Os Codinomes do Ubuntu

Os softwares mais populares têm sempre um codinome, e geralmente, seus criadores pensam em fórmulas criativas para escolhe-los; e com o Ubuntu não é diferente. Este artigo mostra um pouco a origem e o padrão dos codinomes do Ubuntu.

[ Hits: 8.513 ]

Por: Pablo R. Dinella em 21/12/2012 | Blog: http://www.youtube.com/pablordvideos


Introdução



Olá, leitores do VOL!

Como introdução deixo este vídeo, que praticamente expõe todo o conteúdo deste artigo, de forma resumida e dinâmica, e com imagens. Após, irei apenas complementar com texto.

Divirta-se:

Origem da ideia

O próprio Mark Shuttleworth explica, numa página da Wiki do Ubuntu,, como surgiu o primeiro codinome.

Ele e Robert Collins, estavam numa travessia de balsa entre Circular Quay e algum outro lugar, em Sydney, Austrália. E enquanto conversavam, Robert perguntou quanto tempo até fazerem o primeiro lançamento do Ubuntu.

Mark, por sua, vez disse: Precisa ser dinâmico... Uns 6 meses no máximo.

Robert fica surpreso e diz: 6 meses! Isto não é tanto tempo pra desenvolver o sistema.

E foi aí que Mark veio com a ideia: Então vamos nomear o primeiro lançamento de Waty Warthog (Javali Verrugoso).

E "tchã-dan", o nome pegou. A primeira lista de discussão por e-mail foi chamada Wathogs, e o canal no IRC era #warthogs.

A intenção era continuar nomeando as versões de nomes suínos. Porém, com o crescimento e popularização do Ubuntu, aqueles nomes já não soavam tão bem.

Por isso, agora, qualquer espécie de animal é válido.

A seguir, vamos conhecer o padrão usado para a escolha de um codinome.

O padrão

Como você já deve ter percebido, os nomes consistem de um animal com algum adjetivo. Na gramática inglesa, o adjetivo sempre vem antes do substantivo.

E também deve ter percebido, as duas palavras sempre começam com a mesma letra.

E talvez este fato seja desconhecido por muitos: A partir da terceira versão do Ubuntu, decidiram manter os nomes em ordem alfabética.

Então, não basta escolher um animal e um adjetivo, os dois precisam começar com a mesma letra e esta letra, tem que ser a seguinte na ordem alfabética depois da última versão.

Conclusão

Se quiser saber mais, visite a página oficial sobre este assunto, aqui:
Lá, você também pode sugerir nomes para as próximas versões do Ubuntu.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Entendendo os números binários

RSS com o Superkaramba

YUMI - Criando pendrives multiboot pelo GNU/Linux

Relatórios Personalizados no OcoMon

O "Linux Tinha Chapéu"

  
Comentários
[1] Comentário enviado por izaias em 22/12/2012 - 12:44h

Bom trabalho.

Muitos novatos ainda não conhecem esta "cultura" do Ubuntu.

[2] Comentário enviado por fabio em 22/12/2012 - 21:11h


[1] Comentário enviado por izaias em 22/12/2012 - 12:44h:

Bom trabalho.

Muitos novatos ainda não conhecem esta "cultura" do Ubuntu.


Eu também não conhecia. Interessante mesmo.

[3] Comentário enviado por pablordinella em 22/12/2012 - 22:35h

É, são algumas curiosidades que nem todos sabem, que mostra um pouco da história por trás dos softwares que usamos ^^

[4] Comentário enviado por Teixeira em 25/12/2012 - 10:59h

Se alguma distro aqui no patropi resolvesse seguir o mesmo caminho, teríamos a "Lesma Lerda", o "Jacaré Jactante", o "Sapo Sapiente", a "Cuíca Curiosa", o "Mico da Micareta", o "Urubu Ululante", e por aí vai.
Em Português-BR o adjetivo vem DEPOIS do substantivo, com isso matando o Camões de raiva.
Lá "na terrinha" temos uma bela casa, um bom automóvel, e aqui temos respectivamente "um barraco legal" e "um gordini maneiro"...
No caso do Ubuntu, quando chegar na zebra, não se sabe como será o "depois"...

[5] Comentário enviado por mfandrade em 27/12/2012 - 18:20h

Também já tinha lido um detalhe que é pouco comentado: os adjetivos dos animais das versões LTS (long term support) são atitudes positivas, corajosas, como em Hardy Heron ("garça ousada"). Diferente de características mais neutras, apáticas, como eu Marverick Meerkat ("suricato dissidente"). Não sei se ainda procede, mas acho bem interessante.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts