Experimentos com GNOME3 em instalações contendo outros ambientes gráficos

Este artigo descreve meus experimentos com o novo GNOME3 em computadores com outros ambientes gráficos instalados, como XFCE, LXDE e FluxBox. Os excelentes aplicativos e utilitários de GNOME3 podem ser usados inclusive em computadores ou distribuições onde o GNOME3 não abre e/ou não funciona corretamente.

[ Hits: 22.344 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 17/09/2011 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Conflitos entre GNOME3 e outros ambientes gráficos



As minhas instalações de Sabayon Linux tem múltiplos ambiente gráficos, acessáveis via Gerenciador de Login, em sessões diferentes.

Um problema adicional é que o GNOME3, ao ser instalado, "captura", pega sob o controle dele, os Menus de Contexto, aquele acessados com o botão direito do mouse e outras configurações, como os aplicativos padrão, mesmo em sessões de outros ambientes gráficos.

Vejam nessa tela, a sessão é XFCE, e vejam como o GNOME3 torna o Nautilus o navegador de arquivos padrão, mesmo sendo especificado que o padrão deva ser o Thunar:
Nesta outra imagem observem também que, mesmo em XFCE, clicando com o botão direito do mouse, o menu, janela que se abre, passou a ser o do GNOME3, embora por exemplo, o Tema de Ícones que usei no XFCE se mantenha intacto:
As vezes, mesmo o idioma padrão do XFCE foi modificado. Nesta imagem, a reinstalação do pacote gnome-keyrings, e depois abrindo uma sessão em XFCE, e eis meu XFCE automaticamente retornando ao inglês, sem que eu quisesse (inclusive, não mostrado na imagem, mas até o Firefox voltou para inglês).
Para consertar isso foi necessário reajustar os locales do sistema e a língua, o que pode ser feito com este procedimento:
Outros erros eventuais ocorriam, como impossibilidade de salvar a sessão em XFCE, sumiço repentino de 3 das 4 áreas de trabalho etc.

Pensei: como posso solucionar isso, ter os menus de contexto do FluxBox, LXDE etc... cada um no local certo, no ambiente gráfico correto.

A abertura do aplicativo configurador do GNOME3 ("gnome-tweak-tool"):

gnome-tweak-tool

e a remoção do controle de tela por parte do Gerenciador de Arquivos (colocar em OFF), resolve o problema do Thunar substituindo o Nautilus (em XFCE) e dos menus de contexto (em LXDE e em FluxBox, mas não em XFCE).
Linux: Experimentos com GNOME3 em instalações contendo outros ambientes gráficos.   Linux: Experimentos com GNOME3 em instalações contendo outros ambientes gráficos.   Linux: Experimentos com GNOME3 em instalações contendo outros ambientes gráficos.
Os outros problemas da mudança de linguagem e do desaparecimento de áreas de trabalho, foram solucionados reinstalando o GDM do GNOME3.

Todas essas observações me indicaram certas incompatibilidades entre o GNOME3 e outros ambientes gráficos alternativos, pelo menos em Sabayon.

Apesar dessas incompatibilidades, meus experimentos demonstram ser possível usar pelo menos os aplicativos do GNOME3, abrindo as sessões em outros ambientes gráficos, como XFCE, LXDE ou Fluxbox.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Conflitos entre GNOME3 e outros ambientes gráficos
   3. Em GNOME2, os problemas não ocorrem
   4. Conclusão
Outros artigos deste autor

A teoria Linux por trás dos acessos e dos atalhos

Regulando o desktop para trabalhar em máxima performance

BOINC - Computação distribuída e aplicações científicas

Cansou do Konsole e GNOME-Terminal? Existem outros terminais, escolha o seu!

Como usar o Bugzilla do Sabayon

Leitura recomendada

Instalando o Cacti via APT no Debian Etch

Cinelerra no Ubuntu - Instalando e configurando para melhor desempenho

Aprendendo a criar pixmap no Gimp

Letras brilhantes com Gimp

Blender para todos! - Parte I

  
Comentários
[1] Comentário enviado por levi linux em 17/09/2011 - 15:09h

Parabéns pelo excelente artigo.
Realmente o Gnome está um tanto quanto exigente no quesito hardware.
Eu que sou o feliz propietário de uma SIS 671, tive que abandonar o Gnome quando houve a mudança para o 3.
Hoje estou usando o XFCE, pois aqui nem o modo FallBack rodou.

[2] Comentário enviado por removido em 17/09/2011 - 21:31h

Poxa, ai desanima um pouco... estou querendo instalar ele hoje aqui no meu sabayon, já baixei 29% vou deixar na madruga baixando. Espero não ter esses problemas, porque se tiver... Bem, se eu tiver todos esses problemas ou piores, eu tenho o dvd do sabayon aqui...

[3] Comentário enviado por removido em 18/09/2011 - 01:26h

É albfneto. Acabei de instalar o gnome 3 aqui, e ele está ótimo. Confesso que depois de ler a sua história eu desanimei um pouco, mas como sou do tipo curioso, instalei o gnome 3. E aqui estou eu, postando o comentário no gnome3 que está rodando perfeitamente (melhor que no fedora). AH eu devia ter escolhido o Sabayon antes, poder ter várias interfaces gráficas é muiiiiiito bom!!!

[4] Comentário enviado por mcnd2 em 18/09/2011 - 02:04h

Boa Alberto.

Com certeza o problema maior que está acontecendo por ai, é o suporte do gnome-shell que está exigente com o hardware e alguns pacotes de determinadas sessões.

Como não uso além de uma sessão não posso afirma.

Com o teste de hardware, tenho um Athlon 2800+ com 1 GB de memória e com uma NVidia gforce fx5200 e ainda não usufrui do gnome 3 nele pois até então foi a primeira vez o contato do gnome 3 no Sabayon do note.

Vou ver se instalo o Arch no desk mencionado e ver se lá o gnome 3 roda de boa.

Mais tá aí mais um material de esclarecimento para os que ainda não o testaram.

[5] Comentário enviado por albfneto em 18/09/2011 - 18:35h

para lucas: olha, pode ser que seja exigente quanto ao hardware, bem exigente, pois o micro do artigo é um atlhlon X2, 8 giga de RAM, e minha placa gráfica é uma GForce 8600 GT e mesmo assim, há os problemas do artigo.
o GNOME3 frequentemente trava, fecha. congela e as vêzes não abre...,mas não o instalei como ambiente unico em Sabayon.

para McNd2:
no micro da fac, tenho uma NVIDIA GForce 5500, nela, nem em modo fallback, o GNOME3 abre!

Como ambiente único:

Como ambiente único em Sabayon, não o testei, porque em todo caso, como não sou tão fanático por GNOME3, não gostaria de te-lo como unico ambiente gráfico, sem outra opção de sessão.

mas sugiro que alguém que está usando Sabayon com somente GNOME3, faça um artigo para comparar com o meu, ou poste comentários aqui.
Para ter um Sabayon com GNOME puro, sugiro que baixe o Sabayon GNOME 32 ou 64 Bits, Daily Build,pq já vem atualizado e só tem FluxBox e GNOME3.

No Geral, GNOME3 continua complexo, pelo menos em Sabayon, veja como Sabayoneros do Mundo todo, estao trocando GNOME3 pelo XFCE

http://openbytes.wordpress.com/2011/09/25/review-sabayon-6-xfce-and-a-look-at-my-migration-away-from...

[6] Comentário enviado por xerxeslins em 20/09/2011 - 20:09h

Muito bom! parabéns! Atualmente estou usando o OpenBox com alguns aplicativos GTK do gnome 2. Porém eu gostei muito do gnome 3, mas ainda está muito novo. Nota 10 para o artigo, adoro esses artigos seus onde vc faz experiencias.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts