Montando um Debian Etch - Para técnicos

Com este artigo pretendo explicar a minha "técnica" de instalação do sistema operacional Debian. Este é voltado para o povo técnico, que não tem medo da linha de comandos e para curiosos de plantão que queiram melhorar a performance do seu sistema. Obviamente não sou nenhum guru, mas o resultado final desta receita fica muito melhor que a instalação, digamos, default.

[ Hits: 26.171 ]

Por: Kemper Alves em 06/07/2007


Instalando e configurando o restante do sistema



Bom, se você já instalou o sistema mínimo e reiniciou o computador, será apresentada a tela de login. Logue-se como root e mãos a obra.

Primeiro, configurar o apt:

Faca com que o seu arquivo /etc/apt/sources.list contenha APENAS estas duas linhas:

deb http://linorg.usp.br/debian/ etch main
deb http://security.debian.org/ etch/updates main

A vantagem de utilizar o linorg.usp.br é porque é muito mais rápido que os mirrors internacionais.

Agora vamos atualizar o apt:

# apt-get update

E instalar o xorg:

# apt-get install xorg xdm

Nota: Como estamos querendo desempenho, vamos preferir o XDM em detrimento ao GDM ou KDM.

Após o download, digite o comando abaixo para ver se o X já está instalado:

# X

Você poderá sair do X pressionando juntamente CTRL+ALT+BACKSPACE.

Nota a respeito da configuração do X:

Por padrão o driver de vídeo será vesa, edite o arquivo /etc/X11/xorg.conf, vá até a seção DEVICE e troque a linha "Driver" para o driver correto. No meu caso o driver é i810.

        Driver          "vesa"

para:

        Driver          "i810"

Se você não souber qual é o seu driver de vídeo, utilize o comando abaixo, mas você terá que reconfigurar todo o X:

# dpkg-reconfigure xserver-xorg

Instalando o XFCE

Vamos agora instalar o XFCE 4, que é leve, prático e bem amigável.

# apt-get install xfce4

Aguarde o download, para testar, entre com o comando:

# /etc/init.d/xdm start

Isto chamará o xdm, você deve então digitar o nome de usuário e a senha criados durante a instalação, se tudo estiver ok, o XFCE será aberto.

Agora, instalar os programas adicionais:

# apt-get install firefox mozilla-firefox-locale-pt-br

Isto já vai instalar o Firefox com o idioma pt-br (português do Brasil).

# apt-get install thunderbird thunderbird-locale-pt-br spamassassin

Com isso iremos instalar o Thunderbird em português e o spamassassin, que é um filtro antispam.

Ativar o spamassassin é simples, basta editar o arquivo /etc/default/spamassassin e mudar de 0 para 1 a seguinte linha:

# Change to one to enable spamd
ENABLED=0

para:

# Change to one to enable spamd
ENABLED=1

E restartar o serviço:

# /etc/init.d/spamassassim restart

Agora, dentro do Thunderbird, clique em FERRAMENTAS / CONFIGURAR ANTI-SPAM.

Na janela que abrir você terá de configurar cada conta de e-mail independentemente. Selecione a primeira conta de e-mail e marque a OPÇÃO "CONFIAR EM CABEÇALHOS DE SPAM DEFINIDOS PELO:" e selecione SPAMASSASSIN.

Dentro de tratamento, proceda assim:

Marque a OPÇÃO "MOVER MENSAGENS RECEBIDAS E CLASSIFICADAS COMO SPAM PARA:".

Marque PASTA SPAM da conta PASTAS LOCAIS, ou selecione outra pasta, isso fará com que os e-mails marcados como spam sejam movidos para outra pasta.

Se quiser, marque a opção EXCLUIR DA PASTA OS SPAMS COM MAIS DE XX DIAS. Coloque a quantidade de dias que quiser. Eu sempre deixo o default 14.

Faça este procedimento para cada e-mail cadastrado.

Software adicional

Agora é só ir instalando pelo apt os programas que você precisar, por exemplo:

# apt-get install iptraf
# apt-get install ipcalc


Etc.

Pronto, você já tem um Debian Etch configurado para internet, estável e leve.

[]s a todos.

Kemper

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Visão geral sobre o que sera feito
   2. Instalando o sistema MÍNIMO
   3. Instalando e configurando o restante do sistema
Outros artigos deste autor

Montando um velocímetro de internet com PHP e GD

Instalando o novo Anjuta 2.2.0 no Ubuntu Feisty

Instalando o Debian Etch com o instalador gráfico

Instalando o Ultra Servidor no Debian Lenny

Backup fácil de seus arquivos com o Backintime

Leitura recomendada

Alternativas ao Flash Player no openSUSE

O Sistema Debian Alternatives

Sugestões sobre distros Linux e particionamento de HD

Como um monte de letras de um código fonte transforma-se em voltagens?

Implementando um Servidor Web Java com Tomcat no Debian

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xjc em 06/07/2007 - 01:52h

cara não sabia que era tão complicado

[2] Comentário enviado por kemperacc em 06/07/2007 - 09:21h

Hehe, eu disse que era para tecnicos! :)

Mas vale a pena, o desempenho eh outro!!! Principalmente se vc tem pouca memoria (256 por ex.)

[3] Comentário enviado por IcePeak em 06/07/2007 - 13:58h

Tá certo que deve ficar bem mais leve, mas vamos combinar que deste jeito fica difícil de rodar muitos programas não é? Nem todos estão acustumados com o Thunar e compania. Mas para, não diria técnicos, mas diria para usuários mais avançados, vale MUITO a pena, lembrando que se quiser instalar aplicativos como o konqueror, k3b, nautilus, gnomebaker e turma vai cair muito o desempenho pois ele irá pedir o gtk ou o qt.

Do mais, parabéns! Não sabia sobre o XFS, sempre usei o ReiserFS pq achei que era o mais rápido. E o particionamento que você fez, meu, show de bola! Assim acelera nuns 20% o boot. Conte o temo e veja só.

Abraços!

[4] Comentário enviado por marcrock em 06/07/2007 - 15:11h

Realmente parece ser ótimo para otimizar o desempenho!!!
Eliminando pacotes que sempre "sobram" na instalação das distros, particionando o hd da maneira certa e substituindo alguns softwares podemos extrair o máximo do sistema. E nem é tão difícil, principalmente no Debian onde pode-se contar com o apt-get que é uma ferramenta muito útil.
Só faria uma mudança em relação a sua instalação, eu instalaria o Seamonkey no lugar do Firefox, to com ele aqui e posso dizer que o desempenho é bem superior!!!

Parabéns pelo artigo!!!

Até mais.

[5] Comentário enviado por devil_jaguar em 06/07/2007 - 21:05h

sem comentários.... testei e aprovei. muito bom, mesmo!

[6] Comentário enviado por sryche em 08/07/2007 - 15:29h

Eu não usaria XFCE nesse caso, mas sim o Openbox, que é ainda mais leve.
Tem o pacote .deb no site oficial.
E o Opera tem um desempenho melhor, apesar de eu não gostar.

[7] Comentário enviado por bpedrassani em 09/07/2007 - 12:27h

Cara, tá legal o artigo, mas só um detalhe:

É um erro comum isso...
Colocar o swap entre o / e o /usr NÃO otimiza a cabeça de leitura do disco em qualquer situação, a não ser que seu sistema esteja em thrashing e com pouquíssima RAM, obrigando a utilização de swap a todo momento.

A área de swap dificilmente é usada, e colocá-la entre o / e o /usr fará com que a cabeça do disco tenha que percorrer um caminho maior, passando toda vez pela swap pra chegar na outra partição, diminuindo o desempenho, a não ser que seu sistema esteja em thrashing(usando swap adoidado), o que não é nada bom, e deve ter algum problema se estiver assim...

No mais está muito bom

[8] Comentário enviado por kemperacc em 10/07/2007 - 14:03h

Oi bpedrassani,

Na verdade, no meu caso ela sempre eh usada pois meu notebook tem apenas 256 de RAM.

[]s

Kemper

[9] Comentário enviado por kemperacc em 10/07/2007 - 19:38h

Oi sryche,

Instalei e testei o Openbox aqui, eh levissimo, mas nao abro mao dos icones e das barras do xfce.

[]s

Kemper

[10] Comentário enviado por adrianoturbo em 13/07/2007 - 20:39h

Boa dica pra comunidade tinha feito isso também quando instalei o Debian Etch o legal de fazer isso é que você não terá problemas com os repositórios e nem precisará fica editando o source.list e o melhor uma única imagem já resolve ,parabéns pela iniciativa .

[11] Comentário enviado por hugoalvarez em 17/07/2007 - 20:42h

LEgal,

sempre instalei o mínimo tb e adiciono os pacotes que quero, só um comentário sobre o XFS, é mais rápido sim, mas compre um no-break se quiser manter seus arquivos sãos e salvos.

Flws

[12] Comentário enviado por kemperacc em 17/07/2007 - 21:25h

hugoalvarez,

No meu caso nao importa usar xfs, pois trabalho com notebook.

[]s

[13] Comentário enviado por toffoletto em 23/12/2007 - 09:52h

Eu tive um pequeno probleminha...
Sempre usei e confiei no EXT3.... tentei seguir o guia para testar o xfs, mas para minha surpresa, quando eu estou ara instalar o GRUB, me vem a seguinte mensagem: O GRUB geralmente trava com sistema de arquivos xfs, aconselhamos a instalar o LILO.... Tentei o lilo... e PIMBA ERRO.
Não sei se foi somente comigo, mas eu não sei não, acho que fico com meu velho e seguro ext3, que não deu nenhum problema na instalação.
De resto, o artigo está ótimo. Se eu tivesse lido ele, um ano atrás, quando me aventurei a instalar o debian pelo net inst, e fiquei com o sistema básico, e penei para conseguir instalar o X, minha vida seria mais fácil!! rsrsrs.

[14] Comentário enviado por removido em 30/01/2008 - 12:11h

Legal o artigo, mas gostaria de ressaltar:
Para instalar algo realmente minimo, vc nao deveria usar ap"apt-get install xorg" pois ele instala um monte de coisas q vc nao precisa. Nesse caso seria mais viavel saber o chipset grafico q vc usa e instalar somente o necessario. Por exemplo, se eu tenho uma sis, uso um "apt-get install xserver-xorg-video-sis" q ele vai instalar o xorg de forma hiper resumida, apenas o xserver-xorg-core, xserverver-xorg-video-sis e umas poucas coisinhas...

Outro detalhe é q creio que seja melhor trabalhar com ReiserFS ao inves de XFS, q pra mim tem melhor performance.
No mais, a ideia do artigo foi muito boa e até servirá de base para um que irei escrever
Parabens

[15] Comentário enviado por pZ em 03/06/2008 - 13:53h

parabéns kemperacc,
para melhorar essa ideia eu dividiria o / (raiz) colocando 256mb somente para o /boot o restante está fmz....
vlw

[16] Comentário enviado por fsantos.robson em 10/07/2008 - 10:36h

Muito bom o artigo, vou segui ele aqui só pra aprofunar meus conhecimentos msm.
depois eu reinstalo meu ubuntu.

[17] Comentário enviado por dgnonline em 06/06/2014 - 11:30h

Muito bom ... sugestão de pacotes : iftop


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts