Todos estão surdos? Um grito de alerta à comunidade Software Livre!

Esse texto é um grito de alerta à comunidade do software livre de que precisamos nos unir em prol de nossa causa. Manter nossa revolução em andamento e pensar mais nos interesses do Movimento do que nos nossos.

[ Hits: 17.843 ]

Por: Alberto J. Azevedo em 08/07/2009 | Blog: http://ajazevedo.securityexperts.com.br


Introdução



Primeiramente gostaria de deixar claro que o objetivo deste texto não é ofender ninguém, nem provocar, fazer pouco caso ou nada parecido. Muito pelo contrário, quero convocar a comunidade a se unir em prol de um objetivo maior. Parar de discutir sobre coisas menores e juntar forças para progredirmos em nossa luta. Não ficarmos estagnados.

Será que é possível existir Software Livre, sem Política? E sem ideologia? O rei Roberto Carlos, cantor e compositor, compôs se me lembro bem há muitos anos, uma música que não consigo tirar da cabeça ao ver a repercussão do último FISL. Tenho visto discussões enormes, na verdade debates saudáveis, mas inflamados a respeito de um assunto que seria muito mais fácil se todos entrassem em sintonia e se preocupassem em lutar as batalhas que realmente precisam ser vencidas.

Me refiro a vista de duas celebridades em especial, que estiveram no evento esse ano. Nominalmente o Presidente Lula e o Peter Sunde do Pirate Bay. Vou quebrar essas duas visitas em duas partes porque elas estão relacionadas a dois temas que pela primeira vez percebi serem "tabus" no Movimento Software Livre. Falemos primeiro do presidente.

Linux: Todos estão surdos? Um grito de alerta à comunidade Software Livre! O Presidente Lula foi visitar o evento esse ano e como resultado disso causou um enorme transtorno na movimentação do evento e acesso aos participantes. Pronto. Foi um reboliço. Eu estava coordenando a palestra do Stallman quando o anúncio oficial foi feito e as regras de segurança foram explicadas, e o que se ouviram foram vaias, protestos e reclamações.

Esse momento me causou um profundo espanto dessa reação, pois embora eu saiba que muitos ali não eram exatamente eleitores e fãs do presidente (eu mesmo não votei nele e costumava ser um opositor ferrenho de sua candidatura), achei que todos perceberiam que o fato da visita estar acontecendo já era uma grande conquista. Para minha tristeza descobri que fui um dos poucos a ver isso. Na verdade o coitado do Marcelo Terres até tentou explicar. Muita gente não ouviu porque não quis ouvir. Eles estão surdos.

O grande problema na minha opinião é as pessoas confundirem ideologia política e até mesmo visões políticas com aquele acontecimento. Veja bem, não era o PT com suas ideias ou a pessoa Luis Inácio com suas convicções que estaria visitando o evento. Era o Presidente do Brasil. Não o homem, a instituição presidencial. Isso criou um alarde enorme e colocou os holofotes bem em cima da nossa causa, e tudo que nós precisamos é de propaganda (bom, não tudo, mas), afinal de contas, nossa causa é válida e nossas intenções são puras (ou deviam ser) e quanto mais gente souber ou ouvir falar disso melhor pra nós.

Quando retornei do evento fui indagado por pessoas que nunca ouviram falar de Software Livre e queriam saber o que é, porque eles viram no jornal que o presidente tinha ido lá e ele tinham achado super legal a bagunça, as camisetas etc. O que é esse tal de Ubuntu? E aquele "Slacuare"?

Durante a visita do presidente e antes disso, na sala de palestrantes, houveram até brincadeiras e piadas sobre políticos, porque todos nós sabíamos que aquilo era um jogo de interesses. Eles (os políticos) estavam nos usando pra demonstrar seu "comprometimento" e seus "ideais" etc e nós estávamos usando eles para ter acesso a mídia, ou você acha que aquele batalhão de repórteres vai lá ao evento todo ano?

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. A visita do Presidente
   3. A visita do Pirate Bay
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Mais uma análise entre Windows e Linux

As brigas dos linuxers

GNU/Linux: Liberdade e Cosmovisão

O vale do silício no Brasil

Por que não migram

  
Comentários
[1] Comentário enviado por nilodanx52 em 08/07/2009 - 13:14h

Incrivel o seu artigo parabens... uma nota bem breve...

"Certo dia fui na casa de uma cliente que usa rwindows vista em um notbook... Sendo que um cara louco tinha intalado o office versão para estudante e sempre pedia a ativação do produto. Ela me contando afirmou que quando ligou com uma da atendentes da impresa de Tio Bill aki no Brasil, ela falou que abrisse o google e procurasse um crack para o office que sempre acha..."

não vou mentir olha a capacidades de ser pirata ae!!!??? é por isso entre outros motiovos tomei odio dessa impresa e seus derivados S.O. com o mesmo kernal de sempre

[2] Comentário enviado por [email protected] em 08/07/2009 - 13:20h

Caro ajzevedo, não pode-se esquecer que o impulso que o software livre teve no BR nos últimos anos foi exatamente por causa do governo Lula.
Sem querer fazer terrorismo mas já fazendo, se os tucanos assumirem o governo, Bill Gates, Microsoft e cia , vão tomar de assalto o Planalto. Um enorme retrocesso.
Ps. Rezo para estar enganado

[3] Comentário enviado por lfheckler em 08/07/2009 - 13:53h

"...achei que todos perceberiam que o fato da visita estar acontecendo já era uma grande conquista. Para minha tristeza descobri que fui um dos poucos a ver isso..."

Eu estava lá na palestra do Stallman e vi o acontecido.
Mas não, não foste o único a compreender os aspectos positivos. Mas é fato, muitos reclamaram.
O que as pessoas esperavam? Que o Presidente da República fosse comunicado que só poderia circular pelo FISL no sábado depois das 21:00? Será que se fosse assim imposto ele viria?

Concordo com teu ponto de vista, parabéns pelo artigo!

[4] Comentário enviado por augustouser em 08/07/2009 - 14:01h

Belo artigo.

[5] Comentário enviado por removido em 08/07/2009 - 14:05h

estava faltando esse tipo de ideia aqui no VOL.

parabens pelo texto !

[6] Comentário enviado por vinipsmaker em 08/07/2009 - 14:19h

Parabéns, e acho que o cara do The Pirate Bay devia agradecer a você também, porque o VOL é um dos sites mais visitados, senão o mais, pelos caras que foram no FISL e isso (seu texto) pode ajudar muito.

[7] Comentário enviado por vinipsmaker em 08/07/2009 - 14:25h

Sinceramente acho um absurdo ser proibido de usar as mesmas técnicas de compactação de vídeo que o do codec MPEG-4. Só falta agora patentear a fórmula de Bhaskara (aquela que a gente usa para resolver equações de 2 grau) e os números complexos ou o Pi.

Isso é tão irritante ... .
Sem falar das vezes em que as técnicas/métodos foram criados por uma parte da comunidade de software livre e depois outras empresas tentaram patentear.

[8] Comentário enviado por tpjunior em 08/07/2009 - 14:41h

Alberto,
parabéns pelo artigo, concordo com você em gênero, número e grau.
Também estava na palestra do Stallman e fiquei surpreso com a reação do pessoal.
Não esperava essa "cegueira" deles com relação a o quanto foi importante a visita de um presidente ao FISL.
Foi ruim sermos privados de circular por todos stands sim, mas como dizem:
"Há males que vem para o bem."
Existia um bem muito maior por traz de toda aquela confusão.
E infelizmente ainda existem no movimento SL muitas pessoas empenhadas em criticar, criar caso, picuinhas, falar mal, e etc...
e outra..
...um movimento sem ideologia não é um movimento.

Abraços

[9] Comentário enviado por demoncyber em 08/07/2009 - 15:26h

Olá,

Artigo lido na integra, gostaria de comentar um fato, um dos seus argumentos esta errado.

"O quê? O exemplo não ficou claro? Ok, vamos lá novamente. Você compra um DVD. Você não acha que é razoável que você possa fazer uma cópia de segurança para proteger a mídia original em caso de quebra? Eu também. Ah, você já faz isso? Mas não pode. Seu pirata safado!"

Desde a lei 10695 de 2003 assinado pelo Lula.... ( artigo 184, §4º)

Este é um dos mitos da nossa area de q não pode fazer uma cópia de segurança para uso privado. Sim você pode .....

Bom como bom nerd acredito que deveras ler e aceitar que isto seja mudado visto que não é valido em nosso país, se eu estiver errado gostaria que me mostra-se qual lei barra isto. Por fim lhe passo alguns poucos livros que tratam do assunto.

Sobre filmes piratas lhe respondo sim,não baixo nenhum filme se quiser lhe mando uma foto com minha coleção de filmes (pago no maximo R$20,00 (lojas Americanas, big ... por e pago mais pelos jogos e dvds de musica que tenho) , não não baixo mp3 escuto radios na internet. E sim sou feliz =) não preciso ficar assistindo filmes a toda hora, não preciso ter musicas, mas como você mesmo disse é uma filosofia é um estilo e todos devem respeitar os seus e o dos outros. Bom para não dizer nada admito que faço pratica de pirataria de imagem para uso pessoal :P, mas conheco das leis sobre....

Sobre o caso do Lula acho q foi somente um problema de organização. Se eu fosse avisado do fato no dia que peguei a inscrição não teria sido um problema, se tudo fosse planejado teria sido melhor. Sobre o Lula ir ao evento acho interessante, isto da um respaudo muito grande mundialmente ( pena o Maikon Jackson ter morrido ) e isto não ter aparecido mais formente na mídia.

No mais é isto assim como você expressou sua opnião fiz o mesmo....

Referência:

http://www.tj.ro.gov.br/emeron/sapem/2003/JULHO/0407/NOTICIAS/N16.htm - Lei que comento ali em cima de 10685

Tecnologia da informação: Legislação Brasileira, 6 edicao ISNN1678-412x

Título: Pirataria de Software; Autor: Jr. Orrico, Hugo; ISBN: 8590424227 - Um pouco antigo mas muito bom

[10] Comentário enviado por irado em 08/07/2009 - 15:59h

bem.. eu sinceramente tenho MUITA dúvida sobre a (i)legalidade da ação do pirate bay. Baixei torrents de mp3? sim, baixei, mas TUDO de fora de qualquer catálago. Ou vcs acham que podem existir cd's de Libertad Lamarque, Beniamino Gigli, Yudi Menuhim em qualquer lugar?

mas voltando ao centro da questão, do pirate bay: realmente êles não armazenam QUALQUER item, apenas o endereçamento, etc.

mas, aqui vai a MINHA questão: eu empresto meu carro para que alguns coleguinhas assaltem um banco. A policia considera minha ação como "facilitação de crime". Mas poww.. eu NÃO participei de nada, apenas emprestei um carro.. assim como o pirate bay empresta servidores..

emprestar o carro (ou skate, se forem bandidos mais ágeis), ou servidores, emprestar pá para enterrar um corpo.. eu não tenho qualquer AÇÃO DIRETA mas será mesmo que não estou facilitando um crime?

BTW: abaixo a lei azeredo. Pensando bem, abaixo o azeredo também.


[11] Comentário enviado por thiagods.ti em 08/07/2009 - 16:01h

Ótimo artigo.

Não fui no FISL, mas fiquei impressionado com a reação que as pessoas tiveram como você disse, absurdo -.-

Mas como o demoncyber falou se tivessem organizado melhor talvez não teria problemas como os citados no comentário dele.

e Demoncyber.. vc é louco o.O nem um mp3zinho é foda, mas te admiro O.O.

[12] Comentário enviado por lestatwa em 08/07/2009 - 16:36h

Bom artigo, porém, se quiser seguir minha dica: Tente organizar melhor suas ideias! Apesar do material colocado no mesmo estar bom, ficou com aspecto de brainstorm.

Att,
Luis Eduardo

[13] Comentário enviado por fernando_peace em 08/07/2009 - 16:55h

Belo artigo !!!!!

Temos q abrir os olhos das pessoas , lutamos por uma causa.
O presindente é um dos maiores apoiadores do software livre no brasil , ja temos escolas inovando com uma projto piloto com
kurumin linux

[14] Comentário enviado por oliveiraugusto em 08/07/2009 - 17:02h

muito bom cara...se não dissermos o que vemos de errado..talvez nunca iremos melhorar nossa comunidade...

muito bom artigo...

[15] Comentário enviado por ajazevedo em 08/07/2009 - 17:12h

Obrigado a todos pelos comentários, elogios e incentivos.

Só respondendo primeiramente ao demoncyber, na verdade não tinha conhecimento dessa lei aprovada pelo o Lula, mas na verdade não acho que minha afirmação esteja errada porque independente de qualquer lei de liberação ou não, os DVD's já são distribuidos com uma proteção para impedir a cópia. Você só consegue fazer a cópia porque alguém antes de você quebrou a lei e criou um sistema que até hoje é ilegal para que você consiga fazer isso. O fato de podermos fazer isso de maneira legal no Brasil graças a essa nova lei, é ótimo, mas não muda o fato gerador da questão.

No que diz respeito a visita do presidente preciso lhe dizer que não consegui detectar uma falha sequer relacionada a organização do evento. Isso porque, seria impossível avisar a todos no dia da inscrição a respeito da visita do presidente, e das regras envolvidas, porque a organização do evento, embora o tenha convidado, como o faz todos os anos, recebeu a confirmação da vinda do presidente no mesmo dia que todos nós ficamos sabendo. E quando se trata de presença de autoridades, especialmente o Presidente, seja de qualquer país do mundo, você não organiza nada, você é informado das regras e pronto. Quer, quer, não quer, não interessa, vai ser assim e pronto. Praticamente nada(ou nada) é negociável.

Respondendo ao irado, sobre a dúvida sobre a legalidade do Pirate Bay, posso explicar de um modo bem simples. O que você acha sobre a legalidade do Google? O Pirate Bay é um mecanismo de busca com indexador, exatamente como o Google. Até mesmo aconselho você a acessar a página http://www.thepirategoogle.com/ que foi criada por internautas como forma de demonstrar como é fútil a tentativa das gravadoras em barrar a troca de arquivos via torrent pela internet processando e fechando sites como o Pirate Bay ou o Mininova. O que esse site faz é realizar uma busca no próprio google usando a opção filetype:torrent. A diferença é que o Pirate Bay é focado somente em torrents, por isso os resultados são melhores, mas você verá que os resultados são semelhantes.


[16] Comentário enviado por dbahiaz em 08/07/2009 - 17:22h

“Hierarquia é a ordenação de elementos em ordem de importância”

Creio que isso explica o porque do Lula parar tudo!

Li muita coisa contra a visita do Presidente, e sinceramente também achei muito estranho ter sido encarada como negativa. Talvez se fosse a Carla Peris o pessoal tivesse gostado mais. :)

Parabéns pelo texto.

[17] Comentário enviado por Ed_slacker em 08/07/2009 - 17:25h

Olha, falando bem francamente: fazia tempo que eu não via um artigo de debate aqui no VOL tão espetacular quanto este!!! Meus parabéns ao cubo para o autor!!
Infelizmente tem pessoas que não sabem discernir o que é inerente a governo e o que é inerente a Estado. O chefe-maior do Estado brasileiro foi sem sombra de dúvidas um marco não apenas para o FISL, mas para o SL/CA em geral EM TODO O PLANETA!! Vale lembrar que Lula hoje é um homem mundialmente conhecido, respeitado e ouvido em qualquer lugar do planeta. A importância da sua presença no FISL é imensurável.

Belo artigo.

Edwi Oliveira Santos Feitoza

[18] Comentário enviado por stremer em 08/07/2009 - 17:43h

ajazevedo...
o piratebay bem como o mininova não são SOMENTE indexadores de torrentes....
eles tbem são trackers...
procure no google sobre como funciona o bittorrent....
resumindo: Eles não tem o arquivo com conteudo PIRATA, mas SABEM EXATAMENTE onde esta uma versão completa deste conteudo...
é pior do que o irado falou.... eles não estão só te emprestando um carro, mas um carro com um mapa dentro, detalhado do tunel subterraneo que foi cavado para roubar o banco... e se duvidar com a rota de fuga....
mesmo assim.... quem ta obtendo o conteudo indevido não é o piratebay nem mininova e sim você mesmo que obtem a copia do filme ou da musica que é protegida por algo maior do que a tecnologia, uma lei de direitos autorais...
e essa lei fala que se vc esta facilitando, então é responsavel....
quem precisa mudar é a lei de direitos autorais....
agora irado.... se é fora de catalogo, tbem não importa.... pois se ainda tem direito autoral, então a regra é a mesma....
agora se caiu em dominio publico.... ou o licenciamento/direito é outro... a figura muda....

[19] Comentário enviado por ajazevedo em 08/07/2009 - 21:05h

Bom, respondendo ao stremer,

Sim eu sei que o Pirate Bay além de ser indexador é tracker, foi o que eu quis dizer com ele ser mais focado em Torrent. Eu não queria entrar em detalhes técnicos porque não era o foco, mas como se faz necessário, vamos escovar um pouco de bit. Em primeiro lugar o tracker do Pirate Bay é público, eles não tem controle sobre o que os usuários estão fazendo nele (Você pode procurar no google sobre essa informação). Em segundo lugar o Pirate Bay, não é o único tracker do mundo, existem dezenas de milhares de trackers ao redor do globo, pra falar a verdade essa é a beleza do Bittorrent. Se você for lá no Pirate Bay e desligar os servidores trackers deles nesse exato momento, a troca de arquivos não irá parar. Ela pode até ficar mais lenta durante alguns dias, mas certamente não irá parar. É nesse sentido que eu estou tentando argumentar. Tentar parar a pirataria fechando o Pirate Bay é tão eficaz quanto dar uma flechada em um dinossauro.

Outra coisa, que essa metáfora do carro não foi muito feliz. Acho que usando essa mesma metáfora, é como se eu te emprestasse o meu carro que tem GPS, e você fosse e roubasse um banco. Sim o GPS do meu carro tem a localização de todos os bancos, de rotas alternativas, até mesmo informações atualizadas via satélite das condições de transito, mas VOCÊ resolveu usar pra roubar um banco. O GPS também tem informações sobre shoppings, teatros, cinemas, parques, lojas, etc... Mas você usou para fazer algo errado. Não tem como transferir a responsabilidade de uma pessoa pra outra pessoa. Eu não te emprestei o carro para roubar um banco, eu te emprestei o carro, que pode ser usado pra roubar um banco, mas quem roubou foi você.

E só pra finalizar discordo de você quando você disse que o conteúdo é protegido por algo maior que a tecnologia, uma lei de direito autoral. Na verdade é o inverso, a tecnologia é maior do que a lei, tanto que ela força a lei a mudar e se adaptar a ela, já vimos e ainda estamos vendo isso acontecer em vários assuntos, um dos que ainda perdura é esse do direito autoral. Todo esse conflito está acontecendo por conta de um choque entre a evolução o avanço da tecnologia e uma lei antiga que não sabe lidar com ela, e ainda perdura, por que protege os interesses financeiros de gente muito (MUITO) poderosa, que não soube acompanhar o progresso e agora está lutando, transformando pessoas de bem em bandidos* pra tentar defender um modelo de negócio falido.

* (Ou você acredita na "historinha pra boi dormir" que passa antes do filme quando você compra um DVD, dizendo que o dinheiro que sustenta o tráfico de drogas, vem da venda de DVD's piratas?)

Mas isso é tema pra outra discussão, essa questão dos direitos autorais tem que ser bem explicada pra não dar a impressão que eu sou um comunista revolucionário. Pelo contrário, sou capitalista, mas em contrapartida acredito que nunca, em hipótese alguma os interesses financeiros podem se sobrepor aos interesses da humanidade ou do progresso. Sou a favor do chamado fair play, e principalmente da liberdade, meu direito sagrado ofertado por Deus e sancionado na Declaração dos Direitos Humanos. Essa história de a você pode fazer isso, mas não pode fazer isso, isso, isso e isso, pior ainda quando o que não pode ser feito, vem escondido no meio, Isso tem que acabar...

[20] Comentário enviado por Teixeira em 08/07/2009 - 21:16h

Bem, nem sempre aquilo que é melhor para nós vem cercado de comodidades ou conveniências.

Quando estamos no ônibus e acontece uma blitz policial, deveríamos em primeiro lugar estar contentes, porque as autoridades estão cumprindo com a sua obrigação.
Ao contrário, reclamamos do transtorno que sofremos com isso.

Nós somos o único país do mundo onde qualquer pessoa pode chegar para o presidente e dizer "Fala, véi!..." sem se importar com pompas e circunstâncias.
Nem o lenhador-presidente Abraham Lincoln era tão popular (pois veio do meio do povo).
Kennedy, de uma família melhor situada econômica e financeiramente, era mais querido pela massa do que o "velho Abe".

Quem foi visitar o evento não foi o "Luis Inácio" (o metalúrgico), mas o "Lula da Silva" (o presidente).
E isso tem uma significatividade muito forte.

Já é hora de deixarmos de ser hipócritas ao condenarmos a política e quem a pratica.
Deveríamos estar combatendo a politicagem, que é a forma corrompida de qualquer política.

Agindo politicamente, teríamos a mesma visão do articulista, enxergando os prós e os contras da presença de um presidente ao evento.

Na qualidade de defensores do software livre, nossa obrigação maior é a de defendermos a liberdade em si.
Infelizmente porém, detemo-nos em defender nossa liberdade individual, em detrimento da liberdade coletiva.
Isso precisa ser repensado em cada um de nós.

Nos tempos de Faculdade, lembro-me que recebemos um grupo de universitários norteamericanos, e que aconteceram coisas horríveis naquela ocasião, pois fomos muito grosseiros com os nossos convidados, que não mereciam tal hostilidade de nossa parte.
Devem ter saído dali com uma péssima impressão de nós - e do Brasil.

Que bom que o presidente compareceu em pessoa.
(Pleonasmo? Não. Às vezes um presidente manda um representante, isto é, A PRESIDÊNCIA compareceu, na figura do representante).
Isso é sinal de que do lado de lá o assunto está sendo visto com seriedade.
Porém faltou seriedade e compreensão do lado de cá.

Quanto a pirataria, direitos autorais, de propriedade intelectual, de execução pública, etc. acho que existem leis tão protecionistas que chegam até mesmo a atrapalhar as partes interessadas.

Quando se fala que "é proibida a execução pública" de um determinado fonograma (na verdade TODOS eles) isso significa na prática que podemos escutá-lo livremente em nossa própria casa.
Todavia, na festinha no playground do prédio a coisa fica diferente.
Agora para nós: Quem é que nunca executou fonogramas no playground, apesar da proibição?

O piratebay não incentiva ninguém na realidade a praticar a pirataria, e seu nome é apenas apelativo.
Acessa quem assim o desejar, e baixa aquilo que já está disponível em algum outro lugar.
Se é pirataria ou não, a responsabilidade é do internauta.
Se não existisse o piratebay, ainda assim haveria outros mecanismos através dos quais pode-se fazer mais ou menos a mesma coisa.

Quem cai no "conto do vigário" é mais desonesto que aquele que o induz.

Existem sites "de conteúdo adulto" onde o acesso é restrito de alguma forma, mas também existem outros que colocam em suas meta-tags alguma informação falsa, induzindo o internauta ao erro.

Outro dia, procurando no Google por "driver para impressora Canon BJC-2100" qual não foi minha surpresa ao deparar com todas aquelas "donas" passando frio, 'tadinhas, com expressões de profundo sofrimento...
Ou seja: Não tinha driver nenhum, nem impressora, nem cânone (Canon), nem BJC nem 2100.
Por sinal, as imagens não eram nada canônicas...

Parabéns pelo artigo!


[21] Comentário enviado por removido em 08/07/2009 - 23:27h

Belo texto, com um alerta importante para a comunidade de software livre. Um texto para nos vermos como de fato somos: revolucionários, assim como os sábios da Renascença o foram. Responsáveis pela grande novidade dos tempos recentes. Marx dizia que a revolução viria dos países mais desenvolvidos, daqueles que estivessem na ponta do processo de produção. Seriam, para ele, as inovações tecnológicas que colocariam em xeque o capitalismo. Para muitos, o software livre e sua filosofia soam como algo hermético e complicado, mas para mim, ele contém as senhas da revolução, abrindo as portas para um novo mundo e uma nova humanidade. Por isso, se você é entusiasta do software livre não se esqueça dos quatro tipos de liberdade:

* A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito (liberdade nº 0);
* A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades (liberdade nº 1). Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade;
* A liberdade de redistribuir, inclusive vender, cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo (liberdade nº 2);
* A liberdade de modificar o programa, e liberar estas modificações, de modo que toda a comunidade se beneficie (liberdade nº 3). Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade

Gostei tanto deste texto, que postei o meu blog:
www.pelenegra.blogspot.com

[22] Comentário enviado por Lisandro em 08/07/2009 - 23:38h

Nossa. Muito bom. Concordo totalmente.

[23] Comentário enviado por carlosxtec em 09/07/2009 - 01:28h

Parabéns pelo artigo!! Ótima argumentação!

Os comments dos colegas comprovam isso!

Abraço!

[24] Comentário enviado por nicolo em 09/07/2009 - 07:32h

É, para ter postura de adulto e tomar decisões racionais precisa ter cérebro de adulto. Infelizmente a maioria para na adolescência, fica careca, e continua adolescente.

[25] Comentário enviado por nelson777 em 09/07/2009 - 08:20h

Excelente artigo. Disse tudo. Parabéns.

[26] Comentário enviado por ashmsx em 09/07/2009 - 10:57h

Cara na boa... esse negocio todo é por causa da galera que esquece o que é realmente o SL, Lula atrapalhou o SL?? Esse foi o governo que mais trabalhou em prol do nosso ideal. Bom, é questão de cada um parar para pensar e ver o que realmente acontece. Quanto ao pirate bay, bom... eu sou criminoso, eu copio musicas com copyright para meu computador e ouço no meu celular.

[27] Comentário enviado por removido em 09/07/2009 - 14:16h

Alberto, não estive no FISL, apesar de que gostaria muito de ter ido. Mas concordo com absolutamente tudo o que você disse. É duro ter de lutar pra difundir o SL, lutar contra os xiitas do Windows, e ainda ter de lutar contra os que deveriam estar do seu lado te ajudando...

[28] Comentário enviado por enriquefynn em 09/07/2009 - 23:00h

Alguns não entenderam o protesto... A visita do sr. presidente foi mal organizada, inclusive organizadores me falaram isso pessoalmente, que não estavam preparados para isso, tiveram de adiar palestras, etc... Tivemos o espaço do FISL cercado por 1 dia e o FISL10, teve 3 dias... pra mim valeu a pena? Não...

Depois do FISL o sr. presidente voltou a usar seu notebook com Windows pirata e agendar uma reunião com os grandes líderes da Microsoft.

Mas um evento que me marcou muito, foi quando um membro da organização tentou passar pela segurança com um papel preso ao craxá, onde lia-se: “O software é livre, mas o espaço é cercado” junto a uma caricatura, o segurança prontamente (sem perguntar) arrancou o papel do integrante, o dobrou e o pôs sobre a mesa (um ato horripilante, dentro da suposta democracia). O mais interessante é que o mesmo integrante portava um canivete de mão, e o deixou em cima da mesa para passar no detector de metais, assim que ele passou, pegou o canivete e entrou no "espaço reservado", será a pena mais forte que a espada?.

"Seja a mudança que você quer para o mundo"

[29] Comentário enviado por cristianokittie em 10/07/2009 - 04:12h

Cara esse foi o melhor artigo que eu ja li aqui no VoL, eu queria ter a chance de ir ao FISL, mas como moro longe e não tenho condições financeiras (Por enquanto), e se o presidente ao sair do FISL foi usar um notebook com windows pirata eu não vejo problema, porque sem ironia ele ta aprendendo a mexer em computadores agora, a maravilhosa TECNOLOGIA, todos nos aqui aprendemos primeiro no Windows querendo ou não, seja no 95, 98, Milenium, XP etc...
Eu particularmente o primeiro sistema operacional que mexi foi o windows 98, e acreditem rapazes eu não DESISTI, mas oque importou mesmo foi a divulgação, e o pirate bay??? nunca comprei um CD ou DVD e mesmo assim nao deixo de ter meu conteudo, alias Gigas e mais Gigas, ate acho que mais de 1 Tera.

[30] Comentário enviado por havacci em 10/07/2009 - 08:25h

PIOR artigo que eu ja li na minha vida !
esse cara é um organizador infeliz do FISL, só pode.
acompanhem comigo, thepiratebay realmente compartilha as coisas na internet... claro.. compartilha as coisas do outro, isso é facil dimais de se fazer, se compartilhasse somente programas livres seria totalmente outra coisa, mas quem usa o thepiratebay usa pra que ???? pra baixa software PROPRIETARIO !!!!! nao tem justificativa esse louco estar num evento de software livre, por ter um programa que estimula o roubo (muitos vao falar q nao, q é só um site com links... e bla bla bla) porem estimula tambem o uso de software proprietario !! não há o porque de uma pessoa justa precisar do thepiratebay. ¬¬
e o lula ???
o autor do artigo não consegue entender uma reclamacao, e ainda faz um artigo que um monte de idiotas leem e agradecem.
o motivo da revolta nao foi contra a presença do lula, e sim da falta de organizacao do evento de fazer palestras serem adiadas e impossibilitar o transito no evento.
só acho que o povo devia ter mais censo antes de acompanhar artigos assim.
ah e parabens o carinha ai de cima. Ele fica feliz em dizer pra todo mundo que ja roubou 1 Tera de softwares ou filmes proprietarios ¬¬
e a ideologia do software livre se perdeu nesse meio certo ???

[31] Comentário enviado por femars em 10/07/2009 - 10:08h

ajazevedo, como todo movimento, sempre existiram pessoas com mentalidades diferentes, que entenderam errado ou de outra forma o movimento, no mundo do software livre nao é diferente, quantas vezes vc não se deparou com algum neguinho que se acha O hacker dono da verdade como esse aí cima?! Principalmente no nosso movimento, que a disputa pra ver quem sabe mais é sempre feita praticamente de forma inconciente. Continue na luta, faça a sua parte o melhor possível, as pessoas certas continuaram com vc! Achei válido as suas palavras.

[32] Comentário enviado por leonardoalt em 10/07/2009 - 10:41h

Quanto ao Lula:
Eu gostaria de saber se alguem aqui é tão ingênuo a ponto de não perceber a politicagem extrema que houve no FISL.
Eu vejo sim, que foi algo importante a visita do Exmo. Sr. Presidente da República ao FISL, mas:
- levar a Dilma Rousseff? Pra que? Ah sim, tinha esquecido, ano que vem haverão as eleições para Presidente, e o governo atual precisa divulgar sua nova candidata.
- fechar o espaço? Pra que? Pra retirar a mínima liberdade dos participantes de caminhar pelos stands?

Quanto ao Peter Sunde:
Antes que alguém venha me julgar, já digo: com certeza não sou o mais correto, já baixei muita coisa pirata, mas hoje em dia quase não o faço.
Faço das palavras do havacci as minhas quanto ao Peter Sunde.

[33] Comentário enviado por stremer em 10/07/2009 - 11:08h

ajazevedo,

Quando se fala que a pirataria incentiva o crime organizado, não é por causa do conteudo pirata em si, mas dos próprias midias...
vc acha que consegue vender um DVD a 1 real com tudo legalmente????
O problema nesse caso não é nem o que vem dentro do DVD, mas a propria midia, e impressão que são roubados e gravados com maquinas roubadas...
Dessa forma se agrega "valor" a mercadoria e então se ganha mais dinheiro...
Quem vende e compra sabe que é ilegal igual droga....
Mesmo assim não boto a culpa nesse caso nos pirateiros.... mas no governo que permite não só que a venda ocorra mas que desde a ponta do iceberg que seria o roubo das midias ocorra tbem....
Já "baixar" musicas e filmes é diferente... você prejudica somente o autor....
eu não concordo com as leis de direitos autorais... mas elas existem... acho sim que precisam mudar, mas enquanto não mudam... baixar conteudo pirata é crime sim e se te punirem por isso você nada poderá fazer!
A comparação com o carro pode ter sido infeliz como qualquer outra comparação, porém não é bem como você falou.... o mecanismo do torrent pode ser usado para pirataria mas pode ser usado para coisas boas tbem... vai de quem usa.... agora o piratebay armazena o caminho do conteudo pirata....
Em relação a fechar o piratebay e acabar a pirataria.... você pode fechar todos os sites de torrent e trackers da internet (só deixar os que utilizam a tecnologia para software gratuito/livre/etc)... e mesmo assim ela continuará existindo.... isso é outra questão!
Eu sou a favor de que musico deve ganhar dinheiro com show... gravadora tbem.... produtora de filme deve ganhar dinheiro com o cinema.... da li pra frente deveria ser tudo liberado.... mas quem produz o conteudo que é livre para saber oque fazer com ele... e se quem o fez quer que se pague direitos por ele.... então... nada ha de se fazer...

[34] Comentário enviado por thiagods.ti em 10/07/2009 - 11:57h

Cara,

Tem bixo reclamando da organização ainda, vocês não entendem o que é um presidente né?

Meu, se o presidente avisa uma hora antes que vai em algum lugar onde nunca foi, você acha que esse lugar terá estrutura para aguentar o presidente e todos mundo que vai com ele!? é óbviu que não cara, não é culpa da organização do evento pelo amor de deus, se toquem! O presidente pode avisar 1 semana antes dependendo do evento e mesmo assim não vão dar um jeito de organizar melhor!

Agora aposto que se fosse o Obama que fosse aparecer por ali, ninguém estaria reclamando de nada! ¬¬ Dai sim eu queria ver alguém caminhar por dentro do FISL. =P

É como um outro cara ali falou, não é o Luis Inácio metalúrgico que foi visitar o FISL, mas sim o Lula da Silva PRESIDENTE do BRASIL conhecido pelo MUNDO TODO.

Se um outro presidente vê o que o Lula fez e se interessa e faz o mesmo no pais dele? Olha onde podemos chegar com isso, com essa simples visitinha. =)

[35] Comentário enviado por gjr_rj em 10/07/2009 - 11:58h

Achei muito bom o artigo e a discussão. Seria horrível se todos concordassem com o artigo, eu ficaria preocupado se isso acontecesse.

Mina opinião sobre o assunto, é muito parecida com a do autor do artigo.

Porém 2 coisas no comentário me chamaram atenção.

Um foi o comentário do havacci - "ainda faz um artigo que um monte de idiotas lêem e agradecem". Ele está tão certo de sua OPNIÃO que chega a chamar os leitores de IDIOTAS. Acho que se o pessoal disponibilizasse o seu currículo aqui, ele pensaria 2x antes de escrever tal coisa. Mas o havacci deve ter menos de 20 anos, está perdoado... porém se não tiver, acho que deveria procurar um psicólogo.

O outro comentário que não entendi foi do leonardoalt - "já baixei muita coisa pirata, mas hoje em dia quase não o faço". O que quis dizer ?
Que já foi um pirata e agora é um quase pirata ?
Sendo assim, você poderia quase julgar o Peter Sunde ?
É isso ?

Com relação a pirataria, a lei brasileira é tão severa que torna praticamente todos piratas. Emprestar ou tomar emprestado um CD pode ser considerado pirataria, isso vai depender do advogado e do tribunal. Não sei se parou, mas a ABDR acionava a polícia para batidas em bibliotecas e universidades para aprender cópias de mais de 2 páginas de livros.

Então, que já emprestou um CD ou copiou parte de um livro pode ser um pirata, se já copiou um livro inteiro, com certeza é.

Concordo com ajazevedo a lei de direitos autorais e o combate a pirataria não é para garantir o patrimônio intelectual e sim para garantir os interesses "financeiros de gente muito (MUITO) poderosa, que não soube acompanhar o progresso e agora está lutando, transformando pessoas de bem em bandidos".

Segundo o Lobão, os artistas ganham R$ 0,20 / R$ 0,40 por CD de direitos autorais. O que ganha mais é Roberto Carlos que ganha cerca de R$ 0,70 por CD.

Segundo a Marisa Monte, com a difusão do MP3 e internet houve uma modificação no público, as pessoas chegam nas apresentações já sabendo e cantando as músicas coisa que ela só começava a perceber no meio das turnes. Provavelmente o publico também aumentou.

Será que essa essa troca de arquivo realmente prejudicou os artistas ? Será que eles fazem campanhas contra pirataria por vontade própria ?

Não estou defendendo a "pirataria", só acho que deveriam redefinir o que isso significa.




[36] Comentário enviado por ajazevedo em 10/07/2009 - 12:19h

Olá Pessoal, respondendo ao enriquefynn e principalmente ao havacci,

Primeiramente, é bom deixar claro que não sou, um organizador do evento. Não tenho sequer nenhuma relação com o pessoal da organização, exceto por um laço de amizade com alguns membros.

Quando coloquei o título do artigo Todos estão surdos! Um grito de alerta a comunidade Software Livre! Minha intenção não foi ofender ninguém, na verdade usei de uma técnica muito usada no jornalismo que serve pra chamar a atenção do leitor, e além disso fechar a relação com a música do Roberto Carlos que me veio a cabeça, quando lia comentários a respeito desse assunto na Internet como um todo.

Mas depois de ler comentários como o do havacci, acho que talvez meu eufemismo não tenha sido tão desproposital. Vale a pena usarmos como exemplo, pois são pessoas assim que precisam entender, nem que eu tenha que explicar 1, 2, 10 vezes de maneiras diferentes, até que isso entre na cabeça e passemos a lutar juntos e não um contra o outro.

Primeiramente, não se trata de não aceitar a reclamação. Não eu aceito a reclamação e até concordo com ela, no que diz respeito a visita do presidente. Talvez vocês dois devessem reler o artigo com mais atenção. Gente, eu CONCORDO que a visita do presidente foi desorganizada, CONCORDO que gerou transtorno, CONCORDO que cerceou nossa liberdade de ir e vir no evento e gerou a maior confusão na programação. CONCORDO com tudo isso. O que eu estou tentando dizer, ou melhor esclarecer, é que 1- Nem tudo foi culpa da organização e 2- Mesmo assim valeu a pena. Eu não faço parte da organização do FISL, mas sei o que é organizar um evento de grande porte. A grande maioria não sabe, mas é muito, muito complicado. Custa caro, dá trabalho, ocorrem erros, problemas, etc... Mesmo assim ao longo dos anos quem acompanha o FISL tem percebido que a experiência tem trazido melhoras.

Agora, no que se refere a visita do presidente, afirmo categoricamente que havia muito pouco ou nada que a organização pudesse fazer diferente. Gente quando um presidente de um país, seja lá qual for, vai visitar um lugar publico, a organização recebe uma lista de exigências, não pedidos, EXIGÊNCIAS, relativas a segurança e procedimentos, e você aceita, ou o presidente não vai. Simples assim. E isso é assim por se tratar, embora o termo seja meio megalomaniaco, trata-se de Segurança Nacional. O Presidente confirmou a vinda 1 dia antes de chegar, já estavamos no segundo dia do envento. Em dez anos, essa é a primeira vez que um presidente aparece em um evento de software livre. Vocês queriam o que? Que eles dissessem não? - Não, senhor presidente, não aceitaremos as exigências de segurança, porque isso vai bagunçar um dia de nosso evento, e a sua visita não trará beneficios ao evento.

Gente, faça-me o favor. Leia o artigo de volta, é precisamente isso que eu digo. SIM, pra nós individualmente a visita trouxe problemas, mas o Movimento Software Livre ganhou e muito. Nosso evento foi divulgado nos quatro cantos do Brasil, em todos os meios de comunicação, e ainda por cima reforçamos o protesto contra o projeto de vigilância do Senador Azeredo, que foi publicamente criticado pelo Presidente, que afirmou que caso o projeto chegue a ele, será vetado. Meu Deus, se você não consegue entender como isso é grande, como foi importante, me desculpe dizer mais você está no movimento errado. O Movimento Software Livre tem como base, como fundamentos, a colaboração entre a comunidade por um bem maior. A valorização do todo em detrimento do eu. Agora você levar a bandeira da liberdade ao extremo dizendo que é um absurdo proibir o acesso num evento de software livre. Me desculpe mas das duas uma, ou você não entende o processo como um todo, ou você é egoista e só olha pro próprio umbigo. Isso é xadrez, não damas. De qualquer maneira você está no movimento errado.

Agora esse assunto do Pirate Bay, quando vejo esse tipo de declaração, pra mim é perturbador. O Pirate Bay, não serve SOMENTE para baixar conteúdo protegido/proprietário, embora isso seja o que de o maior IBOPE. Mas sinceramente, essa é a questão em que não culpo você. Você, eu, todos nós fomos enganados, ludibriados, desde pequenos fomos induzidos a pensar a respeito desse assunto de uma maneira. Maneira essa que não é real. Maneira essa que vai contra os seu direito sagrado da liberdade. Você foi programado a identificar e classificar como criminosos, as pessoas que ao contrário de você perceberam que existia algo de errado e começaram a lutar pela SUA liberdade. O Pirate Bay não estimula o uso de Software Propietário, pare com isso, acredite o software propietário não precisa de nenhum estimulo extra. Eles já tem uma rede tão bem armada, e armadilhas tão bem elaboradas, e são plenamente capazes de anuviar mentes mais fracas. Diga-se de passagem afirmo categoricamente que o Pirate Bay não viola nenhuma lei de copyright. Se eles "facilitam" a troca desses arquivos "ilegais" é outra discussão. À controvérsias, como diria aquele humorista. Mas violar eles não violam. Agora você chamar de bandidos quem usa o site, dizer que estimula o roubo, só me leva a crer que você bate palma no fim daquele "comercial" que é vinculado no início de filmes em DVD agora.

Talvez você devesse parar de apontar o seu dedo condenando e pensar se realmente você concorda com as leis de copyright, com as lei de direitos autorais. Antes de responder precipitadamente que concorda, aconselho você a pesquisar a respeito e ver toda a dimensão disso. Perceber que existem imposições nessas leis que são absolutamente rídiculas. Vou te dar um exemplo rápido. Vamos dizer que eu acredite, o que eu não acredito, mas vamos dizer que eu acredite, que absolutamente todo o conteúdo que você tem na sua casa e computador, são "legais". Você comprou seus DVD's, você pagou pelos teus CD's, por aí vai. Já organizou uma festinha na tua casa, e colocou uma musiquinha no fundo? Não pode. Pegou um DVD e baixou o filme pro teu HD pra poder assistir no laptop ou no computador? Não pode. Fez um video da sua festa de final de ano e adicionou uma musiquinha de fundo? Não pode. Comprou um DVD de um filme e quer fazer um backup? Não pode.(Na verdade no Brasil, até pode, mas você só consegue fazer isso, porque a proteção existente foi quebrada com um código "ilegal") Já comprou um livro né? Emprestou pra um amigo? Não pode.

Me desculpe amigo, mas com as atuais leis de copyright, praticamente todos nós somos bandidos. Isso porque elas tentam tirar de nós liberdades que não poderiam em hipótese alguma ser tiradas. O que acontece é que a gravadora não vai com a polícia na sua casa, questionar porque você emprestou o TEU CD, que você pagou, porque você não oferece perigo pra ela. Você não é ameaça ao modelo de negocio de mais de duas décadas atrás, e que pra eles não evoluirem, não se adaptarem, eles derramam toneladas de verdinhas em cima de governos e mídia, para transformar em bandidos pessoas de bem. Eu ia fazer uma palestra no FISL que acabou sendo cancelada que fala sobre isso. O nome era Sim, eu sou um pirata e você? No caso eu sou um pirata com orgulho. Posso afirmar sem medo de errar, que pessoas inocentes que nem sabem o que é DRM, também são piratas sem saber, e sou sincero em dizer, se pra ser certinho, tem que ser como eles querem, então eu não quero estar certo.

É justamente por muitos pensarem como você, que estamos na situação que estamos. Sendo tratados (todos) como criminosos, por defendermos nosso direito sagrado a liberdade, por não aceitarmos um sistema defasado, que utiliza suas amarras de poder, para atrasar o progresso da humanidade. Defender a liberdade, lutar pelo software livre, não significa criar um mundinho livre, viver nele e ficar dizendo que todos os de fora estão errados.(Isso é quase como criar uma Matrix Livre, o mundo real continua aqui fora) NÃO. Defender a liberdade, é lutar no mundo real, e MUDAR o que está errado, não aceitar que interesses comerciais prevaleçam sobre os interesses da massa. Precisamos de mais pessoas que se comprometam a ser agentes da mudança, pois existem pessoas que não tem o conhecimento que você tem, e não sabem que sua liberdade está sendo roubada. O mal só prevalece quando os bons falham em agir.

E você vai agir, ou ficar aí parado, reclamando, julgando e apontando o dedo? Eu estou agindo, convido você e seus amigos a fazer o mesmo.

[37] Comentário enviado por leonardoalt em 10/07/2009 - 13:22h

Respondendo ao gjr_jr, que disse isto:
"O outro comentário que não entendi foi do leonardoalt - "já baixei muita coisa pirata, mas hoje em dia quase não o faço". O que quis dizer ?
Que já foi um pirata e agora é um quase pirata ?
Sendo assim, você poderia quase julgar o Peter Sunde ?
É isso ?"
Eu quis dizer isso aí mesmo que eu disse, não é difícil de entender. E o fiz por causa desse parágrafo do artigo:
"Então quando vejo todo esse pessoal dizendo, que absurdo o Pirate Bay no FISL, eles mancharam nosso evento. Eles são criminosos. Eu respeito as leis de copyright. Não baixo material ilegal na internet (Nem um filminho? Tem certeza? Ah vai, ninguém tá olhando). Bom, como eu acabei de demonstrar acima, isso não importa. Você é um pirata, de qualquer jeito. Por esse motivo tenho vontade de gritar: Hipócritas! Caras de Pau! Santinhos do Pau-oco!"
A meu ver, o autor sim generalizou, julgou a todos sem conhecer cada um.
Eu só disse como eu sou. Disse que era um pirata sim, mas hoje em dia quase não o faço. E pra falar a verdade, faz um bom tempo já.
Em que lugar do meu texto eu disse que poderia julgar o Peter Sunde?
Você está tirando conclusões precipitadas, e pelo que to percebendo, tentando criar confusão.
Bom, esse não é meu intuito, então paro por aqui.

[38] Comentário enviado por iguito em 10/07/2009 - 14:47h

Caraca... excelente artigo. Nota 10. Parabéns!
O artigo é magnífico, e a discussão gerada por ele também está de mais.
Não fui ao FISL, mas fiquei sabendo da visita do Presidente por intermédio da TV. E já de cara, quando assisti à reportagem, achei a visita dele positiva. Nem passou pela minha cabeça que reações contrárias pudessem surgir, mas enfim. É bem provável que se o Presidente não tivesse comparecido, o FISL nem seria citado na TV.
Mais uma vez: parabéns pelo artigo!

[39] Comentário enviado por havacci em 13/07/2009 - 00:58h

retiro minhas palavras contra o autor do artigo, ajazevedo. Realmente nao concordei com uma palavra que o autor disse, mas ele tem outra opnião soubre o assunto e o que eu poderia fazer. Só achei estranho um monte de gente que parecem serem influenciadas, pois como acredito que cada um tenha a sua propria opniao, eu tinha achado estranho até o momento do meu comentario ninguem ter discordado em ponto nenhum do que o autor quis dizer, ainda mais pelo artigo com capacidade de gerar muitas opniões diferentes, e eu fiquei abalado ao constatar que a comunidade, inclusive a do software livre, que tem muito acesso a informações, continua sendo bastante influenciada pelos meios de comunicacao. Só achei realmente estranho o autor falar que o manifesto foi contra a presença do presidente, pois demonstrou que nem sabia direito sobre o que aconteceu e ja foi discorrendo um artigo. Mas como dizem que o software é livre, porem o espaço é fechado?? muito contraditorio ao meu ver, alem que é muito exagero fechar um evento com 7 mil pessoas por causa do presidente, mesmo considerando o importantissimo cargo dele, bastaria reforçar a segurança sem precisar atrapalhar o evento.

mas sobre outras pessoas que so souberam retribuir os elogios esses sim sao babacas, pois eles falam falam, e nao falam nada ! se ao menos esses seres tivessem opniao, a capacidade intelectual deles fosse suficiente para que conseguissem mostrar aonde discordavam do que disse, eu nem ligaria pros xingamentos. Mas tudo bem, eu vos perdoo por serem seres desprovidos de capacidade de argumentar. Pelo menos isso eu apreciei do autor, o que eu nao vi de outras pessoas.

[40] Comentário enviado por ajazevedo em 13/07/2009 - 10:25h

havacci,

Sabe, muitas pessoas em meu lugar já teriam desistido, porque, quando a gente, fala, repete, explica, fala de novo, e a pessoa repete as mesmas coisas novamente. Realmente cansa. Mas eu sou persistente, na verdade sou é teimoso, então vamos lá para mais uma rodada.

Começando de cima pra baixo no seu comentário, primeiramente acho que você deveria medir suas palavras, pois chamar de babacas as pessoas que concordaram com o que foi dito, é no mínimo imprudente e potencialmente provocador. Além do mais, não me lembro de ninguém ter chamado você de idiota, como você mesmo xingou a todos no seu primeiro comentário. Mas o fato é que pelo que percebi, muitas pessoas não foram necessariamente influenciadas por meu artigo, simplesmente concordam comigo. Mas influenciar, mudar a opinião, foi exatamente a minha intenção, e não vejo como babacas, pessoas que mudam de opinião, ao ler uma argumentação a respeito, que leva a uma reflexão sobre o assunto e culmina com uma troca de opinião. Pelo contrário, babacas são aqueles cabeças-duras que você fala, fala, fala e ele continua na mesma. (Não que seja o seu caso).

Mas acho que isso talvez esteja ficando muito longo, vamos tentar simplificar, porque até agora não entendi a essência de sua revolta. Você fala, fala, xinga, mas não argumentou nada. Como eu disse, reclamar não resolve. Tem que argumentar.

Então você achou exagero, fechar (ainda que parcialmente) um evento com sete mil pessoas para o presidente, que bastaria reforçar a segurança dele certo?
Hum, ok. E isso é claro, vem da sua imensa experiência em proteger pessoas públicas e famosas né? E como você controla, pessoas armadas nesse meio. Ah, claro com 12 seguranças em volta dele. Mas ai ele não vai falar com as pessoas? Mas e as bombas? E os rifles? Faz o quê? Liga pro homem de ferro e pras tartarugas ninjas?

Desculpe a ironia, mas você mereceu. E pior não leu, ou não entendeu o que eu e um monte de gente tentou explicar. Amigo, não interessa o que você acha. A segurança é determinada, você aceita ou não. Simples assim. Mas tenha certeza, na próxima vez que eu falar com o presidente terei prazer em sugerir o teu nome para chefe de segurança. (Mais uma ironia, desculpe, foi a última).

Bom, mas quero esclarecer algumas dúvidas bem pontuais:

1- Dado o exposto, o que você faria? Recusaria a visita do presidente? Lembre-se, por mais que você queira, a segurança não é negociável.

2- Quantos anos você tem? Fiquei curioso em saber.

Outra coisa que queria aproveitar esse comentário pra esclarecer a respeito do finalzinho do artigo que eu percebi que algumas pessoas não gostaram.

Gente eu não generalizei ao chamar todos mundo de pirata. Não julguei a todos sem conhecer ninguém como foi dito. Não. E eu não aleguei, eu afirmei. Isso porque, por mais que muitos não gostem, com as atuais leis de copyright, não interessa se você gosta ou não. Pior não interessa se você tenta respeitar ou não. Todos somos "chamados" de "pirata". A não ser que você seja um monge, vivendo em reclusão.

Vi algumas pessoas acima ofendidas, se defendendo dizendo: Eu não sou pirata, não concordo com a lei, mas ela existe e eu respeito. Não é verdade. Acredito que vocês sejam cidadãos de bem, e que "tentem" respeitar a lei. Mas a atual lei como eu já disse é simplesmente ridícula. E quase impossível de ser respeitada. OK, você não baixa filmes e músicas da internet, não compra CD/DVD pirata. Mas você já emprestou um CD pra um amigo? Já tirou xerox de um capítulo de um livro pra fazer uma pesquisa? Já baixou um filme de DVD no computador? Já organizou um bingo na sua igreja e colocou uma musiquinha pro pessoal dançar? Já montou um CD com suas músicas favoritas e compartilhou com seus amigos?

Pronto, se você já fez qualquer uma das coisas acima, segundo eles, não eu, eles, você é "pirata".
Não importa o que você diga. Você quebrou a lei. A mesma que você diz obedecer. E não adianta dizer, ah mas é diferente. Lei é lei, e não existe eu quebrei mais ou menos. Ou você quebra ou não quebra. Você pode dizer: - Mas isso é rídiculo. Essas ações acima não podem ser ilegais. Todo mundo faz. Qual o problema em emprestar um CD?

Dai eu te digo. Bem vindo ao time! Também acho que é ridiculo. Vamos lutar juntos pra mudar isso?

[41] Comentário enviado por enriquefynn em 30/07/2009 - 00:46h

Ao Thiagods:

Intão bixo... É obviu que ocê num intendeu nada

"O presidente não avisa com 1 hora de antecedencia que vai chegar a tal lugar"
Reflita: "Todos os lugares que o lula vai são desorganizados?"

De novo... é claro que você não foi ao fisl, por que se fosse o Obama, ou qualquer outro iriamos reclamar por causa do espaço, é meio difícil pra você entender que a reclamação foi por causa do espaço?

Gir_jr...

Só quero destacar um ponto do teu argumento, por acaso você é o 'representante dos músicos'? Se não, não interessa quanto eles ganhem, se querem vender a música deles para a gravadora ou doar ou o que for, tem-se de respeitar a decisão de cada músico e a sua 'licença'

Vale a pena o FISL se prostituir por uma visita? Até quanto vale a pena?

a respeito da frase: "Não, senhor presidente, não aceitaremos as exigências de segurança, porque isso vai bagunçar um dia de nosso evento, e a sua visita não trará beneficios ao evento."

A primeira afirmação está correta mas a segunda falsa, você tenta usar essa falácia para justificar o seu argumento...

Se estou ou não no movimento errado... Já que vai me excomungar do 'movimento' quero deixar claro que palavras como 'PRESIDENTE IMPORTANTE', 'DESTE PAIS', 'SEGURANÇA NACIONAL', para mim não causam nem um pouco de nostalgia, pois abomino quem é patriota e todo tipo de patriotismo, quem quer uma terra livre dos grilhões que hoje prendem a humanidade deveria pensar assim, não existem marcas no chão da terra, não existem indivíduos superiores à outros.

"nuviar mentes mais fracas"
Interessante, pois tenho softwares proprietários e não penso que minha mente seja mais fraca...
O que digo é: Temos de respeitar a posição de cada um... se minha mãe, por exemplo, resolver vender os artesanatos dela para uma distribuidora por X reais, ela ganha 10% de X, mas alguém falsifica isso e distribui por 0... É ético pegar o artesanato?

Para conceitualizar melhor... Existe um postulado formulado por Immanuel Kant em A Metafísica da Moral, chama-se Imperativo categórico, apesar do nome complicado é símples de se entender, ele diz que você deve agir sempre baseado naqueles princípios que desejarias ver aplicados universalmente.

A exemplo da minha mãe, se todos pegarem os artesanatos de graça, minha mãe teria de procurar outro emprego e como ela só sabe fazer artesanatos ela morreria de fome...
Então... é correto pegar artesanatos de graça? não, pois quando aplicado no universo isso é prejudicial.

Temos de agir não segundo os fins, mas segundo princípios universais.


Fiquei confuso... pode ou não pode fazer tal coisa, se a lei do país permite, acho que essa lei não é 'ilegal'.


Com respeito a segurança no lugar... Bom seria uma boa contratarem as tartarugas ninja, mas eu prefiro o Jaspion. Bom, a respeito dos rifles, bombas, etc... 'uhauhuhauhauuhah', se você acha que é prudente esse argumento, o presidente sairia sempre na rua com o seu 'presidente-móvel' ou um escudo blindado, o que não acontece.

"Amigo não interessa o que você acha"
Heil Hitler!


Não concordo em muitas partes com a lei 9610 (de copyright Brasileira) mas você está errado com respeito a reprodução de trechos de livros, como diz o Art. 46, parágrafo II:

"a reprodução, em um só exemplar de pequenos trechos, para uso privado do copista, desde que feita por este, sem intuito de lucro"
Garante esse direito, embora o que é esse 'pequeno trecho' não seja definido.

A respeito dos livros acho que não se deve xerocar um livro salvo em ocasiões especiais como a edição do livro é de 1950 e não existem mais exemplares para se comprar (lembrando que depois de 60 anos o livro (ou outro copyright) perde esses direitos), os livros são geralmente baratos e isentos de impostos, existem muitas editoras pequenas que falem por causa desse tipo de problemas...


De forma alguma concordo com cada ponto da lei 9610, acho que os proprietários tem de ter seus direitos reservados mas com prudência, se quiserem abrir mão deles, acho que deveriam haver incentivos para isso. Mas acho que devemos expor os problemas nela aos representantes do povo, por acaso alguém aqui já mandou um email para um deputado reclamando?? Alguém aqui já mandou um email para algum deputado?? Então o que tem feito para construir uma lei mais justa?? piratear? É assim que tentam modificar essa lei?? Odeio os hipócritas de plantão (creio não ser o caso do autor) que dizem "Essa lei é uma *&#% então eu pirateio e foda-se", e são contra a lei mas não se esforçam em mudá-la, acham que estão fazendo benefícios pirateando indiscriminadamente e apoiam seus argumentos em coisas do tipo: "Mas os artistas ganhams só 1 centavo", como se fossem os 'arautos' dos mesmos.

Se quiserem mudar esse quadro, vamos em frente.

Lei brasileira de direitos autorais: http://www.planalto.gov.br/ccivil/leis/l9610.htm

Existem vários políticos contra a lei...
Dentre eles o senador João Capiberibe que formulou o PLS Nº 532 de 2003 (Ementa: Altera os arts 16, 68, 81, 82, 86 e revoga o § 7º do art. 68 da Lei 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, para disciplinar autoria e exibição pública de obras audiovisuais e cinematográficas.)
http://www.senado.gov.br/sf/atividade/Materia/detalhes.asp?p_cod_mate=65050

Sugiro que mandem um email para o deputado/senador em que votaram nas eleições (eles respondem, sério oO) e deem sugestões.
http://www2.camara.gov.br/deputados

É assim que se luta, você já fez sua parte?
Parafraseando o autor:
Vamos lutar juntos pra mudar isso?
Att;
Enrique Fynn.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts