Instalando o Linux Fedora 8 no Notebook Positivo v53

Aqui vou falar sobre a instalação do Fedora 8 no Notebook Positivo v53. Tive um problema ao iniciá-lo no modo gráfico e vou compartilhar com vocês esta experiência.

[ Hits: 25.179 ]

Por: Phillip Vieira em 26/05/2008


Esclarecimentos



Olá pessoal, estou criando este tutorial para compartilhar com vocês mais um conhecimento do mundo Linux.

Primeiramente eu gostaria de deixar bem claro que ainda sou um estudante do Linux e que tenho muitas dúvidas em relação a muitas coisas neste.

História

Adquiri um notebook positivo v53 (não é dos melhores, mas na atual condição foi o único que eu consegui comprar), que veio com o Windows Vista Starter (uma porcaria) e com a seguinte configuração:
  • Intel Celeron M430 1,75GHz (mas está rodando a 1,88MHz)
  • 512 MB
  • HD Sata 60GB (porém quando cheguei em casa ele tinha na verdade um HD de 80GB, me dei bem!)

Enfim...

Como eu comprei este notebook para trabalho e estudo, resolvi tirar o Windows Vista Starter e colocar o Windows XP Professional (para atender aos clientes), o Linux Fedora Core 8 (para estudo e trabalho) e o Windows Vista (para estudo e trabalho), que eu ainda não instalei.

Após instalar o Windows XP, fui começar a instalar o Fedora, coloquei o meu DVD de instalação do Fedora 8 tudo bonitinho...

Quando ele reiniciou, tive a grande surpresa: ele carregava todos os processos, porém quando chegava na parte do login (ou melhor não chegava), a tela dele ficava em branco (preto) como se fosse carregar algo, porém não carregava nada.

Então eu comecei a pensar, será que é o DVD?
Será que são os drivers de vídeo?
Será que eu fiz algo errado? (o mais provável kkk)

Pensei muitas coisas, então resolvi pesquisar no oráculo da internet (Google) e vi vários tópicos relacionados, porém nenhum deles me ajudou.

Lembrei de um amigo meu que é administrador de redes Linux, passamos mais de duas horas "batendo cabeça", tentando instalar o Fedora, até demos boot pelo Slackware para tentarmos descobrir o problema (pois ele trabalha com o Slackware) e o Slackware só reconhecia 680MB livres no meu HD, sendo que eu tinha 30GB livres.

Bom, nada resolvido até então... Cheguei em casa frustrado e comecei a pensar, pensar e pensar (minha mãe acordou com um cheiro de queimado kkk) e então tive a seguinte idéia:

Vou tentar instalar o Fedora em modo texto para ver se ele funciona, pois na verdade eu queria o KDE instalado para poder estudar a parte gráfica do Linux, só a nível de conhecimento, porém se eu instalasse somente em modo texto e ele funcionasse, eu já ficaria super feliz em poder estudar os comandos (que diga-se de passagem é a melhor coisa do Linux).

Bom, fiz o teste, deu certo, funcionou!!! Agora eu estava todo feliz em poder usar os comandos. Porém ainda fiquei com a pulga atrás da orelha.

Então um belo dia, estava eu em minhas pesquisas pelo Oráculo da internet (e não estava pesquisando sobre o problema com o notebook) e acabei no site do Projeto Fedora.

Quando eu vi estava lendo o guia de instalação do Fedora 8 e achei uma coisa super interessante que me fez voltar rapidamente a pesquisar sobre o problema com o Notebook.

Li que se na hora da instalação eu habilitasse a opção LBA32 (pesquise no Google sobre), talvez conseguisse instalar o Fedora 8, pois esta opção é a responsável pelos controles de discos com grandes capacidades, mesmo porque as distros (pelo menos as que eu pesquisei) dizem não ter necessidade de habilitar esta opção.

Reinstalei o meu Fedora Core 8, sendo que na hora do "vamos ver", não funcionou do mesmo jeito.

Então eu tive a idéia de instalar o Fedora no modo texto e tentar iniciar o modo gráfico com o comando "startx". Comecei a reinstalação, porém desta vez em modo texto, quando a instalação foi concluída, ele entrou no modo texto (após reinicialização é claro), e então, dei o comando "startx" (sem aspas) e pronto, o meu Fedora 8 estava com o ambiente gráfico prontinho.

Daí eu fiquei feliz da vida sabendo que poderia estudar o Linux tanto no modo texto (que é o certo) quanto no modo gráfico.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Esclarecimentos
   2. Instalação
Outros artigos deste autor

Iptables - Segurança total para sua rede

Squid + Iptables - Combinação Infalível

Linux e Windows - Prós e Contras

Samba - Dançando conforme a música

Recuperando dados do Windows usando um live-CD

Leitura recomendada

Relato do 7° FGSL - Fórum Goiano de Software Livre

Instalando o Asterisk com suporte a MFC/R2

RSS com o Superkaramba

Distribuições Linux Para Computadores Antigos

TerminatorX: Linux nas discotecas para os DJs!

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 26/05/2008 - 20:54h

este fedora nao funfa no laptop cce info e parece que o problema está no anaconda. tentei com o fc6 e foi normal.

espero que no fc9 este problema chato tenha desaparecido.

[2] Comentário enviado por phrich em 27/05/2008 - 11:51h

Bom... eu testei o live-cd do fedora9 no meu note e não funcionou, ele travou na hora de carregar a parte gráfica.
Posteriormente eu vou testar instalá-lo para ver e posto aqui se funcionou ou não.

[3] Comentário enviado por gilbertosantos em 02/07/2008 - 17:49h

Por favor, alguém sabe que Linux roda bem, inclusive com som, no positivo v56? Obrigado.

[4] Comentário enviado por phrich em 05/07/2008 - 01:19h

Boa noite, eu tenho um v 53, eu testei o live cd do ubuntu 8 e rodou super bem.
Acho q o feodra tem um bug no anaconda ainda não descobri como instalar o feodra 9, só consegui rodar o 8 porém estou testando.
tenta rodar o fedora 8 que no meu funciona legal.
abraços!!!

[5] Comentário enviado por fredscheel em 01/09/2008 - 04:39h

LINUX NO NOTEBOOK

Após experimentar diversas distribuições utilizando "Live-CDs" ou através de instalação, a que melhor funcionou no meu "notebook" foi a Mandriva Linux 2008.1 kernel 2.6.24.4 com KDE3.5.9 e 4 que reconheceu e fez funcionar perfeitamente a problemática placa "wireless" RTL8187. A "webcam" embutida, reconhecida como 0404:0502 ALi (ou Bison) infelizmente não funcionou em nenhuma das distribuições. O leitor de cartões foi reconhecido mas não testei seu funcionamento.

O "notebook" é um Positivo Mobile V146 (Processador Intel Core 2 Duo T5300, 1.73GHz, HD 120GB, 1GB RAM, LCD 14,5, Wireless RTL8187, Webcam embutida, Leitor de cartões ENE), "chipset" VIA. Na verdade esse "note" é um CLEVO (China) modelo M550SE / M540SE de acordo com o BIOS (ou M550SE /M660SE nos diagnósticos). Não existem drivers para Linux nem atualização para o BIOS (que segundo o Linux tem "bugs").

Com o sistema operacional proprietário (W), tudo funciona, inclusive os efeitos 3D da última versão, apesar da limitada placa de vídeo embutida (Via Chrome). É aí que podemos ter uma idéia da dependência a que somos levados pelos monopólios.

Antes que alguém diga que eu poderia ter escolhido um equipamento compatível com o Linux, esclareço que o mesmo me foi presenteado. Aliás, compatibilidade é uma palavra muito utilizada pelo outro sistema.

Sobre a placa de rede "wireless" RTL8187 que muita gente não conseguia fazer funcionar, o problema parece ter sido resolvido com as versões mais recentes do "kernel", embora nos meus testes em algumas distribuições a conexão ainda é instável.

Sds

[6] Comentário enviado por mestevao em 01/09/2009 - 16:03h

Não recomendo os notebooks da Positivo. Eles são péssimos para se instalar o Linux. Só para ter uma idéia na hora de escolher comprar um notebook de baixo custo, fiz uma avaliação com "fabricante" (ou seria re-entiquetadora) Positivo e a nossa velha conhecida CCE. A distro que escolhi foi a última versão do Kubuntu (9.04) e os modelos dos notes foi Positivo V53 e CCE T52c. Ambos possuem o mesmo processador, sendo que o da marca CCE que eu utilizei para o teste tem metade da memória e disco que o Positivo V53 (CCE: 80Gb de HD e 1Gb mem, Positivo: 160Gb de HD e 2Gb). Mesmo assim, o desempenho do CCE T52c conseguiu ser muito superior ao do Positivo V53. Vários recursos não funcionam no modelo Positivo V53. A placa gráfica não funciona com efeitos 3D, impedindo a utilização do desktop 3D, porém, o mais irritante são os problemas nos recursos de gerenciamento de energia. As funções Hibernar e Dormir não funcionam adequadamente, enquanto estes recursos na instalação feita no CCE T52c funcionou perfeitamente. Agora a grande explicação. O modelo do CCE veio equipado com uma placa de vídeo Intel e a placa mãe era da Foxconn, enquanto o modelo Positivo era, na verdade, um modelo xing-ling (re-entiquetado nas instalações da Positivo em Manaus) originalmente produzido por um fabricate chamado Clevo. O verdadeiro fabricante deixa bem explicito que o seu produto é Windows compatível e NÃO oferece qualquer driver fora do sistema da M$.

Espero que eu tenha ajudado com as informações.

[7] Comentário enviado por thiagobarso em 17/02/2013 - 17:55h

Boa tarde a todos,

Alguém conseguiu resolver o esse problemas dos drivers de video do POSITIVO V53?

Estou com o Fedora 18 aqui e não consegui encontrar os drivers da S3 Grapichs para o Linux.

Se alguém souber de algo me manda um e-mail: [email protected]


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts