Esgotando os recursos

Este artigo não tem a intenção de esgotar o assunto e sim auxiliar os novos administradores de sistemas a verificar recursos em nível de hardware. A motivação parte daqueles que, de forma desnecessária, solicitam upgrade de hardware, onerando as instituições que trabalham ou tem seus servidores carroçando, mas não sabem qual o motivo específico da lentidão. Para teste foi usado o FreeBSD RELENG 7.2 RELEASE.

[ Hits: 21.474 ]

Por: cristofe coelho lopes da rocha em 21/01/2010


Verificando o limite de disco



DF(1) - Display Free Disk space

O DF verifica o tamanho das partições, bem como, verifica a capacidade que esta sendo utilizada. Como recurso oferece o ponto de montagem do label.

Este recurso é bastante interessante para verificar se sua partição de logs está cheia e/ou verificar se realmente está montada. Portanto você poderá ver se realmente precisa ou não de discos maiores.

# df
Filesystem  1K-blocks    Used    Avail Capacity  Mounted on
/dev/ad6s1a    507630  406522    60498     87%   /
devfs               1       1        0    100%   /dev
/dev/ad6s1e    507630    4316   462704      1%   /tmp
/dev/ad6s1f  34751924 3072376 28899396     10%   /usr
/dev/ad6s1d   1367726 1078456   179852     86%   /var

Com o parâmetro -m/-g podemos ainda verificar o tamanho da partição em MB ou em GB.

# df -m
Filesystem  1M-blocks Used Avail Capacity  Mounted on
/dev/ad6s1a       495  396    59    87%    /
devfs               0    0     0   100%    /dev
/dev/ad6s1e       495    4   451     1%    /tmp
/dev/ad6s1f     33937 3000 28222    10%    /usr
/dev/ad6s1d      1335 1053   175    86%    /var

GSTAT(1) - Statistic GEOM

O gstat verifica as entradas de disco, ou seja, em real time a medida em que os arquivos estão sendo gravados. Bastante útil para verificar se uma operação está sendo executada ou não. Desta forma você poderá ver a taxa de transferência dos arquivos para seu disco, caso seja muito lenta, não atendendo a demanda, você poderá ver a especificação do hardware, pois ele pode não está atendendo a demanda.

# gstat
dT: 1.001s  w: 1.000s
         r > /_ bytes lidos por segundo_-- w > /_ bytes escritos por segundo_/
 L(q)  ops/s    r/s   kBps   ms/r    w/s   kBps   ms/w   %busy Name
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad0
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad0s1
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad0s2
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad0s3
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad0s5
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad0s3a
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad0s3c
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad0s3d
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  acd0
    1    256    102   3492    7.8    154   4726    3.6   88.2  ad6
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ufsid/4764b0a9d55082e1
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ufsid/4764b0a81a8b9181
    1    256    102   3492    7.8    154   4726    3.6   88.7  ad6s1
    0    154      0      0    0.0    154   4726    3.7   48.0  ad6s1a
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad6s1b
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad6s1c
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad6s1d
    0      0      0      0    0.0      0      0    0.0    0.0  ad6s1e
    1    102    102   3492    7.9      0      0    0.0   80.2  ad6s1f

A taxa de transferência pode auxiliar bastante na tomada de decisão.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Evitando vexame :-(
   2. Verificando o limite de disco
   3. I/O Status
   4. Status geral
Outros artigos deste autor

Festa com SQL injection

Um dia depois da inundação

Alta disponibilidade com CARP

Backups com TAR e DUMP

Melhorando o nível de segurança com chflags

Leitura recomendada

Completando o Ubuntu (para principiantes)

L.F.A.Q : Linux Frequently Asked Questions

Primeiros comandos para iniciantes

Usando o "at" para agendamento de tarefas

Conceituação de DNS

  
Comentários
[1] Comentário enviado por ffranca em 21/01/2010 - 18:46h

Olá muito legal o seu artigo, poderia modificar a opção do df para "df -h" o h seria de leitura humana.

[2] Comentário enviado por cristofe em 24/01/2010 - 16:01h

Muito bem, Ffranca, agradeco pela contribuicao. Lembrando que recurso tipo: TOP PS também são bastante interessante, para evitar dúvidas se o problema será de Hardware ou algum processo que esta requerendo muito recurso. Abraço

[3] Comentário enviado por cristofe em 24/01/2010 - 16:03h

Muito bem, Ffranca, agradeco pela contribuicao. Lembrando que recurso tipo: Informações do tipo Uptime e cpu e mem podem ser aqdquiridas com o TOP e PS. São bastante interessante, para evitar dúvidas caso o problema seja Hardware ou algum processo que esta requerendo muito recurso. Abraço

[4] Comentário enviado por cytron em 25/01/2010 - 01:57h

procinfo também é útil, muito bom mesmo, mostra memória (free), data e hora do boot, carga média do sistema, algumas outras coisas e até uso de irq.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts