Consumo de memória dos ambientes gráficos no Arch Linux

Comparação quanto ao consumo de memória dos ambientes gráficos GNOME, KDE, Xfce, MATE e Cinnamon no Arch Linux.

[ Hits: 13.616 ]

Por: Rafael Soares em 01/10/2015


Introdução



Em março publicamos um artigo trazendo uma comparação quanto ao consumo de memória dos ambientes gráficos GNOME, KDE, Xfce, MATE, Cinnamon e LXDE no Debian GNU/Linux:
Dessa vez vamos trazer uma comparação no Arch Linux.

O Arch Linux é uma distribuição cujo desenvolvimento está focado na elegância, minimalismo e simplicidade do código. Espera-se que o usuário entenda o funcionamento do sistema, cada pacote precisa ser instalado e cada serviço precisa ser configurado.

Requisitos de hardware:

Foi utilizado um notebook ASUS S200E com as seguintes especificações:
  • Processador Intel Core i3 2365M 1.4GHz 3 MB Cache
  • 2 GB de Memória RAM DDR3
  • 60 GB SSD Kingston V300 Series

Requisitos de software:

Foi usado o Arch Linux, sendo feita uma instalação limpa do sistema (base, base-devel, xorg-server, xorg-xinit, xf86-video-intel, openssh) em um sub-volume de uma partição Btrfs, em seguida foram criados vários snapshots desse sub-volume para cada ambiente gráfico a ser testado.

sudo btrfs subvolume list /mnt
ID 257 gen 272 top level 5 path @archroot
ID 258 gen 372 top level 5 path @archhome
ID 260 gen 37 top level 257 path @archroot/var/lib/machines
ID 261 gen 348 top level 5 path @archgnome
ID 262 gen 360 top level 5 path @archkde
ID 263 gen 321 top level 5 path @archmate
ID 264 gen 324 top level 5 path @archmate-gtk3
ID 265 gen 356 top level 5 path @archxfce
ID 270 gen 376 top level 5 path @archcinnamon


Após isso foram criadas várias entradas no boot loader para cada um dos sub-volumes acima, e em cada um dos sistemas foi instalado o respectivo ambiente gráfico:
  • Cinnamon - cinnamon
  • GNOME - gnome
  • KDE - plasma
  • MATE - mate, networkmanager, networkmanager-applet
  • MATE-GTK3 - mate-gtk3, networkmanager, networkmanager-applet
  • XFCE - xfce, networkmanager, networkmanager-applet

Para fins de medição, decidimos ativar o NetworkManager em todos os ambientes gráficos, e não ativar o gerenciador de login (iniciamos cada ambiente gráfico com o comando startx). Iniciamos o sistema, fazemos login, acessamos o sistema via SSH e executamos o script "ps_mem.py", disponível em:
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Resultados
   3. Conclusão
Outros artigos deste autor

Consumo de memória dos ambientes gráficos do GNU/Linux

Leitura recomendada

Sejamos todos filhos da p***

Sistemas Operacionais - Experiência

O que você vai ser quando crescer?

Por que não migram

Livre não precisa ser gratuito

  
Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 01/10/2015 - 18:24h

Excelente Artigo, Favoritado.
e usando Snapshots separados para cada ambiente gráfico, vc trabalhou em condições de variavéis isoladas, com um método científico.
parabéns!
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[2] Comentário enviado por spylinux em 01/10/2015 - 20:14h

Muito bom o artigo!
Seria legal fazer um comparativo com WM tb, como fluxbox, i3, pekwm, openbox, dwm, etc

[]'s spylinux
Comunidade Manjaro Geek -www.manjaro-geek.org

[3] Comentário enviado por erisrjr em 01/10/2015 - 20:21h

Os usos do btrfs são muitos, pena a adoção dele pelas distribuições ser lenta(Das principais apenas openSUSE por enquanto).

*Muito bom seu artigo.

------------------------------------------------------
KISS principle, RTFM and STFW = 42

[4] Comentário enviado por lcavalheiro em 01/10/2015 - 20:27h

Com certeza não há o que refutar da metodologia do artigo. É assim que se trabalha, parabéns! Quanto ao resultado, alguma surpresa?


[3] Comentário enviado por erisrjr em 01/10/2015 - 20:21h

Os usos do btrfs são muitos, pena a adoção dele pelas distribuições ser lenta(Das principais apenas openSUSE por enquanto).

*Muito bom seu artigo.

------------------------------------------------------
KISS principle, RTFM and STFW = 42


Slackware também já adotou o BTRFS desde o 14.0, filho. Infelizmente o problema é o LILO, que não reconhece esse tipo de file system - e por isso que o GRUB passou a figurar numa instalação full do Slackware desde a mesma versão...

[5] Comentário enviado por sergeimartao em 02/10/2015 - 13:44h

Muito bom, já tinha procurado uma comparação dessa na internet, mas não tinha encontrado, parabéns!
Só achei que ficou faltando o LXDE que é um que bate diretamente com o XFCE em quesito desempenho.

[6] Comentário enviado por ricardoperera em 03/10/2015 - 14:41h


Muito bom o artigo! Deve ter dado muito trabalho realizar estas medições com tanto critério! Parabéns!


[7] Comentário enviado por rafaelsoaresbr em 04/10/2015 - 18:49h


[5] Comentário enviado por sergeimartao em 02/10/2015 - 13:44h

Muito bom, já tinha procurado uma comparação dessa na internet, mas não tinha encontrado, parabéns!
Só achei que ficou faltando o LXDE que é um que bate diretamente com o XFCE em quesito desempenho.


Sim, faltou o LXDE, inclusive quero fazer outro comparativo dessa vez personalizando um pouco mais cada ambiente, pois percebi que a instalação mínima do Gnome instala o Gnome-Traker que usa muita memória, enquanto a instalação do mínima do KDE vem mais "pelada", deixando de fora coisas como o Akonadi, que também usa muita memória e que é bem comum vir instalado nas distros.

[8] Comentário enviado por azk em 06/10/2015 - 03:02h

ótimos critérios, de fato;
xfce rocks! rs rs

To fix corrupted data issues:
Make sure your system is clean, take your disc and snap it in half. Throw your system out the window. Should work perfectly now.

[9] Comentário enviado por mvforce em 07/10/2015 - 10:42h

Ótima análise.
Uso o Gnome no arch e agora? devemos ter bom senso. O ambiente me agrada e eu tenho 4G de memória. Quando realmente preciso de memória inicio o openbox.

[10] Comentário enviado por Lauro1710 em 08/10/2015 - 14:55h

Aqui no OpenSUSE, com muitos aplicativos instalados e vários serviços rodando, o KDE fica em 400 MB. Aqui eu uso Btrfs.




---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
http://i.imgur.com/Vczk3t5.png?1

Lauro Alves de Carvalho
$ GNU/Linux > *

[11] Comentário enviado por Grinder em 23/10/2015 - 03:14h


Agora que fui ver o artigo, parabéns.
Adoro artigos que fazem testes e ainda mais dos que eu considero importante.

Parabéns novamente.


Contribuir com comentário