Jaulas com debootstrap e schroot

Neste artigo apresento duas ferramentas que tornam a criação de jaulas bem mais fácil e flexível, isso sem comprometer a segurança.

[ Hits: 28.393 ]

Por: Laudivan Freire de Almeida em 17/08/2009


Conhecendo o schroot



Como foi dito, o schroot é um chroot tunado de forma a garantir mais segurança. O seu comportamento é definido pelos seguintes arquivos de configuração:
  • /etc/schroot/copyfiles-defaults;
  • /etc/schroot/mount-defaults;
  • /etc/schroot/script-defaults;
  • /etc/schroot/schroot.conf.

E alguns scripts em /etc/schroot/chroot.d/, /etc/schroot/exec.d/, /etc/schroot/setup.d/.

O arquivo /etc/schroot/copyfiles-defaults contém uma listagens de arquivos que deverão ser copiados para dentro de uma jaula quando executada. Isso é interessante para que você possa manter algumas configurações do hospedeiro como usuários e senhas, servidores de domínio, nome de hosts ou qualquer arquivo de configuração.

O arquivo /etc/schroot/mount-defaults contém uma série de diretórios que deverão serem montados (bind) na jaula. Isso é interessante para garantir acesso a dispositivos, dados de processos etc.

O padrão é bem limitado, se você quiser executar aplicativos que usem o X, por exemplo, eu recomendo o seguinte conteúdo:

proc        /proc       proc    defaults    0   0
/dev        /dev        none    rw,bind     0   0
/dev/pts    /dev/pts    none    rw,bind     0   0
/sys        /sys        none    rw,bind     0   0
/home       /home       none    rw,bind     0   0
/tmp        /tmp        none    rw,bind     0   0

O arquivo /etc/schroot/script-defaults define quais scripts serão executados por default. Não experimentei mexer nele mas achei ele alto explicativo.

O arquivo /etc/schroot/schroot.conf é o mais importante de todos, por isso pede um capítulo a parte. Vamos ver um pouco sobre ele agora?

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Conhecendo o schroot
   3. O arquivo /etc/schroot/schroot.conf
   4. Schroot - Opções de comando e definindo uma jaula
   5. Executando jaulas
Outros artigos deste autor

NetProfiler - Um solução para quem passeia por várias redes

Leitura recomendada

Instalando codecs, plugins e drivers NVidia e ATI com o EasyUbuntu

Com software livre você tem e você pode!

Instalando Zabbix no CentOS 7

Usando o NetBSD como desktop

Ripando DVDs com Ubuntu Dapper Drake (AcidRip + MEncoder + Xvid)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por gnucleber em 20/08/2009 - 11:33h

Parabéns Laudivan, otimo artigo!!!

[2] Comentário enviado por eldteixe em 18/08/2018 - 22:42h

Que aula....muito obrigado.

[3] Comentário enviado por eldteixe em 18/08/2018 - 22:43h

Pelo que entendi....o Schroot seria o precursor do DOCK.....rrrrsssss.....


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts