O futuro - Linux, internet e TV

O que tem a ver? Tudo e nada. A TV e internet estão mudando. Sente-se em seu sofá e leia com seu controle remoto, em sua TV full HD que conecta-se à internet e permite uma interação com seus programas preferidos. Brincadeiras a parte, faz ideia do que estaria instalado nessa TV? Pois é, grande chance de ter um pinguim nela...

[ Hits: 8.405 ]

Por: Aline em 06/10/2010


O que tem a ver Linux, TV e internet?



Antes de mais nada, o que isso tem a ver com Linux? NADA! E TUDO! Como assim? Hoje temos aparelhos eletrônicos de todo o tipo, muitos com Linux embarcado. Muita gente usa Linux e nem sabe. Esses dias eu li em algum lugar uma reportagem sobre um acordo entre a Telefônica e uma emissora de TV, que vai ter um site exclusivo para assinantes do Speedy, se não for com Speedy o site não pode ser acessado. Polêmico? Pode ser. Mas como empresas privadas que visam lucros elas tem o direito de oferecer diferenciais exclusivos a seus clientes.

Isso me fez pensar que eu raramente assisto televisão. Vejo filmes no computador, vejo séries e seriados no computador, até mesmo programas que passam na TV aberta eu assisto no computador. Estou inclusive comprando uma televisão nova, mas não é uma televisão, é um monitor, com entrada para DVD Player, consoles etc, mas sem entrada para antena padrão. Tendência? Difícil... Previsão? Quem sabe...

Tem alguns aparelhos interessantes, como por exemplo o aparelho de TV a cabo da minha mãe é conectado ao modem de internet e ela pode comprar vídeos diretamente por ele da provedora de TV a cabo, é o famoso pay-per-view.

O Youtube passará a exibir filmes. Imagine se com sua TV, que possui um HD interno, uma placa de rede e um sistema operacional básico (que pode ser baseado em Linux) você, com seu controle remoto, possa escolher um filme e assití-lo na hora que quiser, podendo pausar, avançar, retroceder, como se tivesse alugado um filme em uma locadora de vídeos?

Sabemos que em um futuro próximo haverá internet com velocidade suficiente para isso e já existem televisões e outros aparelhos que fazem isso.

Resta saber: as pessoas vão querer?

Estou falando além de você e de mim, que estamos conectados o tempo todo, que temos o mouse e o teclado no lugar da caneta, que temos o computador como parte integrante de nossas vidas. Será que sua avó vai se interessar por isso? Será que minha melhor amiga, que sabe usar só o "basiquinho" vai querer isso? Será que a telefônica, com essa nova parceria pode abrir um precedente para conteúdos exclusivos na internet?

Eu adoaria assistir meus seriados preferidos pela internet (e pagaria por isso um preço justo), a hora que eu quisesse, da maneira que eu melhor entendesse.

Voltando ao Linux, por que ele não tem nada a ver com isso? Por que as pessoas (a maioria delas) não querem saber que sistema está instalado na TV, na geladeira ou no celular, querem usar, e da maneira mais fácil possível (e lembrem-se, o mais fácil nem sempre é o mais rápido). Então, mesmo que o Linux viajasse embarcado em TVs, adaptadores, aparelhos de DVDs e geladeiras que fazem compras e outros aparelhos, as pessoas continuariam ignorando que usam Linux e que ele está presente em suas vidas, assim como ignoram quando vão ao Banco do Brasil. Assim como os caixas de supermercado ignoram que usam Linux o dia todo (é, eu reparei, no Wallmart, no Covabra, no Paulistão).

E por que tem tudo a ver com isso? Por que está ali e enquanto estiver, teremos esperança de que nosso amado pinguim seja conhecido por todos.

   

Páginas do artigo
   1. O que tem a ver Linux, TV e internet?
Outros artigos deste autor

Mantendo-se atualizado nas notícias com RSS

Impressoras/scanners e multifuncionais Insigne GNU/Linux

Teste de software

Configurando leitores ópticos e HDs

Leitura recomendada

Blogs de mais, conteúdo de menos

Debian Pure Blends - Distro-VOL?

Internacionalização de Caracteres em Computadores

Os Bastidores do VOL

História das UI - Interfaces de Usuário (para pensar no futuro)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fernandoborges em 06/10/2010 - 17:05h

Parabéns pelo artigo! Bem legal mesmo a maneira como colocou suas ideias!

[2] Comentário enviado por fernandoguedes em 06/10/2010 - 17:25h

Mais filosófico do que técnico.

Pra quem não sabe, a tecnologia utilizada nos set-top box - não sei se todos - é baseada no Linux, ou melhor, no coração do Linux - O Kernel.
O que eu sei é que LG, AOC, CCE, Sony e Tec Toy utilizam no set-top box, o kernel.

Quem quiser saber mais sobre, no site da Sony tem algumas informações técnicas a respeito dos seus aparelhos e Linux.
http://www.sony.net/Products/Linux/common/search.html

Enquanto a adaptação, a algum tempo atrás eu não achava necessário ter pendrive, ora, pra quê pendrive se eu tenho disquete.
Daqui a algum tempo, vai ser a mesma coisa, pra quê ir ao supermercado se a minha geladeira vai poder fazer isso por mim? Ou, pra quê alugar filmes - ou comprar/baixar piratas - se eu posso (a um preço justo, é claro) comprar diretamente pela minha TV!?
Esse processo de adaptação vai ser natural, acredite.

Enquanto ao Linux participar "diretamente" da vida das pessoas, talvez, realmente eles não queira saber.
Na verdade, eu não sei se nem eu quero saber qual ou o quê que tá "rodando" na minha geladeira, na minha tv.

Talvez, não haja a necessidade de saber.

[3] Comentário enviado por izaias em 06/10/2010 - 19:30h

Sim, o Youtube já exibe filmes completos. Já assisti clássicos do cinema sem nenhum corte.
Será que com a chegada do Google-TV, vão cobrar ou apenas dispor mais anúncios? Veremos. Por que se privilegiarem o acesso, não vai durar muito.

Gostei e aplaudo seu artigo Aline.

[4] Comentário enviado por removido em 06/10/2010 - 20:21h

É por isso que eu gosto dessa menina: inteligente, dedicada, estudiosa e sempre com um ponto de vista interessante, que vale a pena prestar atenção.

Parabéns!

;-))

[5] Comentário enviado por cruzeirense em 07/10/2010 - 11:11h

Interessante seu ponto de vista.

O Linux deve ser muito mais utilizado do que pensam. O problema é que quem utiliza não sabe... :(

[6] Comentário enviado por cainf em 07/10/2010 - 15:35h

Oi Aline

Concordo com o que você escreveu mas, acho que não devemos gastar energia a toa com pessoas que se quer saber ler e escrever corretamente. Presto serviço em T.I em soluções em software livre você acha eu vou falar com o funcionário que esta lendo os emails do hotmail, vendo fotos ou ouvindo músicas ?? Com certeza não o meu e o foco das pessoas que usam e trabalham com Linux deve de ser os gerentes e diretores ou seja as pessoas que entende do assunto em relação a custo benefício agora se o empregado vai gostar ou não do pinguim ai é problema dele se não estiver satisfeito sinto muito procure outro lugar para trabalhar.

Resumindo vamos discutir Linux com quem vale a pena, usuário esses falam mal até de quem estão com eles lado a lado

Aproveito para convidá-la e reforçar a imagem feminina, escreva essa opnião no linuxfast.com.br

Um grande abraço a todos

Carlos

[7] Comentário enviado por paulomoraes em 07/10/2010 - 16:42h

Um artigo para refletirmos em torno dos objetos eletrônicos que nos rodeiam.

Legal !

Abraço para todos.

[8] Comentário enviado por removido em 07/10/2010 - 19:53h

Prezada Aline,

Li seu artigo (várias vezes) e gostaria de fazer comentários.

1 - Você está estabelecendo um marco ao dizer que muitas pessoas usam Linux sem perceber.
Se o que você diz estiver acontecendo então o sucesso do Linux está se estabelecendo plenamente.

Ao contrário do que você pensa, cada vez menos as pessoas vão conhecer o Sistema Operacional, por
trás das operações.

Se você assistir a um filme chamado REVOLUTION OS, vai ver uma parte onde Linus Torvalds afirma:


"To kind of explain what Linux is, you have to explain what an operating system is.
And the thing about an operating system is that you're never ever supposed to see it.
Because nobody really uses an operating system; people use programs on their computer."

A citação completa está http://en.wikiquote.org/wiki/Linus_Torvalds

Em resumo... you're never ever supposed to see it... (isso é ótimo!!!, em termos de computação)


2 - Você está confundindo a mídia (local onde a obra está impressa) com a obra.

Você assiste sim, muita Tele-Visão... O fato de não ser em um aparelho quadrado e com um tubo de raios catódicos
não deixa de ser TV. Se amanhã os monitores forem projetores holográficos e seguer houver uma tela para projeção
ainda assim será TV. Somente lembrando que os monitores (CRT) são filhos da TV de tubo (CRT). O problema é que
aparentemente os filhos (sempre) superaram os pais de tal modo que você não vê sequer uma relação entre eles.


3 - Ao fazer do Sistema Operacional algo que usuários usam (um trocalhilho terrível) a Microsoft estabeleceu
um padrão perverso!.... Por isso o GNU/Linux eh tao bom em servidores... ele desaparece por trás das outras
coisas (apache, squid, mysql, tomcat, etc...) e você nem sabe que ele tá lá...


Em suma quanto menos as pessoas souberem qual OS estão usando melhor!

A computação nas nuvens é um outro modo de implementar isso...

Vlw...

Kyetoy








[9] Comentário enviado por nicolo em 08/10/2010 - 07:27h

A geração que hoje descobre o mundo (entre 18 e 27 anos + ou -) vai adotar todas as novidades até chegar aos 50 anos (se muito). Daí em diante não aceita mais modismos.
Para minha geração (salvo uns que não tiveram infância) , Não há nada de errado com a velha TV a válvulas, ela funciona muito bem.


Em termos de funcionalidade aparecem apenas algumas mudanças de quando em quando, o resto é cosmético. O computador, sem rede nem internet, nem cabeação, nem wireless, fez a maior revolução na engenharia, muito mais que no e-commerce, muito mais que a internet, muito mais que tudo, mas isso não é perceptível para quem não acompanhou a coisa. Mesmo assim....

Os aviões cruzaram os continentes antes que o computador existisse.

[10] Comentário enviado por Teixeira em 11/10/2010 - 17:57h

As coisas evoluem de forma praticamente imperceptível.
Vi hoje pela internet um comercial do automóvel Honda, com a duração de 2 minutos.

É uma daquelas complicações mecânicas (cinemáticas) bem à moda do Rube Goldberg, onde várias coisas vão acontecendo sucessivamente até chegar a um resultado (como aquelas engenhocas que o coiote apronta para pegar o bip-bip).

Para ser veiculado na televisão, ficaria extremamente caro. Que fizeram eles? O disponibilizaram nos YouTubes da vida!

Aqui vai o link:
http://www.youtube.com/watch?v=tkzr0naZnZ0&feature=player_embedded#!

É um comercial para o Honda Accord , cujo mote é:
"Não é ótimo quando as coisas simplesmente funcionam?"

Apesar de não ter nada de computação gráfica, foi muito difícil para filmar (eu também assisti ao "making of")

De uma certa forma, é também um comercial de televisão, embora fora da televisão.

Como um assunto puxa outro...
Quem fazia comerciais longos no passado era a Pepsi Cola americana (3 minutos) sem repetir comercial!
Aquela "Music to watch girls by" (música pra ver as garotas passarem) era um desses comerciais, cujos direitos foram posteriormente vendidos para radiodifusão e execução pública.
O custo dessas campanhas publicitárias deveria ser uma verdadeira fábula!!

E por falar em fábula. tinha antigamente um programa na NBC aos sábados à noite com o cantor Perry Como, com a duração de duas horas, a cores (naquela época tinha diferença de preço entre p&b e color broadcasting).
O patrocínio era da Kraft Peanut Brittle, uma fábrica de pé-de-moleque (!!!).
O nome é algo como Pé de Moleque Kaseiro, e o "brittle" sugere que o amendoim fosse moído. No entanto, o doce era bem parecido com o nosso, e tinha também aquelas metades de amendoim agarradas na massa.
O tal pé-de-moleque vinha embalado em papel celofane com o desenho de um iglu (???) com direito a esquimó e tudo...

Ah, sim, o Linux!
É impressionante a quantidade de gadgets modernos que utiliza linux sem que o usuário sequer perceba.
E realmente, é importante que tudo isso seja transparente e natural para o usuário. Para ele não importa qual a tecnologia que está sendo empregada na sua torradeira, na sua máquina de fazer pão ou no seu aparelho de barbear, contanto que funcione.
"Isn't it nice when things just work?"

[11] Comentário enviado por magnolinux em 13/10/2010 - 07:16h

Parabéns pelo artigo Aline...

muito bem colocado seu ponto de vista..

bye.

[12] Comentário enviado por Jramalho em 14/10/2010 - 00:05h

Ótimo artigo.

Achei interessante a parte onde ela diz que as pessoas ignoram que usam linux todos os dias , pois foi nesse ponto onde lembrei de quando era completamente leigo no assunto, pra falar a verdade só sabia usar meu Orkut e Messenger (e olhe lá)há mais ou menos 2 anos atráz foi quando comprei meu primeiro computador,e ferrei ele logo em seguida ao tentar instalar o Pinguim por falta de informação e logo depois de dois meses fiz um curso de informática,onde familiarizei-me com Linux graças ao meu professor,antes só sabia o que era Windows XP,Vista e Microsoft , hoje sou um usuario assíduo de linux consigo ver o Pinguim por toda parte me interesso por softwares livres me informo e incentivo pessoas a utiliza-lo.Porém não fico desapontado pela quantia de pessoas que ignoram sua existencia e seus beneficios ou nem mesmo sabem instalar um S.O, pelo contrário isso só aumenta o valor e reconhecimento de profissionais em T.I que trabalham e dedicam seus estudos e sua carreira em torno disso que é bem mais além do que softwares e sistemas operacionais,no meu ponto de vista uma filosofia de vida.
Quem convive e entende do assunto vê Linux por toda parte,reconhecem a ponto de poder afirmar considerando apenas detalhes, que tal sistema trata-se de Linux, e quem já não conhece ou nem mesmo sabe do que se trata cabe a essas pessoas (pagar o preço justo)pela assistência, suporte, serviços e etc.. de um profissional na área.


[13] Comentário enviado por M4iir1c10 em 30/05/2016 - 22:42h

Wow... um artigo publicado em 2010... e visionário... hoje 6 anos depois eu estou assistindo as minhas series e filmes preferidos no Kodi (antigo xbmc) na minha TV que tem como sistema operacional o Android que nao passa de um Linux maquiado com soft da google.

Excellent!!!

Iniciante do Linux usando o Kali é como um estudante de medicina fazendo cirurgia no cérebro pela primeira vez "solo" !!!!

[14] Comentário enviado por Teixeira em 31/05/2016 - 08:10h

O link que indiquei no meu comentário em 2010 já não exste mais.
Porém o seu conteúdo pode ser visto em https://www.youtube.com/watch?v=aJ_qIh2nH9U


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts