Como instalar o Linux (Debian) no Libretto 50CT

Muitas pessoas têm me contactado a fim de pegar dicas de como eu consegui esta façanha e por isto resolvi reinstalar o Debian, e então paralelamente, montando esta pequena receita. Espero que este artigo possa não se restringir somente ao Libretto, pois existem muitos outros modelos no mercado que podem ser beneficiados e melhor aproveitados.

[ Hits: 26.154 ]

Por: Robert Fernandes Francisco em 18/05/2010


Passo 03: Configuração inicial - o primeiro boot



Após a reinicialização do sistema foram feitas algumas perguntas referente ao término da configuração do ambiente, mas antes, quero destacar que:

A) Não vou me ater a certas explicações pois existem grandes artigos explicativos dentro do VOL a respeito das mesmas;

B) Qualquer melhoria demonstrarei em passos mais à frente

Vamos então ao procedimento:

1) A primeira tela que surgiu foi a Debian System Configuration... uma tela básica de congratulações e teclei em OK

2) A primeira janela a aparecer foi a Time Zone Configuration, onde confirmei o clock set para o GMT, selecionando YES

2.1) Na janela seguinte surgiu uma lista de locais, selecionei: America
2.2) Na janela seguinte surgiu outra lista, desta vez referente à cidade, selecionei: São Paulo

3) A tela a seguir foi a Password setup, que questionou a habilitação do padrão MD5 para as passwords... informei YES

3.1) Fui questionado se eu habilitaria as shadow passwords... informei YES
3.2) A seguir informei a senha do root...
3.3) ...e a confirmei a seguir
3.4) A seguir fui orientado a criar uma conta normal, além do usuário root (normal user account)... informei YES
3.5) Criei então um login para um usuário comum na janela a seguir
3.6) Informei o nome do usuário
3.7) Informei a senha deste usuário...
3.8) ...e a confirmei a seguir.

4) A seguir surgiu a janela Debian System Configuration, a qual deu a possibilidade de efetuar a instalação via PPP... selecionei NO (não)

5) A seguir surgiu a tela APT Configuration e dentre as opções, selecionei: edit sources list by hand

5.1) A seguir o nano foi carregado (um editor de texto simples) abrindo automaticamente o arquivo /etc/apt/sources.list
5.2) Após algumas pesquisas no site do Debian.org, encontrei a forma adequada de acessar os arquivos antigos da versão Woody:

deb http://archive.debian.org/debian/ woody contrib main non-free

5.3) ao final, teclei CTRL+X, informei Yes e dei enter para confirmar o salvamento.
5.4) o apt testou os pacotes sem problemas
5.5) fui questionado se eu queria adicionar outra fonte (source) e eu informei NO
5.6) o questionamento a seguir foi se eu queria adicionar as security updates... informei NO
5.7) foi exibida a seguir esta mensagem na tela: Replacing avaiable packages info, using /var/cache/apt//available

É por isto que esta é a minha distribuição favorita! Bem que o Jefferson (o Estanislau) sempre falava que Debian era Debian.

Por falar nisto, o Debian tem um bom número de versões completas que ainda estão disponíveis, a saber: Hamm é o Debian 2.0, Slink é o Debian 2.1, Potato é o Debian 2.2, Woody é o Debian 3.0 e Sarge é o Debian 3.1.

Infelizmente algumas não estão mais: Buzz é o Debian 1.1, Rex é o Debian 1.2 e Bo é o Debian 1.3.

Você pode encontrar mais detalhes em:
NOTA: Durante o processo, algumas mensagens de erro foram exibidas pelo dpkg (7 pacotes ao todo) e ao final, por causa destes poucos erros, o instalador me deu a possibilidade de rodar novamente o tasksel... eu até o rodei, mas os mesmos erros aconteceram de novo, porém sem impedir o funcionamento do sistema como um todo. O resultado foi muito satisfatório.

6) Surgiu então a tela do Debian System Configuration, eu informei YES para rodar o Tasksel.

6.1) Na janela Select tasks to install eu selecionei o seguinte:
6.1.a) X WindowSystem
6.1.b) Laptop System
6.2) Selecionei a seguir Finish nesta mesma janela

7) Voltou para tela do Debian System Configuration e eu selecionei NO para o DSELECT.

7.1) A seguir surgiu a seguinte mensagem:

* Reading Package Lists... Done
* Building Dependency Tree... Done
* 1 packages upgraded, 206 newly installed, 0 to remove and 0 no upgraded.
* Need to get 96.3MB of archives. After unpacking 246MB will be used.
* Do you want to continue [Y/N]?

7.2) Respondi Yes

8) A seguir apareceu a janela Configuring Debconf, na qual selecionei o método Dialog

8.1) A tela seguinte informou que eu posso priorizar as questões que receberei, teclei em OK
8.2) Na tela seguinte selecionei: medium

9) A próxima tela foi a Configuring Console-Common, onde teclei OK

9.1) Fui questionado o tipo de policy eu queria para os keymaps... a princípio selecionei Don´t touch keymap

9.1.a) A seguir mais uma série de pacotes foram desembrulhados (unpacked)...

10) A janela a seguir foi a Configuring PCMCIA-cs, onde teclei em OK

10.1) A seguir apareceu a seguinte pergunta: Should PCMCIA support be stopped on upgrades? selecionei ASK
10.2) Depois fui perguntado se eu queria inicializar o suporte a PCMCIA após a instalação... respondi Yes
10.2.a) A seguir mais um bom número de pacotes foram desembrulhados (unpacked)...

11) A tela seguinte foi a Configuring SSH (que é tudo de bom em termos de segurança)

11.1) Fui questionado se eu queria permitir o protocolo 2 do SSH que é mais seguro... selecionei YES
11.2) Depois apareceu uma tela informativa sobre os privilégios do OpenSSH... teclei em OK
11.3) A seguir fui orientado a habilitar o uso da autenticação do SSH Protocolo 2, entre outras coisas... informei YES
11.4) Na tela a seguir, fui questionado se eu queria instalar o sshd server... informei YES
11.4.a) A seguir mais um número de pacotes foram desembrulhados (unpacked)...

12) A tela a seguir foi a Configuring Irda-common

12.1) Fui informando que sua configuração encontra-se no arquivo /etc/irda.conf... teclei em OK
12.2) Depois fui questionado se eu queria habilitar o IrDA... informei NO, conforme sugerido pelo programa de instalação

13) Durante o processo que se seguiu, mais uma série de pacotes foram desembrulhados e quando foi iniciada a configuração do arquivo '/etc/pcmcia/serial.opts'... não alterei a sugestão do programa e teclei enter... a saber (NO)

14) A próxima tela a surgir foi a Adduser, na qual fui questionado se eu queria aumentar a segurança do /home (por assim dizer). Informei YES

15) O processo prosseguiu e recebi a seguinte pergunta: Install a boot block using your current LILO configuration? [Yes] Eu mantive a resposta default (Yes).

16) A tela a seguir foi a Configuring Man-db

16.1) Como orientado no texto explicativo, esta opção pode ser mais lenta em computadores mais antigos, por isto, segui a sugestão do programa, informando NO

17) A seguir foi a vez do /etc/init.d/iptables. Segui mais uma vez a sugestão do programa, informando NO e entrando a seguir na sua configuração.

17.1) Fui questionado se eu queria habilitar o iptables init.d script e conforme sugerido pelo programa, informei NO

18) A tela a seguir foi a Configuring Setserial, na qual teclei em OK

18.1) A seguir, selecionei o tipo de configuração: Autosave Once, conforme sugerido

18.1.a) A seguir mais um número de pacotes foram configurados automaticamente...

19) A tela a seguir foi a Configuring Binutils, na qual teclei OK

19.1.a) A seguir mais um número de pacotes foram configurados automaticamente...

20) Durante o processo de configurações, foi configurado o ispell...

20.1) Foram configurados os dicionários IAmerican e o IBritish e eu selecionei como dicionário default o American

20.1.a) A seguir mais um número de pacotes foram configurados automaticamente...

21) A tela a seguir foi a Configuring Less e selecionei o sugerido pelo instalador: NO

21.a) A seguir mais um número de pacotes foram configurados automaticamente...

22) A tela a seguir foi a Configuring Locales...

22.1) Eu não selecionei nada pois caso queira, posso editar o /etc/locale.gen manualmente depois. Por isto selecionei OK
22.2) A seguir, fui questionado qual local seria o default para o ambiente do sistema e eu selecionei: Leave Alone

22.2.a) A seguir mais um número de pacotes foram configurados automaticamente...

23) A janela a seguir foi a Configuring Xserver-common

23.1) fui questionado se eu queria gerenciar o X Server Wrapper com o Debconf... conforme sugerido, selecionei YES

24) A tela a seguir foi a Configuring Xserver-xfree86

24.01) Fui questionado se eu queria gerenciar o XFree86 4.x server com o Debconf... conforme sugerido, selecionei YES
24.02) A seguir selecionei como driver o VESA
24.03) A seguir surgiu a seguinte pergunta: Use Kernel Framebufffer device interface? Conforme sugerido pelo programa, informei YES
24.04) A seguir tive que informar o XKB Rule Set a ser usado. Não alterei o sugerido pelo programa, que foi o xfree86 e teclei enter
24.05) A tela a seguir foi uma tela informativa indicando os tipos de teclados disponíveis... o Libretto possui 80 teclas... teclei em OK para continuar
24.06) O programa sugeriu o modelo pc104... teclei enter
24.06) Foi sugerido a seguir o layout 'us' para o teclado. Teclei enter
24.07) A seguir foi a vez do device do mouse... selecionei o /dev/psaux 24.08) Não alterei o tipo de mouse e deixei selecionado o 'PS/2'
24.09) A seguir foi a vez do monitor. O configurador perguntou se era um dispositivo LCD. Informei YES
24.10) A tela seguinte tive que identificar as características do monitor. Selecionei para isto a opção Medium
24.11) Na tela a seguir uma série de opções de modo foram disponibilizadas. Selecionei 640x480 @ 60Hz
24.12) A seguir, algumas resoluções de tela foram exibidas. O sistema automaticamente marcou duas: 800x600 e 640x480. Não alterei nada e teclei OK.
24.13) A seguir selecionei o Default Color Depth in Bits: 24

24.13.a) A seguir mais um número de pacotes foram configurados automaticamente...

25) O próximo pacote a ser configurado foi o 'netenv'.

25.1) dentre as três opções disponibilizadas, selecionei a opção 1, que era a default.

26) A próxima tela foi a Configuring Apmd... teclei em OK

27) A seguir apareceu a tela Debian System Configuration, me informando que alguns pacotes falharam na instalação e me perguntando que eu queria tentar novamente. Informei NO.

28) Surgiu então na tela uma mensagem sobre algumas configurações automáticas... teclei enter

28.1) Selecionei a opção 5 (No configuration)
29) A última tela que surgiu foi a de congratulações... teclei enter

Chegamos ao fim da instalação inicial do Debian e após isto tudo, executei um reboot para avaliar o produto.

Como pode ser visto na imagem a seguir, o X carregou perfeitamente.
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Breve histórico de como escolhi o Debian
   2. Passo 01: Particionamento inicial e cópia do CD
   3. Passo 02: Instalando o Debian
   4. Passo 03: Configuração inicial - o primeiro boot
   5. Passo 04: Melhorando a configuração (aparência e utilitários)
   6. Passo 05: Acrescentando novos sources e atualizando o Debian
Outros artigos deste autor

Linux, uma experiência de uso

Qualidade de respostas

Leitura recomendada

Instalando o Beryl + Drivers NVIDIA no Ubuntu 6.10 (Edgy)

Filtros de Texto no Linux

Recuperar o grub de forma rápida

Atualizando sua versão Slackware - upgrade de pacotes

Como instalar e configurar duas ou mais distros

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 18/05/2010 - 21:39h

Parabéns amigo, principalmente pela sua perseverança. Cara, eu não sinto nenhum pouco de saudade dessa época (Xfree86, Winmodens, etc), mas não dá pra instalar um Lenny numa preciosidade dessas não é mesmo?.

[2] Comentário enviado por ricardoperera em 18/05/2010 - 23:48h

Kraaaa que legal!! Agora to exportando seu artigo para poder ler no meu smartphone! Faço questão de ler esta matéria!!

[3] Comentário enviado por fellipe em 19/05/2010 - 13:32h

Só o blackbox mesmo pra rodar numa máquina dessas...parabéns pela persistência.

[4] Comentário enviado por Lisandro em 19/05/2010 - 13:40h

Instalei via rede tanto o Redhat quando o Slack no CT50 e no CT70 e funcionaram beleza, rodando Windowmaker.

[5] Comentário enviado por ricardoperera em 20/05/2010 - 03:24h

Olá, já li o seu artigo, ficou mto fera!! Só fiquei com umas duvidas aqui: vc instalou o debian 3.0 ne? ms vc nao atualizou ele pro lenny né? ou atualizou? Se vc ainda está usando a versao mais antiga, a 3.0..queria saber como vc faz pra instalar programas, e atualizar.. Por exemplo, se vc tiver ai com um firefox mto velho e quiser instalar um mais novo, tipo o 2.0, teria como? É mais a título de curiosidade!

Ahh, fala pra gente quais os programas que vc mais usa ai no Libretto, no dia a dia, quais são impossíveis de rodar, quais rodam bem; isso seria bem bacana ;)!!


Abraço,

Até mais,


[6] Comentário enviado por fftrebor em 24/05/2010 - 10:18h

Olá a todos.

Estive algum tempo fora, curtindo umas merecidas férias depois de 5 anos... Por isto, perdão pela demora nas respostas.

1) edps (Edinaldo): É verdade. Eu tentei a Lenny antes e não deu certo... por isto que comecei pelo Woody. Mas faltou eu mencionar que dá para ir acrescentando as sources para ir atualizando alguns pacotes principais e instalando alguns outros pacotes.

2) Cisco Kid: Espero que tenha gostado.

3) Felipe: Eu testei o kde e outros... mas como o bb não tem...

4) Lisandro: Na primeira vez que tentei instalar, a cerca de 8 anos atrás, eu até pensei em instalar via rede... mas como minha opção foi a instalação a partir do hd, continuei por este caminho. Até porque eu gostei muito do Debian antes e como ele já tinha uma opção assim, segui por este caminho mesmo. Outra coisa, eu gostaria muito de saber como você fez a instalação via rede. Você poderia escrever um artigo sobre esta opção, seria muito legal. :-)

5) Cisto Kid: Como respondí ao Edinaldo, eu instalei o Woody e estou atualizando alguns pacotes e instalando outros. Eu até tentei instalar a partir de versões mais novas, porém por um motivo ou por outro, não deram em bons resultados. Mas isto é tudo uma questão de perseverança.

Um abraço a todos

[7] Comentário enviado por ricardoperera em 28/05/2010 - 23:50h

Olá Robert!! Que programas você está conseguindo usar com ele?! Voce já testou o seamonkey nele (email, browser, chat, ed. html)?? fiquei curioso sobre a possibilidade =P!! Muito bom o seu artigo, parabéns por todo o esforço e criatividade!! Curti muito ler a empreitada que foi instalar o debian nele!!

Até

[8] Comentário enviado por fftrebor em 04/06/2010 - 12:04h

Ricardo

Não dá para rodar muitas coisas devido à pouca memória e o baixo recurso do processador.
Porém, já instalei o apache em uma das oportunidades e rodou de forma aceitável.
O ftp não deve nada...
Uma vez instalei o traceroute, um trace gráfico que também funcionou de forma interessante.
Como servidor de e-mail também funcionou direito...
O meu uso nela é em reuniões. Eu gosto de escrever as atas no vim...

:-)

Pronto... contei...


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts