Guia de referência do ISOLINUX (parte 1)

O ISOLINUX é provavelmente o gerenciador de boot mais utilizado em LiveCDs, certamente pela grande quantidade de recursos que ele oferece para tornar o boot do LiveCD um processo mais amigável. Nesse artigo você verá como utilizá-lo em seu LiveCD, desde as configurações básicas até alguns recursos interessantes.

[ Hits: 75.335 ]

Por: Antônio Vinícius Menezes Medeiros em 17/03/2010 | Blog: http://www.vinyanalista.com.br/


Alterando as mensagens de boot automático e de prompt



Uma vez que já determinamos os itens que aparecem no menu, para traduzi-lo completamente falta apenas alterar as mensagens "Automatic boot in XX seconds..." e "Press [Tab] to edit options". Podemos fazer isso através dessas duas tags:

MENU AUTOBOOT message

Define uma nova mensagem de contagem regressiva para o boot automático. Inserimos um jogo da velha (#) onde desejamos exibir os segundos. Podemos também especificar sentenças diferentes conforme falte um ou mais segundos, usando uma expressão do tipo "{singular,plural}". Por exemplo: "Boot automático em # segundo{,s}...".

MENU TABMSG message

Define uma nova mensagem para informar que a tecla TAB pode ser usada para acessar o prompt "boot: ".

Veja como poderíamos empregar essas duas tags no nosso arquivo de configuração:

DEFAULT vesamenu.c32
MENU BACKGROUND splash.png
TIMEOUT 300
PROMPT 0

LABEL live
  MENU LABEL ^Iniciar o Linux em modo grafico
  KERNEL /boot/vmlinuz
  INITRD /boot/initrd.gz
  APPEND boot=live nopersistent rw quiet splash

LABEL text_only
  MENU LABEL Iniciar o Linux em modo ^texto
  KERNEL /boot/vmlinuz
  INITRD /boot/initrd.gz
  APPEND boot=live nopersistent textonly rw quiet

LABEL memtest
  MENU LABEL Testar a ^memoria
  KERNEL /boot/memtest86
  APPEND -

LABEL hd
  MENU LABEL Iniciar a partir do ^disco rigido
  LOCALBOOT 0x80
  APPEND -

MENU AUTOBOOT Iniciando a primeira opcao em # segundo{,s}...
MENU TABMSG Pressione ENTER para iniciar ou TAB para editar as opcoes de boot

Linux: Guia de referência do ISOLINUX - Parte 1
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Configuração básica
   3. Testando o ISOLINUX
   4. Inserindo uma imagem de fundo
   5. Organizando os elementos do menu
   6. Definindo as posições e tamanhos dos elementos do menu
   7. Aplicando cores aos elementos do menu
   8. Alterando as mensagens de boot automático e de prompt
   9. Inserindo textos de descrição
   10. Criando um LiveCD usando o ISOLINUX como gerenciador de boot
Outros artigos deste autor

Criando um LiveCD a partir de uma instalação do Debian Lenny

Instalação do ClamAV com DazukoFS

Conheça o OpenOffice.org e o BrOffice.org

Exibindo um splash durante o boot com Splashy

Guia de referência do ISOLINUX (parte 2)

Leitura recomendada

SliTaz: pequeno, rápido, estável e fácil de utilizar!

O que é Software Livre?

IBQUOTA - Gerenciador de Impressão por Usuário

Formatos de áudio sem perda sonora (lossless)

Reaproveitamento e meio ambiente

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xirux em 27/03/2010 - 17:44h

Muito bom o artigo, vou tirar um tempo pra praticar!

[2] Comentário enviado por zebento.cpd em 07/08/2010 - 12:07h

Parabéns por mais esse artigo!

Dentre as vantagens de cada gerenciador GRUB e ISOLINUX, existe alguma(s) que façam que um gerenciador sobressaia o outro? Resumindo, qual é o melhor e porque?

[3] Comentário enviado por edutaquary em 17/02/2011 - 13:10h

como faço para gerar uma iso do meu hd usando partimage e depois instalar pelo dvd

[4] Comentário enviado por sboorbou em 13/07/2011 - 12:33h

cara tem como usar o ISOLINUX para iniciar uma iso direto do HD?
Tipo uma iso de um live cd iniciar direto no hd?


Contribuir com comentário