DragonLinux - Distro levíssima

DragonLinux é uma distro leve baseada no famigerado Slackware, ela é capaz de rodar em cima do MS-DOS em até 8Mb de RAM sem precisar particionar o HD e ainda possui uma larga escala de recursos.

[ Hits: 12.968 ]

Por: Perfil removido em 21/12/2006


Introdução



o DragonLinux é uma distro baseada no Slackware, possui ambiente gráfico onde você poderá escolher entre KDE e GNOME, além de vir com kernel 2.2.16. Possui duas versões, a versão LITE e a FULL. O DragonLinux tem tudo que alguém precisa para ressuscitar velhos 486's da vida com um excelente suporte a rede, internet e tudo mais que um Slackware pode oferecer.

o DragonLinux é uma distro remasterizada para funcionar em ambiente FAT, ou seja, basta que você execute um arquivo de dentro MS-DOS para que tenha um Linux sem precisar particionar HD nem nada.

Download

Para obter o DragonLinux em qualquer uma das duas versões é só ir na sua página:
Entretanto aqui cabe uma dica: o Dragon Linux é uma excelente distro, além de não precisar particionar o HD, basta ter uma partição FAT e ele executa lá de dentro.

Instalando

O DragonLinux precisa ser executado de dentro do DOS, então para rodar a distro, crie uma pasta dentro da seu C: com o nome de DRAGON (esse passo é essencial), copie para dentro da pasta c:DRAGON todo o conteúdo do arquivo que você baixou, de forma que fique dentro da pasta DRAGON as pastas kernel, packages e setup.

Assim você reinicia a máquina, dá o boot no MS-DOS, navega até a pasta do DRAGONsetup com o comando:

> CD DRAGONSETUP

E executa o comando:

> SETUP.BAT

Executando como indicado, uma instalação do Slackware será iniciada, o Slack tem uma má fama quanto a sua instalação, porém essa é bem fácil e intuitiva, não irei me ater a sua instalação.

Executando

Se você procedeu com tudo normalmente até aqui, basta que você reinicie o computador depois da instalação, entre no MS-DOS novamente e navegue até a pasta do sistema com o comando:

> CD DRAGON

Execute o o arquivo DRAGON.BAT, como fez com o SETUP.BAT na instalação, basta indicar o nome do arquivo que ele se encarrega de tudo.

> DRAGON.BAT

Pronto! Você já tem um Slackware rodando sobre o DOS sem particionar o HD e pronto para ressuscitar qualquer máquina antiga.

Ressuscitei um Laptop Compaq 486 DX4 12Mb RAM com essa distro, estou apenas tendo problemas com configuração do ambiente gráfico, mas o mesmo está totalmente funcional e com bom rendimento.

   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Gerenciamento centralizado de usuários de rede com GOSA

Clonezilla - Servidor de imagens (Parte II)

Instalando EpiInfo 6.0.4d no Slackware 10.2

A camada de enlace de dados

Customizando o DVD de instalação do Slackware

Leitura recomendada

Gravando vídeo com placa de TV através do transcode

Iceweasel 4.0 no Debian Squeeze

Instalação e configuração do Webmin

Usando o start-stop-daemon no Slackware

Ferramentas de monitoria de tráfego

  
Comentários
[1] Comentário enviado por dtux em 21/12/2006 - 07:32h

Gostei cara aki na empresa tem um not antigo num vai dar outra
aehueah

[2] Comentário enviado por mpinho em 21/12/2006 - 10:45h

Rodar linux em FAT com esses artifícios de loopback reduz o desempenho e é feito somente para quem ainda está usando windows na máquina.

Há várias distribuições leves para esses micros antigos e rodando em sistemas de arquivos linux mais modernos e poderosos como ext3, reiserfs, etc.

[3] Comentário enviado por EdDeAlmeida em 21/12/2006 - 13:21h

Parabéns! Eu que sou interessado em "aproveitamento de micros antigos" vou experimentar assim que puder.

[4] Comentário enviado por thelinux em 21/12/2006 - 13:28h

boa dica para quem está começando no mundo Linux e sendo com o Slackware melhor ainda.

[5] Comentário enviado por Century_Child em 21/12/2006 - 16:21h

Kernel 2.2.16? ULTRA-desatualizada... não recomendo pra ninguém. Pra quê usar uma coisa tão antiga, se existem distros mais recentes e mais atualizadas?

[6] Comentário enviado por removido em 22/12/2006 - 08:16h

Century_Child, esta preguiça você trouxe do windows? como diz o artigo, a distro é baseado no slackware, basta usar pacotes tgz pra atualizar o kernel, e duvido que com um 486 vai ser necessário.

[7] Comentário enviado por alexlucena em 22/12/2006 - 15:21h

boa ;]

[8] Comentário enviado por ambuzr em 24/12/2006 - 01:33h

Eu não conhecia essa distro mas me aprofundei nela e achei muito boa viu, coloquei ela em um Pentium 133 com 32 de Ram e ta funcionando massa, mas nao usei o Dos, e sim o FreeDos que e livre tambem, portanto agora tenho um sistema 100%Free e ta fuicionado perfeitinho...vlw cara vc poderia ter citado o FreDos no seu artigo mas mesmo assim esta tudo bem...vlw

[9] Comentário enviado por kalib em 24/12/2006 - 12:32h

Muito interessante... ;]

[10] Comentário enviado por removido em 24/12/2006 - 14:11h

FreeDos é ótimo mesmo, basta que vc instale-o e tenha um PC rodando dos sistemas Free's e além de ter o grande e poderoso Linux em suas mãos...
quanto a versão do Kernel eu acho que não há o que se preocupar, basta instalar os novos pacotes de kernel afinal vc esta nun Slack e isso nao é um bicho de sete cabeças.

[11] Comentário enviado por Century_Child em 27/12/2006 - 14:08h

"basta usar pacotes tgz pra atualizar o kernel, e duvido que com um 486 vai ser necessário. "

Mas mesmo assim, não seria mais fácil usar uma distro mais atualizada, como o Damn Small Linux?

Não seria o caso de APENAS atualizar o kernel, mas sim atualizar TODO o sistema.

E sinceramente, pra mim não vale a pena insistir em um kernel velho, não faz sentido.

[12] Comentário enviado por f_Candido em 12/08/2007 - 17:08h

Muito boa.
Parabéns.

[13] Comentário enviado por giovanildo em 08/06/2008 - 00:52h

Parabéns cassio, isso eh excelente no caso de precisar mostrar para um usuario do windows 95,98 em um pentium 100 da vida que o linux eh mais estavel e confiavel, sem necessitar mexer com seu sistema operacional. vlw

[14] Comentário enviado por tsuriu em 20/06/2012 - 11:34h

Poderia me dizer... se é possível usar um pendrive formatado em fat32 e manter o DRAGON nele, para iniciar em qualquer computador com windows...


Contribuir com comentário