Fedora: Gerenciando Serviços

Este artigo deve iniciar uma série de artigos que desejo fazer sobre a distribuição Fedora. Primeiro tratando de como funciona a gerência de serviços nesta distribuição. Para os testes utilizo a versão 8 do Fedora.

[ Hits: 53.602 ]

Por: Vanderson Gonçalves em 19/02/2008


O que pode ser desabilitado?



Para quem quer ir pouco além da teoria, deixei para esta parte final do artigo uma descrição de diversos serviços, que de acordo com o seu caso, poderão ser desabilitados, tornando o Fedora mais enxuto.

anacron

Este serviço é responsável pela execução da Cron, se você não tiver nada previamente agendado para execução, como backups e relatórios do sarg, poderá desabilitá-lo.

apmd

Gerenciador avançado de energia, se você não utiliza um laptop, não há por que deixar este serviço habilitado.

arpwatch

Ferramenta que monitora a rede e mantem um banco de dados com endereços ethernet/ ip.

atd

Controla o comando at, usado para agendar tarefas, se você não utiliza este comando pode passar este serviço para off.

autofs

Este serviço é utilizado para montar compartilhamentos de rede. Um sistema desktop pode tranquilamente ter isto desabilitado.

bluetooth

Aqui é muito simples utiliza ou não Bluetooth?

canna

Suporte a japonês. Sabe ler japonês?

cpuspeed

Permite ao Linux ajustar a velocidade da CPU dinamicamente. Mas se estiver usando um notebook pode desabilitar.

cups

Um gerenciador de impressão. Opa! Você não tem uma impressora, então desabilite-o.

gpm

Este serviço lhe permite usar o mouse no modo texto. Útil?

httpd

Transforma seu computador em um Webserver, mas se você não tem nenhuma página, não há por que mantê-lo on.

httpsd

O mesmo que de cima só que utiliza um protocolo seguro.

irda

Associação de Dados Infra-Vermelhos? Eu não utilizo = off :)

mpmpd/mdmonitor

Pacote utilizado para criar e gerenciar softwares de volumes RAID.

named

Um servidor de Nomes. Famoso DNS. Pra quem só usa o /etc/resolv.conf dá pra desabilitar.

netfs

Permite montar e desmontar Sistemas de Arquivos em Redes. Se você não precisa montar um automaticamente pode desabilitá-lo.

nfs/nfslock/portmap

Permite o compartilhamento de arquivos através do protocolo TCP/IP.

pcmcia

Permite suporte à ethernet e modens em notebooks. Usa um desktop? Só colocar para off.

pop3d

Usado para rodar um servidor Pop3 no seu computador. Não sabe o que é isso? OFF.

rpcgssd/rpcidmapd/rpcsvcgssd

Estes são daemons do Network File System(NFS), se você não o utiliza, desabilite-o.

sendmail/smtpd

Permite que sua máquina envie e-mail, se você não utiliza este recurso poderia desabilitá-lo até por uma questão de segurança.

smb/smbd/nmbd/winbind

Protocolo smb serve basicamente para compartilhar arquivos entre máquinas Windows e Linux.

snmpd/snmptrapd

Gerenciador Simples de Protocolos. Utiliza isso? Eu perguntei primeiro.

squid

Squid é um Proxy que pode fazer um cachê das suas requisições via web. Caso não o utilize passe para off.

sshd/telnetd/rshd

Serviços que permitem acesso remoto ao seu computador.

vsftpd

Transforma seu computador em um servidor FTP, para a maioria das pessoas isto é inútil e pode ser posto para off.

wine

Não utilizei o wine ainda, se o seu caso for igual ao meu então passe para off.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Inicialização e níveis de execução
   2. Alterando entre níveis de execução
   3. Serviços e ferramentas
   4. Iniciando e parando serviços
   5. O que pode ser desabilitado?
   6. Conclusão
Outros artigos deste autor

Servidor Samba como PDC

DNS com BIND

Leitura recomendada

Tipos de permissões especiais GNU/Linux

Como explicar ao leigo o que é Sistema Operacional

Ubuntu Linux - Visão Geral

Instalação dual boot com 2 HDs com Windows XP e Ubuntu Linux

Criando uma ajuda mais aprimorada

  
Comentários
[1] Comentário enviado por budbadi em 19/02/2008 - 17:12h

Muito bom seu artigo!!!

me ajudou muito!!

abraços!

[2] Comentário enviado por coffani em 20/02/2008 - 22:48h

Simples e objetivo, para iniciantes é um prato cheio...

Bela contribuição.

[3] Comentário enviado por tasilva em 08/03/2009 - 02:24h

Parabéns pelo post cara, sempre usei Debian e resolvi mudar pro Fedora pois a empresa que trabalho tranalha com fedora e red hat, quando eu instalei o postgree e ele não inicializava achei que o fedora estava com problema pois não conhecia os métodos de inicialização de serviços, valeu pelos conhecimentos, mandou muito bem, com um post prático e objetivo. Parabéns

[4] Comentário enviado por tasilva em 16/03/2009 - 11:41h

vnderson, vou somente fazer uma resalva no seu ótimo artigo, decobri que o ntsysv altera a inicialização de serviços em outros níveis, ou seja, ele não altera somente o modo de inicialização dos serviços do nível que está em execução, na prática:

# ntsysv --level 345

Depois de executar esse comando ele abre o gerenciador com os serviços, igual quando vc roda pro nível atual, então vc desabilita e pode conferir o status de inicialização do serviço assim:

# chkconfig --list
apmd 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
lvm2-monitor 0:off 1:on 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
tog-pegasus 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
postfix 0:off 1:off 2:on 3:off 4:off 5:off 6:off
messagebus 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
acpid 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
portmap 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
mdmonitor 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
lm_sensors 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
readahead 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
irqbalance 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
rpcidmapd 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
microcode_ctl 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
netdump 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
dc_server 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
vsftpd 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
nfs 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
NetworkManager 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
cups 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
psacct 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
nscd 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
named 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
winbind 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
crond 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
rawdevices 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
netplugd 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
pcmcia 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
saslauthd 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
arptables_jf 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
tux 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
autofs 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
wpa_supplicant 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
auditd 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
netfs 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
rwhod 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
sshd 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
dovecot 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
openibd 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
anacron 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
isdn 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
rdisc 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
nfslock 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
xinetd 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
gpm 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
dc_client 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
mdmpd 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
syslog 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
ipmi 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
kudzu 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
httpd 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
network 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
squid 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
readahead_early 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
iptables 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
haldaemon 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
cpuspeed 0:off 1:on 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
rpcgssd 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
diskdump 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
irda 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
xfs 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off
ypbind 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
rhnsd 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
bluetooth 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off
atd 0:off 1:off 2:off 3:on 4:on 5:on 6:off
smartd 0:off 1:off 2:on 3:on 4:on 5:on 6:off

O mesmo aplica-se a ferramenta chkconfig:

# chkconfig --level 345 postfix off

Abraços


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts