Da criança problema até o abacaxi

O Tux não parece, mas é um PRODUTO. Não, este não é um documento ideológico, é apenas uma explanação sobre marketing para ajudar nas nossas carreiras e por aí vai (como sempre, pra variar).

[ Hits: 19.005 ]

Por: Guilherme RazGriz em 26/12/2006 | Blog: http://razgrizbox.tumblr.com


Mas... que maluquice toda é essa??



Vamos sem rodeios.

Criança problema é aquele produto que acabou de ser CRIADO, portanto ele é uma "criança" com potencial, não se sabe o futuro exato dele.

Mas... por quê "criança"? Por que todo o produto tem um CICLO DE VIDA. Mas não como o nosso, um produto pode durar apenas um mês quanto 130 anos, quem decreta o "prazo" é o mercado=].

Mas... o que é produto? pode parecer uma pergunta simples, mas como a grande maioria aqui não estudou o mínimo de marketing, não deveria mesmo saber exatamente o que é, então vamos lá:

PRODUTO: é todo o bem durável ou não durável / serviço que desperte desejo e ou necessidade nas pessoas.

Aqui nós vemos como é que o produto "nasce, cresce e morre".

Introdução

Nesta fase nós temos o "nascimento" do nosso produto, obviamente que é uma fase de experimentação, onde ajustes diversos são feitos para que o produto seja "aceito" pelas pessoas (mercado). Esta é também uma fase decisiva, já que se o produto não é aceito ele "morre". Um bom exemplo é a bebida isotônica "fruitopia", que foi concebida pela "coca-cola company", mas como o mercado brasileiro não gostou do produto (de fato o gosto da bebida era incrivelmente ruim), o produto foi retirado do mercado apenas algumas semanas após o seu lançamento.

Caso o produto resista a esta fase, o mesmo vai para o CRESCIMENTO.

Crescimento

Nesta fase o produto é enviado para mais pontos de distribuição e também é lançada uma variedade do mesmo produto para compor o portfólio da empresa. Por exemplo, um tênis para corrida, se ele der certo a empresa pode lançá-lo em cores diversas ou calçados para outras modalidades esportivas, obviamente que o preço do produto também tende a baixar, SE o mesmo tiver preço, claro.

Maturidade

Aqui o produto já é bem conhecido pelas pessoas e pelo menos o seu público alvo o adora, o produto vende bem e os gastos em marketing com o mesmo despencam.

Declínio

Declínio? "Morre uma estrela", oras.

Mas... e aquela história de criança problema, abacaxi, etc?

Criança problema: como já expliquei, é aquele produto com futuro INCERTO.

Estrela: o produto já faz sucesso, mas ainda pode render MUITO MAIS do que ele já rende hoje, como por exemplo podemos citar uma atriz.

Vaca leiteira: é basicamente o cargo chefe da empresa, o que mais vende e sustenta a empresa, geralmente a vaca leiteira é também uma estrela, um exemplo clássico é o "GOL", da VolksWagen.

Abacaxi: bem... quando o produto fica defasado, ele vem pra cá, ou seja, ele começa a ser "esquecido", as vezes até mesmo por vontade da própria empresa que o fabrica em prol de outros mais novos. Claro que o produto não chega a ser retirado do mercado (as vezes é interessante mantê-lo), apenas a sua participação no diminui. Um bom exemplo é aquela esponja de aço, a BOMBRIL, ou aquele automóvel da Fiat, o "UNO MILLE".

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Mas... que maluquice toda é essa??
   2. SIM, o Windows, o Mac OS X e o Linux vão deixar de existir algum dia
Outros artigos deste autor

Programação visual (módulo 1)

O Rio distorcivo e o Gimp

Edição pesada de imagens com o Gimp (parte 1)

Fractal ou abstratal?

Inkscape descomplicado - Parte II

Leitura recomendada

Escrevendo com LaTeX

Fractal ou abstratal?

Soltando raios com Inkscape

Enfeite o LILO com uma imagem de seu gosto

Gnome-shell sob a perspectiva da usabilidade

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 26/12/2006 - 22:38h

Bacana, só não concordo quando se fala que um dia a Coca-Cola vai acabar . Acho que ela já faz parte do cardápio do ser humano, é que nem o arroz, a carne, o açúcar. hehehe

[2] Comentário enviado por vandeci em 27/12/2006 - 11:03h

Me formei em marketing esse ano e não concordo que todo produto vá necessariamente acabar um dia. Existe pode ir adaptando seu produto às novas necessidades do mercado e gerar um novo ciclo de vida. Entropia Negativa. Acredito que isso seja bastante possível tanto com o Linux quanto com o Window$.

[3] Comentário enviado por razgriz em 27/12/2006 - 16:28h

eu não concordo com você no quesito "infinito" já que a decretação do fim de um produto em favor de outros fatoras é mais do que prevista, se fosse assim, ainda teriamos por exemplo o opala e o santana a venda no mercado, como "abacaxis" ou "estrelas" (ou mesmo o novo vectra que até bem pouco tempo era criança problema para a GM) boas festas!

[4] Comentário enviado por Iron Fist em 28/12/2006 - 15:28h

Eu tb acredito que todos os produtos irá chegar uma hora que vai acabar. Acredito (mas não dentro de 50 anos) que o Windows e o Linux serão substituidos. Primeiro porque o windows é muito util (para nós, técnicos, quando temos que formatar suas máquinas por causa de vírus, e assim, lucrar um pouquinho. huhauhauhau) e o linux, porque é uma excelente ferramenta (para nós, administradores, que dominamos a tecnologia, sem nós a empresa não funciona :D :) ) Mas acredito que o futuro (não muito distante) irá substituir os teclados e mouses e ser mais interativo com o "usuário" em geral.
Vamos ver o que acontece.

(EXEMPLO:
a medicina evoluiu. Antigamente eram ervas utilizadas no tratamento de doenças (até o haxixe entra na parada brincadeira). Hoje tomamos remedios em comprimidos para realizar o tratamento, porque isso não aconteceria com a tecnologia??)

[5] Comentário enviado por JosuéDF em 29/12/2006 - 01:04h

cada dia que passa estou ficando amarradão nesses artigos não técnicos, servem para se debaterem temas das mais diversas areas que abrangem software livre, mostrando que linux e software livre não é apenas um sistema e sim uma nova maneira de viver e observar o mundo ao nosso redor. ..:: viva o lado free style da vida ::..

[6] Comentário enviado por clone em 03/01/2008 - 19:22h

Concordo com nosso amigo linuxboy..Esse lado "debate" das opniões ajudam a formar outras opniões e podemos ver que o outro lado na maioria das vezes pode mudar e é o que nós amantes da vida "free style" temos que passar, a mudança sempre é necessária. Temos que muda a opnião do mundo com relação ao estilo, ao comunicavel, vivemos num mundo de cabresto e isso precisa mudar ...Viva o Linux ;).

[7] Comentário enviado por rahremix em 30/04/2015 - 15:37h


[4] Comentário enviado por Iron Fist em 28/12/2006 - 15:28h

... Mas acredito que o futuro (não muito distante) irá substituir os teclados e mouses e ser mais interativo com o "usuário" em geral.
Vamos ver o que acontece...


Comentário feito pouco menos de 1 mês antes do anúncio do primeiro iPhone, quanta coisa mudou desde então...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts