boot será iniciado.
Linux: Instalando o GNU-Linux numa máquina virtual (e aprendendo sem correr riscos)
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução, conceito e software utilizado
   2. Aprendendo sem correr riscos
Outros artigos deste autor

Colocando novos ícones no "Acer Desktop" (Acer Aspire One)

A distribuição Slackware Linux

Apresentando agora o Scientific Linux

GNU/Linux: O que é e quem pode usar?

Usando o Firefox 3 sem perder alguns programas do Acer Aspire One

Leitura recomendada

Como ver as informações de rede no Linux

Criando vídeo com características de DVD

Instalando programas no Linux - Completo e total

Ferramentas incríveis! Converta diversos tipos de arquivos com o xPDF e ffmpeg

Ganhe uma camiseta do Viva o Linux ajudando o Viva o Android

  
Comentários
[1] Comentário enviado por drakula em 27/04/2009 - 16:16h

Parabéns pelo artigo muito util para aqueles que estão começando, perdi varias vezes os dados quando comecei a brigar com o slackware 6.0 na época ehehehehe

[2] Comentário enviado por junior em 27/04/2009 - 16:31h

Pra quem gosta de testar softwares, recomendo o Virtualbox para virtualização.

Ótimo software, utilizo-o no meu ubuntu para testar servidores.

=D

[3] Comentário enviado por foguinho.peruca em 28/04/2009 - 10:32h

Olá!

É um bom começo para quem está querendo conhecer o linux e novos sitemas.
Comigo sempre acontece o contrário. Utilizo linux e quando preciso uso uma máquina virtual com o windows instalado.

Jeff

[4] Comentário enviado por cleitonapsouza em 28/04/2009 - 10:53h

È uma otima ideia mesmo ein parabéns!!
Eu utilizo ate hoje o vmware para testar sistemas operacionais, e softwares.
Fora que tem muito recurso na maquina virtual, como por exemplo posso criar uma rede, fazer ponte com minha maquina real e tudo mais.

otima ideia mesmo para quem está começando.E para que jah é um pouco avançado tbm!!

[5] Comentário enviado por ghregory em 28/04/2009 - 11:31h

Perfeito para quem quer migrar do Windows para o linux, parabéns.

[6] Comentário enviado por pardalz em 28/04/2009 - 14:22h

Legal o artigo kra... a algum tempo eu criei um artigo tb:
"Instalando Linux dentro do Windows"
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalando-Linux-dentro-do-Windows/
Utilizando o mesmo sistema, VMWARE.
Vale ressaltar que temos tambem o Virtual PC que por incrivel que pareça, é da Micro$oft.
.
.
.
Pelos menos a minha idéia é: cada vez mais trazer as pessoas pro lado do mundo linux. atualmente estou utilizando ubuntu 8.10, e to com preguiça de tirar pra colocar o 9.~..

Otimo artigo.. de parabens!

[7] Comentário enviado por pinduvoz em 28/04/2009 - 16:00h

Eu sei que os usuários Windows tendem à paranóia quando se trata de baixar arquivos. Por isso segue a dica de um site onde eles podem criar sua própria VM:

http://www.easyvmx.com/easyvmx.shtml

Para aqueles que quiserem baixar a que eu disponibilizei no artigo, aviso que o arquivo principal da VM (linux.vmx) pode ser aberto num editor de textos, o que demonstra tratar-se unicamente de um arquivo de configuração. Experimentem e aproveitem para mudar/editar a linha:

displayName = "Linux VM"

para:

displayName = "Ubuntu VM" #(ou o nome da distro instalada por vc)

Isso fará o nome da janela mudar para "Ubunbu VM", servindo para aqueles que instalaram o Ubuntu.

No mais, agradeço os elogios recebidos e espero ter ajudado a divulgar o Linux.

[8] Comentário enviado por fachmann em 05/05/2009 - 11:50h

Muito bom o artigo!
A única ressalva que faria seria colocar também em sites onde o foco é Windows, já que a quantidade de acessos de usuários deste sistema operacional é evidentemente maior.

No mais, parabéns!

[9] Comentário enviado por upc0d3 em 17/05/2009 - 11:28h

Eu nao li o teu artigo todo nao, mas eu gostaria MUITO de saber como alguem, poderia correr risco instalando um SO em uma VM, e quais sao estes riscos ?

Ateh

[10] Comentário enviado por pinduvoz em 17/05/2009 - 12:51h

@ camikase

A idéia é exatamente aprender sem correr o risco de perder dados de um SO instalado na máquina.

Não há nenhum risco em instalar o Linux numa VM e é isto que está escrito no artigo.

[11] Comentário enviado por dastyler em 22/05/2009 - 14:05h

Otimo artigo, mas prefiro o VirtualBox no Windows para rodar distros (apesar que uso ele tbm no Linux). Ele é muito facil de usar e sem contar que é free, e aceitou isos até do Mikrotik...:-P
O hardware minimo que uso o VB é um Sempron 1.7GHZ com 512 MB de ram e HD de 40GB IDE, rodando na maquina virtual o Debian Lenny 5 com 128MB e hd virtual de 5 GB, apenas para testar novas aplicações. Roda em paralelo com o windows e nao atrapalha em nenhum momento o desempenho do sistema hospedeiro, fazendo com que eu tenha 2 sistemas operantes na maquina sem problemas.
Indiquei o Virtual Box para varios amigos que estão usando o memso e eles estão felizes da vida rodando sues pinguins dentro das VM´s...rsrsrsrs!!

[]´s




[12] Comentário enviado por ashmsx em 28/05/2009 - 11:57h

Também uso o Virtual Box, se deu melhor aqui que o vmware

[13] Comentário enviado por Sp4wN em 11/06/2009 - 01:19h

Otimo artigo, eu também utilizo o Virtual Box e acho ele muito bom... antes utilizava o vmWare e sinceramente este não perde em nada para o mesmo.... recomendo e muito a utilização deste para testes com novos SO's.


[14] Comentário enviado por bicalho em 14/06/2009 - 15:37h

Eu uso o VMWare em casa e na empresa...
Apesar de ser mais pesado, recomendo.
Pois a evolução do VMWare Player é o VMWare Server (que tb é grátis) e excelente para gerenciar diversas máquinas.

[15] Comentário enviado por LksRoots em 11/08/2009 - 22:06h

Virtual Box concordo, um bom programa; eu usei uma distro a muito tempo atrás, mas acabei desinstalando pq ele nao ficava full no meu monitor; 1280x720 dai me irritei que sempre precisava subir barrinha pra ver as coisas, desinstalei 1 dia depois; agora eu to com um kde que eu consegui fazer parar de funcionar em 1 dia (recorde) o/
Mas emular é bem legal, vc testa, se n gostar puff, sem problemas de nada; e ainda por cima é facil que nem zerar Crash Bandicoot 3 ;)

[16] Comentário enviado por zurao23 em 12/09/2009 - 13:14h

gostaria de saber como faço pra nao ter q instalar o linux toda vez q entro no pc virtual, pois eu fechei e entrei de novo e o linux deu boot outra vez

[17] Comentário enviado por pinduvoz em 12/09/2009 - 21:35h

Amigo, não entendi, pois instalar vc só instala uma vez.

Lembre-se que a máquina virtual é um computador emulado, que deve ser tratado como se fosse um computador normal. Isso quer dizer que: quando vc a abre, o sistema hospedado dá boot; quando vc a fecha, deve antes desligar o o sistema hospedado propriamente.

É claro que vc pode minimizar a janela da máquina virtual, mas não pode fechá-la, pois isso equivale a "puxar a tomada" de um computador real.

[18] Comentário enviado por flcoutos em 26/05/2015 - 18:16h

@pinduvoz, excelente abordagem.

#Favoritado

Depois de ler seu comentário em outro Artigo aqui no @VoL, quando a luta dá uma trégua, estou lendo seus textos.

[]s!

Estou tentando aprender, mas, reconheço que eu não sei nada!
Viva o GNU-Linux "Spira Mirabilis DEBIAN"


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts