É o Linux somente para especialistas?

Este artigo discute conceitos divulgados erroneamente na imprensa sobre a "complexidade" do Linux no desktop. Serão abordados tópicos que vão desde a maturidade das interfaces gráficas do Linux, custo x benefício (Windows x Linux), impactos negativos do monopólio da Microsoft e responsabilidades que devemos ter enquanto divulgamos software livre.

[ Hits: 35.613 ]

Por: Perfil removido em 10/02/2005


Monopólio



"...dedicaremos algum tempo falando da versão que hoje vem instalada em 99% dos nossos micros com sistema operacional instalado: o Windows XP, tentando responder porque ele se tornou praticamente uma unanimidade de escolha para fabricantes."

Esta "preferência" deve-se a um monopólio que a empresa exerce sobre o mundo todo. Segundo o que pudemos apurar numa pesquisa na internet sobre "monopólio da Microsoft", obtivemos alguns argumentos sobre esta prática e que resumo a seguir (responsabilidade dos autores):

1. O monopolista impõe o preço que bem entende e o consumidor é que paga a conta (1).

2. Populações geneticamente homogêneas, que procriem majoritariamente ou exclusivamente entre si, sempre serão muito vulneráveis a infecções e defeitos genéticos: ou seja, excelente exemplo de genética das populações aplicada ao monopólio de software -> se o mercado de informática fosse dinâmico, com dezenas de empresas disputando a preferência do consumidor, não haveria nenhum sistema operacional utilizado por 99% dos usuários e, portanto, jamais existiriam vírus capazes de infectar 99% dos usuários (1).

3. Os problemas seriam localizados em grupos específicos de usuários e nunca, nunca ganhariam as manchetes dos jornais (1).

4. O monopólio da MS é ruim para o mercado, por nos privar de podermos trabalhar com bons produtos, já que qualquer coisa que ela lança é o que o mercado adota mesmo, sendo bom ou ruim, e traz um prejuízo enorme para o profissional, visto que ele está sempre a mercê de erros indesejáveis de produtos perante ao seu usuário final. Para o usuário final, o erro sempre será do profissional que está atendendo-o, e não do produto que ele está operando (2).

5. "a Microsoft mais uma vez, está defendendo, publicamente, a tese de que a inovação na indústria do software deve acontecer, somente, sob o controle e na direção da Microsoft (...) empregando táticas de relações públicas, para incitar o medo, entre as empresas que estão considerando migrar ao modelo do software livre" (3).

6. No sistema de código fechado da Microsoft, mesmo tendo conhecimento não há liberdade e possibilidade de criação, não se pode modificar o sistema de acordo com necessidades particulares (4).

7. ...essa condição de verdadeiro monopólio internacional da Microsoft em termos de sistema operacional resultou de um desenvolvimento criativo e prático - que atendia às necessidades dos consumidores, em contraposição a outras ferramentas que não foram aceitas pelos usuários - e de uma agressiva política de marketing que não mostra condescendência com os concorrentes. Aliás, essa é uma contradição existencial do capitalismo e dos capitalistas. Todos são a favor da livre concorrência, mas no fundo querem destruir seus competidores e se tornar monopolistas, sem o menor sentimento de culpa... (5)

Bem, acho que já é suficiente para desmentir esta parte do editorial!!!

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Escolhendo o sistema
   2. Dilema na escolha
   3. Custo x benefício
   4. Monopólio
   5. Divulgando o Linux: Responsabilidades dos usuários
   6. Referências
Outros artigos deste autor

DownThemAll: O melhor gerenciador de downloads no Linux

soundKonverter - o maravilhoso conversor de áudio

1º Fórum da Internet no Brasil

Criando Arrays, Arrays Multidimensionais e Hashes em BASH Script

FreeRADIUS - Noções básicas - Parte III

Leitura recomendada

Se o Linux fosse uma "marca"

GNU/Linux: Liberdade e Cosmovisão

Software Livre no Brasil

Libertarianismo e semelhanças com Software Livre

Uma crítica à critica & Sugestões aos ativistas do SL

  
Comentários
[1] Comentário enviado por morvan em 10/02/2005 - 09:35h

Excelente artigo, acvsilva. Nota 1000. Gostaria de acrescentar um fato: dificilmente se instala um Windows "andando nos cascos", sem no mínimo uma visita a um sítio, para resolver problema de um driver (seja de USB 2.0, Vídeo, Áudio, etc. Precisa de um SP(N) sempre, principalmente para os mais novos (XP E 2k)). No Linux, via de regra, a máquina sai pronta do laboratório, com todas as dependências de dispositivos resolvidas. Apesar do senso comum, no meu local de trabalho, pelo menos, esta é a tônica. Isto é ou não maturidade?

[2] Comentário enviado por vodooo em 10/02/2005 - 10:57h

Estou sem palavras!!!

Ótimo artigo!

É impressionante como algumas pessoas falam sobre coisas que não conhecem, e falam erroneamente, pois o Linux está pronto para qualquer ambiente de trabalho sim!

Abraços

[3] Comentário enviado por hellnux em 10/02/2005 - 11:31h

Bom artigo amigo........

Infelizmente temos que aturar essas informações equivocadas, o pior é que vem de pessoas que julgam saber alguma coisa.

Valeus.....

[4] Comentário enviado por tuxjpa em 10/02/2005 - 12:52h

Bacana este artigo, temos que mostrar para as pessoas que elas estão sendo alvo de um monopolio da M$.

Vlw...
Abraço.

[5] Comentário enviado por tutasme em 10/02/2005 - 15:21h

blz
Tenho Linux instalado (suse 8.2) e te-lo como Desktop foi muito facil, apenas dar o boot pelo cd, escolher idiomas etc.. nada que fuja as regras de instalacao de qualquer SO. Sem amadurecimento ideal o Linux e suas distribuicoes nao alcancaria o desktops que o utilizam hoje.
viva o linux

[6] Comentário enviado por buzzard em 10/02/2005 - 16:00h

Muito bom artigo, argumentos com fundamentos lógicos.
Quanto a parte "Custo x Benefício" eu só tenho que concordar porque o Windows para você ter "tudo" você tem que comprar o Windows, Office etc e no final o custo fica alto enquanto no Linux você já vem com suporte a maioria das coisas.

Parabéns pelo artigo.

[7] Comentário enviado por wester em 10/02/2005 - 16:48h

Ótimo texto! Apenas como complemento à questão de monopólio da MS, há alguns meses, precisei trabalhar na aquisição de 5 computadores. Devido à urgência, entrei em contato com a Dell, passei toda a minha configuração e no final, o atendente me passou o preço do Windows XP Professional. "Não, eu só vou querer as máquinas. Não vou usar esse SO", eu disse. Bom, aí o vendedor me disse que é obrigatório. Venda casada agora? Não mesmo! Acabei encomendando as máquinas numa loja comum mesmo...

[8] Comentário enviado por jragomes em 10/02/2005 - 17:03h

O problema da venda com sistema operacional é legal... em algum lugar diz que um computador só pode sair de fábrica com SO. Tanto é que para evitar isso, acho que a propria Dell nos EUA, te dá a oportunidade de instalar um DOS que custa uma ninharia e ainda fica dentro da lei.
E esse negócio de só poder sair com um SO é por causa das parcerias que eles tem com a M$, eles ganham desconto e tudo.

Agora quanto ao artigo, só elogios, muito bem escrito, linguagem clara e direta. Parabéns!

[9] Comentário enviado por wester em 10/02/2005 - 18:10h

Bom, legal certamente é, acho que não arriscariam tanto. De qualquer forma, no meu caso a única opção era esse ou o Windows 2000. Pode estar dentro da lei, mesmo assim considero venda casada, pois queriam me forçar a comprar algo que eu não precisaria.

[10] Comentário enviado por removido em 10/02/2005 - 18:37h

Caro wester:

esta venda casada é típica do monopólio...
Abraços,

;-))

[11] Comentário enviado por gelemeurer em 10/02/2005 - 18:58h

Cara nota 10!!! Valeu!

[]s

GM


[12] Comentário enviado por anp em 10/02/2005 - 21:39h

Excelente !!! É a única palavra para esse notável artigo ! Parabéns.

Obs.: relação custo x benefício. Nada mais !

[13] Comentário enviado por warlinux em 11/02/2005 - 15:19h

Poderiamos realizar um teste instalar o Windows XP e o Conectiva 10, numa mesma máquina e veremos qual daria mais trabalho para colocar funcionando, com os drives e atualizações tudo funcionando.

Não dê opiniões ao que você não conhece, como falar que é melhor ou pior se você não conhece.

Se o cara falou que o Linux é imaturo, ou para especialistas, logo ele não sabe usar então como pode julgar.

Ou todo mundo, já nasceu sabendo a usar o Windows, só acham ele mais fácil pois foi o primeiro que aprendemos a usar.

Falow fui...

[14] Comentário enviado por rhGangster em 13/02/2005 - 13:40h

nossaaaaaaaa pra vcs eu n sei mas soh do cara falar q windows ta em 99% de maquinas, oq diz dos outros, no minimo 1% das outras versoes do windows? kde os outros operacionais??? aff cara a alguns anos a superdownloads fez uma pesquisa e saiu perguntando pra galera qual era melhor pra eles, linux ou windows, linux venceu... 46% ¬¬ e isso ja faz algum tempinho, leiam isso na revista ArquivoLinux n2 q veio com a GeeK n15 .... fuiZzZZZ

[15] Comentário enviado por Meuapelidoaqui em 13/02/2005 - 18:44h

Muito bom oq vc fez, pegou o artigo e partiu ele, explicando corretamente. Muito inteligente.

[16] Comentário enviado por Herr_Filip em 08/12/2005 - 11:33h

Apenas algo que eu achei interessante:

O título do artigo do Jornal era "Escolhendo um SO"?
Se for, (ou mesmo que nao seja), o maravilhoso autor do artigo do JORNAL fez a escolha dele, com base em algo que ele desconhece e somente fala sobre uma das opções: Windows XP.

Imagem isso:
"Comparativo entre o Chevrolet Astra e Fiat Stilo:
Como o Astra nao traz teto-solar na versão X, vamos analisar apenas o Stilo"

Ou seja, o autor do artigo do Jornal nao teria como traçar uma comparação entre Windows e Linux, porque ele nunca deve ter tido nenhuma experiencia com Linux.

Entao porque o jornal não deu o titulo do artigo algo como:
"Mais uma chupação de Ovo p/ Microsoft: Falando sobre o XP"

Nao gosto de ler artigos de informática em jornal, nem algumas revistas por aí, pela simples falta de conhecimento em Linux

São obrigados a conhecer Linux? Nao. Nao sao. Entao nao falem o que nao sabem!

Na minha opinião, o autor do artigo do Jornal devia ir fazer o que sabe: capinar.

[17] Comentário enviado por Herr_Filip em 08/12/2005 - 11:34h

OBS: esqueci de dizer, parabéns pelo artigo!!

[18] Comentário enviado por emersonat em 28/12/2009 - 09:34h

Bom seu artigo.
Sou usuario basico do Linux ja a 5 anos e confesso que algumas coisas ainda no windows são mais conhecidas e de facil utilização.
Creio que a mudança é uma questao de tempo.
Valeu

[19] Comentário enviado por Sidinei Pereira em 25/10/2010 - 10:30h

Sem palavras...
Um ótimo artigo.
custo-benefício combina com Open source e não para o windows...
Uma falta de conhecimento em Linux acaba denegrindo a imagem deste belo sistema.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts