Comparando desempenho de distros, arquiteturas ou ambientes gráficos - Método universal

Este artigo reporta um método universal para comparar desempenho de distros, ambientes gráficos e arquiteturas (32 e 64 bits), operando em condições de controle de variáveis, através do uso de boot em ambiente live-DVD.

[ Hits: 13.801 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 29/05/2015 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Experimentos, testes e resultados



D. Experimentos de benchmark - 32 bits

D.1. Dê Alt+TAB e abra o terminal que estava usando (Página 4). Se necessário, para ficar como root, execute:

sudo su

Navegue até a pasta onde está expandido o Phoronix e cheque com comando ls:

# cd /
# cd home/ubuntu/Desktop/phoronix-test-suite
# ls -a

D.2. Certificando-se que está na pasta adequada. Para ver os comandos de Phoronix, leia o arquivo "README.md" e/ou o conteúdo do subdiretório "Documentação".

"Instale" o Phoronix no ambiente boot live e veja os diversos comandos e opções dele:

# ./install-sh
# ./phoronix-test-suite

D.3. Escolha os testes que quiser.

Sugiro um pequeno teste simples, que é um padrão recomendado pela Phoronix. "Smallpt", um renderizador gráfico de iluminação:
Para instalar e depois rodar automaticamente o teste, execute:

# phoronix-test-suite benchmark smallpt

Veja que se instala:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
Atendendo às mensagens que aparecem, dê os nomes que quiser e depois salve as informações. Veja que o teste executa, automaticamente:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
Espere terminar o teste. Para facilitar a visualização, dirija os resultados para o navegador. Veja:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal   Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
Eu não fiz, mas se quiser executar novamente o mesmo teste, é este o comando:

# phoronix-test-suite run smallpt

Vejam que o resultado mostra alta performance, mesmo em 32 bits, mas lembre que este Phenom é conhecido como máquina de alta performance.

D.4. Observe que, embora toda minha memória RAM (verificável com o comando free), 16 gigas, é enxergada graças ao suporte dos Kerneis PAE dos novos Ubuntus:

total       usado      livre    compart.  buffers     em cache
Mem:      16353664    4069340   12284324    1285004     418212    2853528
-/+ buffers/cache:     797600   15556064
Swap:      2047996          0    2047996


Mas a ATI (do meu micro) que aparece no teste é a onboard, que é menor.

Isso é por causa do driver de vídeo, que eu não troquei. Não haverá problema, porque as arquiteturas são comparadas na mesmas condições. Se você não alterar o driver de vídeo, num dos live-DVDs, não o faça no outro, a não ser que seja exatamente o parâmetro que está comparando.

D.5. A Suite Phoronix é muito grande e demoraria muito para poder executar tudo.

O teste mais completo, para uma rigorosa comparação, pode ser executado pelo comando:

# phoronix-test-suite benchmark 1204293-BY-PHORONIX357

Eu executei vários testes, mas para este artigo, destaco apenas os experimentos principais. Em condições análogas ao descrito em D.3, vamos fazer mais um experimento.

Vamos testar a capacidade de manipular vídeo, com o "Encoder" X264:
Como em D.3. Mas agora, execute:

# phoronix-test-suite benchmark x264

Espere o teste instalar e executar. Eis os resultados, no meu micro:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
D.6. Outro teste, C-Ray, um algoritmo de renderização, "ray tracing" e "anti aliasing" e usando calculo de ponto flutuante.
O comando para instalar e rodar é:

# phoronix-test-suite benchmark c-ray

Eis os resultados:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
D.7. Mais um teste, OpenSSL (uma criptografia RSA 4096-bit, para protocolos SSL e TLS):
Para rodar o teste, execute:

# phoronix-test-suite benchmark openssl

Resultados:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
D.8. Mais um experimento que fiz, cálculo de FFTE ("Fast Fourier Transform Extended") "Transformada de Fourier".

Escolhi, porque transformada de Fourier é muito importante em Ciência e Tecnologia.

Usada em processamento, diagnóstico por imagem, Matemática e até Física e Química, para refinar os dados obtidos por Computação Gráfica, datação por Carbono-14, Ressonância Magnética Nuclear, espectroscopias e cromatografias de diversos tipos etc.
Aqui, destaco que foi preciso instalar um compilador Fortran, GFortran, para o teste funcionar:

# apt-get install gfortran

Em seguida, executei o comando para fazer o experimento:

# phoronix-test-suite benchmark ffte

Resultado, NÃO obtido! Não sei por que. O sistema trava o cálculo, antes de terminar. Tentei duas vêzes. Mas encontrei valores de literatura para poder comparar (veja Página 6).

D.9. Finalmente, o último teste que fiz, estressando a CPU. (coitadinha!)

Isso é feito fazendo rodar vários testes de benchmark ao mesmo tempo:
Executei o comando:

# phoronix-test-suite stress-run ffte openssl smallpt c-ray x264

Executando:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
Não travou, mas foi ficando muito lento, 5 Giga de RAM (do total de 16, que o Micro tem) foram consumidos e 95 % da CPU foi usada. Quando ficou muito lento, foi necessário interromper (com Ctrl+c) e matar o processo:

# killall phoronix-test-suite

Resumindo, foram feitos no boot do DVD de Ubuntu 32 bits, os testes: Smallpt (D.3); X264 (D.5); C-Ray (D.6); OpenSSL (D.7); FFTE (D.8) e estresse de CPU (D.9).

E. Experimentos de Benchmark - 64 bits

E.1. Fechei a sessão e reiniciei o micro, dando boot no outro live-DVD, o do Ubuntu 14.10, 64 bits.

Todos os passos, testes e experimentos acima descritos (Veja item D e seus sub-itens e Página 4) foram repetidos, no DVD de 64 bits, na mesma ordem e de modo exatamente igual.

Observe, "Instalando" a "Phoronix Test Suite", na RAM, no boot do live-DVD, 64 bits (pelo mesmo modo descrito na Página 4, para o DVD de 32 bits):
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
E.2. Executando o teste "smallpt" (Resultado SMALLPT, em 64 bits):
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
Os outros experimentos, testes, foram executados de maneira exatamente igual ao descrito para o Boot no live-DVD de 32 bits.

Eis os resultados (E.3. SMALLPT 64 bits):
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
E.4. X264-64 bits:
Linux: Comparando desempenho de distros, arquiteturas ou ambientes gráficos - Método universal
E.5. C-RAY 64 bits:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
E.6. OPENSSL 64 bits:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
E.7. FFTE 64 bits:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
E.8. Stress de CPU, 64 bits:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal

F. 32 e 54 bits. Alguns resultados armazenados:

Alguns de meus resultados foram hospedados na nuvem, no site OpenBenchmarking:
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Procedimento prático
   2. Introdução
   3. Materiais e métodos
   4. Preparativos para realizar os experimentos
   5. Experimentos, testes e resultados
   6. Discussão e conclusão
Outros artigos deste autor

Usando Linux - Vida nova para um velho Itautec Infoway

Sabayon 5.0 - Uma nova distro multimídia (parte 1)

Experimento: SWAP diretamente na memória RAM - Testes para RAM e SWAP

Conhecendo e testando vários navegadores de Internet

ATI Catalyst Radeon Graphics no Sabayon Linux - Instalando e configurando drivers proprietários

Leitura recomendada

Guia de instalação de placas de vídeo ATI no SuSE

Configurando o scanner Genius colorpage vivid III v2 e outros scanners no GNU/Linux

Instalando Linux em notebooks - uso de cheatcodes

Alsa + Esound no Slackware (deixando o som supimpa!)

Placa de rede wireless Encore ENUWI-G2 COM CHIP RTL8187B no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por izaias em 29/05/2015 - 14:17h

Mais um grande artigo do mestre Alberto.

Favoritado!

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 29/05/2015 - 14:50h

Interessantíssimo!

:)


--
Só digo uma coisa: num digo é nada. E digo mais: só digo isso.

[3] Comentário enviado por clodoaldops em 29/05/2015 - 16:52h

Vai ter muita gente usando este artigo para tese de mestrado em TI.
Eu só uso 32bits no netbook pq o processador é 32bits.
Belo trabalho!

[4] Comentário enviado por PX em 02/06/2015 - 17:12h

Legal, adoro beachs, faltou só testar o famigerado dual-channel rsrsr, queria saber se muda tanto com ou sem dual.
Quanto a memória RAM acho que muito ou pouca não modifica a performance por si só mas sim a latência e frequência e também o tipo - ddr2 para ddr3 tem bastante diferença ao meu ver - das mesmas assim como o dual channel, a menos que sejam jogos ou aplicativos "pesados" como Tera e Photoshop que possuem em ordem texturas e filtros aos montes.

Tem também o superpi:

versão linux >> http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=60264

versão windows >> http://www.superpi.net/Download/


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts