Tumbleweed, o openSUSE Rolling Release

Este artigo mostra como habilitar o sistema Rolling Release no openSUSE.

[ Hits: 13.268 ]

Por: Fábio Farias em 21/08/2013


Introdução



O que é o Tumbleweed?

Recentemente, o openSUSE lançou uma forma de manter seu sistema atualizado, sem a necessidade de ter que frequentemente instalarmos uma nova versão.

Muitas distribuições disponibilizam versões Rolling Release, no entanto, no openSUSE, a forma como os pacotes são disponibilizados é um pouco diferente, pois o sistema visa a manutenção da estabilidade.

A descrição contida na Wiki do projeto openSUSE, é o que melhor descreve o Tumbleweed:
"O projeto Tumbleweed visa propiciar versões de atualizações evolutivas do openSUSE contendo as últimas versões estáveis ao invés de observar ciclos de lançamentos periódicos rígidos. O projeto faz isto para os usuários que desejam os software mais recentes, porém estáveis."

Mas isso já não é possível usando-se o repositório Factory, onde é construído o openSUSE?
"A diferença entre Tumbleweed e Factory está em que a versão Factory é novíssima, muitas vezes experimental, e não um software estabilizado ainda, e que necessita de mais trabalho para melhorar a usabilidade. Já no Tumbleweed somente pacotes estáveis são aceitos."

Dessa forma o openSUSE torna-se Rolling Release, mas com o risco mínimo de ter o sistema "quebrado", devido à instabilidade desses pacotes obtidos em uma atualização.

Principais usos

  • Usuários que não gostam de trocar frequentemente de versão.
  • Usuários que gostam de ter tudo atualizado, mas sem correr o risco de "quebrar" o sistema.
  • E servidores que contenham o sistema instalado, podem ser atualizados também usando-se desse recurso, pois evita a necessidade de adição de muitos repositórios para manter o sistema atualizado.
  • Prolonga-se a vida útil da distribuição e evita repetidas instalações em períodos curtos de tempo.

Restrições

A única restrição, é para os usuários de drivers de vídeo proprietários, como também bem descreve, a página da Wiki citada anteriormente:
"Devido ao kernel do Linux ser atualizado muito frequentemente, os usuários que dependem de drivers gráficos proprietários não devem usar o repositório Tumbleweed, salvo se estiverem familiarizados com a atualização desses drivers a partir do fonte, fazendo isto por conta própria."

A informação é válida também para quem usa softwares como VirtualBox e WMware, uma vez que os módulos necessários para o kernel não estejam disponíveis na mesma velocidade que o kernel é atualizado via Tumbleweed.

** Se não souber como compilar esses módulos manualmente, não use o Tumbleweed neste caso.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Como usar?
Outros artigos deste autor

Introdução ao Linux: Instalação do Xubuntu

Instalando o OpenSuSE 11.2

Atualizando versões do openSUSE pela internet

openSUSE Evergreen

TDE no openSUSE

Leitura recomendada

Do Ubuntu ao Arch

Aos que estão começando...

Metro, um breve tutorial

openSUSE Evergreen

Instalação do Debian Linux (passo-a-passo)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por izaias em 21/08/2013 - 00:40h

Já estava esperando por este artigo.
Excelente!


Fábio, uma pergunta: como fica o Firefox? Tem update automático pra ele também?
------

Estou baixando agora um update de 682,7 MiB - 458 pacotes.
Em aproximadamente uns 20/30 minutos, baixo tudo.

Depois retorno pra dizer o resultado.

[2] Comentário enviado por izaias em 21/08/2013 - 01:55h

Perfeito: http://www.vivaolinux.com.br/screenshot/KDE-openSUSE-Tumbleweed/


Parabéns, Fábio.

Grande contribuição, pinguim!

[3] Comentário enviado por Fabio_Farias em 21/08/2013 - 08:40h


[1] Comentário enviado por izaias em 21/08/2013 - 00:40h:

Já estava esperando por este artigo.
Excelente!


Fábio, uma pergunta: como fica o Firefox? Tem update automático pra ele também?


Sim, tem sim. Não só para ele mas para outros muitos pacotes. Por exemplo, o LibreOffice dele é o mais recente possível, ao contrário da versão estável disponível para o openSUSE atual, o 12.3. Mas sempre cuidando da estabilidade.

------


Estou baixando agora um update de 682,7 MiB - 458 pacotes.
Em aproximadamente uns 20/30 minutos, baixo tudo.

Depois retorno pra dizer o resultado.


Essa quantidade é normal pois estava tudo acumulado. Os próximos updates serão menores, desde que se execute a atualização regularmente. Outro grande update somente quando for lançado a nova versão do openSUSE.


----------------------------------------------------


[2] Comentário enviado por izaias em 21/08/2013 - 01:55h:

Perfeito: http://www.vivaolinux.com.br/screenshot/KDE-openSUSE-Tumbleweed/

Parabéns, Fábio.

Grande contribuição, pinguim!


Obrigado!

Abraços!


[4] Comentário enviado por izaias em 21/08/2013 - 09:38h

Ok, Fábio. Entendi.

Brigadão!

[5] Comentário enviado por albfneto em 21/08/2013 - 10:40h

ótimo artigo, favoritado, 10.

Um Comentário, mesmo nos OpenSUSE antigos,eles podiam ser usados como Rolling Release.

ativando os repositórios que tinham os pacotes das versões "Millestone" posteriores,

eu usei, acho que você também dever ter chegado a testar.

[6] Comentário enviado por Fabio_Farias em 21/08/2013 - 17:03h

Obrigado Alberto. Acho que é meu primeiro artigo favoritado rsrsrsr

Sim, antes dava para usar um Rolling Release dessa forma como você mencionou trocando os repositórios para os da versão de desenvolvimento. Mas era instável (pois usava os pacotes do Factory) e tinha que sempre ficar mudando esses repositórios a cada nova versão. Agora não precisa mais. Basta trocar uma vez e o sistema será sempre atual e o que é melhor, estável.

Abraços!


[7] Comentário enviado por removido em 23/08/2013 - 18:32h

Mais um grande trabalho seu meu amigo, trabalho esse onde tive o privilégio de participar!

Um grande abraço.

[8] Comentário enviado por slavezerorj em 23/08/2013 - 18:34h

Excelente artigo!!!! do tipo tudo o que você sempre quis saber sobre oopenSUSE Tumbleweed e tinha vergonha de perguntar!!! nota 10!!

[9] Comentário enviado por izaias em 23/08/2013 - 18:49h

E vale todos os elogios, pessoal.

Estou submetendo o camaleão a diversos upgrades, propositadamente.
Resultado: reinicia normalmente e completamente estável!

[10] Comentário enviado por Fabio_Farias em 23/08/2013 - 19:52h


[7] Comentário enviado por edps em 23/08/2013 - 18:32h:

Mais um grande trabalho seu meu amigo, trabalho esse onde tive o privilégio de participar!

Um grande abraço.


Obrigado Amigo. Acho que esse foi o primeiro artigo do Vol feito em parceria!

Abraços e obrigado pela ajuda!

[11] Comentário enviado por Fabio_Farias em 23/08/2013 - 19:53h


[8] Comentário enviado por slavezerorj em 23/08/2013 - 18:34h:

Excelente artigo!!!! do tipo tudo o que você sempre quis saber sobre oopenSUSE Tumbleweed e tinha vergonha de perguntar!!! nota 10!!


Obrigado!
Abraços!

[12] Comentário enviado por Fabio_Farias em 23/08/2013 - 20:14h


[9] Comentário enviado por izaias em 23/08/2013 - 18:49h:

E vale todos os elogios, pessoal.

Estou submetendo o camaleão a diversos upgrades, propositadamente.
Resultado: reinicia normalmente e completamente estável!


Obrigado pela notícia!
Abraços!

[13] Comentário enviado por marbreu em 24/08/2013 - 13:06h

Parabéns por este artigo excelente já testei varias versões linux + p/mim a melhor e mais estavel tantp para note como desktop éo opensuse, com esta dica nao precisa baixar a imagem em ISO e instalar.Parabéns :-)

[14] Comentário enviado por Fabio_Farias em 24/08/2013 - 20:44h

Obrigado marbreu!

O openSUSE é minha distro preferida também tanto em desktops quanto em notebooks.

Abraços!

[15] Comentário enviado por elvisvinicius em 26/08/2013 - 00:38h


[6] Comentário enviado por Fabio_Farias em 21/08/2013 - 17:03h:

Sim, antes dava para usar um Rolling Release dessa forma como você mencionou trocando os repositórios para os da versão de desenvolvimento. Mas era instável (pois usava os pacotes do Factory) e tinha que sempre ficar mudando esses repositórios a cada nova versão. Agora não precisa mais. Basta trocar uma vez e o sistema será sempre atual e o que é melhor, estável.



Não é necessário usar os pacotes do Factory. Os repositórios adicionais do KDE/Gnome e outros (Printing, Graphics, ou os comunitários, facilmente selecionáveis via Yast) são compilados especialmente para a versão atual (e outras), sem comprometer a estabilidade do sistema.

Têm-se sempre as versões mais recentes/estáveis dos softwares prontas para a versão atual. Neste exato momento estou com o KDE 4.11 e demais softwares todos atualizados em suas versões mais recentes, e tudo rodando suave e estável. Especialmente pelo KDE, parece que estou rodando um novo release do openSUSE. Mais rápido e com mais recursos.

E mesmo quando sai uma nova versão, basta desabilitar os repositórios adicionais via YAst, e pelo DVD de instalação "atualizar o sistema instalado", sem que seja necessária uma noa instalação. Depois é só reativar os repositórios adicionais, tomando apenas cuidado para que eles se refiram à versão do novo release.

O Tumbleweed é muito legal mesmo, mas por causa da dependência dos drivers propierários como por exemplo NVIDIA, se torna inviável.

Pode-se dizer que o openSUSE normal com os repositórios adicionais faz "quase" a mesma coisa que o Tumbleweed.

Mas claro, cada um tem a sua preferência. :)

Parabéns, é raro ver artigos brasileiros sobre openSUSE.

[16] Comentário enviado por Fabio_Farias em 26/08/2013 - 09:35h

Obrigado pelo comentário elvisvinicius

Veja que a proposta do Tumbleweed é tornar o openSUSE Rolling Release. E essa configuração é feita apenas uma única vez. A forma como você mantém seu sistema atualizado é perfeitamente possível porém veja que a cada novo lançamento você tem que reconfigurá-lo novamente. E não é essa a proposta deste projeto.

Mas como você mesmo disse, cada um tem sua preferência. O mais importante é o usuário ficar satisfeito com o sistema.

Abraços!

[17] Comentário enviado por marbreu em 26/08/2013 - 10:00h

Meu camarada fabio segui sua dica após o #zypper dup e baixado as atualizaçoes, simplesmente a interface grafica não funciona.

[18] Comentário enviado por Fabio_Farias em 26/08/2013 - 10:21h


[17] Comentário enviado por marbreu em 26/08/2013 - 10:00h:

Meu camarada fabio segui sua dica após o #zypper dup e baixado as atualizaçoes, simplesmente a interface grafica não funciona.


Olá marbreu.

Detalhe os problemas que ocorreram:

Qual interface?
Ela não funciona depois da atualização após o reinício do sistema? Ou ela congelou durante a atualização?
Desabilitou todos os repositórios de terceiros?

Abraços!

[19] Comentário enviado por albfneto em 26/08/2013 - 14:35h

marbreu, deve ser o kernel e o driver grafico. Depois que atualiza o Kernel, precisa reinstalar o driver e se esse driver não existir para esse kernel, precisará compilar manualmente.
ou mantenha o boot no kernel antigo e não atualize kernel e driver.

[20] Comentário enviado por marbreu em 26/08/2013 - 15:11h

A interface é KDE, ele congelou na atualização e depois não funfou após a reinicialização, eu desabilitei todos os repositórios.O kernel éo 3.10.9-24

[21] Comentário enviado por Fabio_Farias em 26/08/2013 - 15:18h

E quanto a pergunta do albfneto sobre o driver da placa de vídeo? Qual você usa? Provavelmente foi esse o problema.

[22] Comentário enviado por albfneto em 26/08/2013 - 17:47h

Acabei de converter meu OpenSUSE do Phenon da faculdade, no Tumbleweed, só fiz um pouco diferente, para não perder os repos, simplesmente desabilitei e tirei da atualização automática no YasST2. Deixei eles lá, mas "desligados", não atualizam, e inativos.

Tá tudo funcionando, como é uma ATI meio problemática, deixei o driver free padrão, pq a aceleração 3D ta funcionando.

só uma coisa estou estranhando,
eu usava as vezes, SLP para achar repositorios no YaST, agora não funciona, não acha nada. SLP não funciona no tumbleweed?

Tambem coloquei as linhas de Boot do Kernel do Sabayon e do Calculate no Grub do OpenSUSE. Todos os meus SOs funcionando.

[23] Comentário enviado por izaias em 26/08/2013 - 22:34h

Fábio, tenho uma dúvida.

No openSUSE Tumbleweed, o mais indicado é aplicar o update ou o upgrade?

Ou seja, o 'zypper up' ou o 'zypper dup'?
Ou não faz diferença?

[24] Comentário enviado por Fabio_Farias em 27/08/2013 - 10:00h


[22] Comentário enviado por albfneto em 26/08/2013 - 17:47h:

Acabei de converter meu OpenSUSE do Phenon da faculdade, no Tumbleweed, só fiz um pouco diferente, para não perder os repos, simplesmente desabilitei e tirei da atualização automática no YasST2. Deixei eles lá, mas "desligados", não atualizam, e inativos.


Perfeitamente possível tal configuração. Eu sugeri remover para evitar que usuários novos reativem esses repositórios e acabem quebrando o sistema em uma atualização mal-sucedida


Tá tudo funcionando, como é uma ATI meio problemática, deixei o driver free padrão, pq a aceleração 3D ta funcionando.


Boa notícia.


só uma coisa estou estranhando,
eu usava as vezes, SLP para achar repositorios no YaST, agora não funciona, não acha nada. SLP não funciona no tumbleweed?

Tambem coloquei as linhas de Boot do Kernel do Sabayon e do Calculate no Grub do OpenSUSE. Todos os meus SOs funcionando.


Desculpe a ignorância Alberto mas o que é o SLP? Talvez eu o conheça com outro nome.

Abraços e obrigado pelo comentário

[25] Comentário enviado por Fabio_Farias em 27/08/2013 - 10:03h


[23] Comentário enviado por izaias em 26/08/2013 - 22:34h:

Fábio, tenho uma dúvida.

No openSUSE Tumbleweed, o mais indicado é aplicar o update ou o upgrade?

Ou seja, o 'zypper up' ou o 'zypper dup'?
Ou não faz diferença?


Nesse caso do Tumbleweed, sempre zypper dup. A diferença está nessa trecho escrito pelo ElCheVive no fórum Susebr.org:

"Quando damos um zypper up, o zypper só irá atualizar um pacote se uma versão mais nova estiver disponível no mesmo repositório de onde ele foi instalado, como o Tumbleweed é outro repositório precisamos usar o 'dup' para que o zypper troque de repositório."

Fonte: http://www.susebr.org/forum/index.php/topic,7404.msg35095.html#msg35095

Abraços!

[26] Comentário enviado por izaias em 27/08/2013 - 10:49h

Isso é importante saber e aplicar.

Se me permite, vou acrescentar um adendo no final do artigo para ler os comentários.


Obrigado pelo esclarecimento.

[27] Comentário enviado por Fabio_Farias em 27/08/2013 - 13:41h


[26] Comentário enviado por izaias em 27/08/2013 - 10:49h:

Isso é importante saber e aplicar.

Se me permite, vou acrescentar um adendo no final do artigo para ler os comentários.


Obrigado pelo esclarecimento.


Fique a vontade em incluir no artigo!
Abraços!

[28] Comentário enviado por albfneto em 28/08/2013 - 17:25h

Sobre SLP:

quando a gente adiciona repos, grafico, pelo YaST, acima do "adicionar repos de terceiros" tem o SLP:

https://doc.opensuse.org/documentation/html/openSUSE/opensuse-reference/cha.slp.html#sec.slp.openslp...


[29] Comentário enviado por marbreu em 28/08/2013 - 18:07h

Obrigado pelas dicas + consegui recuperar o sistema pelo live cd, atenciosamente.......

[30] Comentário enviado por mcsfilho em 28/08/2013 - 19:35h


[15] Comentário enviado por elvisvinicius em 26/08/2013 - 00:38h:


[6] Comentário enviado por Fabio_Farias em 21/08/2013 - 17:03h:

Sim, antes dava para usar um Rolling Release dessa forma como você mencionou trocando os repositórios para os da versão de desenvolvimento. Mas era instável (pois usava os pacotes do Factory) e tinha que sempre ficar mudando esses repositórios a cada nova versão. Agora não precisa mais. Basta trocar uma vez e o sistema será sempre atual e o que é melhor, estável.



Não é necessário usar os pacotes do Factory. Os repositórios adicionais do KDE/Gnome e outros (Printing, Graphics, ou os comunitários, facilmente selecionáveis via Yast) são compilados especialmente para a versão atual (e outras), sem comprometer a estabilidade do sistema.

Têm-se sempre as versões mais recentes/estáveis dos softwares prontas para a versão atual. Neste exato momento estou com o KDE 4.11 e demais softwares todos atualizados em suas versões mais recentes, e tudo rodando suave e estável. Especialmente pelo KDE, parece que estou rodando um novo release do openSUSE. Mais rápido e com mais recursos.

E mesmo quando sai uma nova versão, basta desabilitar os repositórios adicionais via YAst, e pelo DVD de instalação "atualizar o sistema instalado", sem que seja necessária uma noa instalação. Depois é só reativar os repositórios adicionais, tomando apenas cuidado para que eles se refiram à versão do novo release.

O Tumbleweed é muito legal mesmo, mas por causa da dependência dos drivers propierários como por exemplo NVIDIA, se torna inviável.

Pode-se dizer que o openSUSE normal com os repositórios adicionais faz "quase" a mesma coisa que o Tumbleweed.

Mas claro, cada um tem a sua preferência. :)

Parabéns, é raro ver artigos brasileiros sobre openSUSE.



Uma dúvida quanto ao seu comentário.

Após ativar os repositórios da comunidade (KDE Updates, Kde Extras, Pacman...) é necessário fazer mais alguma coisa? Pois aqui ativei os 2 do KDE e não veio o KDE 4.11.

[31] Comentário enviado por mcsfilho em 28/08/2013 - 21:06h

Outra coisa.

Depois de ativar esses repositórios e "transformar" o OpenSUSE em Rolling Realese, posso ativar normalmente os repositórios da comunidade?

Preciso deles para usar alguns programas e atualizar o LibreOffice.

[32] Comentário enviado por Fabio_Farias em 28/08/2013 - 21:12h


[28] Comentário enviado por albfneto em 28/08/2013 - 17:25h:

Sobre SLP:

quando a gente adiciona repos, grafico, pelo YaST, acima do "adicionar repos de terceiros" tem o SLP:

https://doc.opensuse.org/documentation/html/openSUSE/opensuse-reference/cha.slp.html#sec.slp.openslp....



Ah! Certo! Agora entendi o que era. Bom, no meu openSUSE Tumbleweed tem essa opção. Agora não sei lhe dizer se esse caso é específico ou não. O Izaías talvez pudesse nos informar como está no seu?

[33] Comentário enviado por Fabio_Farias em 28/08/2013 - 21:13h


[29] Comentário enviado por marbreu em 28/08/2013 - 18:07h:

Obrigado pelas dicas + consegui recuperar o sistema pelo live cd, atenciosamente.......


Que bom que deu tudo certo! Por curiosidade...como que fez para recuperar?

[34] Comentário enviado por Fabio_Farias em 28/08/2013 - 21:27h


Uma dúvida quanto ao seu comentário.

Após ativar os repositórios da comunidade (KDE Updates, Kde Extras, Pacman...) é necessário fazer mais alguma coisa? Pois aqui ativei os 2 do KDE e não veio o KDE 4.11.


Veja, no openSUSE Tumbleweed não é recomendável usar nenhum repositório além dos indicados no artigo sob risco de ter seu sistema quebrado em uma atualização. Agora se a sua pergunta se refere a uma instalação normal do openSUSE, no caso o atual 12.3, você obtem o KDE 4.11 aqui:

http://download.opensuse.org/repositories/KDE:/Release:/411/openSUSE_12.3/

O repositório KDE Updates fornece atualizações para os aplicativos do KDE. Já o KDE Extras fornece aplicativos que não estão no desenvolvimento principal do KDE. Por fim, o Packman refere-se a pacotes cujas licenças não permitem que sejam fornecidos nos repositórios oficiais, como por exemplo, os codecs.

Abraços!



[35] Comentário enviado por Fabio_Farias em 28/08/2013 - 21:37h


[31] Comentário enviado por mcsfilho em 28/08/2013 - 21:06h:

Outra coisa.

Depois de ativar esses repositórios e "transformar" o OpenSUSE em Rolling Realese, posso ativar normalmente os repositórios da comunidade?


Como disse, não recomendo. Os repositórios da comunidade estão vinculados a versão (12.2, 12.3, etc). Pode quebrar seu sistema e aí perde-se a razão de ser o Tumbleweed.


Preciso deles para usar alguns programas e atualizar o LibreOffice.


Alguns repositórios (e o LibreOffice é um deles) fornece versões específicas para o Tumbleweed. Mas a adição desses repositórios é opcional (e não oficial). Depois de escrever esse artigo eu pensei em fazer um outro indicando esses repositórios com versões específicas do Tumbleweed. Mas repito, mesmo esses é por conta e risco. Caso tenha interesse, eis o link:

http://download.opensuse.org/repositories/LibreOffice:/Stable/openSUSE_Tumbleweed/

Abraços!



[36] Comentário enviado por izaias em 28/08/2013 - 22:10h


[32] Comentário enviado por Fabio_Farias em 28/08/2013 - 21:12h:


[28] Comentário enviado por albfneto em 28/08/2013 - 17:25h:

Sobre SLP:

quando a gente adiciona repos, grafico, pelo YaST, acima do "adicionar repos de terceiros" tem o SLP:

https://doc.opensuse.org/documentation/html/openSUSE/opensuse-reference/cha.slp.html#sec.slp.openslp....



Ah! Certo! Agora entendi o que era. Bom, no meu openSUSE Tumbleweed tem essa opção. Agora não sei lhe dizer se esse caso é específico ou não. O Izaías talvez pudesse nos informar como está no seu?



Tem sim: http://i.imgur.com/C4PNGdV.png

[37] Comentário enviado por mcsfilho em 28/08/2013 - 22:16h


[35] Comentário enviado por Fabio_Farias em 28/08/2013 - 21:37h:


[31] Comentário enviado por mcsfilho em 28/08/2013 - 21:06h:

Outra coisa.

Depois de ativar esses repositórios e "transformar" o OpenSUSE em Rolling Realese, posso ativar normalmente os repositórios da comunidade?


Como disse, não recomendo. Os repositórios da comunidade estão vinculados a versão (12.2, 12.3, etc). Pode quebrar seu sistema e aí perde-se a razão de ser o Tumbleweed.


Preciso deles para usar alguns programas e atualizar o LibreOffice.


Alguns repositórios (e o LibreOffice é um deles) fornece versões específicas para o Tumbleweed. Mas a adição desses repositórios é opcional (e não oficial). Depois de escrever esse artigo eu pensei em fazer um outro indicando esses repositórios com versões específicas do Tumbleweed. Mas repito, mesmo esses é por conta e risco. Caso tenha interesse, eis o link:

http://download.opensuse.org/repositories/LibreOffice:/Stable/openSUSE_Tumbleweed/

Abraços!





Seria legal se fizesse esse artigo falando mais sobre os outros repositórios para o Tumbleweed, assim, o usuário escolheria quais querem arriscar a ativar.

[38] Comentário enviado por Fabio_Farias em 28/08/2013 - 22:55h


Seria legal se fizesse esse artigo falando mais sobre os outros repositórios para o Tumbleweed, assim, o usuário escolheria quais querem arriscar a ativar.


Vou tentar mas não garanto.

Abraços!

[39] Comentário enviado por removido em 30/08/2013 - 10:54h

Segue um link de artigo em inglês que trata sobre o processo de desenvolvimento do openSUSE:

https://lizards.opensuse.org/2013/08/29/the-opensuse-release-process/

[40] Comentário enviado por mcsfilho em 30/08/2013 - 12:45h


[35] Comentário enviado por Fabio_Farias em 28/08/2013 - 21:37h:


[31] Comentário enviado por mcsfilho em 28/08/2013 - 21:06h:

Outra coisa.

Depois de ativar esses repositórios e "transformar" o OpenSUSE em Rolling Realese, posso ativar normalmente os repositórios da comunidade?


Como disse, não recomendo. Os repositórios da comunidade estão vinculados a versão (12.2, 12.3, etc). Pode quebrar seu sistema e aí perde-se a razão de ser o Tumbleweed.


Preciso deles para usar alguns programas e atualizar o LibreOffice.


Alguns repositórios (e o LibreOffice é um deles) fornece versões específicas para o Tumbleweed. Mas a adição desses repositórios é opcional (e não oficial). Depois de escrever esse artigo eu pensei em fazer um outro indicando esses repositórios com versões específicas do Tumbleweed. Mas repito, mesmo esses é por conta e risco. Caso tenha interesse, eis o link:

http://download.opensuse.org/repositories/LibreOffice:/Stable/openSUSE_Tumbleweed/

Abraços!





Desculpe insistir nesse assunto, mas no seu comentário, você cita que é por conta e risco ativar o repositório LibreOffice Tumbleweed. Quais seriam esses riscos? e outra coisa, ao ativar o Tumbleweed, não era pra ter vindo a atualização do LibreOffice já que ele é distribuído junto ao OpenSUSE?.

[41] Comentário enviado por albfneto em 31/08/2013 - 10:34h

ADICIONAIS PARA O ARTIGO:

Estou testando OpenSUSE, que convertí no Tumblewwed. Notei que alguns pacotes clássicos e úteis,não são achados fácilmente.
Assim, não se acham por exemplo: gksu, fusion-icon, emerald etc...
a medida que estou achando, estou postando, publicando nesta Dica editável:

http://www.pinguimteajuda.com.br/node/267

Não estou adicionando indiscriminadamente os repos, apenas baixo o pacote e instalo.
Quando ele adiciona algum repositório, depois eu desativo para evitar quebras.
embora tenho alguma prática com as quebras, porque eu usei muito OpenSUSE Millestone.

[42] Comentário enviado por Fabio_Farias em 31/08/2013 - 14:53h


[39] Comentário enviado por edps em 30/08/2013 - 10:54h:

Segue um link de artigo em inglês que trata sobre o processo de desenvolvimento do openSUSE:

https://lizards.opensuse.org/2013/08/29/the-opensuse-release-process/


Obrigado por compartilhar Edinaldo!
Abraços!

[43] Comentário enviado por Fabio_Farias em 31/08/2013 - 15:02h



Desculpe insistir nesse assunto, mas no seu comentário, você cita que é por conta e risco ativar o repositório LibreOffice Tumbleweed. Quais seriam esses riscos? e outra coisa, ao ativar o Tumbleweed, não era pra ter vindo a atualização do LibreOffice já que ele é distribuído junto ao OpenSUSE?.


Os riscos que eu menciono são possíveis conflitos de pacotes (mas não que necessariamente vão ocorrer). O LibreOffice é fornecido pelo openSUSE. Ele será atualizado lá assim que for considerado estável (esse é o ponto forte do Tumbleweed; não apenas atualizar por atualizar e sim garantir estabilidade). Por isso a versão constante lá ainda é do ramo 3.X Por isso a existência desse repositório. Se o usuário não quer esperar poderá atualizá-lo por ali.

Abraços!

[44] Comentário enviado por izaias em 31/08/2013 - 15:05h


[41] Comentário enviado por albfneto em 31/08/2013 - 10:34h:

ADICIONAIS PARA O ARTIGO:

Estou testando OpenSUSE, que convertí no Tumblewwed. Notei que alguns pacotes clássicos e úteis,não são achados fácilmente.
Assim, não se acham por exemplo: gksu, fusion-icon, emerald etc...
a medida que estou achando, estou postando, publicando nesta Dica editável:

http://www.pinguimteajuda.com.br/node/267

Não estou adicionando indiscriminadamente os repos, apenas baixo o pacote e instalo.
Quando ele adiciona algum repositório, depois eu desativo para evitar quebras.
embora tenho alguma prática com as quebras, porque eu usei muito OpenSUSE Millestone.


Ótimo!

Também preciso de aplicativos que ainda não têm nos repos do Tumbleweed.
Como é o caso do plasmoid que indica no painel quando as teclas CapsLock e NumLock são ativadas.
Pra quem usa teclado Wireless é mão-na-roda!

E claro, depois desabilito o repositório que contém o aplicativo, senão ferra tudo.

[45] Comentário enviado por Fabio_Farias em 31/08/2013 - 15:10h


[41] Comentário enviado por albfneto em 31/08/2013 - 10:34h:

ADICIONAIS PARA O ARTIGO:

Estou testando OpenSUSE, que convertí no Tumblewwed. Notei que alguns pacotes clássicos e úteis,não são achados fácilmente.
Assim, não se acham por exemplo: gksu, fusion-icon, emerald etc...
a medida que estou achando, estou postando, publicando nesta Dica editável:

http://www.pinguimteajuda.com.br/node/267

Não estou adicionando indiscriminadamente os repos, apenas baixo o pacote e instalo.
Quando ele adiciona algum repositório, depois eu desativo para evitar quebras.
embora tenho alguma prática com as quebras, porque eu usei muito OpenSUSE Millestone.


Natural essa "falta de pacotes", uma vez que a configuração do Tumbleweed e feita pelos "repositórios oficiais + tumbleweed+packman." O fuse-icon por exemplo é fornecido por repositórios do Kde, inexistentes nessa configuração.

Mas a dica é válida. Adiciona o que precisa e depois remove para evitar conflitos.

Abraços e obrigado pelas contribuições.

[46] Comentário enviado por xerxeslins em 02/09/2013 - 14:19h

Amigos usuários do openSUSE,

essa distribuição eu quase não usei.

Acho que instalei uma vez ou duas apenas... e faz tempo.

Se não for muito incômodo, poderiam me responder estas perguntas:

1) No DVD de instalação tem a opção para usar MATE Desktop?
2) Por padrão, é possível ouvir rádios online no navegador (Google Chrome)? Como esta rádio: http://aovivo.ne10.uol.com.br/radiojornal/playerRadios.php?radio=recife

Obrigado!

Abraço!

[47] Comentário enviado por Fabio_Farias em 02/09/2013 - 14:31h

1) No DVD de instalação tem a opção para usar MATE Desktop?
Até o momento não. O disponível é o Gnome 3 mesmo. Para instalar posteriormente é via repositório adicional.

2) Por padrão, é possível ouvir rádios online no navegador (Google Chrome)? Como esta rádio: http://aovivo.ne10.uol.com.br/radiojornal/playerRadios.php?radio=recife
Depois de instalar os codecs sim. O openSUSE não vem com os codecs proprietários como o Linux Mint.

Abraços!

[48] Comentário enviado por izaias em 02/09/2013 - 14:40h

Fábio, não tenha pressa em responder...

Seguinte, após instalação recente, sem atualizar nada, já posso configurar o Tumbleweed?
Tem alguma observação quanto a isso?

[49] Comentário enviado por Fabio_Farias em 02/09/2013 - 14:46h


[48] Comentário enviado por izaias em 02/09/2013 - 14:40h:

Fábio, não tenha pressa em responder...

Seguinte, após instalação recente, sem atualizar nada, já posso configurar o Tumbleweed?
Tem alguma observação quanto a isso?


Se for a versão atual (12.3) tem que atualizar primeiro de forma tradicional. Há uma grande quantidade de atualizações pendentes.

No entanto, quando a próxima versão for lançada, se você instalar no dia do lançamento ou no máximo alguns dias depois penso que não haverá problemas em já configurar o Tumbleweed.

Abraços!

[50] Comentário enviado por izaias em 02/09/2013 - 17:19h

Taí uma coisa difícil de acontecer, quando instalamos uma distro recém lançada, já tem um pacotão de atualizações. rs
Quem usa Linux, sabe! É nossa rotina. rs


Brtigadão, Fábio.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts