Octave - Programação científica no Linux

Para todos os que realizam simulações usando MatLab e companhia, agora podem usar mais uma ferramenta do mundo livre: Octave. Neste artigo, e nos próximos (já escritos), vamos fazer mais que uma introdução. Veremos como usar o Octave para realizar as mais diferentes tarefas científicas no Linux.

[ Hits: 36.852 ]

Por: Juliao Junior em 12/09/2008


Gráficos e help



Para ver a solução do exemplo anterior graficamente, use o comando:

octave> plot (t,x)

Se estiver usando a interface gráfica, Octave automaticamente criará uma janela separada para mostrar a plotagem. Para salvar o gráfico mostrado na tela, use o comando print. Por exemplo:

octave> print -deps foo.eps

que criará um arquivo chamado "foo.eps" contendo uma renderização da plotagem atual. O comando:

octave> help print

mostra mais opções para o comando print e fornece uma lista de formatos para os arquivos de saída.

Outra característica interessante: no prompt do Octave podemos chamar novamente, editar e alterar comandos previamente digitados usando o estilo do Emacs ou do VI. Por padrão usa-se o estilo do Emacs. Por exemplo, para chamar o comando anterior, use CTRL + p. Dessa forma você estará chamando a linha anterior de entrada. A combinação CTRL + n trará a próxima linha de entrada, e CTRL + b moverá o cursor uma linha para trás na entradas de comandos etc.

Ajuda e documentação

Octave possui uma grande quantidade de páginas de "help". A mesma documentação que está disponível em forma impressa (a qual estamos traduzindo livremente neste artigo) também está disponível a partir do prompt do Octave, pois ambas as formas de documentação foram criadas a partir do mesmo arquivo.

Para obter um bom nível de ajuda você deve primeiro conhecer os nomes dos comandos que deseja usar. Este nome de função pode não ser sempre algo óbvio, mas um bom lugar para começar é digitando "help". Isto mostrará todos os operadores, palavras reservadas, funções, variáveis embutidas e arquivos de funções.

Uma alternativa é pesquisar a documentação usando a função "lookfor". Esta função terá seu uso detalhado em seções posteriores. Uma vez que souber o nome da função que deseja usar, poderá buscar ajuda específica para tal função simplesmente por incluir o nome como argumento para o comando "help". Por exemplo:

octave> help plot

mostrará o texto de ajuda para a função 'plot'.

Octave envia páginas com saídas muito grandes em formato parecido com os comandos "less" e "more" do terminal. Tecle <ENTER> para avançar uma linha, <ESPAÇO> para avançar uma página e <q> para sair.

A funcionalidade do Help do Octave, que permite ler o texto completo do manual impresso de dentro do próprio Octave, normalmente usa um programa separado chamado "info". Quando você chama o "info" entrará em um modo que contém todo o manual do Octave. Explicação detalhada sobre seu uso também será esmiuçado mais a frente.

No próximo artigo veremos alguns comandos para "pedir ajuda" no Octave, como escrever programas em Octave e os tipos de dados suportados por ele. Até lá.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Aritmética Matricial
   3. Equações diferenciais
   4. Gráficos e help
Outros artigos deste autor

Guia Introdutório do Linux VI

Por que os GAMES não são a chave para o Linux em desktops

SystemRescueCd - Corrigindo o sistema e recuperando dados

Convença outros a usar Linux!

Administração de sistema via WEB

Leitura recomendada

Scanner de segurança SKIPFISH do Google para sites

Teste de software

Compilando o MSN-Proxy no CentOS/Red Hat 5

Blu-Ray no GNU/Linux - Gravando e ripando mídias via terminal

SnipeIT - Gerenciamento de Ativos de TI

  
Comentários
[1] Comentário enviado por RhuanLima em 13/09/2008 - 02:08h

Otimo post! vou dar uma pesquisada sobre o octave, eu uso bastante o R que é um software estatistico mto mto bom trabalhamso com ele na UFPR caso tenha interesse:


http://www.r-project.org/

Abrç

[2] Comentário enviado por romualdoandre em 14/09/2008 - 09:38h

Ainda há alguns problemas com a função 'print' do Octave, nem todas as opções funcionam. Mas utilizo o Octave como alternativa ao Matlab e não tive problemas. Outros pontos a favor do Octave são o tamanho ocupado no disco e a contribuição da comunidade.

[3] Comentário enviado por liviocf em 14/09/2008 - 13:32h

Muito bom artigo! O Octave me parece uma ótima ferramenta!
Mas no mesmo estilo temos também o SciLab, que também possui recursos semelhantes ao octave e ao Matlab! Atualmente utilizo o SciLab para testar alguns cálculos de álgebra linear aplicada à biologia e ele está se mostrando muito bom!!
Quem sabe com seu artigo eu me inspiro a escrever meu primeiro falando um pouco também do SciLab!!!!
Parabéns pelo artigo!!

[4] Comentário enviado por f_Candido em 14/09/2008 - 16:34h

Gostei. Super simples de usar.
Parabéns,

Abraços


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts