GNU/Linux de bolso - Ubuntu 11.04

Eu já ensinei como virtualizar o GNU/Linux e usá-lo no Windows. Agora, tendo em conta a facilidade do procedimento e o baixo preço de um pendrive, sugiro um GNU/Linux de bolso, capaz de "guardar" alterações ("persistência") e que pode ser usado como uma solução computacional completa. E para essa tarefa escolhi a última versão do Ubuntu, com o novo ambiente Unity.

[ Hits: 72.428 ]

Por: Andre (pinduvoz) em 07/06/2011 | Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/


Universal USB Instaler



Para criar o seu GNU/Linux de bolso use um programa cujo respectivo site contem a seguinte descrição:

Universal USB Installer is a Live Linux USB Creator that allows you to choose from a selection of Linux Distributions to put on your USB Flash Drive. The Universal USB Installer is easy to use. Simply choose a Live Linux Distribution, the ISO file, your Flash Drive and, Click Install. Other features include; Persistence (if available), and the ability to format the flash drive (recommended) to ensure a clean install. Upon completion, you should have a ready to run bootable USB Flash Drive with your select Linux version installed.


Traduzindo:

Universal USB Installer é um criador de Live USB que permite escolher entre uma selecção de Distribuições Linux para colocar no seu Pendrive. O Universal USB Installer é fácil de usar. Basta escolher uma distribuição Linux Live, o arquivo ISO, o Pendrive e clicar em Instalar. Outras características incluem:

Persistência (se disponível), e a capacidade de formatar o Pendrive (recomendado) para garantir uma instalação limpa. Após a conclusão do processo, você deve ter um Pendrive pronto para executar a versão do Linux que você selecionou e instalou.

A descrição é correta, pois o Universal USB Installer é mesmo muito simples de usar, indo abaixo o link para baixá-lo.
E como usá-lo? Simplesmente abra o programa no Windows (ele não precisa ser instalado, mas pede a aceitação da respectiva licença), escolha a ISO do Ubuntu Natty Narwhal 11.04 previamente baixada e seu Pendrive pela respectiva letra, clicando em instalar, tudo como nas imagens abaixo, onde, inclusive, está marcada a aplicação de persistência que lhe permitirá instalar programas e configurar o Ubuntu para que ele tenha a sua cara.

Imagens da utilização:
Aqui vemos a tela de abertura.
Em "step 1" escolha "Ubuntu 11.04", clicando na seta e lendo a lista. Em "step 2" é possível indicar o caminho para a imagem ISO clicando em "browse", mas aqui ela foi encontrada "automagicamente" por estar na mesma pasta do Universal USB Installer. Em "step 3" escolha a letra do Pendrive e no final da tela deslize o botão até o fim para deixar todo o espaço disponível para "persistência".
Aqui a instalação em andamento após clicar no botão "create".

Num Pendrive de 4 GB todo o processo de criação demorou cerca de 10 minutos.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Universal USB Instaler
   2. Configurando o Ubuntu "Live USB"
Outros artigos deste autor

Truques e dicas para o Acer Aspire One e o Linpus Linux Lite

A distribuição Slackware Linux

Instalando o GNU/Linux numa máquina virtual (e aprendendo sem correr riscos)

GNU/Linux de Bolso como Ferramenta Anti-Vírus

GNU/Linux: O que é e quem pode usar?

Leitura recomendada

Qual o melhor Linux para eu utilizar?

ArchBang, o Arch Linux fácil!

Fundamentos do sistema Linux - Permissões

Porque se aventurar no Linux (parte 2) - Instalei, e agora?

Vida nova para o Kurumin 7

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xerxeslins em 07/06/2011 - 16:11h

Nota 10 =)


[2] Comentário enviado por albfneto em 07/06/2011 - 17:15h

eu já usei isso, e funciona bem, é o jeito mais fácil de ter um linux no pendrive, e dá para fzer com muitas distros.
Boa Dica!

[3] Comentário enviado por cruzeirense em 07/06/2011 - 17:45h

Testei aqui com o Linux mint, funcionou bem.

Boa Dica.

[4] Comentário enviado por tiekookeit em 07/06/2011 - 17:55h

maravilha, agora a dica para quem não utiliza mais windows de forma alguma é possível fazer a mesma coisa com o unetbootin no linux, ou seja, você grava a iso num pendrive como se fosse um cd.

boa sorte pessoal

[5] Comentário enviado por removido em 07/06/2011 - 19:31h

ê pinduca, ce tá arrebendatndo a boca do balão, hein?
;-))

[6] Comentário enviado por dbahiaz em 07/06/2011 - 21:02h

Boa dica, eu uso tb pra instalar os sistemas, chega de queimar live-cd, usb é bem mais rápido e prático!

Parabéns!

[7] Comentário enviado por evandrocapelao em 07/06/2011 - 21:11h

Com aptosid no pendrive configurado como persistent, dá para instalar os aplicativos, configurações, temas, etc... que foi instalado no modo persistent para o HD, a instalação do HD fica igual do pendrive persistent. O crunchbang testei não deu certo, o ubuntu não lembro.

Abraço aos amigos!

[8] Comentário enviado por izaias em 07/06/2011 - 22:42h

Ótima contribuição.
Estava mesmo querendo aprender a usar o pendrive como mídia de instalação.
Tem tutos por aí, mas este é atualizado.

Muito bom, Andre.

[9] Comentário enviado por julio_hoffimann em 07/06/2011 - 22:53h

Ótimo artigo André!

Um Linux no pen drive é uma interessante ferramenta de divulgação, além é claro da utilidade que isso nos provê num mundo hostil ao nosso S.O. :-)

Abraço!

P.S.: Aos poucos os brasileiros estão conhecendo o sistema, hoje presenciei o Ubuntu numa Xerox extremamente improvável.

[10] Comentário enviado por removido em 07/06/2011 - 23:11h

Ótima contribuição. [2]

Parabéns André.

[11] Comentário enviado por eldermarco em 08/06/2011 - 10:10h

Realmente, muito bom! Gostei.

[12] Comentário enviado por iz@bel em 08/06/2011 - 11:48h

É o que eu chamo de "notebook" de pobre hehehe

Já nos meus favoritos, isso é algo que eu uso mesmo...
Nota 10

[13] Comentário enviado por albfneto em 08/06/2011 - 13:27h

Julio, vc viu um Linux numa xerox?
hoje em dia há empresas que usam. Em Sampa, perto da casa de minha mãe, tem uma boa lan house.
eu fui usar e ví um "Iniciar", parecia um seven,mas um pouquinho diferente as telas.
depois que usei e fechei, eu conversei com o rapaz da lan, e perguntei, é Linux, não é?
ele disse, sim é! você conhece?, eu disse sim, eu uso Linux!
ele falou, aqui na lan, a galera usa na boa, muitos nem percebem que não é windows, pensam
que é um XP ou seven "personalizado" pela Lan house!
e depois que migramos, mais em conta, agora é gartuito,a gente não se preucupa com licenças e
a firma vem e dá suporte, o linux é grátis e a empresa cobra um pouco pela manutenção,
aí perguntei, que linux é? ele disse Red-Hat!

em Itapira, um amigo meu tem empresa química, usa Red-Hat tb, inclusive para controle de processos, caldeiras etc...
e tem lojas quu estão usando linux, Carrefour, Banco do Brasil, Lojas Colombo etc...

a USP. usa os dois, muita genteusa windows, secretárias, administrativos,professores, mas muitos usam Linux tb, Eu uso
e principalmente nas Exatas, Química, Física, Matemática, Computação de alto desempenho, a Galera usa muito Linux.

Me disseram, os servidores da USP, no começo da Internet, no começo dos anos 90, eram Workstations Sun com UNIX,
mas agora é tudo Linux!

Porisso tenho visto, usuário comum do computador de casa, gamer , overclocker, te usado Seven, XP... mas Galera "Profí", que quer
aprender, se desenvolver, ou usar um computador ao nível de desempenho máximo, tirar o possível do comp, tá usando Linux.

[14] Comentário enviado por pinduvoz em 08/06/2011 - 15:07h

Obrigado pelos gentis comentários.

Como foi algo que eu fiz para mim e achei que funcionou muito bem (usei em quatro notebooks e um desktop sem problemas) , resolvi transformar em artigo e postar aqui, esperando ajudar muita gente a testar o Linux.

[15] Comentário enviado por clodoaldops em 08/06/2011 - 16:59h

Muito bom, mesmo!
Agora ficou ainda mais facil testar novas distros!
Brigadão!

[16] Comentário enviado por pinduvoz em 08/06/2011 - 18:50h

Este artigo tem uma segunda parte, já encaminhada ao VOL. Trata-se de uma sugestão de uso para o pendrive com seu "Linux de bolso".

[17] Comentário enviado por julio_hoffimann em 08/06/2011 - 19:54h

Oi Alberto,

Muito bom! Também venho percebendo um aumento expressivo do Linux na universidade (UFPE), principalmente nessa nossa área de exatas. Todos os computadores do laboratório de informática do prédio de engenharia já tem o Ubuntu 11.04 em dual boot. As pessoas sabem da existência do S.O. e estão começando a testar, isso é que é melhor!

Falei da Xerox porque, essa em particular, é constituída de funcionários com menos acesso a informação. Fiquei impressionado ao ver o papel de parede roxo do Ubuntu no computador com as impressoras. A funcionária estava desbravando o sistema com um olhar curioso bem na hora que cheguei. \o/

Perguntei: Quem instalou o Ubuntu?
Ela respondeu: Ah, foi o dono. (e voltou a fixar o olhar na tela)

Abraço!

[18] Comentário enviado por pinduvoz em 08/06/2011 - 20:36h

<< ê pinduca, ce tá arrebendatndo a boca do balão, hein?
;-)) >>

O acvsilva me elogiando? Vou guardar, pois é a primeira vez que ele não me avacalha (rsrsr).

Valeu, acv-zinho.

[19] Comentário enviado por mcnd2 em 09/06/2011 - 21:48h

Muito bom.

No GNU/Linux uso o 'UNetbootin'.

Como tenho a janela 'originale' em meu note, vou ver como fica um 'GNUzinho' leve no pendriver.

Parabéns @pinduvoz.

Abraço.

[20] Comentário enviado por prsaid em 23/06/2011 - 03:28h

Deu certo que legal, mas o Ubuntu 11.04 no pen drive a instalação está em ingles e aparência de 9.04. Sendo que, instalei no meu notebook normalmente e sem problemas. O que será que houve?

Vlw!!!

[21] Comentário enviado por pinduvoz em 23/06/2011 - 21:13h

O idioma e a aparência vc conserta lendo o artigo. Tem dicas para as duas coisas (mudar o idioma e instalar driver de vídeo, se necessário) que devem estar erradas na sua instalação.

[22] Comentário enviado por brunotec em 24/06/2011 - 12:30h

Primeiramente parabéns pelo artigo pinduvoz,

da uma olhada nisso:

http://imageshack.us/photo/my-images/573/linuxe.png/

recebi em meu e-mail pessoal, e tinha um link referenciando seu artigo! sinal que muita gente gostou e o pessoal da linux university resolveu torna-lo referencia! parabéns

... só faltou indicar seu nome lá né...

um abraço.

[23] Comentário enviado por pinduvoz em 25/06/2011 - 18:57h

Valeu, brunotec.

Obrigado.

[24] Comentário enviado por diegoferreir_ em 01/07/2011 - 11:04h

mas e pra quem ja usa Linux? tem algum software pra isso?

[25] Comentário enviado por tiekookeit em 04/07/2011 - 08:00h

ja foi mencionado nos posts acima o unetbootin

[26] Comentário enviado por Hank em 27/07/2011 - 11:35h

André, só vale para micros que permitem boot de pendrive, né?
Para outras distribuições a única diferença seria que posso precisar de mais doque 4 GB?

[27] Comentário enviado por pinduvoz em 30/07/2011 - 02:11h

Não necessariamente, pois há gerenciadores de boot que conseguem bootar o pendrive usando um disquete, ou um CD.

Quer saber se serve para outras distros? Sim e não, pois a "persistência" pode funcionar apenas no Ubuntu pelo método de criação que eu citei, mas há outros. Como exemplo, cito o OpenSuse, que possui um programa próprio e um script, servindo ambos para criar um OpenSuse "persistente".

Saiba que é viável até mesmo fazer uma instalação "real" num pendrive, desde que ele tenha 8 GB ou mais.

[28] Comentário enviado por cristianokittie em 10/01/2012 - 21:39h

lol essa brincadeira ate me animou de instalar o ubuntu novamente na minha maquina!!

[29] Comentário enviado por JJSantos em 04/05/2012 - 22:20h

Favoritado!

[30] Comentário enviado por JoseRenan em 04/09/2012 - 11:34h

Olá Pinduvoz, vlw pelo artigo! Ontem instalei o Ubuntu 12.04 usando esse aplicativo mas ele não salva as alterações, o chato é que eu tava até atualizando o SO e acho que perdi tempo baixando os updates.
Você pode me ajudar? Fiz o processo como descrito no artigo deixei a persistência no máximo esperei o processo e depois nada!

grato

[31] Comentário enviado por pinduvoz em 06/09/2012 - 14:45h


[30] Comentário enviado por JoseRenan em 04/09/2012 - 11:34h:

Olá Pinduvoz, vlw pelo artigo! Ontem instalei o Ubuntu 12.04 usando esse aplicativo mas ele não salva as alterações, o chato é que eu tava até atualizando o SO e acho que perdi tempo baixando os updates.
Você pode me ajudar? Fiz o processo como descrito no artigo deixei a persistência no máximo esperei o processo e depois nada!

grato


Não recomendo fazer atualizações na instalação do pendrive, pois deixa o sistema muito lento.

Para testar a persistência, mude o papel de parede e reinicie. Se o seu papel estiver na tela, a persistência está OK.

Mais um detalhe: a persistência só funciona com pendrives formatados em FAT (16 ou 32).

[32] Comentário enviado por JoseRenan em 10/09/2012 - 11:54h

Obrigado pela resposta, acho que não funcionou porque o pendrive tá formatado como NTFS, 'cho perguntar, eu posso instalar os programas como o G++, normalmente sem afetar muito o desempenho? Meu pendrive tem 8Gb, tem como eu particioná-lo em duas partições FAT e fazer uma delas ser a /home do sistema? Assim posso acessar os arquivos se eu não quiser bootar o pendrive. vlw!

[33] Comentário enviado por manoli em 02/12/2013 - 20:15h

Olá André, boa noite!
Desculpe, sei que o post é antigo mas se você ainda estiver visitando-o tente me ajudar:
Migrei para o linux mas ainda meio capenga... Estou usando o Mint 15 64 bits, gostei muito desta versão linux.
Fiz um pendrive de bolso com esta versão em um pendrive de 4GB mas não consigo atualizá-la. Dá erros na atualização do idioma para pt-br,,, ou seja não consegui atualizar nada nesse live pendrive. Já fiz uma boa busca no google e o único que encontrei foi você.... poiretranto se vc puder me ajudar, ficaria muito grato.

Parabéns pela disposição e paciência em ajudar aos iniciantes no mundo linux.

Abraços.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts