Porque o PC popular é ruim?

Nesta semana tive a oportunidade de ficar com dois equipamentos do programa computador para todos, então neste artigo vou mostrar por quê as pessoas acabam preterindo o nosso sistema e nós, taxando o produto em si. Também estou aqui propondo soluções para os "nossos problemas". Vamos lá.

[ Hits: 44.161 ]

Por: Guilherme RazGriz em 17/01/2007 | Blog: http://razgrizbox.tumblr.com


Do hardware



Como em todo "micro de varejo", o silicone estava mais que presente em todos os componentes, parecia que o computador da Neo PC era uma toca de aranha, mas no modelo da CCE a "surpresa" foi maior, as pontas do gabinete por dentro eram RETAS, propiciando uma "facilidade" muito grande para se adquirir cortes nas mãos, o que não ocorre a muito tempo quando se fala em gabinetes modernos de boa qualidade e preço baixo, sendo que estes vem com pontas arredondadas evitando que ferimentos indesejados ocorram.

O cooler do processador de ambos era INBOX e ao menos parecem cumprir com alguma competência a tarefa de refrigerar o processador, falando em refrigeração, o micro da Neo PC esquentava de mais na parte de cima e nas laterais, parecia uma pequena "churrasqueira", acho que o problema poderia ter sido evitado se o fabricante tivesse optado por um case com mais furos para ventilação e organizado melhor os componentes do micro, não que o da CCE seja um primor de organização, mas devo admitir que foi um trabalho mais competente.

Quanto as fontes, devo dizer que ambas esquentam mais do que deveriam e isso já é um sinal que não aguentariam um upgrade no micro sem ferver a cabeça do "feliz proprietário."

Periféricos: O teclado do Neo PC era simples, mas relativamente confortável, bem similar ao da CCE, sendo que este apresentou um defeito de fabricação (as teclas : "A";"U";"G";"SHIFT" e "5" ficavam presas sem voltar a sua posição original, fato este também foi relatado ao fornecedor dos equipamentos para o teste.

Ambos os mouses e caixas de som não apresentaram defeitos, obviamente que as caixas de som causavam interferência quando utilizadas próximas a aparelhos celulares por não serem seladas.

Muito bem, os problemas já foram expostos, para resolvê-los bastariam soluções simples, como por exemplo a troca do gabinete por um de qualidade menos ruim, sendo que para isto não seria necessário um modelo mais caro, mantendo assim o custo de produção. Adicionando as sugestões, poderia se EVITAR o uso do silicone em grande quantidade a fim de não prejudicar o próprio equipamento e organizar melhor a fiação, também penso que não custaria muito tempo colocar um lacre de garantia mais resistente e que não perca a cor com o tempo.

Agora uma pequena lista de sugestões para resolver o problema de transparência para com o consumidor e também para fazer com que o produto funcione a contento.
  • Especificação de TODOS OS COMPONENTES DO MICRO COMPUTADOR dentro do manual de instruções.
  • TREINAMENTO DO TIME DE SUPORTE, é inadmissível que estes não saibam informar se quer um chipset.
  • TESTAR TODOS OS COMPONENTES até que se saiba quais são e quais não são compatíveis com o nosso sistema, assim somente os compatíveis seriam utilizados.
  • NÃO USAR COMPONENTES REMANUFATURADOS, sim existe essa suspeita da minha parte devido a alguns capacitores da placa mãe de ambos os produtos aparentarem "remendos" .
  • MONITORES DE TELA PLANA, é extremamente desconfortável usar um de 14 polegadas convencional hoje em dia.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. A distribuição escolhida
   2. Do hardware
   3. Do marketing
Outros artigos deste autor

O reflexo a partir de um plexo

Quando o rosto vira espelho

Profundidade indivisível

Blender - Como fazer um planeta 3D

Gimp e o abstrato perspectivo

Leitura recomendada

Instalação do Fedora Workstation 33

Clonando HDs pela rede com UDPCAST

Ovos de Páscoa no GNU/Linux

Com vocês, Larry, a vaca

Instalando o Ubuntu no pendrive

  
Comentários
[1] Comentário enviado por leoberbert em 17/01/2007 - 08:06h

Muito bom artigo, tá de parabéns!!!

[2] Comentário enviado por svicente em 17/01/2007 - 09:12h

Cara, vc falou TUDO!!!! Meus parabéns. Eu não tive como vc a oportunidade de fazer um teste profundo. Mas, nas lojas do Carrefour e do Extra em Niterói, já interagi com algumas máquinas e percebi a mesma sensação que vc. O KDE está completamente CRU e com problemas de configuração. O tocador de músicas e a USB não funcionam em muitos casos, isto certamente deixa o usuário 'desconfiado' (ainda mais com esses vendedores tipo da sua última 'estorinha'). Vai acabar levando um Windows "a meia boca" como é este que estão oferecendo junto com as máquinas ditas "populares".

Enfim, acho que cabe aqueles que têm mais responsabilidade política pelos destinos da comunidade pressionar o Governo e as indústrias para colocar produtos de qualidade, contratar técnicos interessados em prestar este serviço, tem tanta gente jovem por aí com capacidade e pronta para um "primeiro emprego" como esse. A hora é essa para alavancar o uso do Linux no BR.

[3] Comentário enviado por deivd em 17/01/2007 - 09:12h

1º Parabém pelo artigo, muito bem escrito.

Conclusão: Com todos esses problemas que foram citados, a imagem mais arranhada fica com o sistema operacional, pois pra "tentar resolver o problema" o usuário migra pra Windows e ai descobre que o problema não era só o Linux que estava instalado, e que também o hardware tem boa contribuição pelo desastre, só que não voltam para o Linux, e nem mesmo imagina que existem distribuições mais competentes e acabam achando que aquilo que está vendo é o tal do Linux que ouviu tando falar, ou seja menos um usuário que poderia ajudar com nosso sistema.

[4] Comentário enviado por nissieloin em 17/01/2007 - 09:13h

Achei bem completo e interessante o artigo. A idéia de pressionarmos a distribuidora, o fabricante e o governo é interessante. Pena que a Comunidade Linux não é tão unida para revindicar quanto é pra programar.
Já está ficando historica a história da formatação e intalação do windows neste pc's sendo nas cidades em torno de 80000 habitantes em torno 80% das compras.

===> Outra coisa que vale ressaltar é que em alguns casos, como já ouvi várias vezes, os vendedores já indicam técnicos que fazem o serviço de formatação intalação de todo o pacote pirata - winXP, office2003, Corel Draw12, Photoshop 7, Macromedia Studio MX - por R$ 60,00, logo após a entrega. LOJAS NACIONAIS GRANDES REDES QUE ATÉ USAM PINGUIM --- acho que todos já entenderam.

[5] Comentário enviado por y2h4ck em 17/01/2007 - 09:33h

Cara muito bom o artigo, abordando um assunto que deveria ter sido falado a bastante tempo. Tive uma experiencia com um micro vendido nas Lojas da vida. Era um micro sa Semp Toshiba, micro muito bom e potente, realmente devo dizer que é uma senhora maquina, porém, veio com o tal Insigne Linux instalado. Rapaz a interface era horrivel, lenta, logo de cara o firefox (versao antiga) requeria que o plugin do flash fosse instalado de forma manual, como a pessoa (um amigo meu) quem comprou nao entendia bulhufas de linux, isso ja se tornou um problema bem serio a primeira vista. Segundo ponto era o acesso discado, tive que modificar diversas permissoes para que o sinistro kppp pudesse acessar os devices e discar sem problemas com usuarios comuns.

Outro problema visivel era o suporte a USB entre outros como por exemplo cartoes de memoria SD, esses comuns de cameras digital, amigo o negocio nao funcionava nem fudendo.

Resumo, o cara simplesmente falou "Anderson instala o windows xp pra mim ae pq isso ai nao tem como usar". Ele ta errado ??? Cara eu fiquei perplexo com tudo o que vi.

Realmente a muito que ser mudado.

Abraços e parabens novamente.

[6] Comentário enviado por hugoalvarez em 17/01/2007 - 09:41h

Artigo sem dúvida excelente, mas vocês se esquecem de que trata-se de "CUSTO REDUZIDO",

Imagine quantos "computadores para todos" são vendidos, máquinas com monitores, ainda que de 14", por menos de R$1000, pegam um nego qualquer que aprendeu a instalar linux ontem e que vai ser barato manter um cara desses, vamos de exemplo:

você, um bom técnico de informática com conhecimento suficiente para personalizar um kde ao ponto de ele ser hot-plug para um usuário leigo, trabalharia por R$550,00 ou em torno disso que é o que se paga hoje em dia por um tpecnico montador/formatador de máquinas?

Eu acho que não.

Sobre o KDE demorar na inicialização, nem JESUS CRISTO (como disse um amigo hoje aih em uma das perguntas, JESUS CRISTO não tem nada a ver com isso) faz uma máquina tudo on-board funcionar rápido com 256MB de ram, KDE foi uma desgraça que criaram para usuários windows migrarem para linux, quem gosta do ambiente windows deveria usar o QVWM, projeto que foi abandonado pelo que sei, e que na CONECTIVA 6 era tão perfeito que o icone do ICQ "vixe esse é das antigas hein" ficava do lado do relógio no canto inferior direito.

Querer que um leigo use Fluxbox concordo que é pedir demais, mas é isso aih, é do POVO, e quem realmente quer aprender e ter um computador não vê impecilhos nisso,

Certo dia parado na fila do banco escutei na conversa de uma garota com um cara (eu nunca imaginaria pela cara dela que conhece linux) dizer:

Ah linux é muito melhor que windows, no linux já vem tudo, não precisa ficar instalando um monte de porcaria pra funcionar!!

Então, fico por aqui.

Flws

[7] Comentário enviado por agk em 17/01/2007 - 09:59h

Muito bom o artigo, parabéns.

Se o hardware é limitado é porque é para ser um PC de baixo custo, preços acessíveis.
Acredito que o problema está na Distribuição, mp3, ipod, pendrive, isso tudo já tem que vir funcionando por default na instalação padrão, não precisa jogar dinheiro fora pagando alguém pra personalizar KDE ou Gnome para cada instalação, pague uma equipe de desenvolvimento para personalizar isso já na própria distribuição se for o caso.
Porque não usam uma distribuição estilo Xubuntu, DreamLinux que são leves e rodam muito bem com 256MB de ram e tem um visual excelente.

[ ]'s.

[8] Comentário enviado por evilrick em 17/01/2007 - 10:26h

Por que em vez de utilizar essa Insigne tão problemática, não instalam logo o Kurumin? Só isso já resolveria boa parte dos problemas (uma vez que o firefox já vem com flash instalado nele).
Além de já ter um KDE devidamente configurado, o comprador já poderia sair ouvindo mp3, assistindo DivX e, com alguma sorte, navegando na net usando discada.

Já não uso mais o Kurumin. Mas para o usuário leigo (como eu era até pouco tempo atrás) eu creio ser a melhor alternativa.

[9] Comentário enviado por d4rkness em 17/01/2007 - 10:59h

Muito bom o artigo, guilherme, parabéns.

E concordo com você em quase tudo... Principalmente no tocante à distro utilizada.

Creio que o Ubuntu ou Kubuntu com um tema, digamos, mais XP resolveria mais da metade dos problemas com usuários.

Parabéns pelo artigo.

[]'s

[10] Comentário enviado por jragomes em 17/01/2007 - 11:27h

Ótimo artigo.

Na verdade os fabricantes de PC estão preocupados em ganhar dinheiro e não em fornecer um produto de qualidade. Há casos que as USB frontais não funcionam, pois simplesmente os cabos não estão conectados. Tive a oportunidade de experimentar o Insigne Linux em uma máquina com 256MB de memória da marca CCE. Se a distribuição fosse um pouco mais polida seria boa para usuários iniciantes.

Eu, sinceramente, acho que para usuários iniciantes o Kurumin é muito bom. Para todos que mostrei, eles se mostraram satisfeitos com as facilidades do Kurumin.

Em relação a KDE vs GNOME, ou quem é mais pesado, quem é mais leve... é um flame que não leva a nada. Tem que haver cooperação. O firefox é duca.... e é feito em GTK... o K3b e o Amarok são duca... e são feitos em QT. E temos que usar o que há de melhor.

O Projeto se chama "PC para Todos" e não "Software para Todos". Estamos falando de hardware sempre, ou seja, "ter um computador na casa de cada cidadão". O Software Livre só avança quando as pessoas tiverem educação, tiverem discernimento para avaliar alternativas. Gostaria de saber as estatísticas de uso de Firefox no Brasil, creio que está bem abaixo da média mundial (14%). Na Alemanha o uso de Firefox passa de 30% (e não são massas de usuários de Linux), aí poderíamos começar algum comparativo.

[11] Comentário enviado por Grobsch em 17/01/2007 - 12:01h

"1: TROCA DA DISTRIBUIÇÃO por outra mais competente, acho mais honesto pegar um Open SuSE da vida, traduzir o que falta, tirar o zen, colocar os codecs e colocar outro nome. Mas comercialmente falando o Open SuSE não é rápido, ainda mais com esse hardware ruim, então para facilitar pegamos um Ubuntu e colocamos os codecs faltantes, assim boa parte dos problemas estarão resolvidos faltando apenas criar um tema decente para o gnome."

Olha confrade, posso estar errado mas é pré-requisito instalar um sistema que tenha suporte telefônico e empresa por trás deste, por isso temos micros com Insigne, FeniX e Mandriva, e não veremos o Goblinx tão cedo.. hehehehe. E já deixo claro, sou CONTRA adoção de distros extrangeiras, chega de valorizar o que é feito lá fora.

Meus comentários:
- Falta um adendo a lei valorizando o desenvolvedor do software e não apenas quem vende computador.
- A lei deveria OBRIGAR a usar um sistema nacional, sou contra TOTALMENTE a adoção de Ubuntu e outros.
- O suporte tem que ser testado antes de se comprar o micro.
- Permitir o suporte a usuário através de fóruns pode ser um solução para adoção de mais sistemas, talvez algo assim ajude.

[12] Comentário enviado por Grobsch em 17/01/2007 - 12:02h

Apenas um adendo: Como ajudo o pessoal do FeniX, sei que muitas fábricas não testam nada, aliás nem instalam o sistema, apenas copiam o HD usando uma clonadora.

[13] Comentário enviado por maykonhammer em 17/01/2007 - 12:12h

Bom artigo.!

[14] Comentário enviado por jragomes em 17/01/2007 - 12:47h

Grobsch, como você mesmo diz que ajuda o pessoal da FeniX, você fez um comentário um tanto quanto insólito:
"A lei deveria OBRIGAR a usar um sistema nacional, sou contra TOTALMENTE a adoção de Ubuntu e outros."

Vale lembrar que no mundo do software livre, temos trabalhos derivados. O FeniX não é nacional... ele é baseado em Debian, que é norte-americano, que por usa vez recebe contribuições de várias pessoas de vários paises. Sendo assim, sua afirmação está infundanda, haja vista a natureza internacional do Linux.

Concordo quando você diz que os fabricantes não se dão ao luxo de testar as coisas, apenas clonam os HDs.

Todos nós sabemos que a Windows é o que é hoje, porque foi disseminado como vírus. :-). Se junto a venda do PC para Todos fosse oferecido um tipo de curso, workshop ou qualquer coisa do tipo, para o usuário ver as possibilidades do sistema, teríamos menos instalações de Windows, menos chamadas para o Help Desk (que no fundo sabem pouco do produto) e menos propaganda negativa do Linux.

[15] Comentário enviado por razgriz em 17/01/2007 - 14:05h

Olá, a todos, mesmo adotando uma politica drástica de redução de custos, ainda é possível fazer um produto de qualidade ao menos razoável, lembrando que baixo custo não signfica necessariamente desleixo e falta de competência, por exemplo em um estabelecimento localizado em nitéroi, é possivel comprar um ótimo computador com linux instalado por 990,00, considerando que o hardware é NOVO e não remanufaturado, e que a distribuição é a ubuntu com todos os codecs no lugar, ou seja quem ve o micro compra satisfeito e ainda parcela em 24 vezes, se esta loja consegue, por que empresas infinitamente maiores não teriam esta "habilidade" ?

[16] Comentário enviado por jandson em 17/01/2007 - 14:35h

O fato é que não existe interesse em distribuir Linux por parte das lojas que vendem esses micros. Muito mais interessante p/ ela é que o cliente não se sinta bem com o Linux e retorne a loja p/ comprar o Windows. Acredito que a maioria das pessoas que compram um computador, por mais simples que seja, já teve contato com windows, seja através de Lan's, no trabalho ou com algum amigo. Muitas vezes o primeiro contato das pessoas como Linux são nesses casos em que a pessoa compra um desses computadores do programa. E tem aquela história de que a primeira impressão é a que fica né, então já sabem, o pessoal não busca conhecer melhor o Linux.

[17] Comentário enviado por cidossair em 17/01/2007 - 16:08h

otimo artigo
trabalhei numa empresa que é assistencia técnica autorizada da Positivo informática, mesma fabricante do neo pc e de tantos outros que apenas muda o nome por este estar ja tachado como de baixa qualidade e posso afirmar que o hardware é muito ruim, diversas vezes o equipamento chegava com a placa mae, processador e memória estragados, tudo junto O.o, ai quando se solicitava outra placa mãe, tinha que chegar umas 4 pra uma estar funcionando, remanufaturam sim, e fazem um trabalho muito ruim, o problema nao aparece apenas no linux, a maioria dos clientes que saem com o windows nativo também reclama, pq a maquína é lenta, eskenta demais e pior ainda quandu vem com star edition ai sim ninguem aguenta, so a microsoft consegue fazer um produto mais novo ser pior que o antigo (seria um down-grade????O.o).

bom concluindo, para melhorar nao adianta apenas trocar distribuição que tb é muito ruim, nao consegui fazer discar uma conexao num pc destes uma vez de jeito nenhum, mas a distro que eles estavam usando era conectiva 10 se nao me engano, porém eles deveriam rever todo o seu hardware, colocar uma placa mae melhor, a diferença de prço quando se compra em tamanha quantidade nao é tao grande assim e realmente arrumar o gabinete pq continua muito quente.

bom no mais meu comentário é esse excelente artigo.

[18] Comentário enviado por hallanl em 17/01/2007 - 16:39h

Cara muito bom artigo!

Eu senti isso na pele, comprei um pc desses, e me arrependi amargamente.

vlw, abraços!

[19] Comentário enviado por isaac em 17/01/2007 - 19:40h

Lendo tudo isso e comparando com o meu micro (Athlon XP 1800+Asus A7N8X Deluxe+512MB RAM, etc....), tudo rodando perfeito no Mandriva 2007 Powerpack, dá até vontade de chorar.
Ou de rir.. :-)

[20] Comentário enviado por removido em 17/01/2007 - 20:30h

não concordo que o pc popular é ruim, mais sim que é um total lixo 'pega troxa', minha vó compro após muita insistencia da minha parte para não adquirir este equipamento,ja de cara veio com caixinha de som queimadas, a distribuição linux que veio ja apresentou problema de cara, pois o mouse optico de baixicima qualidade não era compativel com a verssão do kernel,simplesmente o mouse apagou e so resolveu após resetar no botãozinho e reconectar o mouse, sem contar que ela pediu para por winxp pirateixion edition, a maquina leva um tempo muito longo para iniciar, a lerdeza resolve com formtação, mais após um tempo instalando os softs basicos, office, winrar,winamp volta a lerdeza, fui da uma jogadinha de kof 2k2 no kailera simplesmente pareceu ter um rato dentro do hard disck, bom essa foi minha experiencia com esse pc de pessima qualidade, prefiro meu celeron 850 com slack doque aquela bomba com win xp

[21] Comentário enviado por tenchi em 17/01/2007 - 20:55h

realmente, o que torna o pc ruim é a combinação do todo: hard e soft.
Eu já tive a infelicidade de ter que instalar um windows numa máquina que veio originalmente com uma distro, a NeoPC. Mesmo o hardware sendo muito ruim, apresenta uma melhor compatibilidade com o windows do que com com o linux.
É como foi dito por muitos aqui: Os fabricantes não querem saber do usuário. Eles "enfiam" qualquer coisa (um punhado de programas desconfigurados, ou antigos), com uma usabilidade péssima, que acabam fazendo o usuário ficar com um verdadeiro horror de qualquer coisa que tenha linux no meio. Coisas como:
Quando clicamos no botão do firefox, abre uma janela de um discador. Discador este aliás, que é muito ruim - talvez porque o kppp não funcione. Não tenho nada contra os desenvolvedores desse discador, mas se há coisa melhor (kppp), pra que usar o que é ruim.

Minha sugestão é que seja usado uma distro mais tradicional e limpa, tal como um Mandriva, Ubuntu (sério candidato), Fedora, etc. Além de uma configuração que permita isso (nada de 128MB de RAM pra rodar o KDE).

Falow.

Ah, e excelente artigo... Tratou do assunto de forma objetiva e com base sólida. Nota 10.


[22] Comentário enviado por Century_Child em 17/01/2007 - 21:08h

Eu preferiria botar um Mandriva. A versão comercial está R$ 190 ( http://www.mandrivastore.com.br/produto.asp?produto=2813&dep=4 ) e acho até que, se fosse feita uma parceria entre o fabricante e a loja virtual Mandrivastore, daria pra reduzir o preço.

Usuário comum NÃO É NERD, NÃO É GEEK, NÃO PASSA O DIA NA FRENTE DO PC, NÃO deveria precisar virar um guru Linux, NÃO deveria precisar aprender a usar vi/emacs/editar arquivos na linha de comando/mexer no /etc... para ele é necessário que FUNCIONE sem complicações.

[23] Comentário enviado por removido em 17/01/2007 - 21:40h

Parabéns , muito bom seu artigo !!!!!! seria interessante se as pessoas envolvidas no projeto Pc para Todos, soubessem os testes q vc fez ....


fuiiiiiiiiiiiii ............

[24] Comentário enviado por brotherpill em 17/01/2007 - 23:02h

Ola Guilherme, o que fez foi fantástico, lhe parabenizo pela iniciativa, mas....
Interessante apontar o problemas encontrados, apontar a solução pela troca da Distribuição. Sinceramente estou decepsionado com você. A comunidade GNU/Linux é uma crueldade irracional! é como se tivessem preconceito racionalista, igual ao passado! Porque nao apresentou as solução para as empresas em vez de criticar os trabalho delas? Olha sou novo no ramo de informática esse computador da Positivo que comprei da magazine é meu primeiro computador, recebi proposta do vendedor para trocar pelo windows ao valor de 90,00 reais, tive problemas com técnicos que nao souberam configurar minha impressora Lexmark x1195 que adquiri junto com o computador, erradamente pelo vendedor, que nao funciona em GNU/Linux e que nenhuma distribuição tem solução para o scanner. Não deixei de usa-lo por causa desse fator, pois pesquisei e entendi o que é software livre, é ter liberdade para usar o que deseja. Minha internet vive travando por causa do modem, ja vi que em vários sites o modem que possuo é criticado, mas nem por isso deixei de usar o sistema. Minha tia comprou um computador com Insigne GNU/Linux cinceramente é muito superior ao mandriva, muito superior, minha impressora funcionou a parte de impressão, feita a configuração pelo suporte técnico, que por sinal deu mais assistencia do que a comunidade que critica, critica e critica, seria muito bom mudar esse quadro, a Microsoft ganha muito com isso, a própria comunidade se mastiga e se aniquila, meu amigo é hora de arregaçar as mangas e fazer isso mesmo, testar apresentar soluções e enviar para as empresas, seria muito mais saudável.

Fica ai uma dica a todos!

Pedro

[25] Comentário enviado por brotherpill em 17/01/2007 - 23:03h

Ola Guilherme, o que fez foi fantástico, lhe parabenizo pela iniciativa, mas....
Interessante apontar o problemas encontrados, apontar a solução pela troca da Distribuição. Sinceramente estou decepsionado com você. A comunidade GNU/Linux é uma crueldade irracional! é como se tivessem preconceito racionalista, igual ao passado! Porque nao apresentou as solução para as empresas em vez de criticar os trabalho delas? Olha sou novo no ramo de informática esse computador da Positivo que comprei da magazine é meu primeiro computador, recebi proposta do vendedor para trocar pelo windows ao valor de 90,00 reais, tive problemas com técnicos que nao souberam configurar minha impressora Lexmark x1195 que adquiri junto com o computador, erradamente pelo vendedor, que nao funciona em GNU/Linux e que nenhuma distribuição tem solução para o scanner. Não deixei de usa-lo por causa desse fator, pois pesquisei e entendi o que é software livre, é ter liberdade para usar o que deseja. Minha internet vive travando por causa do modem, ja vi que em vários sites o modem que possuo é criticado, mas nem por isso deixei de usar o sistema. Minha tia comprou um computador com Insigne GNU/Linux cinceramente é muito superior ao mandriva, muito superior, minha impressora funcionou a parte de impressão, feita a configuração pelo suporte técnico, que por sinal deu mais assistencia do que a comunidade que critica, critica e critica, seria muito bom mudar esse quadro, a Microffoffi ganha muito com isso, a própria comunidade se mastiga e se aniquila, meu amigo é hora de arregaçar as mangas e fazer isso mesmo, testar apresentar soluções e enviar para as empresas, seria muito mais saudável.

Fica ai uma dica a todos!

Pedro

[26] Comentário enviado por brotherpill em 17/01/2007 - 23:09h

Ola Guilherme, o que fez foi fantástico, lhe parabenizo pela iniciativa, mas....
Interessante apontar o problemas encontrados, apontar a solução pela troca da Distribuição. Sinceramente estou decepsionado com você. A comunidade GNU/Linux é uma crueldade irracional! é como se tivessem preconceito racional, igual ao passado! Apresente essas soluções para as empresas! Olha sou novo no ramo de informática esse computador da Positivo que veio o Mandriva GNU/Linux, comprei de magazine é meu primeiro computador, recebi proposta do vendedor para trocar pelo windows ao valor de 90,00 reais, tive problemas com técnicos que nao souberam configurar minha impressora Lexmark x1195 no Mandriva, sem contar que o suporte é péssimo, adquiri a impressora junto com o computador, erradamente vendido pelo vendedor, que nao funciona em GNU/Linux e que nenhuma distribuição tem solução para o scanner. Não deixei de usa-lo por causa desse fato, pois pesquisei e entendi o que é software livre, é ter liberdade para usar o que deseja. Minha internet vive travando por causa do modem, ja vi que em vários sites o modem que possuo é criticado, mas nem por isso deixei de usar o sistema. Minha tia comprou um computador com Insigne GNU/Linux sinceramente é muito superior ao Mandriva GNU/Linux, muito superior, minha impressora funcionou a parte de impressão, feita a configuração pelo suporte técnico, que por sinal deu mais assistencia do que a comunidade que critica, critica e critica, seria muito bom mudar esse quadro, a Microffoffi ganha muito com isso, a própria comunidade se mastiga e se aniquila, meu amigo é hora de arregaçar as mangas e fazer isso mesmo, testar apresentar soluções e enviar para as empresas, é muito mais saudável.

Fica ai uma dica a todos!

Pedro

[27] Comentário enviado por Grobsch em 18/01/2007 - 10:18h

"Grobsch, como você mesmo diz que ajuda o pessoal da FeniX, você fez um comentário um tanto quanto insólito:
"A lei deveria OBRIGAR a usar um sistema nacional, sou contra TOTALMENTE a adoção de Ubuntu e outros."

Vale lembrar que no mundo do software livre, temos trabalhos derivados. O FeniX não é nacional... ele é baseado em Debian, que é norte-americano, que por usa vez recebe contribuições de várias pessoas de vários paises. Sendo assim, sua afirmação está infundanda, haja vista a natureza internacional do Linux."

Olha, o Ubuntu é uma distro com base em Debian também. Distro com base não significa nada porque ainda assim tem 900milhões de coisas diferentes... Base significa usar o mesmo sistema de pacotes e pouco mais... O que quero dizer e volto a afirmar que a lei deve proteger o desenvolvedor e não ajudar quem já tá rico mundo afora, senão de nada adianta porque o computador não é nacional mesmo.
Eu se tiver que comprar um micro com FeniX ou Insigne contra outro com Ubuntu nem penso duas vezes.

Estamos vivendo um fase ambígua, o computador popular vem fazendo o uso de Linux crescer ainda mais no país, e ao mesmo tempo vemos a desvalorização de nossas distribuições em favorecimento de outras.

[28] Comentário enviado por jr_vasc em 18/01/2007 - 14:19h

Cara, comprei algumas destas máquinas para um projeto social que ajudo, realmente elas apresentaram uma série de problemas,qdo as liguei em rede entao...o pior eh q as pessoas da assistencia depois q vc compra tao pouco se lixando pra vc,te tratam mal como se vc estivesse pedindo favor mal sabendo eles que vc tem esse direito.
Vc disse tudo colega, ótimo artigo

[29] Comentário enviado por eliasdiniz em 18/01/2007 - 19:52h

Caras,

Tenho um PC para todos e entrei em contato com o suporte da Positivo(NeoPC), eles me informaram que não trabalham com o Linux Insigne desde o final de 2004, e as PLMs variam do que possui em estoque por causa da venda. Assim galera eu acho que esta bem desatualizado esse "Artigo", pois os monitores que tem nas lojas são de 15" ou 17" semi ou planas, 15" ou 17" LCD dos fabricantes Provien, LG, Samsung. No entando esses computadores são para todos então possui um hardware de pouca expressão.

[30] Comentário enviado por razgriz em 18/01/2007 - 22:09h

Prezado Elias, pelo menos em min ha cidade em qualquer loja de varejo grande como ponto frio, insinuante e afins, se encontra o "pc popular" com apenas esta distribuição e com monitor CRT, a marca proview é vendida apenas com o neo pc da cor BRANCA, a qual até onde sei só é vendida na insinuante e em algumas lojas da "Tele-Rio". Quanto ao hardware volto a dizer: POUCA EXPRESSÃO NÃO SIGNIFICA NECESSARIAMENTE AUSÊNCIA DE QUALIDADE. Falando ainda em suporte técnico, acho que a fábrica então deve explicações sobre estes dois micros fornecidos com a INSIGNE não acha? afinal ele foi escrito entre novembro e dezembro de 2006.

[31] Comentário enviado por eliasdiniz em 18/01/2007 - 23:18h

Prezado razgriz o que acontece é que muitos computadores são ponta de estoque. A distribuição Insigne Linux não é usada nos computadores da positivo desde 2004. se na sua cidade estão vendendo com essa distribuição é porque essa máquina deve ser ponta de estoque ou trocaram o sistema operacional
Pelo que verifiquei no site do ponto frio o neopc tem monitor de 17 e não existe a opção de monitor de 14.
O que acontece é que a loja (Casas Bahia, Ponto Frio, etc...) adicionam ou trocam componentes, podendo até mesmo trocar o monitor do equipamento. Nesses casos de venda casada o fabricante não pode fazer nada.
Só lembrando que a distruição linux que vai instalada nos computadores da positivo é o Mandriva 2006.

[32] Comentário enviado por heckjp em 19/01/2007 - 02:08h

Ótimo artigo, é uma pena mesmo que esses "PC populares" não deem valor ao usuário , fazendo com que o mesmo tenha a falsa impressão de que o Linux não presta, motivo de a grande maioria preferir pagar em torno de R$60,00 pra uma simples formatação e instação do Windows do que tentar descobrir uma ferramenta nova e poderosa, claro, se bem configurada.

[33] Comentário enviado por abeljnr em 19/01/2007 - 11:43h

Sei la... "pc popular" pode-se comparar akelas bicicletas vendidas em supermercados... q vc paga R$90,00 em uma...

so pra falar q tem... pq na verdade he um lixo...

os cara pega qualquer bagulheira barata, enfia dentro de um gabinete e ta td certo....


desculpe-me pelo meu ponto de vista... mas para quem nunca viu um pc na frente... isso q eles chamam de compututador, he um aviao, coisa linda.... mas para uma pessoa q entende se ker um pokinho de micro, ja vai ver q isso na verdade nao passa de um engana troxa....

[34] Comentário enviado por gilvanfisico em 20/01/2007 - 20:20h

Parabéns pelo artigo! Muito Bom, essa eh a realidade enfrentada pela maioria dos brasileiros q adquirem o PC popular ou Pc para todos, se tivesse tudo configurado bonitinho, creio eu q haveria menos de 30% de Formatação/instalação do Piratex Window$ XP, Pois na boa, quem adquire estes Pcs na verdade estão mais ligadas em acessar a net e fazer uso das ferramentas do Ofice além de ouvir/ripar suas musicas em MP3 para passar para os tão populares Mp3 Players, Tarefas estas q qualquer distro LINUX faz desde q seja bem configurada na propria Fábrica!!! Eles n faz clonagem dos Hds??? então q façam uma CLONAGEM COM O SISTEMA TODO CONFIGURADO!!!!!!

MAIS UMA VEZ MEU CARO, DE EXCELENTE QUALIDADE SEU ARTIGO!!!!!

[35] Comentário enviado por gilvanfisico em 20/01/2007 - 20:30h

ah soh mais uma coisinha, MUITOS amigos e amigas q caem neste conto de fadas q eh o Pc Popular ou Pc para todos me pedem para formatar e instalar o WIN, pedem com uma veemencia tao grande parecendo ate q o Linux eh um 'VIRUS" eu faço o seguinte: instalo a porcaria q eles querem e ainda separo 2,5 GB e intalo o BIGLINUX 3.0, e ainda explico olha, qdo seu Win tiver cheio de virus q nenhum antivirus der jeito, ou queira fazer uma compra pela internet usando seu cartão de crédito com mais segurança, entre nesse Linux aqui e click aqui em Firefox o mesmo q clica no WIN para navegar na internet (jah q eu deixo instalado o firefox e ainda desinstalo o IE) e verifique q eh a mesma coisa q usar a internet pelo WIn e ainda n pega virus, consequentemente n vai me encher o saco dizendo q seu PC esta cheio de virus!!!!!!!!!!!

[36] Comentário enviado por garoto782 em 20/01/2007 - 21:42h

oi gentee!
olha tb comprei um neopc e a distribuiçao insigne era muito bonita visualmente mas nao funcionava direito. nao desisti do linux e prazerosamentre encontri o suse 10.1. funcionou tudo de primeira.
felizmente descobri o linux atravez do suse. gente muito bom. no final de tudo, valeu ter comprado um pc popular!

[37] Comentário enviado por daniel_caldas em 21/01/2007 - 01:13h

Bom pessoal, vou dar minha opniao sobre o PC popular !
Como próprio nome diz é um pc vendido à preço popular , bem baixo !
Com relaçao a distro usada eu nao tenho muito que opnar nao, mas com relacao ao hardware eu posso falar que pelo preco que a maquina eh vendida ela eh muito boa sim !
Antes de criticar assim, eh preciso entender que nao sao todos que tem condicoes de pagar algo mais caro !
Trabalhei com varias dessas maquinas(mais de 60), com windows e com Linux e nunca tive problema !
O problema das pessoas eh querer tirar de um equipamento aquilo que ele nao pode oferecer, ou seja, o pc popular dentro de suas limitacoes esta muito bom !
Soh lembrando que essa iniciativa foi tomada pra que seja feita inclusao digital de pessoas que nem imaginavam que poderiam um dia comprar um computador.



[38] Comentário enviado por razgriz em 21/01/2007 - 01:31h

Olá Daniel, volto a dizer que preço baixo não significa que o produto deve ter toda a qualidade e cuidado na fabricação e desenvolvimento excluidos =[ , muito me entristece em ver que o povo brasileiro compra produtos como estes que não tem o mínimo toque de cuidado da fabricante e ainda se diz satisfeito, mais o que mais me entristece é saber que alguém pensa que eu critiquei o programa e não os produtos, sim, eles tem OBRIGAÇÃO DE FORNECER UM PRODUTO DE QUALIDADE! não importa quanto o consumidor pague, ele merece RESPEITO, poxa acho que não é pedir muito um pouco de respeito para aquelas pessoas que não tem condições de se manter, mas que ainda sim SUSTENTAM ESTE PAIS.
mais uma vez eu desejo o melhor a todos os que contribuiram aqui.

[39] Comentário enviado por librarian em 21/01/2007 - 09:37h

Pessoas,

O programa do Governo Federal era natimorto em sua concepção original por causa de toda uma repartição ideologizada que acreditava que, se uma grosa de empresas instalassem distribuições de Linux (obscuras ou não) nos computadores do programa, o software livre seria melhor difundido no País. Deu no que deu; 67% dos usuários que compram o PC trocam pelo Windows em menos de três meses. Vale ressaltar que a maioria desses usuários - imagino eu, uma vez que não tenho estudo para comprovar o que afirmo - nem ao menos utiliza o GNU/Linux instalado de fábrica.

A mudança de distribuição per si não mudaria muita coisa, uma vez que o que falta é uma atenção melhor à relação SO-Aplicativos-Usuário, o que só pode ser conseguida através de pressão de grupos de usuários junto a essas empresas que suportam as distros ou de edição de lei complementar sobre esse aspeto. Quanto à adoção de uma distro, vejo a Ubuntu como a melhor solução - por sua filosofia, suporte e comunidade - muito mais unida e "cabeça". Ou isso ou as "distros nacionais" se encarregam de cobrar das empresas que as instalam uma atenção melhor às necessidades do usuário, a ponto de fazê-lo pensar melhor, dentro do espaço de três meses, se continua no Linux ou se vai para o Windows (ou para o Mac OS X, muito melhor que os dois e menos ideológico).

[40] Comentário enviado por marcelo.p.maia em 21/01/2007 - 18:48h

Olá,

Eu fiquei dias lendo estes comentários e cada vez mais chego a uma conclusão. As pessoas não valorizam as empresasa nacionais.. somente empresas de fora.... não vi até agora ninguem efetivamente ajuda as empresas nacionais de trabalham no ramo de software livre no brasil a exemplo da Insigne.

Porque ao invez de detonar não vamos fazer o seguinte, fui pesquisar sobre o NeoPC ele é um produto que foi comercializado a mais de 3 anos atrás junto com a insigne e desde de então não é mais.

E a versão que foi utilizada na época era a versão 3.0 (como eu sei?. Liguei para o suporte e perguntei oras...)

Sobre terem de ser reinstalado será que o equipamento não foi tirado de uma gondula que estava em demostração e a pessoa já foi testando ai tinha muitos problemas naquela instalação (pois ele mesmo disse que pegou de uma loja ?)

Quanto a Sugestão de trocar de distribuição será que é mesmo o caminho?. Eu tenho um computador que comprei é o meu é CCE e estou muito satisfeito tudo nele funcionou e eu ainda atualizei para a versão 5.0 da Insigne. "Nossa eu devo ser um louco mesmo em usar o computador da CCE e ainda atualizar, acho que devo procurar meus direitos agora que sei que o micro é muito ruim...."

Fico muito triste por pessoas que só fazem a denigrir a imagem de projetos do governo e empresas nacionais... Sou um usuário satisfeito com o produto e tenho usado e gostado muito... (Não sou nenhum hacker e nem tão pouco um especialista em qualquer coisa apenas sou um usuário satisfeito com o meu computador e o Suporte oferecido pela Insigne.).

Vamos pensar?
Será que a fedora, ubuntu, kurumin e outras pagam impostos e tem funcinários registrados aqui no Brasil ? Não digo isso para denegrir ou invalidar essas distribuições pois são distro muito boas e já as utilizei... digo isso no intuito de ajudar as empresas brasileiras a crescer!!!!

Vamos minha gente vamos acordar... para isso... ou vamos apenas falar mal e deixar que empresas multinacionais continuem a explorar nosso mercado.

Sinto em ser tão sincero mas isso me irrita muito em ver que nós ao invez de nos ajudarmos estamos querendo nos matar????????

[]'s
Marcelo.


[41] Comentário enviado por fhespanhol em 22/01/2007 - 07:13h

Eu tive 2 clientes que compraram o NEOPC popular e que também tiveram problemas de funcionamento no micro. Em ambos a gravação de cds não acontecia, a internet era extremamente lenta sem falar no ambiente nada amigável e em inglês. No 1° instalei o Windows XP pois o filho do cara queria jogar jogos que não rodam em linux, já no 2° eu instalei o Kurumin 6.1 e para minha surpresa o micro ficou ótimo, o problema é que ele não reconheceu o modem de jeito nenhum e o driver que veio com o PC era para windows. Coisa estranha em um micro que vem com Conectiva Linux pré instalado não acham?

[42] Comentário enviado por razgriz em 22/01/2007 - 09:36h

Prezado Marcelo, para começar estes micros que foram utilizados neste teste vieram diretamente do estoque da loja, loja a qual por ser uma filial de grande rede de varejo eu não posso mencionar o nome para não prejucidar o gerente da mesma já que ele não pediu autorização para a matriz. Em parte eu fico feliz por você pelo seu equipamento funcionar como deveria, mas em parte fico insatisfeito pelo fato de você não compreender que para a grande maioria dos proprietários, este equipamento se quer FUNCIONA, eu vivi estas realidade por quase uma semana e posso dizer que fiquei SIM, EXTREMAMENTE DECEPCIONADO COM A INDUSTRIA NACIONAL e mais ainda com a "comunidade" que não sabe exigir qualidade.

[43] Comentário enviado por sll em 24/01/2007 - 05:00h

Muito bom artigo!
Eu só venho dizer que o KDE roda sim sem problema algum em pc com 256 de RAM.
Aqui em casa minha mãe só usa um Celeron 400 (!!!) com 256 de RAM e tudo on-board, conexão razoável com speedy 350 e Conectiva 10 instalado a mais de ano com KDE no visual redmond (pra parecer win 98), firefox, amsn, gaim pra entrar no protocolo do google talk, gimp pra minha irmã mexer nas fotinhos dela que ela baixa do celular, etc etc etc etc.
Lembro deste PC com Win 98 e Me nas mãos da minha irmã, não tinha como colocara antivirus pois ficava lerdo demais. Resultado: Formatação mensal por causa de viroses.
Enfim, se consegue (com um pouco mais de paciencia) fazer tudo que eu faço no meu P4 com Mandriva 07 e XP.
O que esses caras fazem nestas configurações de segunda linha sim é de matar qualquer SO. E mesmo em PCs antigos, ou novos de baixa qualidade é possível sim encontrar uma distro que seja melhor que Win sempre!!
É só ter respeito pelas centenas de compradores, e contratar alguém que entenda O MÍNIMO, nem que seja pra colocar um redmond no kde da tiazinha...

Devo aproveitar para mencionar que também penso como alguns aqui em favorecer distros nacionais, nunca gostei do kurumin, mas o Conectiva 10 na minha opinião merece continuar vivo nas nossas memórias, e em nossos PCs mais antiguinhos também!! :=))

Falou e abços!

[44] Comentário enviado por JosuéDF em 29/01/2007 - 01:40h

uma combinacao explosiva de hardware de baixa qualidade e um suporte que praticamente não existe, ta ai um screnshot da tão mal falada criança: http://vivaolinux.com.br/screenshots/verScreenshot.php?codigo=5481 :-), ja tive a oportunidade de testar 3 desses pcs e todos me decepcionaram.

[45] Comentário enviado por Luis.com.15 em 10/03/2007 - 06:11h

Muito bom, parabens!!!!!!!!!

[46] Comentário enviado por edupooter em 23/06/2007 - 21:23h

Já ouviram falar da solução NACIONAL da Metasys?

http://www.metasys.com.br/site/index.php

É uma solução intergrada ao Computador para Todos.
Me pareceu muito boa; o KDE até reconheceu meu pendrive sem problema algum. Na área de trabalho tem um mini-curso em Flash para aprender a usar o sistema, e que serve para solicitar suporte.

[47] Comentário enviado por removido em 27/08/2007 - 09:31h

a + pura verdade infelizmente

[48] Comentário enviado por albfneto em 01/11/2007 - 08:48h

Olá a todos! Puxa, aproveitar os comentários sobre o programa de micro para todos, para estimular briga entre as distro Linux..... concordo, o programa é PC para todos e não software para todos....
Quanto aos Linux, cada um prefere uma distro: eu por ex, nunca testei Insigne e nem Fenix, mas já usei Kurumin, Suse, Debian, Poseidon etc... Olha, eu gosto Gnome, mas tem gente que prefere kdt... Ainda, como i windows ´é um só, por ex. o Vista, o reconhecimento de hardware é um só! Linux, não, pq os Linux são vários, e reconhecem ou não, determinados hardware.... Acha que uma distro é ruim só pq não instala sua impressora , por ex?, hora troca a distro, são todas livres é só baixar...
A outra polemica tb não concordo muito... Não gostar de Debian, só pq é americano, ou de Ubuntu, pe é da áfrica do sul? a verdade é a seguinte:
Ubuntu e Mandriva, são Linux fantásticos!, e isso não quer dizer isento de problemas... Veja, eu, meu athlon 3500, com 2 giga de RAM é máquina, e veja: KURUMIN não roda interface gráfica, e não instala UBUNTU novo, 4.10 instala mas não guarda as config de rede e perde tudo e MANDRIVA 2008 dá um erro de não fazer loop na instalação.... Tô com três Linux e nada funciona! tô usando Ruimdows, e olha que adoro Linux!

[49] Comentário enviado por ensabr em 01/05/2008 - 21:58h

Gostei das várias dicas, eu mesmo tenho um pequeno problema com o LINUX KURUMIN (seja a versão 5.0 ou 7.0) que não identifica uma leitora e gravadora de CD/DVD/DVDRW mas sim como se fosse outra HD. mencionei pequeno problema porque o INSIGNE Momentum 5.0 atuou perfeitamente, e ainda mais no WINDOWS XP. Oque ainda quero aprender aora é saber on eu localizo os comandos ou programas (software) de instalação de COMPONENTES (Hardwares).
[email protected] (ewerton nascimento sant' anna).
==============================================
E para confirmar os depoimentos ... Quero lembra que o INSIGNE unciona em computadores antigos da fábrica FBL modelo Kelix e em computadores novos da fábrica modelo Kennex.
[email protected] (ewerton nascimento sant' anna).

[50] Comentário enviado por annakamilla em 01/12/2008 - 00:54h

concordo com o albfneto, esses dias meu ubuntu deu um problema no som dele, acho que vocês viram o meu tópico eu tava quase gravando o cd do debian. como eu tinha modificado a barra superior do gnome não estava aparecendo o painel de notificações, estava me preparando para uma refomatação e reinstalação do sistema e estava no perfil da minha irmã para gravar as coisas dela no outro hd que eu tenho, derrepente vi que tinha atualizações do kernel para fazer, fiz elas, umas 4 não deu para fazer por causa do meu sources.list que estava modificado, fiz as atualizações que deram e reiniciei o meu pc. O meu pc voltou ao normal, entrei no meu perfil e refiz a barra de ferramentas, mudei meu sources (descomentei algumas linhas) e reiniciei de novo o pc, consegui fazer as atualizações normalmente.
sem contar que antes de voltar ao ubuntu testei meu cd do kurumin 6.2, não estava reconhecendo.
enfim to com o ubuntu e vou continuar com ele bastante tempo e meu pc não está incluido nessas configurações de pc para todos:
é uma asus p5pe-vm
hd de 80 gb
512 mb de ram
processador intel 3.2ghz
sistema ubuntu
placa de video é uma intel onboard
monitor lg flatron lcd wide 19
leitor de cd/r-rw lg de 52 x

tudo isso saiu mais ou menos em torno de 1300 reais, que só é um pouco mais caro que o pc para todos e, mesmo assim tem distribuição que não roda, ou que da pau de vez em quando como na instalação do meu sistema, mas compensa porque depois dos conflitos sua placa é reconhecida a ponto de que tudo que você coloque nela funcione. ( inclusive mp4 da x-micro f510 que é feito para rodar no windows).

[51] Comentário enviado por annakamilla em 01/12/2008 - 00:57h

esqueci de te dar parabéns pelo artigo, pois compensa gastar um pouco mais para comprar um computador que nem o meu, hoje em dia se acha aqui em londrina um completo por 800 reais.


Contribuir com comentário