Minha experiência com Linux

Olá pessoal do VOL, em meu primeiro artigo para o Viva O Linux vou falar da minha experiência com Linux. Não sou um usuário avançado, e nem trabalho na área de informática; mas sou um usuário de desktop. Venho acompanhando o Viva O Linux já faz um bom tempo, mas nunca havia me cadastrado e nem contribuído com esta maravilhosa comunidade que vem me ajudando muito.

[ Hits: 9.403 ]

Por: Rodrigo Zimmermann em 02/04/2008 | Blog: https://www.vivaolinux.com.br/~bilufe


O começo



Desde meus 13 anos utilizei um computador com Windows. Conheci o Windows 95, 98, Me e XP. Instalei o MS-DOS com suporte a FAT32 e nomes extensos em casa de um amigo, rodeio o Windows 1.0 em ambiente DOS.

Porém, após desfrutar de todas as comodidades do Windows, vi que ele não atendia às minhas necessidades de usuário. Como nunca soubera da existência de outros sistemas operacionais à altura do Windows, desejava entrar no mundo da programação e então iniciar um projeto de sistema operacional maleável, fácil de usar e com recursos adicionais.

Minha experiência com Linux iniciou em 2005, quando fui realizar um curso de hardware em uma escola de informática de Francisco Beltrão (município distante 10 km de Marmeleiro, município onde resido).

Neste curso o professor era fanático por Linux, apesar da escola usar unicamente o Windows. Ele nos ensinou a instalar o Linux e a usar alguns comandos básicos. No início, não me senti atraído pelo sistema, considerava-o inferior ao Windows (pois havia testado o Kurumin 1.0 e achei muito parecido com o Windows 98).

Então encontrei uma revista da Linux Magazine com o CD de instalação do SuSE 9.2, comprei a revista e tentei instalar no meu PC. Foram três horas somente tentando particionar o HD, e desisti. Outro dia resolvi tentar novamente, e desta vez deu tudo certo: instalei o sistema padrão. Me surpreendi com o KDE, e amei-o. Somente achei o SuSE muito fraco na área de multimídia, mas não sabia que necessitava instalar alguns pacotes para adicionar suporte à DVD e MP3.

A continuação

Usei o SuSE por um bom tempo, depois troquei-o pelo Mandriva (que era mais rápido, mais atualizado, e mais bonito) e gostei muito dele! A partir deste momento eu resolvi usar definitivamente o Linux.

Depois, comprei uma revista que trazia o Kurumin 6.0 e testei-o; odiei os temas do Kurumin, mas ele me ofereceu praticidade. Eliminei o Mandriva e instalei o Kurumin, configurei a interface para ser bonita e fiquei quase um ano com o Kurumin instalado.

Após o Kurumin, instalei o Biglinux e amei este sistema. O Biglinux estava melhor personalizado para mim e reconhecia todo o meu hardware (pois havia trocado de placa-mãe e processador) e o Kurumin não reconhecia a placa de som.

123, testando...

Para conhecer mais sobre o Linux, além de buscar material na internet testei várias distribuições. Comecei com SuSE 9.2, depois passei para Mandriva One 2006, Kurumin 6.0 e finalmente Biglinux 4.0.

As distros acima eu instalei com força e vontade no meu PC, mas testei outras distribuições também, veja uma lista delas:
  • Resulinux 2.0: não funcionou em casa, mas em casa de um amigo. Achei super bacana e fácil de usar.
  • openSUSE 10.2: não gostei, pois demora para dar boot mesmo com a maioria dos serviços desativados, demora para instalar programas.
  • Slackware 11: gostei, pois é rápido. Apanhei para configurar inicialmente, mas consegui. Achei o slack bem maleável, customizável e super bacana, pena que a praticidade venceu...
  • Adios: um live-CD baseado no Red Hat que testei, era muito antigo.

Algumas outras distros testei, mas a memória está falhando agora.

Também testei outros sistemas operacionais além do Linux. Veja quais:
  • ReactOS: um projeto de implementar um Windows NT opensource.
  • MenuetOS: desenvolvido totalmente em Assembly, este sistema cabe em um único disquete. Possui inúmeras aplicações no disquete: campo minado, fractal, calculadora, compactador de arquivos, visualizador de imagens, editor de textos com sintaxe, compilador Assembly, ftp, navegador Web, Mp3 player, cd player, xadrez, e outras aplicações. Suporta Fat16 e Fat32.
  • BeOS: o desenvolvimento já foi abandonado, atualmente existe o Zeta. O BeOS é um sistema operacional diferente. Ele possui um controle de som que permite alternar o volume de cada aplicação executada, além disto o BeOS é modular e permite iniciar e parar serviços a qualquer momento.
  • Tentei instalar o Solaris, mas tive problemas em configurar o sistema na instalação. (Muito complicado!)

E finalmente

E finalmente, Linux... Somente isto!

Continuo com o Biglinux, mas em breve quero testar uma distro que forneça o KDE 4! Vamos esperar o KDE 4 ficar padrão das distribuições...

Ha! Também já testei o KUbuntu e Ubuntu, mas não troco o meu Biglinux por eles não!

   

Páginas do artigo
   1. O começo
Outros artigos deste autor

Trabalhos gráficos no Biglinux

Instalação de softwares no Debian Linux e derivados

Instalando e usando o GNUstep no Linux

Rodando o Windows 3.1 no Linux

Por que a interface Unity é melhor que as interfaces do Windows 7 e MacOS X

Leitura recomendada

Cópia completa do HD - cluster por cluster

Fazendo o Palm/Treo Funcionar no Ubuntu/KUbuntu

A importância do ensino de Arte Digital nas comunidades da periferia de São Paulo

Compilação distribuída usando o distcc

Apache + SSL + PostgreSQL + Mod_auth_pgsql + PHP

  
Comentários
[1] Comentário enviado por stremer em 02/04/2008 - 16:03h

Cara, legal contar sua historinha para todos, mas pow. como alguem libera um artigo destes que não serve pra nada?
Sem querer ser chato, mas viajou legal hein.
>>desejava entrar no mundo da programação e então iniciar um
>>projeto de sistema operacional maleável, fácil de usar e com
>>recursos adicionais.
Se fosse tão facil escrever um SO todo mundo escrevia o seu. Male male da pra entender códigos de um SO, conheço um cara que tem mais de 30 anos de experiência com C, que ja mexeu com milhares de coisas e ele não entendeu muita coisa do código do windows 2000 (qdo vazou pela net) e nem mesmo do linux ele não entende.

Desculpe ser chato mas os artigos tão cada vez piores. Desculpe cara, espero que não me leve a mal, mas artigos deveriam ser sobre algo util e não contar experiência de usuários no linux.

[2] Comentário enviado por roberto_espreto em 02/04/2008 - 17:19h

Mais um "artigo" pra sessão "casos de família"!

O que anda aparecendo de artigos desse tipo aqui no vol, está impressioanante, quase não se aproveita nada!
Creio que na fila de espera há vários artigos excelentes para serem aprovados, (Ai entra a preguiça de se ler tais, por exigir mais atenção e tals) e não aparecem nunca por aqui!
Caro Rodrigo Zimmermann, não quero dizer que é ruim ouvir experiências de outros usuários, assim como eu tenho um tanto pra falar, o que quero dizer, é que, seja aberto uma nova sessão para artigos como o seu e afins!
Bom, é o que acho!!!
Prometo que a partir da semana que vem passarei a contribuir com artigos mais "técnicos" na area de redes e segurança de redes.
Abraços pra galera!



"Eles se baseiam na máteria e aqui ela não existe!"

[3] Comentário enviado por elionw3 em 02/04/2008 - 17:27h

Hehehe, se o artigo é "inutil", imagina o que estamos fazendo nos comentarios.
Que tal: "Papel de bobo", rsrrs, (incluindo-me )

Q nada cara, é massa ler a historia dos outros, ver as experiencias e opiniões, creio que um artigo como este, é uma otima forma de divulgação para iniciantes, quem ta começando, e le um artigo destes, sente que tem algo em comum pela forma amigavel como o artigo foi escrito..., que ao invez de virar flamer dos foruns, vira flamer nos comentarios.

Obs.: Concordo que é muito mais util ler artigos mais didaticos.

[4] Comentário enviado por last_evolution em 02/04/2008 - 18:05h

Concordo com o amigo acima. Acho legal esses artigos, pois pelo menos eu procurei muitos artigos assim antes de entrar de vez no mundo Linux. Esse tipo de artigo serve pelo menos como um "roteiro" para iniciantes. Talvez criar uma seção para artigos desse tipo seria uma boa, tipo Artigos > Experiências ou Artigos > Histórias...

Abraços!

[5] Comentário enviado por shakur em 02/04/2008 - 19:10h

muito bom artigo
como vemos acima aki tem algumas pessoas q sao ignorantes
mais o artigo fiko legal
eu gostei
legal saber sua historia
flw

[6] Comentário enviado por avenger_ em 02/04/2008 - 19:35h

Com toda sinceridade, esse artigo se encaixaria melhor em um blog
o foco aqui é linux, e não experiencias pessoais (imagine se cada user linux fizesse o mesmo? )
de qualquer forma, espero ter feito uma critica produtiva,e parabens com o linux, continue sempre estudando amigo :)

[7] Comentário enviado por fulllinux em 02/04/2008 - 21:26h

Broder,

Foi um bom começo...mas entendo tambem o pessoal acima tente trazer artigos como esse para um lado mais técnico...vide link:
http://www.vivaolinux.com.br/artigos/verArtigo.php?codigo=7151

Mas é sempre bom ver a história de alguem ingressando no mundo Linux!

[8] Comentário enviado por percival em 03/04/2008 - 10:02h

O que eu acho divertido é ver estes fanfarrões, que só se manifestam para criticar não-construtivamente o trabalho dos outros, reclamando MAS NÃO CONTRIBUEM COM UM WALLPAPER que seja para o vOL...

MALAS PRA CACETE...

[9] Comentário enviado por Gilmar_GNU/Slack em 03/04/2008 - 10:23h

Ja no meu caso foi bem diferente !
Conheci o Linux em 2004. Na escola onde eu estudava .
Usei o Famelix, mais não gostei !
Mais não por criar aquela resistencia, mais sim por que as coisas que o sistema tinha eram muito básicas, iguais ao windows !

E depois de algumas semanas instalaram o Kurumin 6.0, mudei para a maquina que tinha o kurumin instalado !
E acabei gostando do ambiente kde , bem simples e prático, e acabei gostando ...

Atualmente agora eu uso o BackTrack 2.0!
tudo que eu precuro fazer agora é manualmente !
To no Linux bem afundo !
Pois o desafio que procurei achei nele e to aprendendo mais e mais !

[10] Comentário enviado por Teixeira em 03/04/2008 - 10:33h

Acho que não devemos "defender" o Linux atraves de criticas não-construtivas, pois esse tipo de defesa tem resultado dubio.

Se o colega ja instalou isso tudo e' porque foi dedicado e ate' apaixonado pelo que fez.

Acho que ele de alguma forma contribuiu para o engrandecimento desse S.O. (pelo menos teve essa intencao).

Se o artigo dele nao foi "bom" e nao atingiu as nossas expectativas, por certo o proximo sera' melhor.

E se continuar nao agradando, e' bom nos mexermos e escrevermos noss mesmos os artigos que, segundo os nossos criterios, "tenham qualidade".

Apenas criticar e' muito, muito facil.

[11] Comentário enviado por giaco em 04/04/2008 - 10:33h

Eu havia escrito um artigo onde mostrava minhas dificuldades ao usar um Linux no escritório. Porque eu criticava o Linux, não para desmerecê-lo, mas para mostrar o que precisa melhorar, meu artigo não foi publicado. Lendo este artigo, me senti injustiçado. Claro que é interessante a opinião do nosso amigo, porém os artigos deveriam ser melhor analisados.

[12] Comentário enviado por stremer em 04/04/2008 - 15:32h

Amigo giaco, o problema que as vezes pelo fato de falar bem do windows ou falar mal de alguma coisa do linux as pessoas generalizam, acham que se você citou qualidade no windows é pq ele é bom e como eles não gostam de windows não vao gostar da sua opnião. A mesma coisa se reclamar do linux. Infelizmente grande parte da comunidade linux é assim e isso dificulta a entrada até de novos usuários no mundo linux! Lamentavel.

[13] Comentário enviado por leonardorg em 21/10/2008 - 10:16h

acho que voce tambem vai gostar do kolibri OS, ele tambem cabe em um disquete como o menuetos, o haiku é tipo um beos opensource, testa o aros tambem. o visopsys tambem é bom pra c..., da uma olhada tambem no livecd do mona os


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts