Desmistificando o GNU/Linux

Desmistificar o GNU/Linux é mostrar o quão funcional e fácil ele é, e este é o objetivo deste artigo. Linux não é difícil, é apenas diferente do que você está acostumado.

[ Hits: 21.071 ]

Por: Leonardo Damasceno em 13/10/2009 | Blog: https://techcraic.wordpress.com


Utilizando o terminal



Distribuições como o openSUSE e o Ubuntu tem um ambiente gráfico com um gerenciador de janelas bem amigável, deixando você utilizar o sistema através de cliques, sem muita dificuldade, então, por quê utilizar o terminal? Para quê digitar comandos?

Bem, é importante saber os comandos, pelo menos os básicos para ter uma noção de como o GNU/Linux trabalha por trás do ambiente gráfico. Tudo o que você clica tem uma ação, que provavelmente é um comando que será executado em um terminal oculto.

Mas, e se algum dia você tiver que dar suporte a uma outra distro? Vamos tomar como exemplo que você use o openSUSE e tenha que ajudar um amigo ou executar uma tarefa em seu trabalho em um Fedora.

Bem, um gerenciador de janelas, como o nome já diz, gerencia as janelas, e temos vários tipos, os mais conhecidos são Gnome, KDE... Bem, por padrão o openSUSE vem com o KDE, então se você usa o KDE e precisa dar suporte a uma distro com Gnome, como você vai utilizar o ambiente gráfico? Como você vai navegar pelo menu do gerenciador de janelas?

Caso você saiba alguns comandos que irão resolver seu problema, não precisa saber nada de Gnome ou KDE, porque toda distribuição possui o terminal. Então vamos dizer que você tenha uma tarefa bastante simples, ver quanto o diretório "/" está usando de espaço em disco.

Bem, se você sabe utilizar o comando "df" facilmente resolveria esse problema, em menos de 30 segundos, e não iria perder tempo procurando nos menus de um gerenciador de janelas.

Com a sintaxe "df -h" você veria quanto de espaço o diretório raiz, que é representado por "/", está ocupando em disco e resolveria o seu problema. Então qualquer usuário que saiba utilizar o terminal, com os comandos, vai ter facilidade de usar qualquer Linux.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. O mundo Linux
   3. Utilizando o terminal
   4. Comandos básicos GNU/Linux
   5. Gerenciadores de janelas, conceito de software livre e conclusão
Outros artigos deste autor

Segurança em seu Linux

I-Educar no Gnu/Linux

Criando DMZ com o PFSense

Criando VPN com o PFSense

Servidor de log no Debian com Syslog-ng

Leitura recomendada

Concatenação, conexão e recursividade de comandos no GNU/Linux

Asterisk - O sistema de telefonia open source

GoboLinux? Que distribuição é essa? (Parte 1- Primeiros contatos)

Permissões no Linux

Gerenciamento de pacotes RPM

  
Comentários
[1] Comentário enviado por vmaia em 13/10/2009 - 08:45h

Muito doido !!!
É isso aew....

[2] Comentário enviado por millemiglia em 13/10/2009 - 10:58h

Legal. Bom artigo para iniciantes.

[3] Comentário enviado por xpaulinhox em 13/10/2009 - 13:35h

Cara muito bom mesmo heim!!! Gostei muito do artigo.
Parabéns!!!
"Hoje vejo que todos querem ajuda, mas poucos querem ajudar" Falou tudo!


[4] Comentário enviado por leodamasceno em 13/10/2009 - 13:36h

Obrigado! Fico satisfeito que o artigo tenha agradado.
Escrevi ele, baseado no que já passei.

[5] Comentário enviado por removido em 13/10/2009 - 21:02h

Muito bom seu artigo, venho utilizando linux com mais dedicação e "always" recentimente.
Estou utilizando o Archlinux (archlinux-br.org) uma excelente distrito.

[]'s

[6] Comentário enviado por nicolo em 15/10/2009 - 11:36h

É, ainda não achei um windeiro que esteja disposto a digitar comando no terminal. Eles nem sabem
que o windows também tem terminal.
Cada vez que eu escrevo que esse caminho leva o Linux de volta ao laboratório aparece um montão de gente
xingando.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts