Guia de referência do ISOLINUX (parte 1)

O ISOLINUX é provavelmente o gerenciador de boot mais utilizado em LiveCDs, certamente pela grande quantidade de recursos que ele oferece para tornar o boot do LiveCD um processo mais amigável. Nesse artigo você verá como utilizá-lo em seu LiveCD, desde as configurações básicas até alguns recursos interessantes.

[ Hits: 74.050 ]

Por: Antônio Vinícius Menezes Medeiros em 17/03/2010 | Blog: http://www.vinyanalista.com.br/


Alterando as mensagens de boot automático e de prompt



Uma vez que já determinamos os itens que aparecem no menu, para traduzi-lo completamente falta apenas alterar as mensagens "Automatic boot in XX seconds..." e "Press [Tab] to edit options". Podemos fazer isso através dessas duas tags:

MENU AUTOBOOT message

Define uma nova mensagem de contagem regressiva para o boot automático. Inserimos um jogo da velha (#) onde desejamos exibir os segundos. Podemos também especificar sentenças diferentes conforme falte um ou mais segundos, usando uma expressão do tipo "{singular,plural}". Por exemplo: "Boot automático em # segundo{,s}...".

MENU TABMSG message

Define uma nova mensagem para informar que a tecla TAB pode ser usada para acessar o prompt "boot: ".

Veja como poderíamos empregar essas duas tags no nosso arquivo de configuração:

DEFAULT vesamenu.c32
MENU BACKGROUND splash.png
TIMEOUT 300
PROMPT 0

LABEL live
  MENU LABEL ^Iniciar o Linux em modo grafico
  KERNEL /boot/vmlinuz
  INITRD /boot/initrd.gz
  APPEND boot=live nopersistent rw quiet splash

LABEL text_only
  MENU LABEL Iniciar o Linux em modo ^texto
  KERNEL /boot/vmlinuz
  INITRD /boot/initrd.gz
  APPEND boot=live nopersistent textonly rw quiet

LABEL memtest
  MENU LABEL Testar a ^memoria
  KERNEL /boot/memtest86
  APPEND -

LABEL hd
  MENU LABEL Iniciar a partir do ^disco rigido
  LOCALBOOT 0x80
  APPEND -

MENU AUTOBOOT Iniciando a primeira opcao em # segundo{,s}...
MENU TABMSG Pressione ENTER para iniciar ou TAB para editar as opcoes de boot

Linux: Guia de referência do ISOLINUX - Parte 1
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Configuração básica
   3. Testando o ISOLINUX
   4. Inserindo uma imagem de fundo
   5. Organizando os elementos do menu
   6. Definindo as posições e tamanhos dos elementos do menu
   7. Aplicando cores aos elementos do menu
   8. Alterando as mensagens de boot automático e de prompt
   9. Inserindo textos de descrição
   10. Criando um LiveCD usando o ISOLINUX como gerenciador de boot
Outros artigos deste autor

Portugol Online - Software livre para facilitar o estudo de algoritmos

Desmistificando a instalação do Dazuko

Instalação do ClamAV com DazukoFS

Incrementando o visual do KDE 4

Conheça o OpenOffice.org e o BrOffice.org

Leitura recomendada

Internet Explorer: Esse fenômeno

Linux na Globo! (Hoje, 05/10)

Como fazer o seu servidor Linux enviar avisos em seu celular Claro sem custo

Clip no Slackware (compilador Clipper)

Dicas interessantes após a instalação do seu Debian

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xirux em 27/03/2010 - 17:44h

Muito bom o artigo, vou tirar um tempo pra praticar!

[2] Comentário enviado por zebento.cpd em 07/08/2010 - 12:07h

Parabéns por mais esse artigo!

Dentre as vantagens de cada gerenciador GRUB e ISOLINUX, existe alguma(s) que façam que um gerenciador sobressaia o outro? Resumindo, qual é o melhor e porque?

[3] Comentário enviado por edutaquary em 17/02/2011 - 13:10h

como faço para gerar uma iso do meu hd usando partimage e depois instalar pelo dvd

[4] Comentário enviado por sboorbou em 13/07/2011 - 12:33h

cara tem como usar o ISOLINUX para iniciar uma iso direto do HD?
Tipo uma iso de um live cd iniciar direto no hd?


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts