Configurando leitores ópticos e HDs

Uma explicação básica de como usar o fstab e como configurar dispositivos. Este artigo foi testado em Insigne Momentum 5.0 e como fonte de pesquisa o livro do Morimoto "Hardware, o guia definitivo".

[ Hits: 16.191 ]

Por: Aline em 27/04/2010


Configuração de HDs



IDE

IDE é uma abreviação de "Integrated Drive Eletronics", que indica o uso de uma controladora integrada ao módulo de armazenamento.

Na época em que foi criado, era comum incompatibilidades entre fabricantes diferentes, em 1990 a ANSI ratificou o padrão e deu origem ao no ATA, que acabou virando sinônimo que IDE, que já estava amplamente difundido. Essas placas IDE eram Paralelas e são seriais.

Nessa época os CDs não podiam ser ligadas nas entradas IDEs, apenas em entradas proprietárias, isso, até surgir o ATAPI (AT Attachment Packet Interface), que se tornou padrão e que possibilita hoje instalar um gravador de CD diretamente na entrada IDE.

Em cada porta IDE podem ser instalados dois drives, de modo que em uma placa mãe normal (com 2 IDEs) é possível instalar 4 drives (HDs ou CDs).

No Linux os drives recebem endereços fixos:

IDE Primária:
Master --> /dev/hda
Slave --> /dev/hdb

IDE Secundária:
Master --> /dev/hdc
Slave --> /dev/hdd

SATA

O barramento SATA é um barramento serial, que veio para aumentar as taxas de transferência dos HDs. Os HDs Sata podem ser ligados apenas um em cada conector.

No Linux os drives recebem endereços fixos:

Conector Master 1: /dev/sda

Conector Master 2: /dev/sdb

Conector Master 3 (se houver): /dev/sdc

E assim por diante, dependendo da quantidade de entradas que a placa mãe tiver.

Os HDs SCSI e SAS também são reconhecidos nessa sequência, Esses tipos de HDs são usados em servidores, por serem caros e terem um desenvolvimento diferente dos IDEs e SATAs.

É recomendado para informações mais aprofundadas a leitura de artigos em sites ou revistas sobre o assunto, assim como em livros atuais.

Geralmente os computadores de baixo custo possuem apenas um HD, que pode ser IDE ou SATA, o que leva a várias possibilidades para identificação de um novo HD quando este for ligado.

Opções que podem ocorrer:

Exemplo 1:
  • 1 HD IDE
  • 1 Drive de CD IDE
  • 1 HD SATA

A identificação poderia ficar assim:

Supondo que o HD e o CD estejam ligados em IDEs diferentes:

HD IDE como primeiro master --> /dev/hda
CD como segundo master --> /dev/hdc
HD SATA ligado na primeira entrada SATA --> /dev/sda

ou

CD como primeiro master --> /dev/hda
HD IDE como segundo master --> /dev/hdc
HD SATA ligado na primeira entrada SATA --> /dev/sda

Supondo que o HD e o CD estejam ligados na mesma IDE:

HD IDE como primeiro master --> /dev/hda
CD como primeiro Slave --> /dev/hdb
HD SATA ligado na primeira entrada SATA --> /dev/sda

ou

CD como primeiro master --> /dev/hda
HD IDE como primeiro Slave --> /dev/hdb
HD SATA ligado na primeira entrada SATA --> /dev/sda

Exemplo 2:
  • 1 Drive de CD IDE
  • 2 HD SATA

CD como primeiro master --> /dev/hda
HD SATA ligado na primeira entrada SATA --> /dev/sda
HD SATA ligado na segunda entrada SATA --> /dev/sdb

ou

CD como segundo master --> /dev/hdb
HD SATA ligado na primeira entrada SATA --> /dev/sda
HD SATA ligado na segunda entrada SATA --> /dev/sdb

Ainda existe a possibilidade do dispositivo adicionado ser SATA ou ainda do CD que já estiver instalado ser SATA, neste caso, de todos os dispositivos serem satas eles serão reconhecidos na sequência que foram instalados, por exemplo:

HD SATA e CD ROM SATA:

HD ligado na entrada 1: /dev/sda
CD ligado na entrada 2: /dev/sdb

Caso seja adicionado um dispositivo SATA, esse entrará na sequência, caso o dispositivo instalado seja IDE ele seguirá a regra fixa apresentada acima.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Configuração de drives de CDs e DVDs
   2. O que é fstab - Entendo a edição do arquivo
   3. Configuração de HDs
Outros artigos deste autor

Teste de software

Impressoras/scanners e multifuncionais Insigne GNU/Linux

O futuro - Linux, internet e TV

Mantendo-se atualizado nas notícias com RSS

Leitura recomendada

Criando um servidor CVS

Visão geral sobre o Raid

ZFS no GNU/Linux

Recuperação de Dados com o PhotoRec

Manipulação de discos e sistemas de arquivos

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cleysinhonv em 27/04/2010 - 16:02h

Olá Aline,

Brilhante artigo! É a primeira vez que leio um artigo de uma mulher aqui no VOL. Artigo simples e coeso!
Parabéns!

[2] Comentário enviado por removido em 27/04/2010 - 16:24h

legal. valeu pelo artigo, muito bom

[3] Comentário enviado por superlinux-br em 27/04/2010 - 16:26h

Oxi!!! essa parada de editar o fstab isso me fez lembrar meus tempos de Kurumin.

[4] Comentário enviado por removido em 27/04/2010 - 17:11h

Parabéns . muito bom

[5] Comentário enviado por elton.linux em 27/04/2010 - 19:31h

Até parece que essa menina sabe algo de linux!!!

Foi o irmão dela que fez a dica, podem apostar!!!


kkkk


Valeu
Abraço

[6] Comentário enviado por morvan em 27/04/2010 - 19:40h

Boa noite, Aline. Parabéns pelo artigo.
Muito didático, direto ao assunto, sem deixar de lado o seu aspecto pedagógico.
Gostaria de fazer uma pequena observação: hoje, na maioria das distros, principalmente as mais modernosas, ou mais dinâmicas, como preferir, não existe mais a distinção /dev/HdX para IDE e /dev/SdX para os dispositivos seriais; tudo é "abstraído" numa camada de software comum aos dispositivos de bloco. Então, se você vir um /dev/sda1, por exemplo, na primeira partição do seu HD, a única forma de saber se ele é "SAta" ou "PAta" é vendo suas propriedades em .../sys/block... (ou abrindo o gabinete e vendo as conexões, claro! Ou ainda utilizando um software de descoberta de HardWare, como o "lshw", por exemplo.). Esta observação que eu faço não ofusca a qualidade do seu texto, que é excelente; apenas quero ajudar a ilustrar tão belo artigo. Ah, em tempo: gostei da maneira como você situou historicamente o surgimento e a padronização das interfaces. Continue nesta direção...

Abraço,

Morvan, Usuário Linux #433640

[7] Comentário enviado por izaias em 27/04/2010 - 20:08h

Parabéns Aline!!!

[8] Comentário enviado por removido em 27/04/2010 - 20:32h

esse dia vai ser historico , a primeira mulher a escrever um topico no vol, parabens aline continue assim

[9] Comentário enviado por removido em 27/04/2010 - 20:35h

obs :primeira mulher bonita a escrever algum topico no vol rs.

[10] Comentário enviado por idelpin em 27/04/2010 - 21:23h

Rapaz eu quse não acredito noq vi
kkkkkkkk

[11] Comentário enviado por mosoli em 27/04/2010 - 22:02h

Olha so' uma guria aqui no VOL que maravilha.
Espero que seja a primeira de muitas!
Valew!!!

[12] Comentário enviado por aline.abreu em 27/04/2010 - 23:16h

Pessoal, agradeço os comentários, de todos, mas vcs estão me assustando... rsrsrsrs, é impossível que nenhuma menina tenha escrito artigos aqui, a comunidade está cheia de meninas...

elton.linux, de uma coisa eu me orgulho, eu que arrumo os pcs do meu irmão e do meu marido quando a distro deles dá pau... rsrsrs
morvan, tem ainda a opção de ver na BIOS... obrigada pelo complemento.

[13] Comentário enviado por removido em 27/04/2010 - 23:38h

haaaaaaaa tava muito bom para ser verdade , a aline é casada ,,,, rsr
to brincando , entao aline parabens e continue contribuindo com o vol
dei uma olhada no seu site ,,, interessante tem ate dica para crescer cabelo rsr
bj aline

[14] Comentário enviado por fabio em 28/04/2010 - 01:36h

Não cometamos injustiças pessoal, já tivemos ótimas colaborações da Bianca Franco (bem antiga, inativa atualmente) e da Michelle Pink por aqui.

Seja bem vinda Aline!

[15] Comentário enviado por valterrezendeeng em 28/04/2010 - 08:42h

Parabens !!

Gostei do Artigo.

O Histórico da Padronização do IDE, ATA e SATA foi muito bom, lembro de passar muita raiva com unidades de CD-ROM com padrões proprietários, algumas tinha que ser jogadas fora, pois, não conseguia ser reconhecidas...

Abraços

[16] Comentário enviado por albfneto em 28/04/2010 - 10:50h

E a Izabel, do Recife, ela Também tem artigos no VOL.
A Aline é a Expert do Insigne aqui no VOL.

[17] Comentário enviado por Teixeira em 28/04/2010 - 11:53h

Parabéns, Aline!
Continue escrevendo com essa graciosidade, leveza e didática.

E sovretudo...
não nos deixe a ber NA BIOS, ora pois!...

[18] Comentário enviado por aline.abreu em 28/04/2010 - 22:39h

albfneto, vc vive dizendo que sou expert no insigne e isso não é verdade, sou apenas uma usuária do sistema a muito, muito tempo.
E percebo que não preciso contribuir tanto com outras distros por que sempre tem quem faça... Bastante gente até...

[19] Comentário enviado por alefesampaio em 29/04/2010 - 08:32h

Muito bom artigo, há mulher bonita que ainda gosta de Linux, quer casar comigo?
rsrsrsrsrsrs ok ta muito legal seu artigo.

[20] Comentário enviado por landex em 07/06/2010 - 16:39h

Bacana este artigo! Muito bom mesmo.

[21] Comentário enviado por aline.abreu em 07/06/2010 - 16:44h

alefesampaio, putz, já sou casada... rs
Obrigada.

landex
Obrigada também.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts