A miséria social do Brasil e o software proprietário

hra

Que o Brasil vive uma situação de total miséria social todos nós já sabemos. Que o Brasil não investe na educação do povo, todos nós também sabemos. O que não sabemos, ou apenas não nos damos conta, é que nisso também tem culpa não só os políticos, mas todo aquele que investe em software proprietário importado.

[ Hits: 21.275 ]

Por: Hamilton R. Amorim em 27/04/2005 | Blog: http://www.algorista.tk


Enfiando o dedo na ferida



Que o Brasil vive uma situação de total miséria social todos nós já sabemos. Que o Brasil não investe na educação do povo, todos nós também sabemos. O que não sabemos, ou apenas não nos damos conta, é que nisso também tem culpa, não só os políticos, mas todo aquele que investe em software proprietário importado.

Cada vez que alguém compra uma licença de um Windows(r) ou ms-office(r), o dinheiro acaba indo para os Estados Unidos.

Há quem diga que não, que parte do dinheiro fica no Brasil, pois ganhou salário o entregador, a moça do caixa, a gráfica que imprime a nota fiscal, o governo com impostos, etc.

Mas na prática, o grosso do dinheiro vai embora, ou seja, lá se vai o dinheiro que poderia ter virado uma universidade, um colégio, um hospital, uma fabrica de componentes, milhares de consultorias, com milhares de funcionários ganhando seus salários, pagando escola para seus filhos, ativando a economia, gerando novos empregos (pra professora, pro médico, pro lixeiro, etc).

Isso parece exagero, mas não é, é só uma fórmula lógica muito simples:

Quando uma empresa compra um computador com Windows(r), esse já tem o sistema e todos os softwares pré-instalados, isso quer dizer que alguém na fábrica (lá nos estates) colocou um boot-cd de imagem que gravou tudo no HD de uma só vez, 5 min e estava tudo instalado.

O comprador pagou centenas de dólares pra isso, pra alguém por um boot-cd na bandeja e ligar o computador, depois esperar uma telinha aparecer e desligar o computador.

Um emprego foi gerado, em outro país, o que beneficiou em quase nada o nosso país.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Enfiando o dedo na ferida
   2. Benefícios gerados pela adoção do Linux
Outros artigos deste autor

Como fazer: chroot SSH (SSH mais seguro)

Onde estão os programadores da era DOS?

Como fazer: Chroot Dosemu (Clipper no Linux)

cal2svg - brincando com shell script e arquivos vetoriais SVG

Porque tanta gente não usa o Linux? Será que o Linux é ruim mesmo?

Leitura recomendada

MS-X, DOS, Windows e finalmente Linux: História da evolução da informática e pessoal

História das UI - Interfaces de Usuário (para pensar no futuro)

Introdução ao Protocolo Internet - IP

Distros para quem ama a liberdade

Linux: For Human Beings?

  
Comentários
[1] Comentário enviado por vagnerd em 27/04/2005 - 12:56h

Nossa cara detonou no artigo xD
Gostei para carai!

[2] Comentário enviado por vioflex em 27/04/2005 - 13:05h

Acredito, e sempre repito, que esses benefícios só vão acontecer de modo significativo se pelo menos uma empresagrande comece a investir em software pra Linux.
Aí, outras empresas vão investir em Linux e gerar empregos em todo o mundo, não só no Brasil. º°º

[3] Comentário enviado por birilo em 27/04/2005 - 14:37h

Sim sim...
Agora, um fato super importante...

Está praticamente certo que Linux será adotado como SO oficial do PC Conectado do governo, certo?

Ontem ou ante-ontem tivemos o nosso exelentíssimo senhor ministro do desenvolvimento,Luiz Fernando Furlan, defendendo SO proprietário. E de leve, fez mensão à parceria da Microsoft no programa PC conectado.

Também temos que nesta semana a Microsoft pagou a viagem de parlamentares sul-americanos (brasileiros inclusive) para um congresso sobre Tecnologia em Washington.... Onde o software livre mais cresce em empresas públicas???

Ouvi hoje na CBN um dos deputados que está lá, dizendo que o assunto SL não foi comentado, e que a posição do Brasil quando à software livre e é bem sólida, e que se a Microsoft estivesse fazendo lobby, iria perder a viagem... mas sei lá.... nunca se sabe....

É isso.... Só um comentário meio indignado meu.. rs rs rs rs

[]'s
Danilo

[4] Comentário enviado por shocker em 27/04/2005 - 16:43h

Primeiramente parabéns pelo artigo.
Particularmente eu acho que o problema do Brasil não vai ser resolvido com a adoção de uma plataforma aberta ou não. Acho que o problema do Brasil vai muito além disso, pois mesmo que o país viesse a utilizar em sua total plenitude, o Linux, como nós temos tanta corrupção, tantos desvios de verba e uma diferença racial tão grande, que de nada adiantaria.

E nós não podemos enxergar o Linux como totalmente free. Em uma migração para Linux talvez uma empresa não gaste tanto com licença, mais vai gastar com serviço. Você deixa de gastar de um lado, para gastar do outro. Lógico que isso é perfeitamente dedutível e o TCO e o ROI de um projeto destes pode fazer com que os executivos de TI façam vista grossa para os gastos. Temos que concordar também que a mão-de-obra Linux ainda é fraca, comparada a mão-de-obra que existe disponível no mercado a vários anos, para sistemas Microsoft, e isso acaba elevando os preços de uma consultoria Linux, pois poucos são os realmente capacitados, e com perfis necessários para encarar este mercado crescente.

Eu acredito fielmente que o Linux tem um grande potencial tanto para servidores quanto para desktops, porém antes de qualquer mudança, será necessária uma boa dose de engenharia social.

Bom, é isso aí galera!

[]'s

Atc,
Alan Cota.

[5] Comentário enviado por gustavo_marcon em 27/04/2005 - 17:26h

Parabéns, bom artigo! Só gostaria de deixar um comentário.

Não acredito que isso influência em melhora perceptível para o país, melhoraria claro para os consultores e pessoal do ramo de informática como nós (isso é ótimo) já que a grana alta mesmo ficaria conosco que prestariamos serviço e não como é feito hoje, em que a licença vai pra fora e o profissional de informática ganha qualquer mérrequinha pra instalar o windows e pronto... pra nossa área seria ótimo, por outro lado como já foi comentado também seria necessário um investimento em capacitação destes profissionais para atenderem com qualidade a demanda. Mas são coisas que com o tempo se resolve, o linux já tá ocupando muito mais espaço, e cada vez mais rapidamente isso está acontecendo!

[6] Comentário enviado por androle em 27/04/2005 - 17:32h

Ei, não concordo com vc.

"O comprador pagou centenas de dólares pra isso, pra alguém por um boot-cd na bandeja e ligar o computador, depois esperar uma telinha aparecer e desligar o computador.

Um emprego foi gerado, em outro país, o que beneficiou em quase nada o nosso país. "

Claro, e NADA que vc usa no dia-a-dia foi feito em outro país e criou um emprego lá fora?

Ah, por favor. Olhe o rótulo do que vc compra no supermercado. Desde o leite, chocolate, suco de laranja, biscoito, azeitonas, azeite, etc., só para ficar nas comidas. Sem falar de whisky, vinho, etc.
Bom, tem também máquinas digitais, celulares, aparelhos de dvd, monitores, tênis, etc.

Quanta coisa que é feita no exterior e dá emprego para gente de outros países e ninguém se importa?

Quanta coisa é feita na China, onde é sabido que muita gente trabalha em condições terríveis, e usamos nos nossos computadores peças feitas lá sem nem pensar no assunto?

Nós importamos trigo e milho da Argentina!!! Isso sim é uma barbaridade enorme e ninguém se importa. Um país do tamanho do Brasil importando alimentos!

Bom, não me leve a mal, mas frente a tantos outros problemas do país esse tipo de discurso clichê anti-windows a cada dia me parece mais folclórico que efetivo.

Gostaria se saber quantos negariam um emprego com salário de R$ 5.000,00 para ser consultor windows :-)))

Um abraço

Leandro

PS: Desculpem o azedume, é que estou preenchendo o IRPF e odeio o mundo nesses dias.

[7] Comentário enviado por removido em 27/04/2005 - 19:35h

:^P

[8] Comentário enviado por birilo em 27/04/2005 - 21:03h

maracujina no camarada ali de cima... rs rs rs rs

[9] Comentário enviado por alexkidd em 27/04/2005 - 21:32h

Não quero puxar sardinha para ninguem mas vc já pensou que a sua placa mãe é feita na china ou em tw? seu monitor pode ter vindo da Koreia? Lg Samsung etc...

A no mais falar mal de outro SO é subestimar ou ignorar algo seria a mesma coisa que alguem falar mal do linux não leva a nada! cada um teu seu mercado, seu NICHO... todos podem ter seu lugar ao SOL... basta saber aplicar os conceitos de ROI e TCO com coerencia, na boa artigo muito infeliz parece um fanático religioso, desculpe a franqueza mas prefiro ganhar dinheiro onde puder e como puder seja windows, linux ou até novell... mas chutar o pau da barraca assim é desconhecimento de causa

aviso não estou defendendo, so acho feio falar de algo sem bases sólidas apenas baseando-se em especulações (afinal) vc já parou para pensar sobre o lobby linux no governo, achas que tb não tem... Se nosso governo fosse exemplo de algo.... :( fico até triste as vezes só de pensar governo empregando parentes NEPOTISTAS e dando cursos em linux que atualmente são muito mequetrefes em relação a uma certificação Cisco ou até mesmo da Microsoft e tem custo até superior para treinamento, sei pq paguei uma formação completa sobre conectiva :( o material é muito fraco! perto de uma certificação novell ou MCSE(tive acesso ao MOCs usados da formação para estudar em 2002) uma formação hoje padrão de mercado nossa não chega perto de um MCSA(metade de um MCSE) :( infelizmente é nossa realidade, vc confia no governo? lembre-se é seu dinheiro que emprega os parentes de nosso politicos

OBS povo que precisa de salvador.. não merce ser salvo!

desculpem o desabafo mas não acho certo falar mal de um sistema em detrerimento de outro prefiro ressaltar os benefícios e não ficar apontado! coisa feia issso

Ahh vc usa servidor da DELL compaq HP? ou montado do paraguay made in china? o din din do hardware é muito maior que o software no final!
nosso pais paga direito até para usar mouse não se esqueça disso! a patente do produto não é daqui :(

acho que falei d+ desulpe se ofendi com meu ponto de vista crítico!
prefiro cooerencia nos atos e atitudes e não chuto uma oferta de emprego de nenhum dos "mundos" pois a tecnologia me facina!

[10] Comentário enviado por robsontorraca em 27/04/2005 - 21:43h

Primeiramente não defendo A Microsoft, IBM ou Línux.

O mercado é aberto, estamos em um país capitalista como pode-se relatar que o dinheiro vai pra fora do país, é claro isso se chama importação, se pensarmos com ideologias nacionalistas, não podemos exportar, e nem importar, e não precisamos aprender outras línguas, vamos foltar para os tempos de reserva de mercado.. A microsoft não é culpada pelos fracassos que temos no Brasil!!! E sim a corrupção, sonegação de impostos, burocracia, impostos elevados e o mal para a popularização do Línux a pirataria. Quem dita a regra é o mercado, se o usuário não está contente com o produto use outro, todos somos livres para isso. E há problemas maiores do que o S.O à se escolher em uma empresa X, essa mesma que deve sonegar impostos, usar um monte de software pirata, que deve ter um político dono, que passa ás férias no E.U.A, que sede uns mil funcionários terceirizados para o governo, a maioria fantasmas (não todas empresas claro). E se essa empresa usar o Línux, o dinheiro vai embora do mesmo jeito.. se não vai pra Microdoft vai para a Nike, Coca-Cola etc... Enfim temos problemas mais sérios... Podemos tornar nosso país, no país Oppen Source, mas continuaremos sem médicos, sem escolas, sem universidades, e usaremos línux pirata , e vai ter muito gringo programando em nosso país...

[11] Comentário enviado por alexkidd em 27/04/2005 - 21:54h

Roblinux resumiu bem..

Estamos tratando um conceito de liberdade de escolha, pois é a base do linux o poder de escolha e da liberdade

Certa vez uma grande home falou "Liberdade é o poder de escolher os donos das chaves dos grlhões!"

Portanto se saimos de uma "cenzala" digital temos de tomar cuidado para não cair em outra arapuca digital :( infelizmente é isso, com linux temoso po poder de usar algo e compartilhar para sermos livres pois essa é a ideologia mas cuidado que nada nunca é de graça na vida... nem o arq que vc respira...

Se não tivermos perda de patentes com kernel linux (conectiva agora mandrake 100% frança! com mão de obra Brasileira barata!) sempre teremos a exploração de mercado pelo menor custo é a lei da selva digital
estará afrente que puder manter os alicerces entre os dois mundos e não sustentar sobre o prórpio pescoço! e ficar cego com o peso!

creio no livre arbitrio no poder da escolha e da melhor decisão na hora certa nem sempre curamos um cancer com um remédio! sempre vai ter o fator x e as vezes uma tecnologia não vai suprir pois avanços de mercado sempre vão estar aparecendo e lei da era moderna..

A microsoft hoje em dia com seus produtos embora caros fez um nicho de mercado para ela, problema dela e de quem optar, agora usar pirata é pior que negar o uso o fechar os olhos para a escolha, uma hora isso ficará estreito.. tive essa visão quando fui tentar abrir uma empresa e acabei tendo que escolher por um bom tempo uma certa opção que no final me custou muio caro a frente, devido ao estreitamento do mercado, estamo sujeito a isso em qualquer tencnologia

sucessos ao amantes da tecnologia!

[12] Comentário enviado por removido em 28/04/2005 - 00:04h

Gostaria de responder alguns pontos.

"esses benefícios só vão acontecer de modo significativo se pelo menos uma empresa grande comece a investir em software pra Linux. "

Já há grandes investimentos pela IBM, Oracle, Sun, Novell, só pra citar algumas. É facil confirmar isso nos sites dessas empresas. Além disso os governos estão criando muitas oportunidades para esse mercado. Ministério da Educação, Metrô de SP, Estado de MS, Estado do RS são alguns exemplos.

"Claro, e NADA que vc usa no dia-a-dia foi feito em outro país e criou um emprego lá fora?
Ah, por favor. Olhe o rótulo do que vc compra no supermercado. Desde o leite, chocolate, ..."

Muito do nosso consumo cria empregos lá fora. Mas quanto mais de nossa renda ficar aqui no país, mais investimentos serão feitos aqui. O setor secundário normalmente exige grandes investimentos em bens de capital. As atividades terciárias tem como principal investimento a educação. Por isso, se ainda dependemos muito do exterior para produtos de alto valor tecnológico (já que não dispomos de capital para investir), é uma boa medida de alavancagem da economia o investimento em serviços de alto valor tecnológico (o capital pode ser parte do gasto com licenças). Pode parecer um raciocínio simplista mas quando um processo desse é iniciado (e já foi), mesmo que timidamente, um ciclo virtuso se forma e cada vez mais a renda ficará por aqui.

"Quanta coisa que é feita no exterior e dá emprego para gente de outros países e ninguém se importa?"

Cada um se importa com o seu setor. Ou será que o pessoal da petróleo não reclama se não investirmos em prospecção, extração e refino de combustíveis? Será que o pessoal da agricultura não reclama quando importamos trigo? Ou o pessoal do suco de laranja não briga para manter e fazer crescer a sua indústria? É só ver nos jornais. Nós, da TI, por nossa vez, criticamos aquilo que se refere a TI.

"Certa vez uma grande home falou "Liberdade é o poder de escolher os donos das chaves dos grlhões!""

Acredito que no caso do software livre eu possa ter a cópia dessas chaves. Se eu souber abrir as algemas tenho mais movimento. Se não, posso apertá-las ainda mais. Mas ainda assim posso recorrer a uma imensa comunidade que possui chaves (ou que possa fazê-las). Prefiro isso.

Enfim,
Acredito que a adoção total (total refere-se ao potencial de mercado, já que uma parte permanecerá sempre fiel ao SO proprietário) do linux ocorre em três fases: servidores, estações de trabalho corporativas e micros domésticos. Estaríamos iniciando a segunda que tende a ser bem sucedida. Já a terceira talvez não seja tão certa. E por fora está o aproveitamento em outros dispositivos (embarcado). Mas a Microsoft não irá acabar por causa disso. Vai encontrar um modelo de negócio perfeitamente adequado. Isso já aconteceu com a IBM e com a Novell.

Abraços.






[13] Comentário enviado por hra em 28/04/2005 - 11:16h

Nossa, fiquei impressionado, não pensei que meu simples artigo causaria tantos flames e comentários. Vejo que alguns não gostaram muito da minha opinião pessoal a respeito desses assuntos.
Outros ponderaram de maneira tão sensata e equilibrada que me senti um aluno em frente ao professor.

Mas deixem-se clarear alguns pontos, já que o google não perdoa e grava tudo, e até de "fanático religioso" eu fui rotulado, hehehe.

Trabalho a mais de 10 anos com windows, programação Visual Basic, Delphi, C, Pascal, Clipper, essas coisas...
Recentemente (3 anos) comecei a trabalhar sériamente com linux, montando diversos servidores e estações na empresa onde trabalho. Hoje tenho sobre minha responsabilidade 4 grandes servidores debian co-locados no datacenter da telefonica (e tantos outros menores nas filiais), mas ainda tenho diversos projetos Delphi e Visual Basic em andamento, e isso tudo convive pacificamente.
Analizem o cenário e digam onde está o fanatismo. A realidade atual do profissional de informática é essa, tem que conviver com a multiplicidade de sistemas e plataformas, não tem jeito. Eu uso postgreSql, Sql-Server, Oracle, Dbase e paradox. Tudo no mesmo dia. Não existe fanatismo, só realidade. Nunca houve "só uma tecnologia", sempre houveram várias convivendo juntas.

O fato é que a realidade comercial do mercado diz: se o dinheiro circula no pais é bom, se vai pra fora é ruim.

E é esse ponto que eu quiz mostrar no artigo, com o OpenSource a maior parte do dinheiro fica aqui, e com a importação de software proprietário a maior parte do dinheiro vai embora.

O problema do Brasil não se resolve com o OpenSource, na verdade nenhuma mudança isolada levaria o Brasil para uma posição melhor. Mas é uma coisa que inevitavelmente traria qualidade de vida pra muita gente, direta ou indiretamente envolvida.

Há o efeito cascata que ocorre nesses casos. É o que acontece, por exemplo, quando uma grande empresa se instala em uma pequena cidade: é mão de obra barata ? é ! Mas gera empregos, esses empregos geram grana, que circula na cidade, e a cidade cresce, o comercio agradece, tudo vai melhor.

Ah, e não podemos esquecer aqueles comentários de "não adianta nada", "vai continuar tudo como está", "a corrupção é o problema".
Peraí né gente, façamos nossa parte, o resto deixa pro resto.

Não precisa virar mártire, basta explicar pras pessoas que o OpenSource tem um efeito social e não só o financeiro.

Esse artigo tinha mesmo por objetivo tocar esses assuntos delicados, mas por favor não continuemos com as trollagens.

Agradeço aos comentários equilibrados.
E viva o linux.


[14] Comentário enviado por langrisser em 28/04/2005 - 16:07h

Eu achei legal. O desenvolvimento de uma adoção maior de softwares livres vai baratear seu custo e o ensino das mesmas. Quer queiram ou não, o país que mais produz software no mundo é a Índia. A China é outra que vem crescendo muito no ramo (e está a anos-luz na frente do Brasil). Se os técnicos de "ti" ficarem só defendendo a sardinha ao invés de pensarem em algo mais, vamos continuar sendo uma porcaria em software. O Sl é melhor pois vai propiciar maior acesso ao material. Lógico, muita coisa depende do governo, masficar parado esbravejando opiniões a favor e contra não ajuda.

[15] Comentário enviado por helsen em 28/04/2005 - 18:00h

Achei interessante o artigo, mas é bom lembrar que grande parte das grandes empresas (quase que a totalidade) não se preocupam com a grande crise social pela qual o Brasil enfrenta e eles só querem engordar suas contas bancarias e uma vez que o Software proprietário foi adotado e melhorou de alguma forma seus negócios, continuaram usando enquanto a complexibilidade do linux não diminuir para o usuário final e também como já foi comentado a mão de obra especializada aumentar e com isso os valores para implementação de SL baixarem. Acho que a maioria das distros de linux andam no caminho certo, facilitando cada vez mais para o usuário final (apesar de ganhar de lavada em qualidade e estabilidade em relação ao janelas) e quando o linux ficar tão simples quanto o janelas, não vai ter pra ninguém, nem o "GrandeCorno" que está vindo sobreviverá.

[]´s

[16] Comentário enviado por removido em 28/04/2005 - 19:25h

Isso sugere que a iniciativa deve ser mesmo do governo na adoção do SL. As empresas embarcarão quando se sentirem seguras.

[17] Comentário enviado por agk em 29/04/2005 - 15:24h

Primeiramente quero parabenizá-lo pelo artigo. Concordo com o hra quanto ele diz que a adoção de SL formará um circulo e vai gerar empregos e tudos mais. Claro que isso só não resolve o problema de um País, mas com certeza contribui para melhorar a situação social em que nosso País se encontra. Um fato importante que não foi mencionado é a carga de conhecimento que vem junto a adoção de software livre. jamais poderíamos aprender tanto com um software proprietário como aprendemos com OpenSource, isso principalmente na área TI.
Não uso GNU/Linux por é "grátis" ou porque sou algum tipo defanático e quero acabar com a MS e o sftware proprietário, uso simplesmente porque eu gosto, me sinto bem utilizando OpenSource e ajudando a comunidade e principalmente porque OpenSource é bom.

[18] Comentário enviado por governo em 12/06/2006 - 09:24h

o povo brasileiro esta reclamando de barriga cheia,pois pra mim esta muito bom do geito q esta , e claro q poderia melhorar

[19] Comentário enviado por governo em 12/06/2006 - 09:28h

as pessoas podem fazer a diferença e so elas quererem ,acordando de manha como se fosse um novo dia.pois o brasileiro e uma pessoa q e um simbolo de garra , simbolo de força .simbolo de determinaçao

[20] Comentário enviado por governo em 12/06/2006 - 09:30h

vamo la brasil bola pra frent q a copa do mundo e nossa



[21] Comentário enviado por nusk em 24/07/2007 - 08:40h

Porra véi!
Bato palmas pra sua demonstração de sabedoria e consciência.
Se todo trabalhador de informática pensasse um pouco nisso o nosso mundo seria outro.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts