Cloud Computing, vantagens e dúvidas sobre esta tecnologia!

Na era atual, onde sistemas comerciais, aplicativos web e serviços corporativos precisam de respostas precisas e eficientes para comportar alto conteúdo e gerenciamento de dados, é sem dúvida essencial uma estrutura uniforme, complexa e dinâmica para atender necessidades básicas como infraestrutura, segurança e confiabilidade.

[ Hits: 31.639 ]

Por: Lucas de Souza Rodrigues em 11/04/2011


Conceito



Na era atual, onde sistemas comerciais, aplicativos web e serviços corporativos precisam de respostas precisas e eficientes para comportar alto conteúdo e gerenciamento de dados, é sem dúvida essencial uma estrutura uniforme, complexa e dinâmica para atender necessidades básicas como infraestrutura, segurança e confiabilidade. No entanto para suprir estes pontos, uma tendência em sistemas distribuídos vem se destacando na mídia, cujo o nome expressa um sentido exato do que realmente está por trás de códigos, cabos e computadores.

Computação em Nuvem, ou Cloud Computing, é um desenvolvimento elaborado para que sistemas e aplicativos de forma geral funcionem totalmente via web (internet), ou seja, não há necessidade do aplicativo/documento esteja na máquina, com apenas um computador ligado a rede é possível acessar as informações desejadas.

Porém a tecnologia Cloud Computing não resolve apenas este tipo de problema, seu desenvolvimento permite sanar diversos fatores cruciais para uma aplicativo ou empresas sem muita infraestrutura. Por exemplo, uma empresa que possui uma quantidade relativamente pequena de funcionários e tem necessidade de possuir serviços como e-mail, compartilhamento de arquivos, offices, sites corporativos, entre outros serviços, no mínimo precisaria de servidores montados com Postfix, Samba, OpenOffice, Apache, Xampp.

Até aqui tudo bem, todos os softwares citados são gratuitos (free), o problema surge quando se fala de infraestrutura, ou seja, como manter uma estrutura desse porte sem um servidor de qualidade, haja visto que quando se fala em tecnologia no Brasil, existem algumas barreiras, principalmente econômica, ainda se paga caro para ter um servidor robusto, sem contar os fatores secundários como a comunicação desses servidores com a rede (internet), seria preciso um link de dados (banda larga) razoável para comportar estes tipos de serviços.

A Cloud Computing tem como conceito básico a interligação de computadores de altíssima tecnologia interconectados via rede (internet), seguindo o princípio básico da computação em grade, ou seja, um modelo capaz de alcançar altas taxas de processamento que por sua vez compartilham tarefas entre si. Não existe a necessidade de instalação de programa na maquina local, e seu armazenamento é "estocado" via web com capacidade cada vez maior de dados e conteúdo.

Em virtude deste serviço ser utilizado via web, o acesso a programas é totalmente feito remotamente e com uma exclusividade interessante, os dados que trafegam na web ficam imunes de vírus e spans das máquinas locais. Não é preciso se preocupar com o sistema operacional, seja Windows, Linux ou Mac, a computação na nuvem sempre estaria ligada a web, apenas um browser instalado em seu sistema operacional pode resolver o acesso com a "nuvem", outro fator interessante neste seguimento é que sua estrutura é totalmente centralizada, as informações aqui sempre são únicas não havendo duplicidade ou concorrência entre dados, pois a fonte é a mesma para todos usuários conectados a ferramenta.
Linux: Cloud Computing, vantagens e duvidas sobre esta tecnologia!
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Conceito
   2. Vantagens
   3. Consequências
   4. Conclusão, diagrama e fontes
Outros artigos deste autor

JASmine - Gerenciamento e controle de impressões

CUPS - Gerenciador de impressões

Máquinas virtuais - Qual a melhor ferramenta?

Openfire em Ação nos meios Corporativos

Addon URL Filter - Filtrando URLs no seu firewall

Leitura recomendada

Ilegalidade em Editais de Concurso que cobrem Conhecimento em Software Específico e Proprietário

Insigne GNU/Linux Momentum 5.0 - A distribuição do computador para todos

Consumo de memória dos ambientes gráficos do GNU/Linux

Será que existe mercado para distribuições Linux não comerciais?

Linux ou Windows? Eis várias questões

  
Comentários
[1] Comentário enviado por izaias em 11/04/2011 - 20:09h

O artigo mais completo e esclarecedor sobre 'Cloud Computing'.

O capítulo sobre as consequências dessa tecnologia é que chama mais atenção. E claro, procede todo o temor com o uso de tal 'facilidade'. Ainda há muito a questionar e entender.
Não é só custo que deve nortear e atrair os possíveis usuários dessa tecnologia, a segurança dos dados deve garantir impenetrabilidade(isso existe?).

Talvez os maiores usuários dessa tecnologia poderiam ser Governos, Instituições de Ensino, Fundações de Pesquisas de capital aberto, ONGs e porque não o usuário doméstico numa rede compartilhada.

Excelente artigo.
Parabéns Lucas.

[2] Comentário enviado por nicolo em 12/04/2011 - 10:17h

Não é realista considerar algo que seja bom para todos, quando no "todos" estão incluídos indivíduos e empresas de perfis muito diferentes.
Algumas vantagens não são nada claras:
A centralização de programas poderia ser feita no servidor da empresa como já foi no Main Frame. isso colocaria as mesmas vantagens para a empresa e ainda deixaria todas as informações confortavelmetne seguras "In house". Obviamente a validade ou invalidade deste argumento depende do tamanho da empresa.

O Cloud Computing parece com Main Frame Via satélite, com a vantagem (vantagem para quem?) que pode ser acessado de qualquer lugar, mas o main frame também poderia- se tivesse sobrevidido aos dias de hoje.

O aspecto do cloud computer não parece ser por esse lado. Parece estar ligado a miniaturas, com
novo downsize e down-grade do equipamento portátil, o chip individual que cada indivíduo carrega no celular ou em algum outro gadget inseparável (Haja psicose que Freud não explica, mas pode-se recorrer ao Dr Karl Jung).

Seria como estar plugado 24 por dia incorporando a Super-Net, além de, e acima da televisão, significa que não está alterando significativametne processamento, mas está interferindo profundamente em COMUNICAÇÃO DE MASSA, e isso é um PODER IMENSO. As bandas larges e super largas já permitem assitir um filme via wireless, sem precisar de televisão. A coisa pode ser muito mais bombástica que os simples aspectos de rede.

Isso vai acirrar disputas, pois há muito dinheiro envolvido, e o que é pior há muito poder envolvido.

Os novos gadgets não serão apenas computadores, serão muito mais, incluindo; telefone, televisão, rádio, e som... eventualmente mais prazeres.

[3] Comentário enviado por julio_hoffimann em 12/04/2011 - 11:49h

Oi Lucas, parabéns!

Muito bom o artigo e os dois comentários dos nossos colegas Izaias e Nicolo.

Aproveitando para compartilhar novas informações do mundo Open Source... O LibreOffice está antenado com a computação na nuvem, alguns desenvolvedores propuseram um projeto a parte chamado "Unhosted LibreOffice", que acredito, hospedará os arquivos nos servidores da TDF:

http://vimeo.com/21387223

Abraço!

[4] Comentário enviado por bitetti em 12/04/2011 - 14:05h

Cloud Computing é legal principalemte se vc planeja "colaboração" e facilidade de "divulgação" dos trabalhos além da portabilidade.

Há uma outra vantagem q vc não sitou, documentos em nuvem também são registros datados por terceiros. Eu uso muito como referência para documentos em licença Creative Commons, afinal a data dos documentos em Cloud não pode ser adulterada como nas maquinas locais. Funciona como um registro em cartório não totalmente oficial.

EU por exemplo uso direto Acrobat, Google Docs e Aviary e espero um dia ter net rápida pra usar o OnLive.

Meu maior receito é que o termo Cloud Computing se perca, alias já esta meio complicado definir, se parar na boca do povo o termo pode cair em sombras de duvidas como o termo web2.0

[5] Comentário enviado por FowgeR em 13/04/2011 - 11:36h

Parabéns, excelente artigo!

[6] Comentário enviado por Teixeira em 13/04/2011 - 12:12h

Ainda tenho um pé atrás no que se refere a dois aspectos:

1-- Encriptação de dados. Isso deve ser providenciado pelo usuário com os melhores mecanismos e encriptação possíveis. De preferência um mecanismo para envio e outro, volátil e periodicamente renovável, para armazenamento na nuvem. Um sistema de senhas seria totalmente incipiente nesse caso, pois os crackers roubam a string e não a senha em si. Nesse caso, não adiantaria sequer uma senha alfanumérica longa de 255 dígitos.

2-- Se o sistema em si - em algum momento do futuro - não fizer o sucesso esperado e os "servidores nebulosos" tiverem de fechar, como é que fica o usuário, principalmente o corporativo?

Gostei do artigo. Parabéns.

[7] Comentário enviado por andre.cruz em 14/04/2011 - 08:34h

Meus Parabéns, muito esclarecedor o seu artigo.

[8] Comentário enviado por marquinhu em 14/04/2011 - 09:14h

Tenho uma pergunta...
As informações ficam na nuvem, raramente sabe-se aonde esta pelo oque entendi?

Mas tem alguma forma de localizar essas informações?
E em que tipo de computadores estão essas informações? se são servidores destribuidos? se são na rede perambulando por ai?

o artigo esclareceu bastante...
parabéns

[9] Comentário enviado por red_slack em 14/04/2011 - 09:55h

acabo de receber a liberação do meu MK-Cloud, uso aqui o MK-Auth e estou prestes a migra para o cloud.... e agora??? vai ou ficar??? heheh

Esclarecedor, porem duvidoso também.

Alguém ai é provedor e usa o mk-cloud???

[10] Comentário enviado por ricardoolonca em 15/04/2011 - 09:09h

Muito bom o artigo.

Lembrando que o conceito de "Nuvem" é antigo. Lembro que no começo da Internet, as empresas deixavam o site e o banco de dados dele em um provedor, assim como o email. Tudo o que era de "Internet" era hospedado em um servidor. Mas não se usava o termo "Nuvem.

Um dos motivos levou as empresas a hospedarem seus serviços "in door", ou seja, na própria empresa, foi a segurança. Com isso, ferramentas de segurança como firewall, ips, proxy e outros se popularizaram. Portanto, enquanto não criarem novas ferramentas de segurança voltadas para a computação em nuvem, a segurança será um problema.

Vejo que o que deve ser colocado na Nuvem são os dados públicos. Por exemplo, um canal de TV que tenha seus programas disponibilizados na Internet. Os videos poderiam estar na nuvem. Muitas empresas já publicam seus vídeos no Youtube. Sites corporativos, email, e até alguns arquivos poderiam estar na nuvem, pois o risco é pequeno e o estrago não seria tão grande. Vale a pena arriscar.

Agora, dados críticos, como os de bancos, de gestão estratégica, projetos, e outros dados que colocam em risco o futuro da corporação, ou a segurança do pais, devem ser mantidos "in door".

Para quem quer ver uma solução de desktop na nuvem, olhe os sites:

http://www.eyeos.com
http://www.icloud.com

[11] Comentário enviado por removido em 18/04/2011 - 00:59h

Pra quem gostou sobre "Computação em Nuvem" e se estiver afim de ler mais sobre esse assunto, aqui vai uma Monografia que eu tinha feito na minha faculdade.

Link: http://goo.gl/e729e

[12] Comentário enviado por removido em 18/04/2011 - 01:03h

Ops, fiquei tão interessado em divulgar o meu TCC que acabei esquecendo o mais importante: comentar o artigo, rsrsrs

Foi muito bom o artigo, parabens!!!

Captcha: "slackware" de coração

[13] Comentário enviado por bitetti em 18/04/2011 - 09:20h

Web2.0 surgiu em 2004 !? Eu já ouvia falar disso em 2000 na TV Cultura. Não confie muito na Wikipedia não.

[14] Comentário enviado por cainf em 21/04/2011 - 23:39h

Vejo que muita gente não está observando um detalhe a mão de obra técnica com máquinas e sistemas operacionais seja ele Windows, Linux ou Mac. Suponhamos que tudo fique na nuvem em um futuro proximo nem sistema operacional vai ser preciso instalar na máquina local como o google OS para que vai precisar de um profissional de suporte ?? Uma pessoa em rede, planejar os backups, firewall, banco de dados, expandir a rede comprar servidores, switchs e roteadores.

Esse é o lado crítico para nos profissionais se a nuvem realmente pegar pra valer muita gente vai perder o emprego ou mesmo o cliente ou isso vai ficar no meio termo ou os profissionais vão ter que procurar outra coisa para fazer, se houver.

[15] Comentário enviado por danilobs em 24/04/2011 - 15:19h

Parabéns pelo artigo meu caro...esclarecedor e objetivo!
Continue escrevendo...

Abração!

[16] Comentário enviado por jmurray em 28/04/2011 - 08:42h

E aí, me zoaram quando escrevi sobre a armadilha do Cloud Computing, olha só o que a google e a apple andam fazendo com os usuários com seus IPhones e Android's ! Vantajoso é para aqueles que tem sua empresa focada em cloud computing ou que querem trabalhar com ela, que se ferre a liberdade do usuário ! As notícias das espionagens é o maior sustento do que digo, querem vigiar e controlar o que a gente faz. Mas enfim, cada um com seu livre arbítrio !

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Ate-onde-e-vantajoso-o-Cloud-Computing/

[17] Comentário enviado por ricardoolonca em 03/05/2011 - 11:41h

cainf,

simples, vamos trabalhar nas empresas que fornecem Cloud. Ou então trabalhar mais na área de planejamento, análise, ao invés de "colocar a mão em cabos e alicates". Lembre-se de que a nuvel pode fornecer a infra também. Por isso, a parte de configuração de ips, roteamento, dns, etc, etc, etc ainda deverá ser feita por alguém. E esse alguém será um de nós.


Contribuir com comentário