Esgotando os recursos

Este artigo não tem a intenção de esgotar o assunto e sim auxiliar os novos administradores de sistemas a verificar recursos em nível de hardware. A motivação parte daqueles que, de forma desnecessária, solicitam upgrade de hardware, onerando as instituições que trabalham ou tem seus servidores carroçando, mas não sabem qual o motivo específico da lentidão. Para teste foi usado o FreeBSD RELENG 7.2 RELEASE.

[ Hits: 21.472 ]

Por: cristofe coelho lopes da rocha em 21/01/2010


Status geral



VMSTAT(1) - report virtual de memoria

De forma geral o vmstat está dividido em 6 seções. São elas: processos, memória, SWAP, discos , falhas e CPU.

# vmstat -w 3

procs      memory      page                    disks     faults         cpu
r b w     avm    fre   flt  re  pi  po    fr  sr ad0 ad6   in   sy   cs us sy id
0 0 0   47132  180560    55   1  27   0   131  25   0   0  114  661  867  1  7 93

Veremos as opções mais importantes:

procs:
  • r - Número de processos prontos que aguardam a CPU.
  • b - Número de processos que estão aguardando, por resposta de disco ou algo assim.
  • v - Mostra os processos que são executáveis, mas estão trocados. Caso este número esteja aumentando em base regular sua memória não esta boa e deve ser trocada.

Caso o número de processos em espera esteja aumentando drasticamente, algo errado está acontecendo em seu servidor e significa um ponto de contenção. Se o número de processos que aguardam resposta estiver aumentando, verifique o acesso à disco e tente customizá-lo afim de que caches sejam criados otimizando este acesso.

Memória:
  • avm - Número médio de páginas de memórias.
  • frea- Número de páginas que estão disponíveis.

Página:
  • flt - Número de falhas na memória pelo fato da informação necessária estar em disco e precisar ser buscada.
  • re - Quantas páginas foram utilizadas novamente do cache.
  • pi - Mostra quantas páginas estão se deslocando para a SWAP.
  • po - Mostra quantas estão movendo da SWAP para a memória real.

Tanto o ti como to devem ser observados, pois seu servidor deve acessar SWAP de forma prevista ou poderá significar outro ponto de contenção.

Discos: Mostra seus discos de forma individual.

Falhas:
  • in - Número de interrupções IRQ que o sistema recebeu nos últimos segundos.
  • sy - Número de chamadas de sistemas nos últimos 5 segundos.
  • cs - Número de interruptores de context. Vezes que a CPU deixou de fazer uma coisa para fazer outra.

CPU - Mostra quanto tempo a CPU gasta fazendo tarefas do:
  • us - Usuário
  • sy - Sistema

Como sugestão o administrador deve observar estas taxas ao colocar o servidor em produção e posteriormente pode ser comparado. Caso os acessos sejam incrementados, os recursos serão explorados de forma proporcional. Contudo as aplicações de terceiros utilizadas pela maioria dos administradores oferecem formas de ajustes.

Deve ser feito o tunning do seu kernel e de sua aplicação conforme sua demanda para evitar gastos desnecessários. Existem outros recursos como sockstat e netstat que podem auxiliar na demanda de link e ajuste de kernel do tipo mbufs. Esta é uma boa prática de administração de sistemas.

Abraço.

Até o próximo.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Evitando vexame :-(
   2. Verificando o limite de disco
   3. I/O Status
   4. Status geral
Outros artigos deste autor

Festa com SQL injection

Melhorando o nível de segurança com chflags

Backups com TAR e DUMP

Um dia depois da inundação

Alta disponibilidade com CARP

Leitura recomendada

Guia Openbox

Zenwalk 5.2 - Minhas impressões

Introdução aos sistemas operacionais

TDE no openSUSE

Um tour pelos ripadores de CDs para Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por ffranca em 21/01/2010 - 18:46h

Olá muito legal o seu artigo, poderia modificar a opção do df para "df -h" o h seria de leitura humana.

[2] Comentário enviado por cristofe em 24/01/2010 - 16:01h

Muito bem, Ffranca, agradeco pela contribuicao. Lembrando que recurso tipo: TOP PS também são bastante interessante, para evitar dúvidas se o problema será de Hardware ou algum processo que esta requerendo muito recurso. Abraço

[3] Comentário enviado por cristofe em 24/01/2010 - 16:03h

Muito bem, Ffranca, agradeco pela contribuicao. Lembrando que recurso tipo: Informações do tipo Uptime e cpu e mem podem ser aqdquiridas com o TOP e PS. São bastante interessante, para evitar dúvidas caso o problema seja Hardware ou algum processo que esta requerendo muito recurso. Abraço

[4] Comentário enviado por cytron em 25/01/2010 - 01:57h

procinfo também é útil, muito bom mesmo, mostra memória (free), data e hora do boot, carga média do sistema, algumas outras coisas e até uso de irq.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts