Comparando desempenho de distros, arquiteturas ou ambientes gráficos - Método universal

Este artigo reporta um método universal para comparar desempenho de distros, ambientes gráficos e arquiteturas (32 e 64 bits), operando em condições de controle de variáveis, através do uso de boot em ambiente live-DVD.

[ Hits: 13.007 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 29/05/2015 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Preparativos para realizar os experimentos



C. Preparação para os experimentos de benchmark

C.1. Inicialmente, tome o live-DVD de Ubuntu 14.10 (32 bits) e dê Boot com ele. Espere carregar completamente. Boot padrão, sem alterar a linha do Kernel (não modifique os "Cheat-Codes").

Verá uma imagem semelhante a esta:
Acerte a linguagem para Português do Brasil e não instale a distro, ao invés disso, clique em "Experimentar Ubuntu", espere carregar completamente.

C.2. Clique em "Configurações de Sistema", "Rede" e configure a rede, adequadamente para seu sistema. Aqui, o método pode variar um pouco, de micro para micro, de local para local. Se a sua rede é cabeada ou Wi-Fi etc. O importante neste ponto, será ter sua rede funcionando.

Como fiz os experimentos do artigo na USP, configurei para a rede da USP, que tem IP fixo.

C.3. Aperte as teclas Alt+F2 e execute "gnome-terminal". No terminal que se abre, execute:

# apt-get update

Depois execute este comando:

# apt-get install php5

Isso instalará os pacotes do PHP, a principal dependência da suite Phoronix:
Vejam que está instalada:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
Instale só na RAM, porque estamos no ambiente de Boot do live-DVD. A ideia deste artigo é essa mesma.

C.4. Baixe o pacote "Phoronix Test Suite 5.8 Development, Milestone 3" (veja Página 3) do endereço:
Se desejar, espete um Pendrive numa porta USB e salve uma cópia dessa suite no pendrive (você precisará dela depois, quando for testar a versão de 64 bits). Assim não precisará baixá-la novamente.

C.5. Aqui, usei interface gráfica, por comodidade e porque queria saber se o Ubuntu estava funcionando bem. Se quiser, pode usar comandos.

Vá em "Arquivos", abra o Gerenciador de Arquivos e arraste a suite Phoronix para a Área de Trabalho, ou copie a que está no pendrive.

C.6. Clique, com o botão direito do mouse, no arquivo do Phoronix, escolha "Extrair Aqui". Vá na pasta que se forma "phoronix-test-suite". Eis ela aqui:
Linux: Comparando Desempenho de distros, Arquiteturas ou Ambientes Gráficos - Método Universal
Agora, você tem tudo o que precisa para começar a brincadeira, os testes de benchmark.

C.7. Se você estiver testando com outra distro, que não Ubuntu, eis um pequeno sumário do que precisa fazer :
  • Prepare o live-CD/DVD;
  • Dê boot com ele;
  • Ative a rede na sua distro;
  • Atualize os repositórios;
  • Instale os pacotes de PHP;
  • E baixe e expanda a "Phoronix Test Suite".

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Procedimento prático
   2. Introdução
   3. Materiais e métodos
   4. Preparativos para realizar os experimentos
   5. Experimentos, testes e resultados
   6. Discussão e conclusão
Outros artigos deste autor

Como traduzir Software Livre - Um método fácil

Modificando a remasterização com Molecule - Sabayon completo, com KDE e GNOME

Recuperando e/ou adaptando o GRUB do Sabayon Linux

Compiz e Compiz-Fusion no novo Sabayon Linux

zsh (Z shell) - Uma alternativa ao bash

Leitura recomendada

Instalando o ATI Driver (Suse 9.1)

Funcionamento do Processador

Placa Intel PRO/Wireless 3945ABG no Debian Linux

Como testar distribuições GNU/Linux sem instalar

Zebra Barcode Reader: Lendo código de barras com a sua Webcam no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por izaias em 29/05/2015 - 14:17h

Mais um grande artigo do mestre Alberto.

Favoritado!

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 29/05/2015 - 14:50h

Interessantíssimo!

:)


--
Só digo uma coisa: num digo é nada. E digo mais: só digo isso.

[3] Comentário enviado por clodoaldops em 29/05/2015 - 16:52h

Vai ter muita gente usando este artigo para tese de mestrado em TI.
Eu só uso 32bits no netbook pq o processador é 32bits.
Belo trabalho!

[4] Comentário enviado por PX em 02/06/2015 - 17:12h

Legal, adoro beachs, faltou só testar o famigerado dual-channel rsrsr, queria saber se muda tanto com ou sem dual.
Quanto a memória RAM acho que muito ou pouca não modifica a performance por si só mas sim a latência e frequência e também o tipo - ddr2 para ddr3 tem bastante diferença ao meu ver - das mesmas assim como o dual channel, a menos que sejam jogos ou aplicativos "pesados" como Tera e Photoshop que possuem em ordem texturas e filtros aos montes.

Tem também o superpi:

versão linux >> http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=60264

versão windows >> http://www.superpi.net/Download/


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts